Dor na escápula – O que pode ser, tipos e como tratar

Especialista da área:
atualizado em 01/10/2021

A escápula ou omoplata é um osso grande e triangular localizado na parte superior das costas até os ombros que tem a função de auxiliar e estabilizar os movimentos do ombro. A articulação da escápula com o ombro permite a mobilização dos braços e é composta por um conjunto de músculos e tendões, chamado de manguito rotador.

  Continua Depois da Publicidade  

Quando há uma lesão nos músculos, a posição da escápula pode ser alterada, o que causa dor e dificuldade de realizar certos movimentos. Em alguns casos esse próprio osso pode inflamar e resultar em dor no local.

A dor na escápula é bem comum e não costuma ser motivo de grandes preocupações. No entanto, em alguns casos, a dor também pode ser um sinal de um problema de saúde mais sério na região dos ombros.

Dor na escápula

escápula

Dores nos ombros podem ter diversas causas. De acordo com a National Library of Medicine e o National Institutes of Health dos Estados Unidos, o ombro é uma das articulações mais instáveis do organismo humano e por isso é alvo de muitas lesões.

As dores podem atingir a própria escápula ou se estender para outras partes do corpo, como os pulmões.

Existem algumas condições que causam mais dor na escápula direita e outras que costumam causar dor na escápula esquerda. A dor na escápula direita, por exemplo, pode ser causada por problemas na vesícula biliar, enquanto que a dor na escápula esquerda pode indicar problemas cardíacos.

Os principais sintomas de fraturas na escápula são dor crônica e disfunção no ombro que causa dificuldade para executar movimentos simples ou muita dor ao fazê-los.

  Continua Depois da Publicidade  

São muitas as causas de dor neste osso, em diferentes intensidades, podendo ser uma leve tensão muscular ou uma dor mais aguda que pode significar um problema de saúde mais grave.

dor na escápula

Causas de dores nas escápulas

Uma lesão em um músculo ou tendão é um dos motivos mais comuns de dor na escápula. Tais lesões podem resultar de:

Lesão muscular

A escápula contribuiu para a movimentação do ombro através de músculos localizados nas costas, como por exemplo, o músculo rombóide. Este músculo fica localizado entre as últimas vértebras da coluna e as bordas das escápulas, por tal razão, o esforço físico em excesso ou movimentos bruscos com os braços podem levar a uma distensão ou estiramento do músculo, provocando dor na região escapular.

Em alguns casos, a lesão no músculo rombóide também pode causar redução da força nos braços e dor ao mexer o ombro, no entanto, esses sintomas costumam desaparecer com o tempo, conforme o corpo vai se recuperando.

Osteoporose e artrite

A osteoporose é definida como a perda acelerada de massa óssea, que ocorre durante o envelhecimento. Essa doença provoca a diminuição da absorção de minerais e de cálcio. Os locais mais afetados por essa doença são a coluna, o punho e o colo do fêmur, sendo este último o mais perigoso. Embora não seja muito frequente, essa condição também pode afetar as omoplatas, causando muita dor na região.

Além disso, fraturas por compressão vertebral torácica podem ocorrer em decorrência da osteoporose e causar dor interescapular.

  Continua Depois da Publicidade  

A artrite no pescoço ou mesmo nas costelas podem causar dor entre as escápulas.

Estenose espinhal

A estenose do canal vertebral é o estreitamento dos canais ósseos pelos quais passam os nervos e a medula espinhal. Diversas condições podem fazer com que as articulações facetárias (articulações que conectam as vértebras na parte posterior da coluna) e os ligamentos aumente e engrosse, restringindo o espaço para os nervos se movimentarem livremente.

Os nervos comprimidos ficam inflamados e causam dor, cãibras, dormência ou fraqueza nas costas, além de atingir pernas, braços e pescoço.

Ruptura da aorta torácica

Uma ruptura de aneurisma na aorta torácica causa uma dor aguda na região superior das costas, que pode se irradiar para a região inferior das costas e abdômen à medida que a ruptura progride.

A dor pode também afetar o tórax e os braços, e a sensação é similar a de um ataque cardíaco. Neste caso, é importante procurar rapidamente atendimento médico porque a hemorragia pode causar choque e levar à morte.

  Continua Depois da Publicidade  

Hérnia de disco

Hérnia de disco

A hérnia de disco na cervical pode causar dor ao mover o pescoço e também uma dor aguda próxima à escápula ou sobre ela, que se irradia para o braço, antebraço e dedos, além de uma possível dormência nessas regiões.

No entanto, é importante destacar que os sintomas da hérnia de disco variam de uma pessoa para outra, além de surgir e desaparecer espontaneamente, retornando em intervalos imprevisíveis. Entretanto também podem ser constantes, não desaparecendo em nenhum momento e por um período de longa duração.

Escápula alada

A escápula alada, também conhecida por discinesia de escápula, ocorre quando há uma posição incorreta da escápula, dando a sensação de estar fora do lugar, provocando dor e incômodo na região do ombro.

A escápula alada pode ocorrer em qualquer um dos lados do corpo, no entanto, é mais comum do lado direito e pode ser provocada por artrose, fratura de clavícula não consolidada, paralisias e alterações dos nervos do tórax.

Fratura de escápula

As escápulas são um dos ossos do corpo humano mais difíceis de fraturar, assim é bem improvável que isso ocorra em uma queda, por exemplo, mas, no entanto, acidentes graves podem causar esse tipo de lesão.

Segundo a American Academy of Orthopedic Surgeons (AAOS), as fraturas da escápula representam menos de 1% dos ossos quebrados no corpo. Apesar de serem fraturas raras, elas podem causar dor intensa, que geralmente é acompanhada por outras lesões traumáticas como as fraturas de costelas, concussões, danos na medula espinhal e pulmões perfurados.

Ainda de acordo com a AAOS, uma das causas mais comuns de fraturas na escápula é o traumatismo de força contundente que normalmente acontece em lesões de alto impacto, como em um acidente de carro, por exemplo.

Compressão do nervo supraescapular

O nervo supraescapular está localizado no plexo braquial, que é o conjunto de nervos responsáveis pelos movimentos do ombro e do braço, e pode sofrer alterações e provocar dores intensas na escápula.

A compressão deste nervo é uma alteração causada, principalmente, por uma inflamação ou por um trauma, que pode acontecer em acidentes ou em atividades esportivas que forçam muito o ombro. Atletas que praticam esportes de arremesso executam muito esse movimento de girar o braço, portanto estão mais propensos a sofrer esse tipo de compressão (arremessadores, nadadores, jogadores de vôlei, tênis, entre outros).

Entretanto, a compressão do nervo supraescapular também pode estar associada a ruptura da coifa, mais conhecida como síndrome do manguito rotador, que é uma causa frequente de dor no ombro, causada por tendinite ou ruptura dos tendões. 

Doença de Gorham

A doença de Gorham é uma alteração rara sem causa definida, que provoca perda óssea, podendo acometer qualquer parte do corpo, no entanto, as regiões onde ela mais se desenvolve são os ossos do crânio e das cinturas escapular e pélvica, causando muita dor.

Essa doença tem início súbito e quando atinge a região da escápula causa muita dificuldade para movimentar os ombros.

Síndrome de escápula crepitante

A síndrome da escápula crepitante ocorre quando, ao mexer o braço e o ombro, escuta-se um estalo na escápula, causando dor intensa. Esta síndrome geralmente é provocada por excesso de atividades físicas e traumas no ombro, sendo muito comum em adultos jovens.

Ataque cardíaco

Mulher tendo ataque cardíaco

Ataques cardíacos, especialmente em mulheres, nem sempre começam com falta de ar e dores no peito que irradiam para o braço. Em um estudo realizado com pessoas que tiveram ataques cardíacos, 3% apresentaram dor entre as escápulas.

