Como Fazer Óleo de Hibisco Caseiro

Especialista:
atualizado em 19/05/2020

Aprenda como fazer óleo de hibisco caseiro, veja para que serve esse óleo e saiba alguns cuidados que é preciso tomar com o hibisco.

Você provavelmente já deve ter ouvido falar do chá de hibisco, uma bebida que costuma ser preparada a partir da planta Hibiscus sabdariffa e apresenta um sabor ácido, que é apontado como parecido com o da fruta arando.

Um dos benefícios atribuídos ao chá de hibisco é que ele pode funcionar como uma poderosa fonte de antioxidantes para o organismo. Entretanto, vamos saber abaixo como fazer óleo de hibisco caseiro e suas utilidades para a saúde.

O que é que o óleo de hibisco tem para nos oferecer?

Podemos encontrar alguns relatos de possíveis benefícios do óleo de hibisco para os cabelos. Por exemplo, ele é visto como um produto lotado de vitaminas como por exemplo a vitamina B2 e nutrientes que fortalecem e ajudam os fios capilares a crescer.

O hibisco ainda parece trabalhar de modo a fazer com que os cabelos fiquem mais grossos e ganhem volume. O óleo de hibisco pode funcionar como um condicionador profundo que aumenta o brilho e a maciez dos cabelos, além de poder contribuir com a diminuição da caspa.

Outro benefício atribuído ao óleo de hibisco é que ele atua na prevenção do envelhecimento precoce dos fios capilares. O produto pode ser utilizado não somente como um condicionador, mas também na umectação e como um pré-shampoo, sendo passado no couro cabeludo horas antes de lavar os cabelos.

De acordo com o que encontramos, outras possibilidades de utilização do óleo de hibisco nos cabelos incluem misturar o produto em shampoos ou máscaras para os fios e utilizá-lo em hidratações.

Entretanto, não foram apresentados embasamentos científicos ou encontradas falas de especialistas que pudessem dar suporte a estes benefícios, e por isso não temos com ter absoluta certeza de que essas vantagens realmente possam ser observadas nos cabelos de todas as pessoas.

Portanto, antes de inserir o óleo de hibisco nos seus tratamentos capilares, vale a pena conversar com um dermatologista ou outro profissional especializado em cabelos para se certificar de que o produto realmente pode te ajudar e, principalmente, que não pode prejudicar a sua saúde.

Nesta conversa, aproveite para questionar de que maneira e em qual quantidade máxima o óleo de hibisco pode ser aplicado com segurança nos seus cabelos, tendo em vista as condições, características e necessidades dos seus fios, em particular.

Isso é especialmente importante quando o objetivo é fazer os cabelos crescerem ou a complicação refere-se à queda dos fios ou outra condição que afeta a região capilar, tendo em vista que não é sempre que um problema nos cabelos está associado a uma falta de vitaminas ou nutrientes no organismo.

Em outras palavras, para tratar um problema mais sério que atinge os cabelos é necessário que um dermatologista faça uma avaliação, identifique a origem da complicação e receite um tratamento eficiente e seguro para resolver ou pelo menos controlar a condição em questão.

Tenha em mente que este artigo serve unicamente para informar e jamais pode substituir os aconselhamentos profissionais e qualificados de um dermatologista.

Como fazer óleo de hibisco caseiro

De qualquer maneira, para quem quiser experimentar o produto e verificar se ele realmente pode contribuir com a saúde dos cabelos, seguem algumas receitas que ensinam como fazer óleo de hibisco caseiro:

Receita 1

Ingredientes:

Modo de preparo:

Juntar todos os ingredientes dentro de um frasco pequeno de vidro; Tampar bem o recipiente e chacoalhar o vidrinho para dar uma boa misturada nos elementos; Deixar a mistura guardada ao longo de uma semana antes de utilizar o óleo de hibisco.

Este método de como fazer óleo de hibisco caseiro não pode ser ingerido, porém, pode ser aplicado nos cabelos.

Receita 2

Ingredientes:

  • 1 punhado de flores secas de hibisco;
  • 100 ml de óleo de base – as alternativas incluem: óleo de coco, óleo de amêndoas, óleo de girassol ou azeite de oliva extra virgem.

Modo de preparo:

Amassar as flores secas de hibisco com o auxílio das mãos; Colocar o hibisco dentro de um frasco de coloração escura; Na sequência, despejar o óleo de base de sua preferência.

Tampar o frasco e deixar a mistura descansar ao longo de pelo menos três dias antes de começar a utilizar o óleo obtido.

Cuidados com o hibisco

Caso você experimente qualquer tipo de reação adversa ao aplicar o óleo de hibisco nos cabelos e/ou no couro cabeludo, procure o auxílio médico, mesmo que imagine não se tratar de um efeito colateral tão grave.

Isso é necessário para verificar qual é a real seriedade do sintoma, receber o tratamento apropriado e saber se e como pode continuar a utilizar o óleo de hibisco.

Estamos levantando essa hipótese porque o uso oral do chá de hibisco em sua forma normal já foi associado a efeitos colaterais incomuns, entretanto, que podem ocorrer, como dor ou perturbação temporária no estômago, flatulência exagerada, prisão de ventre, náusea, urina dolorosa, dor de cabeça, tremedeira e zumbido nos ouvidos, acrescentou a publicação.

O hibisco é classificado como possivelmente perigoso para mulheres grávidas e que amamentam quando ingerido oralmente como um medicamento.

O WebMD advertiu ainda que como o hibisco pode diminuir os níveis de açúcar no sangue, os pacientes que tomam medicamentos para a diabetes podem precisar ter a dosagem do remédio ajustada quando forem começar a consumir o hibisco. Se você se encaixa neste grupo, converse com o seu médico a respeito disso.

As pessoas que sofrem com a pressão arterial baixa são outras que necessitam tomar cuidado com o hibisco porque ele pode diminuir a pressão o que, teoricamente, pode fazer com que a pressão desses pacientes fique reduzida demais, completou o site WebMD.

Referências Adicionais:

O que você achou dessas receitas de como fazer óleo de hibisco caseiro? Pretende tentar em casa? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Além disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário