Home » Suplementos » Emagrecimento » Frutooligossacarídeos (FOS) – O que é, Para Que Serve, Alimentos, Dosagem e Dicas

Frutooligossacarídeos (FOS) – O que é, Para Que Serve, Alimentos, Dosagem e Dicas

Alcachofra de Jerusalém

Conhecidos também por outros nomes, os frutooligossacarídeos (FOS) são principalmente usados como adoçantes alternativos. Eles são substâncias naturais que começaram a ser usadas recentemente devido à necessidade de produzir alimentos doces com menos açúcar e menos calorias, portanto mais saudáveis.

  Continua Depois da Publicidade  

Vamos explorar abaixo com mais detalhes o que são os frutooligossacarídeos (FOS), para que serve, onde encontrá-los e qual a dosagem recomendada para esse composto natural que pode substituir o açúcar na dieta.

Frutooligossacarídeos (FOS) – O que é?

Frutooligossacarídeos, também conhecidos pela sigla FOS, são um tipo de carboidrato chamado oligossacarídeos. Oligo significa poucos, enquanto que sacarídeos significa açúcar. Desta forma, os FOS são carboidratos compostos por poucas cadeias de moléculas de frutose, um carboidrato natural presente em diversos alimentos. Assim, os FOS podem ser encontrados naturalmente em muitos legumes, frutas e plantas.

Os FOS já são usados comumente no Japão como um adoçante natural há muitos anos e apenas após a década de 90 começaram a ser popularizados em outras regiões, não só por poder ser um substituto do açúcar, mas por diversas propriedades interessante, como seus efeitos prebióticos que ajudam a melhorar o processo digestivo e a lutar contra infecções microbianas.

Para que serve?

Além de terem um sabor agradável e poucas calorias, os frutooligossacarídeos (FOS) apresentam diversos benefícios para a saúde. Eles têm um sabor sutilmente doce e de baixo teor calórico e, portanto, não causam efeito nos níveis de açúcar no sangue.

  Continua Depois da Publicidade  

Os principais benefícios dos FOS estão associados ao sistema digestivo, já que eles não são digeridos pelo organismo, viajam pelo trato digestivo promovendo o crescimento de probióticos, ou seja, bactérias essenciais a um bom funcionamento do sistema digestivo.

Além de incentivar o crescimento de micro-organismos saudáveis no intestino e melhorar a digestão, os FOS aumentam a ingestão de fibras alimentares em geral, aliviam problemas como constipação e irritação intestinal.

Abaixo, listamos com mais detalhes alguns benefícios do uso de frutooligossacarídeos (FOS) na dieta.

– Adoçante ou edulcorante natural

Como os frutooligossacarídeos são doces, eles podem ser usados como adoçante alternativo de baixo teor calórico. Assim, em vez de ingerir alimentos e bebidas com alto índice de açúcar, as pessoas podem optar por produtos feitos com FOS, evitando o aumento nos níveis de glicose sanguínea e o ganho de peso. Os FOS apresentam apresenta cerca de 30 a 50% do sabor doce da sacarose (açúcar comum).

Os FOS também pode ser usados no lugar de adoçantes artificiais, que são substâncias associadas ao ganho de peso e ao desenvolvimento de doenças como a diabetes.

  Continua Depois da Publicidade  

– Boa fonte de fibras

Frutooligossacarídeos são uma boa fonte de fibras solúveis para a dieta. De acordo com estudo publicado no periódico Nutrients, os FOS são capazes de reduzir ou até mesmo eliminar a constipação, popularmente conhecida como prisão de ventre. Além disso, eles são uma fibra dietética com baixo valor calórico que ajuda a regular a quantidade de bactérias boas presentes no intestino grosso.

– Diminuem os níveis de colesterol

  Continua Depois da Publicidade  

Uma pesquisa indicou que os frutooligossacarídeos são capazes de reduzir tanto o peso quanto os níveis de colesterol em ratos e cachorros, dados que podem também ser relevantes em testes futuros com humanos para confirmar tais efeitos benéficos.

– Prebióticos

Os FOS que não são digeridos tornam-se alimento para as bactérias presentes no intestino que participam do processos digestivo. Daí surge sua propriedade prebiótica.

Como não são digeridos no intestino delgado, eles transitam intactos através do intestino delgado até o cólon (intestino grosso), onde agem como suporte para o crescimento de bactérias saudáveis e necessárias no trato digestivo, facilitando o processo digestivo como um todo.

Inclusive, esses frutooligossacarídeos são encontrados em papinhas e fórmulas para bebês para ajudar a alimentar as bactérias benéficas que o intestino da criança necessita para um bom funcionamento.

– Protegem contra bactérias

Além de ajudarem na manutenção de bactérias saudáveis, os FOS ajudam na proteção contra bactérias não saudáveis. Em estudo publicado na revista Digestive and Liver Disease, os frutooligossacarídeos ajudaram a suprimir a Clostridium perfringens, uma bactéria tóxica associada à intoxicação alimentar.

Além disso, outro estudo com animais publicado no Journal of Nutrition indicou que os FOS são capazes de proteger contra a Salmonella, uma doença transmitida através da ingestão de alimentos contaminados.

– Melhoram a absorção de cálcio

Isso ocorre porque o ambiente intestinal possui micro-organismos capazes de fermentar o FOS. Uma vez fermentado, o pH do local é reduzido, o que melhora a absorção do cálcio já que ele é mais solúvel em meio ácido, resultando em uma melhor absorção desse mineral tão importante para a saúde dos ossos.

– Regulam os níveis de açúcar no sangue

O uso de FOS pode trazer benefícios para pessoas com diabetes. Um estudo publicado pela revista científica Nutrients observou o potencial dos frutooligossacarídeos na manutenção do equilíbrio nos níveis de glicose.

Os cientistas observaram que há uma correlação positiva entre a ingestão de frutooligossacarídeos e a redução nos níveis de glicose do sangue. Além disso, a presença de FOS é capaz de estimular a secreção de insulina no pâncreas, que é bom para manter os níveis adequados de açúcar sanguíneo.

Alimentos

Os frutooligossacarídeos (FOS) podem ser facilmente encontrados em plantas, legumes e frutas como agave azul, batata yacon, alho, alho-poró, cebola, raíz de chicória, alcachofras de Jerusalém, espargos, bananas e tomates.

As maiores concentrações de frutooligossacarídeos estão na agave azul, na raíz de chicória, no alho, na cebola e nas alcachofras de Jerusalém. Também podem ser encontrados em fontes como grãos e cereais com o trigo e a cevada.

Suplementos de FOS também podem ser encontrados, mas por estarem presentes naturalmente em uma grande variedade de alimentos, a suplementação não é indicada nem deve ser necessária em uma dieta equilibrada e saudável.

Dosagem

Ainda não existe um consenso sobre qual a dosagem diária ideal para consumo de FOS, e de um modo geral esses carboidratos são seguros. De acordo com estudo publicado na revista científica Veterinary and Human Toxicology, os frutooligossacarídeos (FOS) não estão de nenhuma forma relacionados a doenças como o câncer e não são tóxicos para animais nem seres humanos.

Assim, quando usado de forma consciente, os FOS podem trazer diversos benefícios à saúde. Já se usados em excesso, podem ocorrer efeitos colaterais indesejados, em sua maioria, desconfortos gástricos.

Mesmo sem existir um consenso entre os cientistas, alguns indicam que uma dose de até 30 gramas por dia de FOS é bem tolerada pelo organismo. O ideal é consultar um médico para te ajudar a determinar a dose adequada para o seu organismo.

Efeitos colaterais

De acordo com um estudo reportado na revista Gastroenterology & Hepatology, os FOS podem intensificar os seguintes sintomas em pessoas com tolerância limitada a qualquer forma de frutose:

  • Inchaço abdominal;
  • Cólica;
  • Diarréia;
  • Fezes soltas;
  • Agravamento da Síndrome do Intestino Irritável e da Síndrome de Supercrescimento Bacteriano Intestinal, que são desordens intestinais que causam uma série de problemas como desconfortos e dores abdominais.

Dicas e Cuidados

De um modo geral, o uso de FOS é totalmente seguro. Porém, pessoas intolerantes à lactose podem ter problemas ao experimentar os frutooligossacarídeos, mesmo que em concentrações muito baixas. Assim, o mais prudente é evitar o produto.

Algumas pessoas, ao ingerir uma dose de 15 ou 20 gramas por dia, podem começar a apresentar alguns efeitos colaterais como inchaço, flatulência e desconforto intestinal. Se experimentar algum desses efeitos colaterais, interrompa o uso ou diminua a dosagem diária par 10 gramas.

Mulheres grávidas ou amamentando devem evitar o uso do composto. 

Referencias adicionais:

Você já tinha ouvido falar dos frutooligossacarídeos (FOS)? Já experimentou utilizá-los na dieta como substituto ao açúcar? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (9 votos, média: 4,56 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite
  Continua Depois da Publicidade  


ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*