Exame TSH – O que é e para que serve

Especialista da área:
atualizado em 27/04/2021

O exame TSH deve ser feito como um teste de rotina para verificar como anda a sua saúde hormonal. Saiba exatamente o que é e para que serve esse teste.

  Continua Depois da Publicidade  

De fato, ter o TSH alterado pode causar alguns problemas na tireoide. O TSH é um hormônio estimulador da tireoide. Assim, é ele o responsável por regular os hormônios que são liberados pela glândula tireoide.

Dessa forma, alterações nos valores de TSH podem prejudicar a função da tireoide – causando a produção insuficiente ou exagerada de hormônios.

Além de causar sintomas desagradáveis, a produção inadequada de hormônios da tireoide pode causar danos importantes à saúde.

O que é o exame TSH

amostra de sangue para exame tsh

O TSH é um hormônio produzido no cérebro pela glândula pituitária (ou hipófise). É esse hormônio que manda um sinal para a tireoide produzir hormônios como o T3 (triiodotironina) e o T4 (tiroxina), por exemplo.

Isso significa que qualquer alteração nos níveis de TSH impacta diretamente a quantidade de outros hormônios que são essenciais para que o metabolismo funcione corretamente.

O papel do exame TSH é medir a quantidade do hormônio do sangue para você saber se a hipófise e a tireoide estão cumprindo suas funções.

Para que serve

Além de avaliar a função da tireoide em um exame de rotina, o exame TSH também serve para:

  • Investigar sintomas de distúrbios da tireoide;
  • Diagnosticar condições de saúde como o hipotireoidismo e o hipertireoidismo;
  • Acompanhar o tratamento de uma disfunção na tireoide;
  • Ajustar a dose de remédios que ajudam a regular a função tireoidiana.

O que significa um exame TSH alterado

ultrassom da tireoide

Se houver alguma alteração no exame TSH, o médico pode solicitar exames complementares como uma ultrassom da tireoide, por exemplo. Mas, antes disso, é preciso analisar o exame de sangue.

Aliás, veja também quais são os outros exames da tireoide.

  Continua Depois da Publicidade  

A saber, os valores de referência normais para o hormônio TSH em adultos são entre 0,4 e 4,5 mU/L (miliunidades por litro de sangue). Mas o que significa estar abaixo ou acima desses valores?

O TSH alto (acima de 4,5 mU/L) indica que a tireoide está hipoativa. Ou seja, ela não está produzindo a quantidade de hormônios suficiente.

Por outro lado, o TSH muito baixo (abaixo de 0,4 mU/L) indica que a tireoide está hiperativa. Isto é, a glândula produz hormônios tireoidianos em excesso.

Vale lembrar que existem exceções e os resultados devem ser avaliados individualmente. O ideal para uma mulher grávida, por exemplo, é não ter TSH acima do que 3,0 mU/L, pois isso é melhor para a saúde do bebê.

Assim, por meio de um exame TSH você consegue saber se sua tireoide está funcionando normalmente ou se há um caso de hipotireoidismo ou hipertireoidismo em curso.

Hipotireoidismo

Quando a tireoide produz poucos hormônios, o metabolismo se torna mais lento. Como resultado, você pode sentir sintomas de hipotireoidismo, como por exemplo a fadiga extrema.

As causas mais comuns de hipotireoidismo são:

  • Tireoidite de Hashimoto;
  • Tireoidite;
  • Nódulo na tireoide;
  • Tireoidite pós-parto;
  • Deficiência de iodo.

Para que entenda a causa e inicie o tratamento, é preciso que o médico avalie os resultados dos seus exames e também os seus sintomas.

  Continua Depois da Publicidade  

Hipertireoidismo

A produção de muitos hormônios acelera o metabolismo – podendo causar sinais de ansiedade e aumento de apetite, por exemplo. Algumas das possíveis causas de hipertireoidismo são:

  • Doença de Graves;
  • Tireoidite;
  • Iodo em excesso;
  • Nódulo na tireoide.

Nesses casos, a avaliação de um médico também é fundamental.

Dicas para o momento do exame TSH

O teste TSH não requer nenhuma preparação especial, mas é importante informar na hora da coleta e também ao seu médico se você está usando algum remédio que pode interferir nos resultados. Por exemplo:

  • Lítio;
  • Dopamina;
  • Amiodarona;
  • Prednisona;
  • Biotina;
  • Iodeto de potássio.

Apesar desses remédios influenciarem no exame, não é preciso interromper o uso – a menos que seu médico te oriente a fazer isso. Então, é só coletar a amostra de sangue e esperar o resultado do laboratório.

Por fim, não tire conclusões precipitadas dos seus resultados sem antes consultar o seu médico. Dependendo da sua idade, do seu sexo e do seu peso corporal, os níveis de TSH podem fugir da faixa normal e ainda assim serem adequados para você.

Sendo assim, sempre peça a opinião de um médico antes de iniciar qualquer tratamento. E mesmo que seu resultado seja normal, continue fazendo o exame TSH de rotina para que qualquer problema possa ser tratado precocemente e com mais chances de sucesso.

Vídeo

Se você quer ter uma tireóide saudável, veja então os alimentos você deve evitar e também saiba quais são os alimentos bons para a tireoide, segundo as dicas da nossa nutricionista.

Fontes e Referências Adicionais

Você faz testes de rotina para verificar a função da sua tireoide? Acha que esse tipo de acompanhamento médico é importante para sua saúde? Então, comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Dr. Alexandre Seraphim

Dr. Alexandre Seraphim é Nutrologista - CRM 52.978779. Formou-se médico pela Universidade do Grande Rio e é pós-graduado em Nutrologia pela Associação Brasileira de Nutrologia. Possui diversos cursos na área de emagrecimento, hipertrofia e medicina ortomolecular que o qualificam ainda mais como um grande especialista da área. Atualmente, exerce sua especialidade em uma clínica localizada na Barra da Tijuca e também em Bangu, ambas no Rio de Janeiro. Para mais informações, entre em contato com ele em sua conta oficial no Instagram (@dr.alexandre.seraphim).

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário