Chá para Refluxo – 5 Melhores, Como Fazer e Dicas

Especialista:
atualizado em 24/12/2019

A doença do refluxo gastroesofágico (DRGE) ou simplesmente refluxo é uma condição que afeta o esfíncter esofágico inferior, que é um anel muscular que se localiza entre o esôfago e o estômago, e faz com que o conteúdo do estômago retorne ao esôfago.

Quando a digestão é normal, o esfíncter esofágico inferior abre para permitir que o alimento passe para o estômago e fecha para impedir que a comida e os sucos estomacais ácidos atinjam o esôfago.

Entretanto, em um quadro de refluxo gastroesofágico, o esfíncter esofágico inferior encontra-se fraco ou relaxa de maneira inapropriada, permitindo justamente que o conteúdo (leia-se ácido) estomacal volte para o esôfago.

Na maioria dos casos, o refluxo pode ser aliviado por meio da alimentação e de mudanças no estilo de vida, entretanto, algumas pessoas que sofrem com a doença podem precisar fazer uso de medicamentos ou até mesmo submeter-se a intervenções cirúrgicas.

Os sintomas da condição incluem: sensação de queimação no peito geralmente depois de comer e que piora no período noturno, dor no peito, dificuldade para engolir, regurgitação de comida ou líquido azedo e sensação de caroço na garganta, de acordo com informações da Mayo Clinic.

5 opções de chá para refluxo 

Também existem alguns chás que podem ser indicados para auxiliar o tratamento do refluxo gastroesofágico. Dê uma conferida:

1. Chá de alcaçuz

O alcaçuz auxilia a aumentar o revestimento do muco do revestimento esofágico, o que ajuda a acalmar os efeitos do ácido estomacal.

A raiz do alcaçuz pode aliviar os sintomas de azia e refluxo ácido, associados ao refluxo gastroesofágico, quando o ingrediente é combinado com outras ervas. Ele também é conhecido por diminuir o ácido estomacal.

Como fazer chá de alcaçuz 

Ingredientes:

  • 1 litro de água;
  • 30 g de raiz de alcaçuz.

Modo de preparo:

  1. Colocar a água dentro de uma panela, adicionar o alcaçuz e levar ao fogo durante 10 minutos;
  2. Desligar e tampar. Deixar abafar ao longo de mais 10 minutos.
  3. Coar e servir-se imediatamente.

Alertamos que o alcaçuz deve ser evitado durante a gestação e o aleitamento e não pode ser utilizado por crianças ou pessoas que sofrem com anemia, glaucoma ou hipertensão.

O alcaçuz não deve ser utilizado ao mesmo tempo que medicamentos contraceptivos ou repositores hormonais. Esse chá jamais pode ser ingerido em excesso.

A bebida pode provocar efeitos colaterais como retenção de líquidos, dor de cabeça, dor abdominal, insuficiência respiratória, concentração de potássio no organismo e hipertensão.

Recomenda-se tomar cuidado com o alcaçuz que traz um ingrediente chamado glycirrhiza em sua composição, que pode causar reações adversas graves. É preciso consultar o médico antes de utilizar a raiz de alcaçuz. 

2. Chá de camomila

Conhecido como um dos melhores remédios naturais para problemas digestivos, a camomila também é utilizada para uma variedade de condições gastrointestinais. Acredita-se que ela seja um eficiente chá para refluxo, pois trata-se de um calmante natural que serve para acalmar o estômago e amenizar condições que podem acompanhar o refluxo ácido.

Como fazer chá de camomila

Ingredientes: 

  • 1 colher de chá de folhas e flores secas de camomila;
  • ½ litro de água.

Modo de preparo:

  1. Colocar a água em uma panela e levar para ferver;
  2. Desligar, adicionar a camomila, tampar a panela e deixar abafar por 15 minutos;
  3. Coar o chá e servir-se imediatamente.

Alertamos que uma pequena porcentagem de pessoas pode apresentar reações alérgicas à camomila.

3. Chá de gengibre

Algumas pessoas podem sentir náuseas quando sofrem com o refluxo e o gengibre possui propriedades que podem auxiliar justamente em relação à náusea.

Destacamos ainda que o chá de gengibre colabora com a digestão, diminuindo o tempo em que o alimento permanece no estômago, o que evita o refluxo.

Como fazer chá de gengibre 

Ingredientes: 

  • 1 colher de chá de gengibre;
  • 1 xícara de água.

Modo de preparo:

  1. Colocar o gengibre e a água dentro de uma panela e levar ao fogo durante 10 minutos;
  2. Desligar o fogo, tampar e deixar abafar durante 10 minutos;
  3. Coar e servir-se imediatamente.

Entretanto, o uso do gengibre exige alguns cuidados: o Centro Médico da Universidade de Maryland alertou que o gengibre pode aumentar o risco de sangramento, interagir com medicamentos (se usar remédios, converse com o seu médico para saber se eles não interagem com o ingrediente) e que pessoas com problemas no coração devem consultar o médico antes de utilizá-lo.

Mulheres grávidas só devem usar o gengibre após autorização médica e as que estão amamentando não devem utilizar o ingrediente por questões de segurança.

Encontramos pesquisas que apontam que ele pode aumentar os níveis de insulina ou abaixar a taxa de açúcar no sangue. Logo, antes de tomar o chá de gengibre, os diabéticos devem checar com o médico.

O gengibre também não deve ser utilizado por quem sofre com hipertireoidismo e cálculo na vesícula biliar e crianças, pessoas com cardiopatias, enxaqueca, úlceras e alergias não devem abusar da raiz.

Alerta-se ainda que o chá de gengibre também deve ser evitado por pessoas que sofrem com a pressão alta.

4. Chá de babosa (aloe vera)

Este chá para refluxo pode servir para inibir a acidez do sistema digestivo.

Como fazer chá de babosa 

Ingredientes:

  • 1 folha de babosa;
  • 1 xícara de água.

Modo de preparo:

  1. Cortar a folha de babosa em pedaços pequenos;
  2. Encher uma panela com a água e adicionar a babosa cortada;
  3. Levar ao fogo e deixar ferver durante 10 minutos;
  4. Tampar e deixar abafar por mais 10 minutos. Coar e servir-se imediatamente.

 A babosa não é indicada para mulheres grávidas ou que estejam amamentando e para pessoas alérgicas a ela. 

Enquanto a babosa purificada (com pouco antraquinona) é considerada segura, a babosa não purificada (com teor mais alto de antraquinona) pode trazer efeitos colaterais como diarreia, cólicas, adenoma no cólon (tumor benigno) e câncer de cólon em decorrência do uso em longo prazo (raro, mas pode acontecer).

Assim, ao comprar a sua babosa, certifique-se que está adquirindo uma versão purificada – e segura – da planta.

5. Chá de erva-doce 

O chá de erva-doce pode auxiliar casos de refluxo graças ao fato de acalmar o estômago e diminuir os níveis de acidez.

Como fazer chá de erva-doce 

Ingredientes:

  • 1 colher de chá de sementes de erva-doce;
  • 1 copo de água.

Modo de preparo:

  1. Moer as sementes de erva-doce;
  2. Ferver a água. Depois que desligar o fogo, adicionar as sementes de erva-doce e misturar;
  3. Tampar e deixar abafar por volta de cinco minutos. Coar e servir-se imediatamente.

Ao ser utilizada em moderação, não é esperado que a erva-doce cause efeitos colaterais. Entretanto, o excesso do uso da planta pode resultar em coceira, erupção cutânea ou fotodermatite, que é uma reação anormal desenvolvida pela pele quanto exposta ao sol.

Mulheres grávidas e pessoas propensas a ter convulsões ou que tomam remédio para o problema não devem ingerir a erva-doce. Já mães em processo de amamentação de seus bebês e com condições estrógeno-dependentes devem consultar o médico antes e fazer uso da planta.

Além disso, pessoas com alergia a cenoura e aipo podem experimentar reações alérgicas ao terem contato com a erva-doce.

Cuidados importantes

Antes de tomar qualquer um chá para refluxo, consulte o médico para saber se a bebida não pode te fazer mal e em que dosagem você pode utilizá-lo. A recomendação serve para todos, principalmente crianças, adolescentes, idosos, mulheres que estejam grávidas ou amamentando e pessoas que sofram com algum tipo de doença ou condição de saúde.

Mesmo os produtos naturais como as ervas utilizadas no chá podem provocar efeitos colaterais ou ser contraindicados para algumas pessoas. Ao experimentar qualquer tipo de reação adversa ao tomar um chá para refluxo, procure rapidamente a ajuda médica para saber o que deve fazer.

Também é importante informar ao médico a respeito de qualquer medicamento, suplemento ou outro produto natural que esteja utilizando para que ele verifique se não existem riscos de interação entre a substância em questão e o chá para refluxo que você for tomar.

O ideal é tomar um chá logo após o seu preparo (não necessariamente tomar todo o conteúdo preparado de uma vez), antes que o oxigênio do ar destrua os seus compostos ativos. um chá costuma preservar substâncias importantes até 24 horas depois do preparo, porém, depois desse período, as perdas são consideráveis.

É necessário certificar-se ainda de que os ingredientes que você utilizar no preparo do seu chá sejam de boa qualidade, de boa procedência, orgânicos, estejam bem limpos e higienizados e não tenham a adição de nenhuma substância ou produto que possa prejudicar a sua saúde.

Vídeos:

Gostou das dicas?

Fontes e Referências Adicionais:

Você sofre com essa condição e já experimentou tomar algum chá para refluxo? Qual destes citados acima teve um bom resultado? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (24 votos, média: 4,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário

5 comentários em “Chá para Refluxo – 5 Melhores, Como Fazer e Dicas”

  1. Faça chá de brilhantina e tome por 30 dias consecutivos. ,3 vezes ao dia. 1 colher de sopa de planta picada pra uma xícara de água. Pesquise no YouTube Daniel Forjaz

    • Vale a pena trocar por algum adoçante natural, se realmente achar necessário, ou até um pouco de mel. Mas evite o açúcar!

  2. gostaria de saber se existe algum remédio para emagrecer, ou setem algum método de acompanhamento para dietas pois presiso emagrecer 20 kg ate outubro buuuaaaaaaaa