Bromazepam Emagrece ou Engorda?

Especialista:
atualizado em 11/03/2015

Bromazepam é o nome do ingrediente ativo encontrado em medicamentos como o Lexotan, Somalium e Novazepam (entre outros nomes comerciais). Sua função é ansiolítica, ou seja, o Bromazepam controla a ansiedade e auxilia no tratamento de distúrbios como síndrome do pânico, fobia social e outras crises agudas de ansiedade.

Muitas pessoas tomam Bromazepam porque estão passando por um período difícil em suas vidas, como estresse relacionado ao trabalho, perda de uma pessoa querida ou mesmo uma alteração no humor aparentemente sem explicação e que impede uma vida normal. Nessas situações, o uso do Bromazepam é feito após indicação médica, pois o medicamento é controlado e pode causar dependência, além de trazer efeitos colaterais.

Se você recebeu uma receita para tomar esse medicamento, pode estar se perguntando se além desses efeitos colaterais o Bromazepam emagrece ou engorda. É o que vamos saber logo mais.

Como funciona?

O bromazepam é uma substância química pertencente à classe dos benzodiazepínicos, e sua atuação é semelhante àquela do Diazepam (comercializado como Valium). Seu mecanismo de ação se dá através da depressão do sistema nervoso central, reduzindo a ansiedade e promovendo a tranquilidade.

Nas doses menores, o bromazepam diminui a tensão e a ansiedade, enquanto doses maiores levam à sedação e relaxamento muscular.

Para quer serve o Bromazepam?

O bromazepam pode ser receitado no tratamento de algumas condições associadas ao transtorno de ansiedade, como:

  • Ataques de pânico;
  • Tensão;
  • Agitação;
  • Tratamento auxiliar da esquizofrenia;
  • Pré-medicação para aliviar a tensão antes de uma cirurgia;
  • Obsessão;
  • Compulsão;
  • Ansiedade.

Contraindicações

O uso de Bromazepam deve ser evitado nas seguintes situações:

  • Problemas no fígado;
  • Alergia a benzodiazepínicos;
  • Epilepsia;
  • Apneia do sono;
  • Doença pulmonar crônica;
  • Fraqueza muscular;
  • Gravidez ou lactação (o médico poderá liberar o uso do medicamento após análise individual);
  • Uso de álcool ou abuso de drogas.

Não faça, em hipótese alguma, uso do Bromazepam sem acompanhamento médico, pois seu uso indiscriminado pode trazer diversos riscos à saúde.

Em tese, o uso de Bromazepam não deve ser feito por períodos superiores a três meses, sob risco de causar dependência física e psicológica. Converse com seu médico sobre suas opções caso seu tratamento com Bromazepam seja superior a 12 semanas.

Se você estiver fazendo uso diário do Bromazepam, evite atividades que exijam atenção e coordenação motora, como operar máquinas, dirigir e manusear equipamentos perigosos. 

Bromazepam emagrece ou engorda?

Muitas pessoas não comem somente porque têm fome, mas também devido à ansiedade e ao estresse. Para você que se encaixa nessa descrição, o Bromazepam emagrece, pois diminui a ansiedade e o nervosismo, diminuindo aquela necessidade de comer o que está pela frente sem estar necessariamente como fome.

Outras pessoas, no entanto, comem de maneira errada, mesmo não sendo ansiosas. São aquelas pessoas que até comem devagar e parecem calmas, mas comem doces, massas e outras guloseimas em excesso, muitas vezes por compulsão. Para essas pessoas, o bromazepam não emagrece, pois ele não irá reeducar o paladar nem os hábitos alimentares.

Por esse motivo, é possível encontrarmos relatos de pessoas que após terem se tratado com esse medicamento dizem que o Bromazepam engorda e outras que dizem que o Bromazepam emagrece.

Existem pessoas que dizem terem perdido o apetite durante o tratamento com Lexotan, e voltado a ficar com muita fome após terem parado com o medicamento. Muitas outras dizem terem ficado com muita fome logo após terem iniciado o tratamento com Bromazepam, e relatam inclusive uma vontade maior por alimentos calóricos.

Do ponto de vista científico, é possível afirmar que o Bromazepam não engorda, pois ele não causa nenhuma alteração fisiológica que leve ao ganho de peso. O que faz uma pessoa emagrecer ou engordar são seus hábitos alimentares, e não o princípio ativo do Lexotan.

Efeitos Colaterais

Os efeitos colaterais do Bromazepam são semelhantes aos causados pelos demais benzodiazepínicos, sendo eles:

  • Sonolência;
  • Apatia;
  • Tontura;
  • Problemas de memória;
  • Diminuição da libido;
  • Fraqueza muscular;
  • Boca seca;
  • Cansaço;
  • Perda de coordenação motora.

Como o Bromazepam é metabolizado no fígado, também existem relatos de problemas no órgão após tratamento prolongado com o medicamento.

Modo de uso

A dosagem correta de bromazepam pode variar de acordo com a necessidade de cada paciente. Em geral, recomenda-se um comprimido de Bromazepam de 3mg uma vez ao dia. A orientação médica costuma ser para tomar o medicamento à noite, antes de dormir.

A dose máxima recomendada é de 12 mg ao dia, que pode ser dividida em até 4 vezes. Essa quantidade, no entanto, traz riscos à saúde e pode até levar a uma hospitalização devido a dificuldades com a respiração.

Dependência

O uso prolongado de Lexotan ou outros medicamentos com Bromazepam pode causar dependência (física e psicológica) e síndrome de abstinência caso seu uso seja descontinuado abruptamente. Para que isso não ocorra, o médico poderá reduzir gradualmente as doses do medicamento, ou ainda prescrever fitoterápicos como a Valeriana para facilitar o processo de descontinuação do Bromazepam.

Como o Bromazepam emagrece para algumas pessoas, elas podem ficar dependentes do medicamento por terem medo de interromper seu uso e voltar a engordar. Se este for o seu caso, é importante que você faça uma reeducação alimentar e modifique os hábitos que o faziam comer de maneira errada antes (como ficar muito tempo sem comer ou consumir poucas frutas e legumes, etc).

Consulte um nutricionista para identificar os pontos na sua alimentação que precisam ser melhorados e comece a fazer as alterações durante o tratamento com Bromazepam. Dessa maneira, quando você interromper o uso do medicamento, já terá adquirido hábitos melhores e poderá manter um melhor controle do seu peso.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já tomou Bromazepam ou Lexotan continuamente alguma época de sua vida? Como foi a relação do medicamento com o seu peso? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (148 votos, média: 3,90 de 5)
Loading...
Sobre Julio Bittar e Dra. Patricia Leite

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário