Especialista da Área:

Adoçante Sorbitol Faz Mal? O Que é?

Com quatro calorias por grama, o açúcar é um alimento altamente calórico e pouco nutritivo – e ainda por cima pode fazer mal à saúde quando consumido em excesso.

Para quem está preocupado com o peso ou então precisa prestar atenção à glicemia sanguínea, o uso de adoçantes pode ser uma boa alternativa ao açúcar, uma vez que estes contêm poucas (ou nenhuma) calorias e interferem muito menos na liberação de insulina.

  Continua Depois da Publicidade  

Dentre os adoçantes mais utilizados pela indústria alimentícia temos o sorbitol, um composto menos doce que a maioria dos adoçantes, mas ainda assim menos calórico que o açúcar.

A disseminação do sorbitol em produtos que vão desde o chicletes até medicamentos laxantes tem levado muitas pessoas a se questionarem se o adoçante sorbitol faz mal ou se pode ser utilizado para perder peso.

Veja o que as pesquisas científicas mais recentes dizem sobre o assunto, e saiba se vale a pena usar o adoçante sorbitol para emagrecer ou como parte da dieta para controle do diabetes.

O que é?

Também conhecido como glucitol, o sorbitol é um álcool de açúcar que pode ser encontrado naturalmente em frutas como maçã, ameixa, pera e pêssego. Como possui um efeito adoçante e é menos calórico que o açúcar, tem sido utilizado em gomas de mascar e doces com teor reduzido de açúcar, e até mesmo em cremes dentais.

O sorbitol tem cerca de 60% do poder adoçante da sacarose (açúcar de mesa), mas contém apenas um terço das calorias do carboidrato refinado. Boa parte do sorbitol utilizado nos alimentos processados é proveniente do xarope de milho, um líquido viscoso composto basicamente por glicose.

Apesar da semelhança no nome, o sorbitol não contém etanol, e portanto não tem o mesmo efeito intoxicante do álcool etílico.

Uso como Laxante

Como tem um efeito osmótico – isto é, atrai água para o intestino grosso – o sorbitol serve como laxante natural quando utilizado em doses superiores a 50 gramas por dia.

E por sinal é exatamente essa característica do sorbitol que confere à ameixa seu potencial purgativo. O açúcar da fruta sofre fermentação pelas bactérias intestinais, e como resultado são formados ácidos graxos que aumentam o bolo fecal e estimulam os movimentos peristálticos.

Sorbitol x Outros Adoçantes

white-crystalline-powder

Ao contrário de adoçantes como a Stevia, que é 200 vezes mais doce que o açúcar e quase não contém calorias, o sorbitol tem a metade do poder adoçante da sacarose e contém calorias. São cerca de 2,6 kcal por grama do adoçante, contra zero da sacarina e do ciclamato.

Por outro lado, o sorbitol parece ser menos tóxico e não está associado a efeitos colaterais mais graves como muitos edulcorantes artificiais.

  Continua Depois da Publicidade  

Outra vantagem do sorbitol é que ele tem sabor mais suave e não deixa resíduo amargo na boca como a sacarina (sobretudo quando esta é utilizada em altas concentrações).

Outras vantagens do Sorbitol

Se o sorbitol contém calorias e não é tão doce quanto os demais adoçantes, quais as vantagens de utilizá-lo como um substituto para o açúcar?

1. Valor Energético

Ok, o sorbitol não é exatamente light, mas ainda assim sai na frente do açúcar no quesito calorias e controle do peso.

Uma diferença de menos de 2 kcal por grama pode não parecer muita coisa, mas ao longo do dia e das semanas, estaremos falando de centenas ou até milhares de calorias a menos na dieta.

Veja esse exemplo: uma pessoa habituada a consumir 30 gramas de açúcar ao dia estará ingerindo nada menos que 120 kcal. Já a mesma quantidade de sorbitol fornece aproximadamente 78 kcal – uma diferença de 42 kcal em um único dia.

Essa diferença será responsável por uma “economia” de quase 300 kcal em uma semana, ou o equivalente a um sanduíche natural com atum.

2. Saúde bucal

gum

Um dos efeitos colaterais do consumo de açúcar é o surgimento de cáries, o que pode ser minimizado com o uso de sorbitol.

Uma pesquisa não tão recente demonstrou que crianças que mastigavam chiclete adoçado com sorbitol três vezes ao dia apresentavam 10% menos cáries do que as crianças que não utilizaram o adoçante.

3. Glicemia

O adoçante sorbitol tem um efeito mais suave nas taxas de açúcar na circulação. Enquanto o açúcar causa uma liberação excessiva de insulina e pode provocar hipoglicemia, o sorbitol possui absorção mais gradual e não eleva a glicemia tão bruscamente.

  Continua Depois da Publicidade  

Essa propriedade do sorbitol se converte em uma grande vantagem para quem tem diabetes ou então precisa emagrecer: a estabilidade dos níveis de glicose é fundamental para evitar complicações associadas à doença e também para controlar o apetite.

Isso não significa, no entanto, que o sorbitol está liberado para diabéticos: como ainda contém carboidratos, o adoçante pode sim causar certo impacto na glicemia. Portanto, se você tem diabetes, não se esqueça de incluir na sua contagem diária de carboidratos o total de açúcar que consumiu através do sorbitol.

O Adoçante Sorbitol Faz Mal?

O Comitê Conjunto de Especialistas em Aditivos Alimentares da OMS (Organização Mundial da Saúde) e da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) analisou detalhadamente os estudos de segurança para o adoçante e concluiu que o sorbitol é seguro para consumo humano.

Embora não sejam muitos os estudos clínicos desenvolvidos especificamente para analisar se o adoçante sorbitol faz mal ou é seguro (a maioria analisa os efeitos dos álcoois de açúcar em geral), os artigos científicos existentes até o momento parecem de fato corroborar a afirmação da FAO/OMS de que o sorbitol não faz mal (quando consumido em quantidades moderadas).

Entenda-se por moderado o consumo de até 50 gramas do composto por dia. Esse valor deve levar em consideração o adoçante comercial bem como o açúcar natural de algumas frutas. Uma porção de 100 gramas de pera ou ameixa fresca contém 2 gramas de sorbitol.

É importante notar que o processo de desidratação concentra o açúcar: 100 gramas de ameixas secas contêm 8 gramas de sorbitol, e a mesma quantidade de peras desidratadas fornece nada menos que 10 gramas de sorbitol.

No entanto, como veremos a seguir, o consumo de sorbitol está associado a alguns indesejáveis efeitos colaterais, que se não colocam a saúde em risco certamente exigem uma maior atenção à ingestão diária do adoçante.

Efeitos negativos do Sorbitol

110877713_XS

Aqueles que sofrem com o intestino preso certamente já receberam uma sugestão para comer ameixas secas para resolver o problema. E, de fato, a fruta desidratada combate a prisão de ventre, e esse efeito se deve em parte à grande concentração de sorbitol na ameixa seca.

Mas, se por um lado este pode ser um dos benefícios do sorbitol, já se sabe que o excesso do adoçante sorbitol faz mal ao causar grande desconforto intestinal.

Isso ocorre porque, como demora para ser digerido, o sorbitol acaba servindo de alimento para as bactérias intestinais. O processo, conhecido como fermentação, libera uma série de gases – entre eles o hidrogênio e o metano – que distendem o abdômen e causam cólicas, inchaço e flatulência.

Embora a Food and Drug Administration (FDA) dos Estados Unidos tenha estabelecido como seguro o consumo de até 50 gramas de sorbitol ao dia, muitas pessoas podem apresentar complicações gástricas com doses acima de 10 gramas.

Crianças, devido ao pouco peso corporal, são mais suscetíveis aos efeitos colaterais do sorbitol, motivo pelo qual recomenda-se uma atenção maior ao consumo do adoçante antes dos 12 anos.

Outros efeitos colaterais do sorbitol

– Alergia e perda e peso

Além de causar diarreia e desconforto abdominal, o adoçante sorbitol faz mal a crianças sensíveis aos álcoois de açúcar, podendo causar alergias e, em casos mais extremos, uma grande perda de peso.

Em um estudo publicado em 2008 no British Medical Journal, pesquisadores relataram dois casos de pessoas que emagreceram muito devido ao consumo excessivo de sorbitol. Em um deles, uma mulher perdeu mais de 10 quilos devido a uma diarreia frequente causada pelo consumo de 20 chicletes com sorbitol ao dia.

Embora para muitas pessoas essa propriedade do sorbitol pareça um grande benefício, é importante ressaltar que diarreias tão fortes que causam perda de peso podem dificultar a absorção de nutrientes, aumentando o risco de certas deficiências nutricionais.

– Diabetes

O sorbitol é um subproduto da metabolização da glicose, e pode estar naturalmente presente no corpo por ação da enzima aldose redutase.

