13 formas de prevenir e aliviar a dor da hemorroida

Especialista da área:
atualizado em 08/11/2021

Hemorroidas são veias que se dilatam e inflamam dentro ou ao redor do ânus, causando dor e desconforto, por isso é importante saber como prevenir ou aliviar esse problema. Elas podem ser causadas por um esforço repetitivo para evacuar, principalmente em casos de constipação crônica (intestino preso) ou de fezes endurecidas.  

  Continua Depois da Publicidade  

Apesar das veias retornarem ao tamanho normal em poucos dias, conviver com os sintomas da hemorroida pode ser extremamente desagradável. 

Os principais sintomas são: 

  • Sangramento sem dor durante e após a evacuação;
  • Coceira no ânus;
  • Ardência;
  • Sensação de evacuação incompleta;
  • Vazamento fecal;
  • Muco viscoso no papel, após se limpar;
  • Nódulos doloridos em torno do ânus.

Veja algumas medidas simples que podem ajudar na prevenção e no alívio das dores e desconfortos causados pelas hemorroidas, e saiba também se hemorroida tem cura, como tratar e causas.

Ingerir fibras e beber água

Inclua mais frutas, legumes, vegetais e grãos integrais à sua dieta e aumente a ingestão de água, consumindo de 1,5 a 2 litros por dia. Essas ações combinadas vão ajudar na formação de fezes mais macias, evitando a necessidade de esforço excessivo no momento da evacuação. 

A recomendação diária de ingestão de fibras para um adulto é de 25 a 30 gramas, quantidade suficiente para aumentar o volume das fezes e tornar a evacuação mais rápida e fácil. 

Laxantes emolientes 

Além da dieta e da ingestão de água, laxantes emolientes podem ser usados para amolecer as fezes. Laxantes emolientes ou amaciante de fezes contêm um composto que absorve água e, assim, lubrificam as fezes. 

  Continua Depois da Publicidade  

Esta é uma boa opção para quem sofre com fezes endurecidas, que demandam esforço e machucam as veias do ânus, causando as hemorroidas. 

Suplemento de fibras

Outra opção para quem tem dificuldades de ingerir fibras através da alimentação é usar suplementos alimentares à base de fibra. Eles podem ser encontrados em cápsulas ou em pó e são compostos de alimentos fibrosos. 

Tome cuidado para não exagerar no aumento das fibras, o ideal é que esse aumento seja gradual e não repentino, para não provocar a formação de muitos gases. 

Exercícios aeróbicos

A prática regular de exercícios aeróbicos moderados, como caminhadas de 20 a 30 minutos por dia, pode ajudar no movimento intestinal, evitando a prisão de ventre e formação de fezes duras. 

Hábitos corretos no banheiro

Banheiro

Existem alguns hábitos que podem ajudar no momento da evacuação: 

  • Não force a evacuação com movimentos repetitivos, pois podem piorar as hemorroidas. Se após 2 minutos de tentativa não ocorrer a evacuação, é melhor não continuar insistindo, para evitar as hemorroidas;
  • Tente estabelecer um horário para fazer as tentativas, por exemplo após as refeições; 
  • No momento em que sentir necessidade de evacuar, vá ao banheiro, não segure;
  • Use a posição de agachamento: você pode colocar um banquinho ou uma pilha de livros para apoiar os pés, deixando os joelhos mais elevados do que os quadris. A posição de agachamento facilita a evacuação, exigindo menos esforço e causando menos danos na região. 

Evitar usar papel higiênico

Para evitar a piora da dor, é recomendado evitar usar papel higiênico seco, seja neutro ou perfumado. Entretanto, caso queira, você pode umedecer o papel higiênico e utilizá-lo.

  Continua Depois da Publicidade  

Lenços umedecidos perfumados para bebês também não são uma boa opção. Produtos químicos que dão cheiro aos lenços pioram os sintomas da hemorroida. Se for o caso, prefira usar lenços umedecidos sem álcool e sem aditivos químicos.

Se achar melhor lavar, ao invés de limpar com papel ou lenço, não use sabonete, pois ele resseca a hemorroida, piorando a dor. A lavagem cuidadosa com água morna pode ajudar a reduzir o inchaço e a irritação das hemorroidas. 

Banho de assento 

Sal de Epsom 

O sal de Epsom contém magnésio, um mineral que ajuda a tratar prisão de ventre, amolecendo as fezes. Esse mineral também ajuda a diminuir o inchaço das hemorroidas, através de um banho de assento

  1. Encha um balde com cerca de seis dedos de água quente;
  2. Adicione uma xícara de sal de Epsom na água e misture bem;
  3. Cada sessão pode durar de 10 a 15 minutos e pode ser feito pela manhã, antes do trabalho, e à noite, antes de dormir;
  4. Seque bem a área afetada com uma toalha macia e limpa. A melhor opção é secar com secador de cabelos, em potência mínima. 