Outras possíveis causas

Outros tipos de lesões, inclusive, em outras partes do corpo como, na coluna vertebral ou no manguito rotador, podem causar dor nas escápulas, tais como:

  • Tensão muscular;
  • Embolia pulmonar;
  • Escoliose;
  • Osteoartrite nas articulações ao redor do pescoço, das costelas ou da coluna;
  • Refluxo ácido;
  • Deslocamento da costela;
  • Síndrome de dor miofascial;
  • Cálculos biliares.

Como tratar as dores nas escápulas

O tratamento para a dor vai depender da causa e da gravidade da lesão. Desta forma, o diagnóstico médico é imprescindível.

Medicamentos

Dependendo da condição, o médico pode receitar medicamentos analgésicos ou anti-inflamatórios, como o ibuprofeno para aliviar a dor e controlar a inflamação. Em casos de dor intensa e inflamação, o profissional pode optar por receitar um medicamento esteróide que será mais eficaz na redução da dor. Relaxantes musculares também podem ser recomendados.

Massagem e fisioterapia

fisioterapia

Massagens terapêuticas podem ajudar a relaxar os músculos na região das omoplatas e aliviar as dores.

A fisioterapia pode ser necessária em alguns casos, especialmente se a dor na escápula for resultado de uma lesão ou de uma má postura. Geralmente, a fisioterapia consiste em uma série de exercícios, cujo objetivo é fortalecer a musculatura ao redor das escápulas.

Cirurgia

Embora improvável, é possível um tratamento cirúrgico para reparar danos nas escápulas causados por lesões mais graves. Tal cirurgia pode incluir a remoção de tecidos cicatriciais ou a reparação de tendões presentes nos ombros ou na parte superior das costas. De acordo com dados da American Academy of Orthopedic Surgeons, 90% das pessoas com dor na escápula se tratam por meio de procedimentos não cirúrgicos.

Medidas para reduzir a dor

Algumas medidas que podem ser tomadas para reduzir as dores, tais como:

Exercícios físicos

Praticar atividades físicas é importante não só para ajudar a aliviar a dor na escápula como para manter uma boa saúde em geral. O exercício é importante para fortalecer a região das costas e dos ombros, entre os exercícios indicados para essas áreas, destacam-se as flexões e os abdominais.

Alongamento

Alongamentos podem auxiliar na circulação sanguínea para os músculos e as articulações, o que ajuda a melhorar a mobilidade e aliviar a dor.

Um alongamento muito usado para reduzir a dor nos ombros consiste em cruzar um braço sobre a frente do corpo e usar o outro braço para puxar o cotovelo estendido em direção ao peito. É recomendado manter a posição por pelo menos 10 segundos e então repetir o movimento com o outro braço. Outros alongamentos podem ser indicados por um médico ou fisioterapeuta.

Alimentação

Alguns alimentos podem piorar a inflamação e, consequentemente, aumentar a dor na escápula. Assim, é fundamental manter uma dieta balanceada, evitando o consumo de alimentos processados e focando no consumo de alimentos nutritivos e saudáveis que contenham ácidos graxos do tipo ômega 3, boas fontes de proteínas, frutas e legumes.

Descanso

Em alguns casos, um simples descanso pode dar ao corpo tempo para que se recupere sozinho das dores.

Uso de compressas

As compressas frias ou quentes podem ajudar a aliviar o desconforto nas omoplatas. Em casos de dores recentes, o mais indicado é usar compressas frias, já para reduzir a inflamação, quando a dor já dura mais de 2-3 dias, recomenda-se usar compressas quentes.

Quando procurar um médico

Um médico deve ser consultado sempre que a dor nas escápulas for muito intensa ou perdurar por vários dias. Mesmo que não seja nada sério, é importante verificar se há algo errado.

Quando outros sintomas forem observados, pode ser um sinal de emergência médica e a ajuda profissional deve ser procurada imediatamente. São eles:

  • Febre;
  • Falta de ar;
  • Dor no peito;
  • Suor excessivo;
  • Tontura;
  • Tosse com sangue;
  • Dor, inchaço ou vermelhidão nas pernas;
  • Problemas de visão;
  • Perda de consciência;
  • Dificuldade para falar;
  • Pulsação rápida ou irregular;
  • Paralisia em um lado do corpo.

Medidas preventivas

A prevenção de dores nas escápulas é muito simples. Basta atentar para algumas práticas do dia a dia para evitar que o problema ocorra.

1. Manter a boa postura

má postura

Ter uma boa postura e evitar ficar curvado durante o dia, previne a sobrecarga nos ombros, e consequentemente, dores na região das omoplatas. Observe sua postura durante o trabalho e sempre faça correções para tentar manter o corpo o mais ereto possível.

Caso a pessoa fique sentada por muito tempo, o ideal é investir em uma cadeira ergonômica e prestar atenção no alinhamento da coluna e do pescoço além do posicionamento dos braços e das pernas.

2. Evitar levantar objetos pesados

Erguer objetos pesados pode prejudicar os ombros e causar dor. Até mesmo uma mochila carregada apenas sobre um ombro pode desgastar a escápula.

Lembre-se de agachar e manter a boa postura quando precisar levantar algo do chão para não colocar pressão excessiva sobre as costas e os ombros.

3. Não permanecer sentado por muito tempo

Ficar muito tempo na mesma posição sem se movimentar não é bom para a postura. Mesmo que a pessoa seja obrigada a trabalhar por muito tempo na mesma posição, é necessário levantar e fazer alguns alongamentos simples durante o expediente para aliviar a tensão muscular. Veja alguns exemplos de exercícios laborais.

Em geral, a dor na escápula é um problema temporário que costuma desaparecer após o tratamento adequado aliado ao descanso e à prática de atividades físicas de fortalecimento. No entanto, dores que demoram muito para passar e que atrapalham a qualidade de vida devem ser investigadas mais a fundo, pois podem ser sinal de um problema mais grave.

Fontes e referências adicionais

Você já teve alguma vez dor na escápula? Como lidou com isso e como foi o tratamento recomendado pelo médico? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (18 votos, média 4,00)
Loading...
Sobre Dr. João Hollanda

Dr. João Hollanda é Médico Ortopedista - CRM-SP 113136. Formou-se pela Santa Casa de São Paulo, com especialização em cirurgia do joelho. É também médico da Seleção Brasileira de Futebol Feminino desde 2016 e médico voluntário do Grupo de Traumatologia do Esporte da Santa Casa de São Paulo desde 2010. Tem experiência de trabalho prévio com a Confederação Brasileira de Vela, Cisne Negro Companhia de Dança, Escola de Dança do Teatro Municipal de São Paulo, Equipe de Ginástica Artística de Guarulhos. Já trabalhou como Médico nos Jogos Panamericanos Rio 2007, e foi Médico do Time Brasil para os Jogos Olímpicos Rio 2016. Trabalhou junto a organização Médicos Sem Fronteiras no Afeganistão e no Haiti, e junto a organização Expedicionários da Saúde no Haiti. Dr. João Hollanda é uma referência profissional em sua área e autor de artigos científicos. Você pode entrar em contato com o Dr. João através de seu site.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário

12 comentários em “Dor na escápula – O que pode ser, tipos e como tratar”

  1. Boa noite, infelizmente estou c essa dor há muito tempo uns anos q vem piorando a cada dia q dar até enjôo de tanta dor. Fui ao médico no posto de saúde só me dão injeção p melhorar mas não tive êxito. Estou muito preocupada e não tenho condições de pagar um especialista e fazer um exame correto é desesperador sentir tanta dor.

    Responder
  2. Esta dor iniciou há uns 2 anos, mas ela aparece por uns dias e desaparece. Contudo, desde novembro/19, ela tem sido cada vez mais constante. É uma dor forte na *escapula esquerda* seguida de muita dor em todo braço , antebraço mão( todos do lado esquerdo) e dedos. Durante a noite acordo com o braço e mão totalmente adormecidos. Procurei um ortopedista, especialista em ombro, que me encaminhou para um especialista em coluna. Mas como a dor era muito intensa, ministrou uma injeção de dispropan. Eu estava saindo de férias, então segundo ele, eu teria uma trégua na dor. E , realmente tive, mas agora já está recomeçando. A dúvida, frente aos artigos aqui publicados é sobre qual profissional e qual especialidade eu devo procurar .Grata.

    Responder
  3. Faz anos que de tempo em tempo sinto do lado direito. Melhoro com pomadas .com nimesulida e emplasto. Mas de uns tempos para cá as crises demora a passar e esta dando canceira nas pernas ja fiz fisioterapia mas quando faço a dor aumenta. Ja fiz angiotomografia nada acusou ultra som deu tendao inflamado. Que faco?

    Responder
  4. Estou sentindo muita dor na escapula esquerda e está doendo muito já faz mais de 12 dias já fui no hospital mais a dor continua

    Responder
  5. Tenho dores na omoplata insuportável….a dor é tanta que as vezes quero me jogar de baixo de um caminhão….venho sentindo essa dor a quase três meses já….sai do emprego.. não consigo fazer nada em casa…minha vida virou um inferno e os médicos só receitam remédios para dor…anti inflamatórios remédios para relaxar os músculos e só…pediram uma ressonância que estou aguardando…mas me sinto muito desassistida…vou quase toda semana com crises de dor no ortopedista só para tomar um Decadron , tilatil e tramal….venho com a mesma dor para casa….porém sinto alívio no dia seguinte…mas depois tudo volta como se eu nem tivesse sido medicada…..fora os remédios que tomo em casa e as pomadas que uso no alívio da dor….tudo está sendo muito difícil pois o médico surpeita de hérnia……. não sou médica….mas meus sintomas não correspondem…. só sinto dor…muita dor mesmo…..e em alguns dias sinto umas erupção enterna mas não dói…..a dor é em baixo da omoplata esquerda e na maioria da vezes que me medico sinto as vistas embasada….mas é só….. não tenho outro sintoma a não ser a dor insuportável e os vômitos que esqueci de mencionar….mas isso só acontece por que ao sentir muita dor tenho ancia de vômitos…..isso acontece comigo no caso dos vômitos quando choro ou fico nervosa…. então não sei se tem relação com o problema com o diagnóstico…. gostaria de uma opinião ????
    Obrigado…..tô desesperada pois com isso tudo não durmo mais direito pois só consigo ficar de barriga para cima….qualquer outra posição grito de dor não importa o lado que me viro…..tudo dói muito intenso…..

    Responder
      • Ha 4 meses atras fui levantar na cama e senti uma forte dor na escapula que cheguei até a gritar e sentir falta de ar…parecia q meus ossos estavam fora de lugar e não conseguia voltar! Fiz raio x e ortopedista indicou fisioterapia motora e acunputura devido ter feito ha 2 anos prótese fêmur e sentir muita dor no quadril e glúteos e não citou nada sobre a escapula. Estou com tendinite nos glúteos. Fora isso, a dor na escapula é por movimento do braço ou bater em algum lugar, ou rir forte ou encostar em algum lugar rígido. O que fazer? Alguém pode me ajudar a definir algo que desconheço totalmente ou que especialidade devo procurar? Pois estou imobilizada de fazer qq coisa! Fui no gastro e não afirmou que seja do refluxo que tenho!abs

        Responder
    • Completei 50 anos e três dias depois apareceu essa dor insuportável na escápula esquerda meu braço esquerdo está dormente e pesado,estou assustada nunca tinha sentido essa dor terrível não consigo dormir,e logo nessa pandemia não posso ir pro médico.js tomei ibuprofeno,torcilax e a dor não passa,tô com medo.

      Responder
    • Adriana, cheguei aqui agora, w como vc tá hj conseguiu resolver?? Fez a ressonância? Espero que sim,e torço que tenha resolvido e vc esteja bem melhor

      Responder
  6. Fiz ultrassom raiox,e deu uma lesão na escápula,tenho fibromialgia,vou levar os resultados para o meu reumatologista.A dor é muito e constante,doi todos os dias sem parar.

    Responder