Quando o organismo está saudável, a enzima sorbitol desidrogenase faz a conversão do sorbitol em frutose (outro tipo de açúcar encontrado nas frutas), facilitando sua excreção pelas células.

Já na presença da hiperglicemia (diabetes) o sorbitol tende a se acumular nas células, e assim a conversão da glicose em sorbitol é rapidamente acelerada. Deste modo, sendo osmoticamente ativo, o sorbitol atrai água para as células, promovendo um inchaço nas estruturas básicas de vida.

Esse efeito pode resultar em complicações diabéticas graves, como deterioração dos vasos sanguíneos, problemas de visão (retinopatia) e danos aos nervos (neuropatia).

– Depressão

Cientistas ainda não sabem se o sorbitol causa depressão, mas uma pesquisa da última década publicada no Scandinavian Journal of Gastroenterology parece ter encontrado uma associação entre o distúrbio e o adoçante.

No estudo, que contou com a participação de 53 voluntários que apresentavam uma dificuldade de absorção de frutose, pesquisadores da Universidade de Innsbruck, na Áustria, observaram que uma dieta com restrição de frutose e sorbitol não apenas diminuiu as complicações gastrointestinais como também melhorou o humor dos participantes.

E mais ainda: reduziu os sintomas iniciais de depressão.

Afinal, devo utilizar o sorbitol como adoçante ou não?

Com base nos estudos publicados até o momento, podemos afirmar que o adoçante sorbitol faz mal na presença da diabetes e da intolerância ao produto.

As demais pessoas podem apresentar intolerância gástrica ao adoçante, mas este pode ser um caso dose-dependente, ou seja, a quantidade da substância pode estar diretamente relacionada à severidade do efeitos colaterais da mesma.

De maneira resumida: o sorbitol provavelmente não irá prejudicar sua saúde, a menos que você utilize-o em excesso ou tenha uma condição médica (como a diabetes) que agrave os efeitos nocivos do adoçante.

Dicas 

  • Se você não sabe se é intolerante ao sorbitol, comece fazendo uso de pequenas concentrações. Caso note que o adoçante sorbitol faz mal para você através de sintomas como distensão abdominal, gases ou diarreia, suspenda o uso do produto;
  • Quem não apresenta os efeitos colaterais do sorbitol mencionados acima pode experimentar quantidades um pouco maiores do adoçante, sempre lembrando que ele é calórico e pode levar ao ganho de peso quando consumido em excesso;
  • Não utilize o sorbitol em altas quantidades para emagrecer: os efeitos colaterais do adoçante e o risco de diarreia podem causar desnutrição e um desconforto gástrico tão grande que pode não valer o sacrifício para perder peso;
  • Um chiclete sem açúcar adoçado com sorbitol pode conter até 1,5 gramas de sorbitol por unidade. Parece pouco, mas considerando-se a presença do adoçante em outros produtos e também nas frutas, não é difícil atingir doses de sorbitol que podem causar complicações gastrointestinais;
  • Algumas contraindicações do sorbitol incluem: gestação, lactação, náusea, dores abdominais, sangramento retal e diabetes (somente o médico poderá recomendar o uso de sorbitol por pacientes diabéticos);
  • Nunca é demais lembrar que o sorbitol contém mais da metade das calorias do açúcar e deve portanto ser utilizado com bastante cuidado pelas pessoas que estão tentando perder peso ou mesmo diminuir as taxas de gordura corporal.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já tinha ouvido falar que o adoçante Sorbitol faz mal à saúde? Você é uma pessoa intolerante à substância, ou por conta da diabetes, isso acontece realmente? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (7 votos, média: 3,71 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo muito solicitada para palestras, consultoria a empresas e atendimento personalizado para atletas, pessoas com condições especiais de saúde e pessoas que desejam melhorar a forma física de forma saudável. É a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España). É também membro da International Society of Sports Nutrition. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma. Dra. Patricia Leite é uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário

4 comentários em “Adoçante Sorbitol Faz Mal? O Que é?”

  1. Tive que usar um remedio com sorbitol, e a cólica e os gases foram o maior problema. É como se estivessem dando um nó no meu intestino..terrível! Fora o efeito laxante né, com certeza pra mim não deu muito certo, tive que parar de tomar o remédio.

  2. Tenho diabetes e faço uso do adoçante sorbitol sem recomendação médica.

    Um farmacêutico me indicou… Mas agora me preocupei.
    Vou ver com meu médico se posso continuar.

    Ótimas informações… Valeu!!!