Chá para Diverticulite – 5 Melhores, Como Fazer e Dicas

Especialista:
atualizado em 27/12/2019

A diverticulite é uma doença caracterizada pela inflamação ou infecção de bolsas ou sacos salientes que podem ser formadas no revestimento do sistema digestivo e recebem o nome de divertículos. Será que existem opções como chá para diverticulite que podem ajudar a tratar a condição?

Vale lembrar que os sintomas da diverticulite podem incluir dor abdominal, febre, náusea e mudanças visíveis nos hábitos intestinais, além de vômito, sensibilidade abdominal, prisão de ventre ou diarreia – o que é menos comum.

5 opções de chá para diverticulite

A diverticulite leve pode ser tratada com repouso, mudanças na dieta e antibióticos, enquanto a diverticulite recorrente ou severa pode exigir a realização de cirurgias.

Quem experimentar uma dor abdominal constante e sem explicação, particularmente se ela vier acompanhada de prisão de ventre ou diarreia, precisa procurar o auxílio médico.

E é só depois de consultar e receber a autorização do médico que você pode utilizar um chá para diverticulite. Isso porque tomar a bebida sem a orientação médica, especialmente deixando de seguir o tratamento adequado, pode trazer graves riscos à saúde.

A diverticulite pode trazer complicações como abcessos, bloqueio do cólon ou intestino delgado, fístula (passagem anormal entre seções do intestino ou entre o intestino e a bexiga) e peritonite (que se dá quando as bolsas inflamadas ou infectadas rompem e derramam conteúdos do intestino na cavidade abdominal – trata-se de uma emergência médica que exige cuidado imediato).

Essa consulta ao médico torna-se ainda mais necessária quando descobrimos que 25% das pessoas com diverticulite aguda desenvolvem complicações da doença.

Agora que os devidos alertas foram repassados, podemos conhecer algumas opções de chá para diverticulite que podem estar presentes na sua dieta para diverticulite recomendada pelo médico.

1. Chá de unha-de-gato

De acordo com o mestre em medicina tradicional chinesa, Solomon Branch, o chá de unha-de-gato pode auxiliar em relação à diminuição da inflamação, algo presente na diverticulite.

Por sua vez, as evidências a respeito do uso e efetividade da planta para a diverticulite são consideradas insuficientes. Além disso, precisamos destacar que a ingestão de altas doses de unha-de-gato pode provocar efeitos anticonceptivos, além de causar diarreia, náusea e prisão de ventre. A planta também pode causar tontura, e vômitos em algumas pessoas.

O uso da planta é contraindicado para gestantes, mulheres que amamentam, pessoas com alergia à unha-de-gato, pacientes transplantados, indivíduos com esclerose múltipla, pessoas om problemas gástricos, pacientes com tuberculose e indivíduos com leucemia.

Recomenda-se que as pessoas com doenças autoimunes como esclerose múltipla e lúpus evitem usar a unha-de-gato sem consultar o médico. A planta também exige cautela por parte de quem tem a pressão baixa ou sofre com distúrbios hemorrágicos. É preciso parar de consumir a unha-de-gato pelo menos duas semanas antes da data marcada para a realização de uma cirurgia.

Como fazer chá de unha-de-gato

Ingredientes:

  • 20 g de cascas e raízes de unha-de-gato;
  • 1 litro de água.

Modo de preparo:

Ferver os ingredientes durante 15 minutos; Retirar o chá do fogo, tampar e deixar descansar ao longo de 10 minutos. Coar e servir-se.

2. Chá de camomila

A camomila é outra planta que pode contribuir em relação à redução da inflamação.

“Evite a camomila se você é alérgico a tasneira ou plantas similares, se você está grávida, toma pílulas anticoncepcionais ou tem um histórico de câncer associado a problemas hormonais”, alertou o mestre em medicina tradicional chinesa Branch.

O chá de camomila pode provocar reações alérgicas graves em algumas pessoas como choque anafilático e dermatite de contato.

Como fazer chá de camomila

Ingredientes:

  • 1 colher de chá de folhas e flores secas de camomila;
  • ½ litro de água.

Modo de preparo:

Colocar a água em uma panela e levar para ferver; Desligar, adicionar a camomila, tampar a panela e deixar abafar por 15 minutos; Coar o chá e servir-se imediatamente.

3. Chá de linhaça

Segundo o Centro Nacional de Informações sobre Doenças Digestivas dos Estados Unidos, manter os intestinos movimentando-se é importante para prevenir a diverticulite.

“Isso diminui a probabilidade da matéria fecal ficar presa em uma bolsa e causar infecção. Um chá feito com linhaça contém fibras que auxiliam a suavizar as fezes ao mesmo tempo em que dá volume a elas e as ajudam a se mover mais rapidamente e facilmente pelo seu trato intestinal”, explicou Branch.

Por outro lado, as evidências a respeito do uso e efetividade da linhaça para a diverticulite são consideradas insuficientes.

Além disso, a linhaça pode provocar efeitos colaterais gastrointestinais e alertamos que o consumo do alimento deve vir acompanhado da ingestão de muita água.

Como fazer chá de linhaça

Ingredientes:

  • 4 colheres de sopa de sementes de linhaça;
  • 500 ml de água.

Modo de preparo:

Levar a água para ferver; Quando ela estiver quase chegando ao ponto de fervura, desligar o fogo e adicionar as sementes de linhaça; Abafar com uma tampa e deixar descansar por 10 minutos.

4. Chá de alcaçuz

Ainda na onda de manter os intestinos de movimentando para prevenir a diverticulite, o mestre em medicina tradicional chinesa Solomon Branch sugere o chá de alcaçuz como um bom chá para diverticulite.

“O chá de alcaçuz ajuda a reduzir espasmos nas paredes intestinal, o que pode ajudar as fezes a se moverem mais facilmente pelos seus intestinos. No entanto, evite tomar o chá de alcaçuz se você tem pressão alta, insuficiência cardíaca, doença renal ou hipocalemia. Não tome o chá de alcaçuz por longos períodos de tempo”, aconselhou Branch.

Especialistas alertam que o alcaçuz deve ser evitado durante a gestação e o aleitamento e não pode ser utilizado por crianças ou pessoas que sofrem com anemia ou glaucoma.

O alcaçuz não deve ser utilizado ao mesmo tempo que medicamentos contraceptivos ou repositores hormonais e que o chá jamais pode ser ingerido em excesso.

Como fazer chá de alcaçuz

Ingredientes:

  • 1 litro de água;
  • 30 g de raiz de alcaçuz.

Modo de preparo:

Colocar a água dentro de uma panela, adicionar o alcaçuz e levar ao fogo durante 10 minutos; Desligar e tampar. Deixar abafar ao longo de mais 10 minutos. Coar e servir-se.

5. Chá de gengibre

Já vimso acima que a náusea pode ser um dos sintomas da diverticulite. Pois bem, o gengibre pode auxiliar em relação à náusea, e por isso está listado como um bom chá para diverticulite também.

Entretanto, o uso do gengibre exige alguns cuidados: o gengibre pode aumentar o risco de sangramento, interagir com medicamentos (se usar remédios, converse com o seu médico para saber se eles não interagem com o ingrediente) e que pessoas com problemas no coração devem consultar o médico antes de utilizá-lo.

Mulheres grávidas só devem usar o gengibre após autorização médica e as que estão amamentando não devem utilizar o ingrediente por questões de segurança.

Especialistas alertam que o chá de gengibre também deve ser evitado por pessoas que sofrem com a pressão alta.

Como fazer chá de gengibre

Ingredientes:

  • 2 cm de raiz de gengibre cortada em fatias;
  • 2 xícaras de água.

Modo de preparo:

Colocar a água e a raiz de gengibre dentro de uma panela e levar ao fogo para ferver; Depois que ferver, desligar o fogo, tampar a panela e deixar descansar durante, no mínimo, 30 minutos; Remover os pedaços do gengibre e servir-se.

Dicas

O ideal é tomar um chá logo após o seu preparo (não necessariamente tomar todo o conteúdo preparado de uma vez, pois isso pode ser perigoso para a saúde), antes que o oxigênio do ar destrua os seus compostos ativos. Um chá costuma preservar substâncias importantes até 24 horas depois do preparo, porém, depois desse período, as perdas são consideráveis.

Certifique-se ainda que os ingredientes que você utilizar no preparo do seu chá para diverticuite sejam de boa qualidade, de boa procedência, estejam bem limpos e higienizados e não tenham a adição de nenhuma substância ou produto que possa prejudicar a sua saúde. Na hora de comprar a matéria-prima para fazer o chá, verifique ainda que se trata realmente da planta desejada, conferindo o seu nome científico.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já tomou algum chá para diverticulite depois que foi diagnosticado com tal condição? Como foi o tratamento recomendado pelo médico? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário