Beterraba prende ou solta o intestino?

Especialista da área:
atualizado em 12/10/2021

A beterraba é uma excelente fonte de nutrientes, literalmente da raiz às folhas. As suas folhas verde-escuras são ricas em cálcio, ferro e vitaminas A e C. Já a raiz, roxa e doce, é uma excelente fonte de ácido fólico, fibras, magnésio e potássio.

  Continua Depois da Publicidade  

A beterraba possui vários benefícios, auxilia no controle da pressão arterial, melhora a performance atlética, fornece nutrientes importantes para a saúde do cérebro e é rica em antioxidantes que estão associados à prevenção de alterações e degenerações celulares que podem causar o surgimento de algumas doenças crônicas, o envelhecimento dos tecidos e até mesmo o desenvolvimento de algum tipo de câncer.

Mas apesar de todos esses aspectos positivos, você já parou para pensar sobre os efeitos que a beterraba pode provocar no nosso intestino e sistema digestivo?

Os efeitos da beterraba no sistema digestivo

Beterraba

A beterraba funciona como uma boa fonte de fibras, fornecendo 3,37 gramas desse nutriente a cada porção de 100 gramas

As fibras passam pelo sistema digestivo sem serem absorvidas, e descem para o cólon, onde alimentam as bactérias benéficas do intestino, favorecendo o equilíbrio da flora intestinal, ou adicionam volume às fezes. Isso pode promover a saúde digestiva, manter a regularidade intestinal e prevenir condições como prisão de ventre, doença inflamatória intestinal (DII) e diverticulite

Fibras solúveis e fibras insolúveis

As beterrabas são compostas tanto pelas fibras solúveis quanto pelas fibras insolúveis.

As fibras solúveis são conhecidas por absorver água enquanto passam pelo sistema digestivo, ajudando a diminuir a irritação do intestino e regularizando suas funções.

  Continua Depois da Publicidade  

As fibras insolúveis, por sua vez, não interagem com a água, permanecendo intacta durante todo o trato gastrointestinal. Uma de suas principais funções é o aumento do bolo fecal, que ajuda no funcionamento do intestino. As fibras insolúveis podem melhorar a prisão de ventre e contribuem para manutenção da regularidade intestinal.

Cuidados exigidos pelo consumo de fibras em geral

A ingestão de fibras é benéfica para o nosso sistema digestivo, porém, ela também exige alguns cuidados.

Os alimentos fibrosos podem causar o intestino preso, condição conhecida como constipação, ou problemas digestivos, como inchaço e flatulência, se forem introduzidos em grande quantidades por quem não tem o hábito de consumi-los, por isso é necessário aumentar lentamente a ingestão desses alimentos.

Além disso, as fibras necessitam de água para passar pelo sistema digestivo e formar o bolo fecal, e quando você consome mais fibras, mas não ingere uma quantidade suficiente de água, pode ocorrer o agravamento de um quadro de intestino preso e ainda sofrer com dores abdominais.

A ingestão de fibras sem a presença da água pode resultar ainda no ressecamento do intestino.

O excesso de fibras na alimentação

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a orientação para pessoas adultas consiste em consumir de 25 g a 35 g de fibras por dia.

  Continua Depois da Publicidade  

Quando as fibras alimentares são ingeridas de maneira excessiva, elas podem provocar fezes moles, movimentos intestinais frequentes e diarreia, que também pode vir acompanhada de desidratação. Isso ocorre porque o corpo mobiliza a água que o organismo necessita para elimina-las.

Além desses problemas, o consumo exagerado deste nutriente pode comprometer a absorção de minerais e causar problemas abdominais como gases, inchaço e cólicas.

FODMAPs

beterrabas

O FODMAPs são um conjunto de alimentos fermentáveis que são mal absorvidos pelo nosso organismo e que podem causar desconforto intestinal. Ele representa os frutanos, carboidratos de cadeia curta, que são encontrados na composição da beterraba.

O consumo exagerado de alimentos FODMAPs pode formar gases que distendem o abdômen, bem como, causar inchaço no intestino pela grande absorção de água. Essas alterações, associadas ao aumento da quantidade de água consumida, podem provocar diarreia.

Algumas pessoas podem não conseguem digerir corretamente esses FODMAPs, provocando uma perturbação digestiva, como no caso dos indivíduos que sofrem com a síndrome do intestino irritável.

  Continua Depois da Publicidade  

Fontes e referências adicionais

Você já tinha ouvido falar que a beterraba prende ou mesmo que solta o intestino? Tem costume de consumir a beterraba com que frequência em sua dieta? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (6 votos, média 4,67)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário

1 comentário em “Beterraba prende ou solta o intestino?”

  1. Comi beterraba demais para prevenir anemia quando tive problemas com mioma e foi muito bem nunca tive anemia mesmo tendo hemorragia direto e o intestino funciona muito bem a beterraba arrasta todas as toxinas pra fora do nosso intestino e muito bem e ao contrário do que dizem até pessoas com diabetes podem comer a vontade e de preferência crua e só saúde comam a vontade eu como meu face Lucinha Pimenta ….

    Responder