O banho de assento vai manter a região limpa, evitando a infecção. Ele também melhora a circulação e, por isso, estimula a cicatrização da hemorroida. 

Hamamélis

A hamamélis é uma planta com propriedades medicinais usada para tratar inflamações. Ela ajuda a acalmar a irritação e diminuir a coceira e o inchaço.

Pode ser feito o banho de assento, para isso é só acrescentar 2 colheres de hamamélis à água. 

  Continua Depois da Publicidade  

Se preferir, a água do chá de hamamélis pode ser usada para embeber um algodão e ser aplicada diretamente no local. 

Também há pomadas com hamamélis, que são vendidas comercialmente. As pomadas são boas opções, pois fazem uma camada protetora entre a hemorroida e a roupa, evitando que fique mais irritada e inchada. É importante lavar bem as mãos antes e depois de aplicar a pomada. 

Óleo de coco

Óleo de coco

O óleo de coco virgem pode ser usado no tratamento das hemorroidas, para uso tópico e para banho de assento. Para isso, siga as seguintes recomendações: 

  1. Limpe a área afetada;
  2. Aplique quantidades generosas de óleo de coco nas hemorroidas 2 vezes ao dia, por pelo menos 3 dias;
  3. Após a evacuação, limpe a região e aplique o óleo de coco novamente.

Para o banho de assento, é só diluir meia xícara de óleo de coco na água quente e fazer o assento por 10-15 minutos.  

O óleo de coco tem propriedades anti-inflamatórias, analgésicas e antibacterianas, então alivia a dor e trata o inchaço das hemorroidas, acelerando a sua cicatrização

Óleo de abacate

O óleo de abacate é excelente para hidratar as hemorroidas e reduzir a inflamação. Pode ser aplicado diretamente na hemorroida externa. Ele reduz a dor e a coceira na região.

  Continua Depois da Publicidade  

Aloe vera (babosa)

A aloe vera (babosa) tem propriedades anti-inflamatórias e pode ser encontrada na forma de gel, vendida comercialmente. Procure por um produto que seja o mais natural possível, com pelo menos 95% de aloe vera pura. 

A aplicação do gel pode ser feita durante a noite, para que tenha bastante tempo de ação. O efeito será o alívio da dor e cicatrização das feridas. 

Se você tiver acesso à planta de aloe vera, poderá usa-la de forma bem simples: 

  1. Corte uma folha de babosa;
  2. Retire as espinhas das extremidades e lave bem;
  3. Com uma faca, retire a polpa que há no interior da planta;
  4. Aplique o líquido diretamente nas hemorroidas.

Bolsa de gelo 

O tratamento com bolsa de gelo é uma ótima opção para hemorroidas muito inchadas e doloridas, pois o gelo diminui o inchaço com muita eficiência. 

  1. Envolva uma bolsa de gelo em um pano;
  2. Aplique diretamente no ânus por 15 minutos.

Nunca aplique o gelo diretamente na pele, sem o pano, pois pode causar uma queimadura.

Roupas íntimas largas e de algodão

Evite usar roupas íntimas feitas de poliéster. Também evite peças muito apertadas ou que fazem contato com a região afetada pelas hemorroidas. 

Use peças feitas 100% de algodão, pois ele permite que a pele “respire” e ajuda a manter a região seca e limpa. 

Lave as peças separadamente das outras roupas, usando sabão neutro, sem perfumes e amaciantes. 

No trabalho

Se o assento de sua cadeira for duro, use uma almofada. Essa medida simples irá impedir o aumento do inchaço das hemorroidas já existentes e o aparecimento de novas. 

Faça intervalos de pelo menos 5 minutos a cada 1 hora, para se levantar e caminhar. 

Fontes e referências adicionais 

Você conhecia essas formas de tratar a dor das hemorroidas? Já testou algum desses métodos? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Dr. Lucio Pacheco

Dr. Lucio Pacheco é Cirurgião do aparelho digestivo, Cirurgião geral - CRM 597798 RJ/ CBCD. Formou-se em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 1994. Em 1996 fez um curso de aperfeiçoamento no Hospital Paul Brousse, da Universidade de Paris-Sud, um dos mais especializados na área de transplantes na Europa. Concluiu o mestrado em Medicina (Cirurgia Geral) em 2000 e o Doutorado em Medicina (Clinica Médica) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 2010. Dr. Lucio Pacheco é um profundo estudioso na área de doença hepática e escreveu dezenas de livros e artigos sobre transplante de fígado. Atualmente é médico-cirurgião, chefe da equipe de transplante hepático do Hospital Copa Star, Hospital Quinta D´Or e do Hospital Copa D´Or. Além disso é diretor médico do Instituto de Transplantes. Suas áreas de atuação principais são: cirurgia geral, oncologia cirúrgica, hepatologia, e transplante de fígado. Dr. Lucio é uma referência profissional em sua área e autor de artigos científicos e diversos. Para mais informações, entre em contato com ele.

Deixe um comentário