Tapioca prende ou solta o intestino?

Especialista da área:
atualizado em 23/09/2021

Nutritiva e sem glúten, a farinha de tapioca é um substituto interessante do trigo. Com sabor neutro, a tapioca é muito versátil e utilizada na culinária para substituir o arroz ou para preparar pratos doces e salgados, como, pudim, bolo, torta, cuscuz, mingau e tortas salgadas, por exemplo.

  Continua Depois da Publicidade  

Por ser um alimento livre de glúten, as pessoas que possuem intolerância ou alergia à substância, conhecida como doença celíaca, podem utilizar a tapioca em um plano alimentar saudável, atentando-se ao recheio, para que o mesmo não contenha glúten.

A tapioca é um alimento com alto índice glicêmico, e por tal razão fornece rapidamente energia para o organismo. Ela é um ótima aliada para atletas ou praticantes de atividades físicas de alta performance e longa duração, pois contribui para a renovação do glicogênio hepático e muscular após o exercício físico.

Mas apesar de muitos aspectos positivos, algumas pessoas se perguntam sobre os efeitos da tapioca no funcionamento do intestino. Será que a tapioca prende ou solta o intestino?

Os efeitos da tapioca no sistema digestivo

tapiocas

A tapioca é conhecida como um alimento de fácil digestão e algumas pessoas consideram que ela é mais facilmente digerida do que as farinhas feitas à base de grãos ou nozes.

Entretanto, alguns estudos já afirmaram que a receita da tapioca tem ausência de nutrientes que servem para facilitar o trânsito intestinal, o que acaba resultando na prisão de ventre, que também é conhecida como intestino preso ou constipação intestinal.

No mesmo sentido, uma publicação da médica Luciana Sampaio, especializada em clínica médica e gastroenterologia e nutrição, apontou a tapioca como um dos alimentos constipantes, ou seja, que provocam o intestino preso, e devem ser evitados por quem sofre com o problema.

  Continua Depois da Publicidade  

E é justamente por retardar o trânsito intestinal que a tapioca pode ser recomendada por pessoas que sofrem com a diarreia crônica.

Além disso, a tapioca pode ser recomendada como uma fonte de calorias e energia durante períodos de crises digestivas decorrentes de condições como a síndrome do intestino irritável e a diverticulite, que é uma infecção ou inflamação de bolsas que sobressaem para fora do cólon (intestino grosso).

Por outro lado

Por sua vez, uma reportagem do ano de 2017 explicou que a tapioca não provoca a prisão de ventre, entretanto, também não contribui com o intestino, porque não contém muitas fibras em sua composição.

Nesse sentido, quem já sofre com o intestino preso deve adicionar à dieta alimentos ricos em fibras, como chia, farinha de coco, aveia ou linhaça.

No entanto, é importante que o aumento no consumo dessas fibras seja feito de forma gradual, pois as bactérias intestinais que decompõem parte das fibras precisam de tempo para se acostumar com uma maior ingestão do nutriente, caso contrário existe o risco de ocorrer problemas intestinais.

Além disso, as pessoas que sofrem com a constipação, precisam manter uma alimentação rica em frutas, legumes e verduras, e devem consumir bastante água.

  Continua Depois da Publicidade  

A adição de ingredientes pode melhorar a situação da tapioca 

Como a grande maioria das pessoas costumam comer tapioca acompanhada de algum ingrediente, é fundamental analisar se esses alimentos escolhidos para o recheio também podem influenciar na prisão ou soltura do intestino.

Uma boa dica é acrescentar à massa de tapioca, uma colher de sopa de semente de linhaça. Em seguida, recheá-la na frigideira com queijo, ervilha, tomate, cebola, ovo, azeite, orégano e sal.

Essa receita é ótima para soltar o intestino porque as sementes de linhaça ajudam a aumentar o bolo fecal, facilitando a expulsão das fezes e diminuindo a prisão de ventre.

As ervilhas servem como fonte de fibras, um nutriente que também contribui com a eliminação das fezes. Segundo informações da Associação Nacional de Atenção ao Diabetes (ANAD), as ervilhas servem como fonte de fibras solúveis.

As fibras solúveis absorvem a água enquanto passam pelo organismo, aumentando o volume das fezes e ajudando a normalizar a função intestinal.

  Continua Depois da Publicidade  

Outro tipo de fibras, são as fibras insolúveis, que ajudam a manter a regularidade intestinal e contribuir para melhoria de problemas, como prisão de ventre e incontinência fecal, que é uma condição caracterizada pela dificuldade em controlar os movimentos intestinais.

Portanto, ao consumir a tapioca, procure sempre adicionar algum tipo de fibra à ela, seja na massa ou no recheio. Seguem algumas recomendações:

Farinhas, cereais, sementes e oleaginosas ricas em fibras que podem ser adicionadas à massa da tapioca:

  • Aveia;
  • Quinoa;
  • Sementes de linhaça;
  • Chia;
  • Farinha de amêndoas.

Alimentos ricos em fibras que podem ser utilizados no recheio da tapioca:

  • Ervilha;
  • Lentilha;
  • Grão-de-bico;
  • Abacate;
  • Pera;
  • Morango;
  • Maçã;
  • Banana (especialmente a verde, rica em amido resistente);
  • Cenoura;
  • Beterraba;
  • Brócolis;
  • Alcachofra;
  • Couve de Bruxelas;

Você já tinha ouvido se a tapioca prende ou solta o intestino? Tem o costume de consumi-la com que tipo de recheio? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (27 votos, média 3,59)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário

14 comentários em “Tapioca prende ou solta o intestino?”

  1. Sempre soube que a tapioca era melhor que o pão francês, mas estou com problemas para fazer o número 2, então não sei o que mais nada.

    Responder
  2. Oiiii percebo que toda vez que como tapioca fico mto constipada a ponto de não conseguir nem dormir de incômodo intestinal eu tinha minhas dúvidas sobre isso mas acabei percebendo que sim ela causa essa constipação

    Responder
    • Como crepioca da mesma forma que você estou aqui com o intestino preso. Tive que recorrer ao remédio. Tomem cuidado, evitem comer todos os dias.

      Responder
  3. Eu amo tapioca,e como muito por ser livre d gluten.mas tenho i testimo muito resecado,e por coisidencia resolver a pesquizar.pelo fato de eu tomi pouco agua e esta 5 dias sem ir ao janeiro ?amei saber de tudo isto obrigada?????

    Responder
  4. Eu faço com banana, ovos, canela e uma pitada de sal misturo tudo com o garfo. Unto a frigideira e frito como se fossem panquecas.

    Responder
  5. Quase fui parar no hospital com uma emorme prisão de ventre que me trouxe muito sofrimento.
    Nunca tinha passado por tal situação.
    O que estava fazendo uso de diferente em minha alimentação era o polvilho doce; fazia paēs de frigideira usando o polvilho todos os dias. Cortei-o definitivamente do meu cardápio.

    Responder
    • Nossa, cada um fala uma coisa, passei a comer tapioca porque eu li que ela é boa para quem não pode comer pão, e achava que estava melhorando, mas não continuo com problema bem mais grave, e lendo sobre o polvilho, estou boba estava me suicidando comendo isso, porque sofro de mais durante e depois de evacuar, estou orando para não precisar operar.

      Responder
  6. Eu comecei a consumir a tapioca pq pra mim é ótima .sou portadora de Retocolite Ulcerativa .Então eu quero que prenda meu intestino ..como com banana ..

    Responder
  7. Costumo comer crepitosa , porém costumo comer alimentos que que não justifica a constipação, o único alimento diferente era a tapioca.

    Responder
    • Para mim estava dando mais certo do que o pão, porem fiz duas vezes com requeijão e deu constipação intestinal, achei uma pena!!!

      Responder