Dor nas juntas dos dedos: 6 principais causas e o que fazer

Especialista da área:
atualizado em 08/04/2022

Sentir dor nas juntas dos dedos pode atrapalhar significativamente todas as atividades que temos para realizar no dia a dia, pois usamos as mãos e os dedos para fazer, praticamente, tudo. A dor e a sensibilidade nas juntas dos dedos deixam as nossas mãos mais fracas e até rígidas. 

De modo geral, a dor nas juntas dos dedos é causada por processos inflamatórios nas articulações, que podem ser iniciados por lesões, pelos vários tipos de artrite, infecções e como consequência de uma diabetes descompensada. 

  Continua Depois da Publicidade  

Veja quais são as principais causas de dor nas juntas dos dedos e o que fazer. 

Lesão por acidente

Dor na mão
Na prática de algum esporte, pode ocorrer uma lesão que provoca a dor

As nossas mãos estão constantemente expostas ao perigo, seja na prática de algum esporte, no trabalho ou nos serviços domésticos. 

As lesões podem ocorrer por entorses, torções, deslocamentos e fraturas, envolvendo os ligamentos, tendões, músculos e articulações dos dedos. 

As lesões por acidentes são a principal causa de dor nas juntas dos dedos em pessoas mais jovens e, geralmente, acontecem por acidentes em esportes, de trabalho ou de trânsito. 

O que fazer

Quando a lesão não é grave, ou seja, não envolve fratura ou deslocamento, a dor e o inchaço podem ser tratados em casa.

  Continua Depois da Publicidade  

É recomendado que você não use o dedo dolorido, deixando-o em repouso. Aplique compressas de gelo, em sessões de 20 minutos, que devem ser repetidas várias vezes ao dia, entre 4 e 8, para reduzir o inchaço. 

Você também pode tomar analgésicos e anti-inflamatórios para diminuir a dor e a inflamação no dedo. 

Se no período de 2 dias a dor piorar ou não apresentar melhora, é recomendado procurar um ortopedista para examinar a lesão, pois pode ter ocorrido uma fratura ou um deslocamento. Nesses casos, o tratamento deve ser feito pelo médico.  

Lesão por esforço repetitivo e tenossinovite

Existem dois tipos de lesões que afetam os tendões dos dedos, as lesões por esforço repetitivo (LER) e a tenossinovite. 

A inflamação dos tendões provocada pelo esforço repetitivo é chamada de tendinite por LER, que resulta em inchaço, vermelhidão e dor nas juntas dos dedos. 

A tenossinovite, popularmente conhecida como dedo em mola ou dedo em gatilho, é uma inflamação da bainha do tendão. Ela resulta em dor e sensação de fraqueza nas juntas dos dedos. É um problema que, normalmente, afeta adultos entre 30 e 50 anos de idade.

  Continua Depois da Publicidade  

A causa dessa inflamação é desconhecida, mas está diretamente associada ao uso excessivo dos dedos e tende a aparecer mais nas mulheres do que nos homens.

O que fazer

Algumas inflamações são mais simples de tratar, necessitando apenas do repouso da articulação e administração de analgésicos e anti-inflamatórios, para reduzir a dor e o inchaço das juntas dos dedos. As compressas de gelo também são úteis para o alívio desses sintomas. 

Se os sintomas não melhorarem, é recomendado que você faça uma consulta com um ortopedista, para verificar se você precisa de injeção de corticosteroides e fisioterapia. Existem casos que são solucionados apenas com cirurgia.  

Síndrome do túnel do carpo

túnel do carpo

A síndrome do túnel do carpo ocorre pela compressão do nervo mediano no canal do carpo, que procede do antebraço e se estende até a palma da mão. 

É graças a esse nervo que temos sensibilidade e mobilidade nos dedos. A compressão desse nervo pode provocar dor, formigamento e dormência nos dedos. 

Inflamações no punho, onde está localizado o túnel do carpo, causadas por movimentos repetitivos ou lesões podem prejudicar os tendões e ligamentos, provocando dores nas juntas dos dedos. 

  Continua Depois da Publicidade  

O que fazer

O tratamento é direcionado ao punho e pode envolver o uso de talas, para deixá-lo imóvel por um tempo. Também deve-se parar a atividade que gerou a inflamação no nervo mediano o que requer, em alguns casos, o afastamento temporário do trabalho. 

Os medicamentos prescritos são analgésicos e anti-inflamatórios, por via oral, ou por injeção diretamente no local da inflamação. O tratamento também pode envolver fisioterapia, para fortalecimento e melhora da mobilidade do punho e das mãos.

Artrite

Artrite nos dedos
As dores nas juntas dos dedos são bastante comuns na artrite

Artrite é um termo bastante generalista, usado para se referir à inflamação que afeta as articulações do corpo, causando dor, inchaço e rigidez. Quando a artrite ocorre nas juntas dos dedos, a pessoa sente dor ao pressioná-los. 

Há duas formas principais de inflamação das articulações: a osteoartrite e a artrite reumatoide

A osteoartrite envolve o desgaste ou degeneração da cartilagem, uma substância gelatinosa que fica na superfície do osso e permite um deslizamento suave e sem atrito entre os ossos. 

O desgaste pode ocorrer na base, no meio e ou na articulação próxima à ponta do dedo. Esse tipo de artrite é mais comum em pessoas mais velhas, acima de 50 anos. 

A artrite reumatoide é uma condição autoimune, na qual os tecidos do corpo são afetados pelas próprias células do sistema imune. Nesse caso, as juntas dos dedos são reconhecidas como invasoras pelo sistema de defesa, que passa a provocar inflamações e lesões nas estruturas. 

A gota e o lúpus também são condições crônicas que provocam artrite nas juntas dos dedos e envolvem tratamentos semelhantes. Alguns medicamentos são específicos, por isso é necessário ter o acompanhamento médico para o controle dessas doenças inflamatórias. 

O que fazer

Ao identificar os sintomas de artrite nos dedos, procure um ortopedista para que ele identifique a causa e aplique o tratamento específico mais apropriado.

O objetivo geral do tratamento é reduzir a dor, diminuir o inchaço, para melhorar a mobilidade dos dedos e modular as respostas do sistema imune, para que deixem de atacar as juntas dos dedos. 

O tratamento também pode incluir sessões de fisioterapia, uso de órteses e, em último caso, cirurgia para reparo ou substituição da articulação danificada. 

Infecções

A inflamação das juntas dos dedos pode seguir um quadro infeccioso causado, principalmente, por bactérias, mas também pode ser resultado de infecções virais e fúngicas. 

O termo médico para essa condição é artrite séptica, pois é uma inflamação na articulação que ocorre pela infecção de microrganismos que chegam até ela pela corrente sanguínea. 

Além da dor nas juntas dos dedos, a artrite séptica provoca dor no corpo, febre e calafrio. As articulações ficam bastante inchadas e, se não forem tratadas, podem sofrer danos irreversíveis. 

O que fazer

O tratamento da artrite séptica é feita com antibióticos, quando causada por bactérias, a fim de eliminá-las, para que parem de causar inflamação nas juntas. Se o agente causador for um fungo, o tratamento é feito com um anti-fúngico, ao invés de antibiótico. 

Os sintomas de dor e febre são tratados com analgésicos e anti-inflamatórios e a articulação é imobilizada. Após a eliminação do microrganismo, podem ser necessárias algumas sessões de fisioterapia, para recuperar a mobilidade da articulação. 

Diabetes

Diabetes
Pode acontecer de uma pessoa com diabetes sentir dor nas juntas dos dedos

A diabetes descompensada pode afetar o sistema musculoesquelético do corpo e, portanto, atingir as articulações. Alguns problemas articulares comuns que podem resultar de uma diabetes descompensada são a neuropatia diabética, a síndrome do túnel do carpo e a contratura de Dupuytren. 

Na neuropatia diabética, os nervos das mãos e dos pés são danificados por um processo inflamatório, causando os sintomas de dor, formigamento e perda de sensibilidade e força.

Na contratura de Dupuytren, ocorre um espessamento dos tecidos da palma das mãos, por causa de nódulos de fibrose que se formam nesta região. 

Pessoas com diabetes têm maior tendência a formar esses nódulos, que encurtam os tecidos das palmas das mãos, fazendo com que o dedo, principalmente anelar e mindinho, fique contraído em direção à palma da mão. 

O que fazer

Os tratamentos dessas complicações da diabetes descompensada buscam reduzir os sintomas e retardar a progressão da doença.

Eles são feitos com analgésicos e anti-inflamatórios, e podem incluir infiltração de corticosteróides diretamente no local da inflamação. A fisioterapia também é incluída no plano de tratamento, para estimular a mobilidade das mãos e dos dedos. 

Quando os medicamentos e a fisioterapia não amenizam os sintomas ou não retardam a progressão da doença, resultando em perda funcional da mão, pode ser necessária uma intervenção cirúrgica.  

Fontes e referências adicionais

Você já sentiu dor nas juntas dos dedos? Qual foi a causa da sua dor? Você conhecia esses tipos de artrite que podem afetar as juntas dos dedos? Comente abaixo! 

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Dr. João Hollanda

Dr. João Hollanda é Médico Ortopedista - CRM-SP 113136. Formou-se pela Santa Casa de São Paulo, com especialização em cirurgia do joelho. É também médico da Seleção Brasileira de Futebol Feminino desde 2016 e médico voluntário do Grupo de Traumatologia do Esporte da Santa Casa de São Paulo desde 2010. Tem experiência de trabalho prévio com a Confederação Brasileira de Vela, Cisne Negro Companhia de Dança, Escola de Dança do Teatro Municipal de São Paulo, Equipe de Ginástica Artística de Guarulhos. Já trabalhou como Médico nos Jogos Panamericanos Rio 2007, e foi Médico do Time Brasil para os Jogos Olímpicos Rio 2016. Trabalhou junto a organização Médicos Sem Fronteiras no Afeganistão e no Haiti, e junto a organização Expedicionários da Saúde no Haiti. Dr. João Hollanda é uma referência profissional em sua área e autor de artigos científicos. Você pode entrar em contato com o Dr. João através de seu site.

Deixe um comentário