Tapioca Prende ou Solta o Intestino?

Podemos comer tapioca com manteiga, requeijão, presunto, queijo, frango, carne, alface, cebola, tomate e até batata-doce. Também é possível utilizá-la em receitas de pudim, bolo, torta, brigadeiro, quindim, cuscuz, mingau e bolinho salgado, por exemplo.

Mas enquanto saboreia o alimento, você já parou para pensar nos efeitos que ele pode causar ao seu intestino? Será que a tapioca prende ou solta o intestino?

Os efeitos da tapioca no sistema digestivo

A tapioca é conhecida como um alimento que cai bem no estômago. Algumas pessoas acham a tapioca mais fácil de ser digerida do que as farinhas feitas à base de grãos ou nozes.

Além disso, a tapioca pode ser recomendada como uma fonte de calorias e energia durante períodos de crises digestivas decorrentes de condições como a síndrome do intestino irritável e a diverticulite, que é a infecção ou inflamação de bolsas que sobressaem para fora do cólon (intestino grosso).

Algumas publicações já se posicionam afirmando que a receita da tapioca tem ausência de nutrientes que servem para facilitar o trânsito intestinal, o que acaba resultando na prisão de ventre, que também é conhecida como intestino preso ou constipação intestinal.

É justamente por retardar o trânsito intestinal que a tapioca pode ser recomendada por pessoas que sofrem com a diarreia crônica. E o polvilho utilizado no preparo da massa da tapioca pode provocar azia.

No mesmo sentido, uma publicação da médica Luciana Sampaio, especializada em clínica médica e gastroenterologia e nutrição, apontou a tapioca como um dos alimentos constipantes, ou seja, que provocam o intestino preso, e devem ser evitados por quem sofre com o problema.

Por outro lado

Por sua vez, uma reportagem do ano de 2017 explicou que a tapioca não provoca a prisão de ventre, entretanto, também não faz nada para contribuir com o intestino, graças ao fato de não conter fibras em sua composição.

A médica nutróloga Tamara Mazaracki aconselhou que quem já sofre com o intestino preso deve adicionar alimentos fontes de fibras na dieta como chia, farinha de coco, aveia ou linhaça em suas refeições.

No entanto, é importante que o aumento no consumo de fibras seja gradual, pois as bactérias intestinais que decompõem parte das fibras precisam de tempo para se acostumar com esse crescimento na ingestão do nutriente. Quando esse crescimento acontece todo de uma vez, corre-se o risco de sofrer com problemas intestinais.

Além disso, a médica nutróloga também recomendou que as pessoas que sofrem com a constipação mantenham uma alimentação rica em frutas, legumes e verduras e que não esqueçam-se de consumir bastante água.

A adição de ingredientes pode melhorar a situação da tapioca 

Tendo em mente que muitas pessoas costumam comer a tapioca recheada, não podemos deixar de pensar que os ingredientes escolhidos para o seu recheio também podem influenciar a questão se a tapioca prende ou solta o intestino.

Por exemplo, uma sugestão de receita de tapioca é uma em que a massa é feita com a goma de tapioca misturada com sementes de linhaça na frigideira e recheada com queijo, ervilha, tomate, cebola, ovo, azeite, orégano e sal.

Essa receita é útil para auxiliar a soltar o intestino graças ao fato de conter as sementes de linhaça, conhecidas por ajudarem a aumentar o bolo fecal, facilitando a expulsão das fezes e diminuindo a prisão de ventre.

As ervilhas servem como fonte de fibras, um nutriente que também contribui com a eliminação das fezes. Segundo informações da Associação Nacional de Atenção ao Diabetes (ANAD), as ervilhas servem como fonte de fibras solúveis.

Já foi proposto que as fibras solúveis ligam-se à água no trato digestivo, o que resulta no aumento do volume das fezes e, consequentemente, previne a diarreia. Eas absorvem a água enquanto passam pelo organismo, o que justamente auxilia a dar volume para as fezes e oferece proteção contra a diarreia e contra o intestino preso.

Ou seja, adicionar ingredientes que servem como fonte de fibras na receita da tapioca pode ajudar – e não precisa ser somente de fibras solúveis como a ervilha.

O outro tipo de fibras, as fibras insolúveis, auxilia a manter a regularidade intestinal e pode ajudar a melhorar problemas como prisão de ventre e incontinência fecal, que é uma condição caracterizada por problemas para controlar os movimentos intestinais.

Você já tinha ouvido se a tapioca prende ou solta o intestino? Tem o costume de consumi-la com que tipo de recheios? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (18 votos, média: 3,72 de 5)
Loading...

4 comentários em “Tapioca Prende ou Solta o Intestino?”

  1. Eu comecei a consumir a tapioca pq pra mim é ótima .sou portadora de Retocolite Ulcerativa .Então eu quero que prenda meu intestino ..como com banana ..

Deixe um comentário