Existe Algum Alimento com Zero Caloria?

Especialista:
atualizado em 29/01/2020

Todas as dietas da moda e todos os exercícios do mundo não podem apagar este fato frio e difícil: consumir muitas calorias fará com que você ganhe peso.

Mas existem alimentos e bebidas com zero ou calorias negativas?

“O conceito desses alimentos negativos em calorias é que você vai queimar mais calorias na digestão deles do que consumir ingerindo-os”, em essência, cancelando-as, de acordo com Tara Miller, uma nutricionista em Toronto. “Mas não é um processo tão simples como ingerir 10 calorias e depois queimá-las porque todos metabolizam e queimam calorias a taxas diferentes. Eu nunca diria a ninguém para se prender a esse pensamento com o propósito de ser saudável”.

A questão é que alimentos como o aipo, pepinos, alface, cebolas e algumas frutas cítricas, que contêm muita água e fibra, têm zero calorias ou calorias negativas porque o corpo as queima na digestão e pela eliminação. Mas não é assim que o corpo funciona.

A taxa metabólica basal (TMB), ou a taxa em que o corpo queima calorias em repouso, é baseada na idade, altura, peso e nível de atividade. Assim, por definição, uma pessoa jovem, saudável e altamente ativa naturalmente queimará mais calorias em repouso.

Mas a quantidade de energia queimada na mastigação e digestão de alimentos representa a menor quantidade de TMB, cerca de 5 a 15%. Mesmo que alguém seja extremamente ativo, não queimaria muitas calorias ao fazer isso. E seria necessário comer muita alface e pepino para ficar satisfeito, então você ainda estará consumindo mais calorias do que você está queimando naturalmente.

“Você também tem que considerar que nem todas as calorias são criadas igualmente”, diz Miller. “Se você comesse 10 calorias de gordura contra 10 calorias de açúcar, seu corpo vai fazer coisas diferentes com essas calorias”.

Não há nada de errado em incorporar esses alimentos em sua dieta, pois eles estão cheios de nutrientes e vitaminas que compõem um perfil saudável, mas depender deles apenas com o propósito de perder peso não é apenas equivocado, também é contra-intuitivo.

“Se não estamos comendo calorias suficientes, nosso corpo começa a diminuir nosso metabolismo para se manter vivo e funcionando. Então, não vamos queimar mais calorias se não estamos comendo calorias; na verdade, nosso corpo irá armazená-las”, diz Miller.

A única maneira pela qual esses chamados alimentos de zero caloria podem ajudá-lo na sua jornada de perda de peso é enchendo-o graças à sua carga de fibras, mantendo você mais saciado e impedindo que você escolha opções menos saudáveis.

Mas os especialistas em nutrição advertem sobre alimentos e bebidas industrializados que afirmam não ter calorias, pois a carga de ingredientes químicos e artificiais pode realmente fazer você comer mais. Um estudo de 2017 da Universidade de Manitoba descobriu que os adoçantes artificiais utilizados no refrigerante diet, como aspartame, sucralose e etc, poderiam estar associados ao aumento de peso e ao aumento do IMC.

“As pessoas consomem adoçantes artificiais e bebidas dietéticas e pensam que podem comer bolo”, disse o Dr. Meghan Azad, professor da Universidade de Manitoba e autor principal do estudo.”Eles estão mudando calorias para outros alimentos”.

Miller diz que o mesmo se aplica quando você evita os alimentos que realmente deseja e, em vez disso, sente compulsão por coisas que são percebidas como mais saudáveis. “Você não pode enganar seu corpo; Ele é mais esperto do que isso”.

Você acreditava que poderia se alimentar apenas com os chamados alimentos com zero caloria para emagrecer? O que achou da visão desses especialistas? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário