Cisto sebáceo – O que é, sintomas e como tratar

Especialista da área:
atualizado em 24/05/2021

Cistos na pele são bem comuns e geralmente não são grandes problemas. Veja então o que é, os sintomas e como tratar um cisto sebáceo.

  Continua Depois da Publicidade  

Comum no pescoço, na orelha, no rosto, no couro cabeludo e no tronco, o cisto sebáceo é um caroço na pele que pode conter uma secreção dentro. Aliás, confira também o que pode ser um caroço na axila.

Às vezes, um cisto sebáceo nem precisa de tratamento, pois desaparece sozinho ou permanece sem causar problema. No entanto, se o cisto aumentar de tamanho ou incomodar muito, o tratamento é necessário.

Cisto sebáceo – o que é

glândula sebácea

O cisto sebáceo ou cisto epidérmico se forma na glândula sebácea, isto é, aquela que produz sebo (ou óleo). Quando o buraquinho pelo qual o sebo passa é bloqueado, pode surgir um cisto sebáceo no local.

Outras possíveis causas são:

  • Muita oleosidade na pele;
  • Proliferação excessiva de células da pele preenchidas com queratina.

Muitas vezes, o pequeno caroço na pele é causado por feridas ou lesões, incluindo aquelas causadas pela acne.

Apesar da preferência por alguns lugares, um cisto sebáceo pode se desenvolver em qualquer região do corpo.

Sintomas

cisto epidérmico

Geralmente, o nódulo na pele é benigno e não causa dor. Algumas características do cisto que você deve observar são:

  1. Local onde aparece;
  2. Se ele é único ou múltiplo;
  3. Qual é a cor dele;
  4. Se você sente dor ao tocar o cisto;
  5. Se a região está quente ou avermelhada.
  6. Presença ou ausência de secreção;
  7. Se o cisto é palpável e visível com facilidade.

Sintomas como vermelhidão, dor e saída de pus indicam uma infecção que merece atenção médica.

Também é importante perceber se o cisto sebáceo passa de 5 centímetros de diâmetro e se ele volta depois de ser retirado, pois esses sinais podem indicar que um cisto é canceroso.

  Continua Depois da Publicidade  

Observe bem, pois às vezes um cisto sebáceo pode ser confundido com outros problemas na pele, como por exemplo a foliculite.

Como tratar

Um bom dermatologista consegue identificar um cisto sebáceo facilmente por meio de um exame físico. Se ele for inofensivo e pequeno, o paciente pode optar por deixar o pus sair naturalmente ou fazer uma drenagem.

Outra opção possível é realizar um procedimento cirúrgico para remover o cisto.

Depois da pequena cirurgia, é preciso usar um antibiótico tópico para prevenir infecções. Mas se já houver sinal de infecção na pele, o tratamento deve começar antes da remoção do nódulo.

Apesar de ser uma cirurgia, esse tipo de procedimento é bem simples e é feito com anestesia local. Além disso, é possível ir embora no mesmo dia. Porém, existe o risco de o procedimento deixar uma cicatriz.

Felizmente, existem formas de evitar uma cicatriz indesejada na pele. Confira algumas pomadas famosas para cicatriz.

Caso você prefira cuidar do cisto em casa, é importante evitar espremer o cisto, pois fazer isso aumenta o risco de ter infecção e também de deixar marcas na pele.

Ao invés disso, aplique compressas quentes sobre o cisto. Isso vai ajudar a aliviar qualquer desconforto que você sinta. Além disso, o calor vai abrir os poros e favorecer a saída do conteúdo do cisto.

  Continua Depois da Publicidade  

Sempre que você remove um cisto, o dermatologista envia uma amostra para o laboratório para ver se existem sinais de câncer. Outra forma de fazer essa análise é realizando uma punção de parte do tecido e enviando para a análise.

Assim, se houver características cancerosas no cisto, é possível monitorar o nódulo e iniciar um tratamento precoce.

Mas, na grande maioria dos casos, um cisto epidérmico é apenas uma protuberância na pele que não traz nenhum risco para a sua saúde.

Fontes e referências adicionais

Você já teve um cisto sebáceo? Precisou ir ao dermatologista ou cuidou dele em casa mesmo? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando o assunto é saúde, você tem que saber em quem confiar. Sua qualidade de vida e bem-estar devem ser uma prioridade para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada e altamente qualificada, composta por médicos, nutricionistas, educadores físicos. Nosso objetivo é garantir a qualidade do conteúdo que publicamos, que é também baseado nas mais confiáveis fontes de informação. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados à saúde, boa forma e qualidade de vida.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário