Abacaxi é Bom para Pressão Alta?

Especialista:
atualizado em 16/03/2020

Confira se é verdade que o abacaxi é bom para pressão alta ou se não há evidências de que esta fruta ajuda no combate à hipertensão.

Saboroso, o abacaxi tem muitas utilidades na culinária e pode aparecer em receitas de sucos, bolos, tortas, chás, mousses e sorvetes, por exemplo. Confira algumas receitas de suco de abacaxi que separamos e também outras receitas de mousse de abacaxi light.

Mas será que a fruta também pode ter a sua serventia em relação ao tratamento da hipertensão? Você já ouviu falar que o abacaxi é bom para pressão alta?

Depois que compreender se a relação entre o alimento e a pressão alta é realmente positiva, aproveite e tire um tempo para conhecer todos os benefícios do abacaxi para a saúde e boa forma.

Sobre a hipertensão

A pressão arterial é determinada tanto pela quantidade de sangue que o coração bombeia quanto pela resistência ao fluxo sanguíneo nas artérias. Quanto mais sangue o coração bombear e quanto mais estreitas forem as artérias, maior será o nível de pressão arterial.

Com isso, um quadro de hipertensão é desenvolvido quando a força do sangue contra as paredes arteriais é elevada o suficiente para provocar problemas de saúde. Um dos graves problemas é que a pressão alta é descrita como uma doença silenciosa, ou seja, que demora para dar sinais.

Isso porque ela não costuma provocar sintomas – ainda que possam surgir sinais como dores de cabeça, dificuldade em respirar e hemorragia nasal, eles não são específicos da condição e geralmente não aparecem até que ela tenha atingido um nível perigoso.

A pressão alta exige a nossa atenção porque um quadro descontrolado de hipertensão pode causar uma série de complicações graves como: ataque cardíaco, acidente vascular cerebral (AVC), aneurisma, insuficiência do coração, síndrome metabólica, dificuldade de memória ou compreensão e demência.

Outras complicações de uma pressão alta não tratada incluem o enfraquecimento e estreitamento de vasos sanguíneos nos rins, o que evita que o órgão funcione apropriadamente, e o espessamento, estreitamento ou rompimento de vasos sanguíneos nos olhos, o que pode resultar na perda de visão.

Portanto, não é à toa que quando vamos a uma consulta médica, a nossa pressão arterial é sempre conferida. E não é a troco de nada que uma vez que a hipertensão é diagnosticada, o tratamento recomendado pelo médico precisa ser seguido corretamente.

E então, será que o abacaxi é bom para pressão alta?

Indiscutivelmente, o abacaxi é um alimento saudável, uma vez que serve como fonte de nutrientes importantes para o funcionamento adequado do organismo.

Uma porção de uma xícara ou 165 g de abacaxi é rica em vitamina C e manganês, ao mesmo tempo em que fornece fibras, cobre, potássio, magnésio, ferro, vitamina B1, vitamina B2 vitamina B3, vitamina B5, vitamina B6 e vitamina B9.

Os abacaxis também contêm quantidades vestigiais das vitaminas A e K e de fósforo, zinco e cálcio. Mas será que algum desses nutrientes pode justificar a afirmação de que o abacaxi é bom para pressão alta?

Um grande candidato neste sentido é o mineral potássio. A presença de níveis normalizados de potássio no organismo é importante para a função muscular, o que inclui o relaxamento dos vasos sanguíneos, algo que diminui a pressão arterial e protege contra as cãibras musculares.

De acordo com o MedlinePlus, portal dos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos, uma alimentação rica em potássio auxilia a compensar parte dos efeitos prejudiciais do sódio em relação à pressão arterial. Logicamente, isso não deve servir de justificativa para abusar dos alimentos ricos em sódio porque o excesso do mineral faz muito mal para a saúde.

Além disso, precisamos ponderar que, embora contenha doses de potássio, o abacaxi não tem uma concentração elevada o suficiente do nutriente para ser classificado como uma boa fonte do mineral, segundo informou o site Healthy Eating SFGate. Por isso, é necessário complementar a dieta com outras fontes de potássio.

A atividade diurética

Incluir alimentos diuréticos como o abacaxi na alimentação também pode ser uma tática recomendada por nutricionistas para a dieta do paciente que sofre com a pressão arterial elevada. Isso porque os diuréticos são conhecidos por contribuírem com o controle da pressão arterial.

Os diuréticos são substâncias que aumentam a quantidade de urina que você produz e auxiliam o seu corpo a se livrar do excesso de água.

O excesso de líquido eliminado pelo organismo com o auxílio dos diuréticos não é composto somente por água mas também por sódio, e como aprendemos acima, o sódio exerce efeitos prejudiciais em relação à pressão arterial.

Não é à toa que existe a classe de medicamentos diuréticos, que atuam justamente na eliminação do excesso de água e sal do organismo e podem ser utilizados dentro do tratamento da hipertensão.

Alimentos diuréticos como o abacaxi vão ter a mesma extensão de efeito do que um medicamento diurético? Certamente não. Portanto, para quem foi diagnosticado com a pressão arterial elevada, é obrigatório continuar a seguir todas as indicações de tratamento que foram passadas pelo médico, o que inclui o uso do remédio diurético ou de qualquer outra classe que foi prescrito pelo profissional de saúde para controlar o quadro de hipertensão.

Como já vimos mais acima, a pressão arterial elevada é uma condição grave de saúde que pode gerar complicações perigosas. Portanto, não dá para desobedecer as ordens médicas e substituir o tratamento prescrito apenas pelo uso de produtos naturais como o abacaxi para lidar com a doença porque isso pode ser um tanto quanto perigoso.

Entretanto, como nem tudo precisa ser 8 ou 80, a inclusão do abacaxi e outros alimentos com atividade diurético e ricos em potássio pode ter a sua utilidade no tratamento da pressão arterial elevada. Converse com o seu médico e/ou nutricionista a respeito da dieta para hipertensão que você deve seguir.

Aproveite essa conversa para falar especificamente sobre o consumo do abacaxi, principalmente se você fizer uso de medicamentos anticoagulantes. Isso porque a bromelaína – uma substância encontrada no abacaxi – deve ser evitada pelos pacientes que utilizam os remédios anticoagulantes.

A combinação com as propriedades anticoagulantes da bromelaína pode resultar em um distúrbio hemorrágico.

Tenha em mente que este artigo serve unicamente para informar e jamais pode substituir as informações profissionais e qualificadas de um profissional de saúde como o médico ou o nutricionista.

Referências Adicionais:

Você já tinha ouvido falar que o abacaxi é bom para pressão alta? Possui a condição e costuma comer abacaxi com frequência? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário