Dor abdominal

Síndrome do Intestino Irritável – Sintomas, Dieta e Dicas

A Síndrome do Intestino Irritável, ou SII é um distúrbio gastrointestinal caracterizado pela presença de um conjunto de sinais e sintomas em adultos ou crianças que incluem cólicas, dor abdominal, aumento de gases, alterações no funcionamento intestinal, intolerância alimentar, e inchaço.

Trata-se de um distúrbio onde não há danos nos tecidos do sistema digestivo e nem evidências de uma doença, mas há uma alteração nos movimentos gastrointestinais que envolvem o processo da digestão.

No passado a Síndrome do Intestino Irritável já foi chamada de colite mucosa, cólon nervoso, doença do intestino funcional, entre outros termos que tentavam descrever esta condição que envolve tanto causas físicas quanto mentais muito específicas, e por isso é facilmente confundida com outras doenças.

Sintomas da Síndrome do Intestino Irritável

Os sintomas da SII podem variar muito de pessoa para pessoa e, muitas vezes, podem ser confundidos aos de outras doenças. Aqui vão algumas dicas dos sintomas mais comuns:

  • Dores abdominais ou cólicas;
  • Aumento de gases;
  • Inchaço abdominal;
  • Cólicas depois de comer certos alimentos;
  • Diarreia ou constipação – às vezes alternando crises de constipação e diarreia seguidamente;
  • Muco nas fezes;
  • Mulheres com SII podem ter mais sintomas durante os períodos menstruais.

Para a maioria das pessoas, a Síndrome do Intestino Irritável é uma condição crônica, embora provavelmente haja épocas em que os sintomas se acentuem e momentos em que eles melhoram ou mesmo desaparecem completamente.

Embora estatísticas americanas mostrem que um em cada cinco adultos apresenta sinais e sintomas da Síndrome do Intestino Irritável, menos de um em cada cinco que apresentam os sintomas procuram ajuda médica.

No entanto, é importante consultar o seu médico, caso note alguma alteração persistente dos hábitos intestinais ou se tiver quaisquer outros sinais ou sintomas de Síndrome do Intestino Irritável, inclusive porque estes podem indicar uma doença mais grave, como o câncer de cólon. 

Os sintomas que podem indicar uma doença mais grave incluem:

  • Sangramento retal;
  • Dor abdominal que evolui durante a noite;
  • Perda de peso.

Somente o médico pode ser capaz de ajudar a encontrar o tratamento ou a dieta correta para aliviar os sintomas da SII, bem como para afastar doenças do cólon. Ele também pode ajudar a evitar possíveis complicações como a diarreia crônica.

Os três tipos da Síndrome do Intestino Irritável

Os médicos geralmente classificam a Síndrome do Intestino Irritável em um dos três tipos a seguir, tendo como base a consistência das fezes. Esta classificação é importante porque determina o tipo de tratamento e os remédios que são mais suscetíveis a melhorar os sintomas.

  1. SII com constipação: Caracterizada por dor de estômago, inchaço, evacuação pouco frequente com fezes duras ou granuladas em, pelo menos, 25 por cento do tempo;
  2. SII com diarreia: Além do desconforto e dor de estômago, é caracterizada por movimentos intestinais anormalmente frequentes e fezes soltas e aguadas;
  3. SII com alternância entre constipação e diarreia: Pessoas com a alternância de sintomas da Síndrome não devem tentar tratar-se sem orientação médica, alerta o gastroenterologista J. Patrick Waring, especialista em Cuidados de Saúde Digestiva, da Geórgia. Segundo ele “Tomar remédio para a constipação por conta própria, e, em seguida, tentar controlar a diarreia com outra medicação pode agravar muito o problema”.

Possíveis causas da Síndrome do Intestino Irritável

A causa exata da síndrome do intestino irritável ainda é desconhecida. Especialistas acreditam que ela ocorre por fatores diversos que incluem alterações na motilidade do trato gastrointestinal, sinais anormais do sistema nervoso, aumento da sensibilidade à dor e as intolerâncias alimentares.

A seguir estão alguns fatores considerados de risco para a incidência de SII:

  • Movimentos anormais (muito rápidos, demasiado lentos ou fortes demais) dos intestinos;
  • Acúmulo de gases que levam a hipersensibilidade à dor;
  • Sensibilidades alimentares, possivelmente causadas por má absorção de açúcares ou ácidos dos alimentos;
  • Gastroenterite – uma infecção viral ou bacteriana do estômago e dos intestinos;
  • Condições psicológicas como ansiedade ou depressão;
  • Desequilíbrio dos hormônios reprodutivos ou nos neurotransmissores;
  • Supercrescimento bacteriano do intestino delgado;
  • Possível predisposição genética e hereditariedade.

Tratamentos indicados

Por ainda não estar claro o que causa a Síndrome do Intestino Irritável, os tratamentos disponíveis centram-se no alívio dos sintomas para que o indivíduo possa ter uma rotina de normalidade intestinal.

Na maioria dos casos, é possível controlar com sucesso os sintomas da Síndrome do Intestino Irritável aprendendo a gerir o estresse, controlando o que comer e fazendo leves mudanças na dieta e no estilo de vida.

Em geral, especialistas dão dicas para os pacientes evitarem alimentos que notadamente provocam os sintomas, fazerem exercícios regularmente, tomarem líquidos e dormirem o suficiente. Veja em detalhes algumas outras indicações para melhorar a Síndrome do Intestino Irritável:

Mudanças na dieta:

  • Eliminar alimentos ricos em gases ou que produzam gases no intestino como bebidas carbonadas, legumes – especialmente repolho, brócolis e couve-flor – e frutas cruas;
  • Pesquisas mostram que algumas pessoas apresentam melhoria significativa dos sintomas da diarreia causada pela Síndrome do Intestino Irritável ao pararem de comer fontes de glúten como trigo, cevada e centeio;
  • Eliminar os FODMAPs – alimentos fermentáveis que são mal absorvidos pelo nosso organismo e que podem causar desconforto intestinal. Entre os alimentos deste grupo estão certos grãos, vegetais, frutas, produtos lácteos e adoçantes sem açúcar. Por não serem bem digeridos pelo trato digestivo eles causam a formação de gases pela microbiota intestinal e acabam desencadeando os sintomas da SII;
  • Comer pequenas refeições mais vezes, ou comer porções menores, ao invés de grandes refeições que podem causar cólicas e diarreia;
  • Comer fibras pode melhorar os sintomas da constipação porque melhoram a consistência do bolo fecal em pessoas com SII com constipação. Para estas pessoas, adicionar fibras à dieta lentamente também pode ajudar a prevenir gases e inchaço.

Medicação possivelmente indicada pelo seu médico:

  • Suplementos de fibras podem ser indicados a serem tomados com fluidos para ajudar no controle da constipação. Vale a dica de que as fibras obtidas diretamente a partir dos alimentos podem causar muito mais inchaço se comparadas com um suplemento. Se as fibras não ajudarem, o médico pode prescrever um laxativo osmótico, como leite de magnésia ou polietileno glicol;
  • Medicamentos antidiarreicos como Imodium podem ajudar no controle deste sintoma. Algumas pessoas também irão se beneficiar com a ingestão de medicamentos chamados sequestradores de ácidos biliares, como a colestiramina e colestipol, mas estes podem levar ao inchaço quando mal administrados;
  • Anticolinérgicos e medicamentos antiespasmódicos como hiosciamina e Bentyl podem ajudar a aliviar espasmos intestinais dolorosos. Eles são muitas vezes indicados ​​para pessoas que têm crises de diarreia, mas podem piorar a constipação e levar a outros sintomas como a dificuldade para urinar. Eles também devem ser usados ​​com cautela entre pessoas com glaucoma;
  • Se os sintomas incluem dor ou depressão, o médico pode recomendar antidepressivos tricíclicos ou um inibidor da recaptação da serotonina. Estes medicamentos ajudam a aliviar a depressão, bem como inibem a atividade de neurônios que controlam o intestino.

Remédios antibióticos:

O tratamento com antibióticos é indicado para algumas pessoas cujos sintomas da Síndrome do Intestino Irritável ocorrem devido a um crescimento excessivo de bactérias nos intestinos.

Dois medicamentos são atualmente aprovados para o tratamento de casos específicos de Síndrome do Intestino Irritável:

  • Alosetron (Lotronex) – Concebido por relaxar o cólon e retardar o movimento de resíduos através do intestino grosso. Este medicamento deve ser tomado somente com prescrição médica e é destinado para casos graves de diarreia em mulheres com Síndrome do Intestino Irritável que não responderam a outros tratamentos;
  • Lubiprostone (Amitiza) – Funciona através do aumento da secreção de fluido no intestino delgado para ajudar na passagem das fezes. É aprovado para mulheres acima de 18 anos que têm Síndrome do Intestino Irritável com constipação. A sua eficácia em homens ainda não foi provada e nem a segurança do seu uso a longo prazo. Efeitos colaterais comuns incluem náuseas, diarreia e dor abdominal.

O que NÃO comer para aliviar os sintomas da Síndrome do Intestino Irritável

Para saber se determinados alimentos pioram os seus sintomas, mantenha um diário e acompanhe o que você come durante o dia, quais os sintomas que você tem, quando eles ocorrem e discuta com o seu médico qual a melhor dieta para o seu caso.

De qualquer forma, certos alimentos ou bebidas podem piorar os sintomas da Síndrome do Intestino Irritável, tais como:

  • Alimentos ricos em gordura;
  • Alguns produtos lácteos como leite, queijos suaves, iogurte, creme e sorvete;
  • Bebidas com álcool ou cafeína;
  • Bebidas com grandes quantidades de edulcorantes artificiais;
  • Feijão, repolho e outros alimentos que podem causar gás;
  • Grandes quantidades de suco de frutas ou frutos secos;
  • Legumes, como alcachofras, aspargos, couve-flor, alho, lentilhas, cogumelos, cebolas e ervilhas;
  • Produtos de trigo e centeio;
  • Mel e alimentos com alto teor de frutose;
  • Adoçantes sem açúcar como sorbitol, manitol, xilitol e maltitol.

Algumas opções alternativas para o tratamento da Síndrome do Intestino Irritável

  1. Acupuntura: Pesquisadores descobriram que a acupuntura pode ajudar a acelerar a melhora dos sintomas da Síndrome do Intestino Irritável;
  2. Ervas: Hortelã Pimenta, por exemplo, é um antiespasmódico natural que relaxa a musculatura lisa nos intestinos e pode fornecer alívio de curto prazo dos sintomas da SII. Ela pode ser usada através de cápsulas com revestimento entérico para evitar azia;
  3. Hipnose – A hipnose pode reduzir a dor e o inchaço abdominal causado pela Síndrome do Intestino Irritável. Durante a sessão, um profissional treinado ensina como entrar em um estado de relaxamento profundo que chega aos músculos abdominais;
  4. Probióticos – Os probióticos são bactérias benéficas que vivem normalmente nos intestinos e são encontrados em certos alimentos, como iogurte, e em suplementos alimentares. Algumas pesquisas sugerem que pessoas com a Síndrome do Intestino Irritável podem não ter níveis suficientes destas bactérias e que a adição de probióticos na dieta pode ajudar a aliviar os sintomas como dor abdominal, inchaço e diarreia em alguns pacientes;
  5. Exercícios físicos regulares – Yoga, massagem ou meditação podem ser maneiras úteis para aliviar o estresse e regular os movimentos dos intestinos aliviando os sintomas da Síndrome do Intestino Irritável.

Você já foi diagnosticado com a Síndrome do Intestino Irritável? Quais sintomas mais te incomodam, e o que acha que pode mudar em sua dieta para o tratamento? Comente abaixo.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (36 votos, média: 3,92 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)



ARTIGOS RELACIONADOS

26 comentários

  1. Silvana Paulino Aragão Morais

    Tenho a SII, neste exato momento estou me sentindo muito mal, muita dor abdominal,dor nas costas,uma dor generalizada,azia, inchaço abdominal.Estou mal mesmo, deprimida.Beijos.

  2. Há 2 anos fui diagnosticada com SII, mas não faço nenhum tratamento, apenas tomo remédios quando estou em crise, como agora. Sinto muita dor no estômago, cólica e contrações, muitos gases, mal estar e diarréia. atualmente, quando começo a sentir os sintomas já identifico o problema e começo a tomar os remédio. Antes, quando não sabia o que tinha, passava dias muito mal, de cama, sem conseguir fazer nada.

    • Tatiana, boa tarde.
      qual o medicamento foiprescrito para v?

    • Acabo de ser diagnosticada com SII. Diarreia há mais de 1 mês e nenhuma melhora. Também tenho sintomas de ansiedade, como taquicardia e medo de sair de casa. Esperando a consulta com a médica para prescrever o tratamento. Espero ficar curada. Boa sorte a todos nós.

    • Ola boa noite… tenho os mesmos sintomas que você… poderia me informar o nome do remédio que você toma para eu falar com meu médico? Obrigada

  3. Jack,

    Sou professor no setor público e particular. Estou em crise novamente após operar um abscesso causado por uma diverticulite. Está semana fiz uma colonoscopia na qual foi retirado um pólipo séssil pequeno. Estou com Muitos gases, desconforto intestinal, sentimento de impotência para realizar as atividades normais do dia a dia das escolas. Os dias alternam entre ir muitas vezes ao banheiro e dias em que não vou uma só vez. Tenho emagressido e não sei o que comer para substituir a batata, a cenoura, o feijão, o leite, e as frutas. Já obtive melhoras fazendo análise com uma psicóloga.
    Atualmente, por conta da cirurgia não tenho feito atividades físicas.

  4. oi pessoa que comentou acima ,eu vinha sofrendo com isso há uns 10 meses.e descobrir a pouco tempo que era a sii ,pois então eu próprio comprei aloe Vera remédio natural e comecei a tomar melhorou 95% esses sintomas, de inchaço dor continpação ressecamento e perca de peso ,melhorou 95%. eu estou falando por min mesmo.no meu caso me ajudou.agora não custa nada tentar.estou comentado aqui para que possa ajudar.der repente se alguma amigo tiver outra coisa melhor me passe também a informação.ok remédio natural aloe Vera.

  5. Obtive uma melhora excepcional, sem sentir todos esses sintomas, cha de mente piperita , camolila e erva doce, uma colher de sopa de cada erva pra uma xicara de agua, ferver a agua, adcionar as ervas e abafar por 15 minutos, pelo menos 5 xicaras ao dia, tomo de meia em meia hora.

  6. Fui diagnosticada ha um ano e meio e desde então comecei a fazer dieta com nuricionista,tirei o gluten ,lactose e tudo que podia me dar intolerância.O gastro me passou um medicamento Dupastalin ,que tomei por 7 meses e agora estou dando tempo nele ,por não ser aconselhável tomar por muito tempo. Piorei por estresse que ando passando.Fico frustada por fazer tudo certo na alimentação e voltar a estaca zero .Se alguém souber de algo novo me avise por favor🙏🏻

    • Pois é, há um ano começou cólicas e diarréias malucas. Em abril e maio deste ano tive duas crises seguidas de diverticulite. Em julho operei e tirei um pedaço do Colon. Depois a cirurgia, que deu uma complicada, comecei a tomar Duspatalin e me sentia muito bem. Faço dieta de gluten e lactose direto. Semana passada meu rosto inchou de um lado. Procura daqui e dali, vi na bula do duspatalin que pode dar edema facial. Parei imediatamente o remédio. Ontem tive um crise de cólicas praticamente o dia todo. Tudo bem que no almoço comi duas coisas fritas. Hoje ainda não doeu, mas estou meio apavorado. Não sei o que poderia fazer mais de dieta!!1

  7. Olá, fui diagnosticada há uns 10 dias. Antes eu estava me tratando com um clínico geral que não deu jeito no meu problema, aí resolvi ir á um gastro e ele me diagnosticou. estou em tratamento, mas está sendo tão estressante para mim. E o pior que isso só piora o quadro. Eu sentia dores no estômago e as minhas fezes não estavam normais. Fiz endoscopia e deu nada, só um pólipo que foi retirado e o resultado da biopsia deu tudo certo também. Então presumi-se que o meu emocional está diretamente relacionado com o meu problema. Estou doente desde 1º de novembro. Melhorei bastante com os dois medicamentos que o gastro passou para mim, o que falta mesmo é que as minha fezes fiquem ok. Só vou ao banheiro uma vez por dia, mas elas estão despedaçadas e com cor amarela. Fiz exame de sangue e de fezes e também deu nada. Eu só queria que isso acabasse logo,pois na próxima segunda tenho consulta com o gastro e fico cada vez mais ansiosa. Eu estou comendo pouco e tenho medo de comer várias coisas. Mas tirei gorduras da minha dieta, café, chocolates, doces, leite (só se for sem lactose), repolho, entre outras coisas. Está estranho, às vezes tenho uma melhora e as minha fezes ficam mais sólidas, mas se como algo que acredito que afeta (ponho na minha cabeça), aí no outro dia piora. Espero ficar boa logo, está muito angustiante para mim…

  8. Depois de sofrer a pior crise em 2015, fiz todos os exames possíveis e descobri que tinha a SII. Antes de descobrir foi muito complicado, pois os médicos (gastroentereologistas) que eu procurava me passavem laxantes e pioravam meu caso. Ate que finalmente encontrei um medico que me diagnosticou o problema e me passou os remedios corretos. São eles: Duspatalin e Benestare.
    Após isto tive algumas outras pequenas crises que melhoraram com a volta dos medicamentos.
    Atualmente estou tendo outra crise que não esta adiantando muito com os medicamentos. Porem desconfio que seja minha má alimentação devido ao período de férias. Vou tentar combinar o uso da medicação com uma dieta para ver se melhorar.

  9. Tenho SII há quase 30 anos e é uma batalha a cada dia, tem que se policiar muito! Há períodos que ela acalma, mas se você relaxar na alimentação ou se estressar ela vem com tudo! E pelo que sei, não tem cura! Tem que conviver com ela! O tratamento com terapias para acalmar ajuda muito (Yoga, meditação, hipnose….)!Cada um tem que experimentar e escolher o que melhor se adaptar!!!! Para alguns até psiquiatra vale!!!!

  10. Essa síndrome veio pela vida moderna em que vivemos! Não tem cura! Ela vai e vem! Terapias para acalmar a depressão e o estresse são bem vindas! Cuidados com a alimentação é primordial! Luto há quase 30 anos e convivo com ela! Medicamentos vão e vem! É isso! Persistência! Acalmem-se! Cuidem-se!

  11. Tenho ha mais de 10anos, estou ha quase um ano sem crise, uma dica importante: tive q tirar açucar branco, mascavo, ate a batata doce me faz mal, uso somente melado de cana q serve tmbm como fonte de ferro e mel, carne vermelha nem pensar, somente frango, outra dica é chá de menta piperita para colicas, chá de erva-doce, camomila e hortela serve para manter o intestino sempre cicratizado se assim posso dizer, uma colher de sopa de cada erva para cada xicara sendo 5 xicaras por dia.

  12. Oi.
    Boa noite!
    Tenho 26 anos sofro com esse problema a 10 anos, por conta disso tive minha vida completamente abalada afinal passei a adolescência com essa doença horrível. Hoje me sinto um a pessoa careta não tenho ânimo para sair com família e amigos e ter uma vida social. Sou vendedora e isso me atrapalha muito no trabalho. Pelo fato da minha Sii ser crônica chego a evacuar até 3x após cada refeição . Já tentei fazer dieta mas sem resultados, agora vou fazer essa para ver se alivia um pouco os sintomas.

  13. Estou sofrendo a 3 meses com a SII e até o momento não conseguir encontrar uma dieta correta, alguém pode me indicar alguma dieta?

  14. Ivonete, eu só tive melhoras consideraveis depois que : retirei o acucar, carne vermelha, lactose, condimentos, oleo de soja, para ter uma melhora significativa use o chá de menta piperita, erva-doce e camomila(uma colher de sopa de cada erva para um xicara de agua) cino xicaras por dia tomadas de meia em meia hora, hoje só como frango, legumes(beterraba, cenoura e chuchu cozidos no vapor). Já estou usando o leite de coco feito em casa(um coco seco cortado em pedacos bem pequenos com tres copos de agua morna, bater no liquidificador e depois usar um coador de pano para obter o leite.

  15. Gente comecei com esse sintoma que coisa ruim o medico me passou DUSPATALIN nossa faço dieta estou magrinha tem alguma coisa que podemos comer pra engorda OU SUPLEMENTO alguém sabe me dizer?

  16. Preciso de ajuda. Minha barriga estufa parece que estou de 9 meses. Da falta de ar. Meu médico disse que estou com SII mais será???? Não sinto mais nada além disso de estudar por qualquer coisa. Me ajudem vcs estudam também?

  17. Tenho SII, descobri há uns 3 anos, mas não faço tratamento contínuo, na mesma época descobri a “diverticulose”, tive muitas crises, com cólicas fortissimas de r parar no hospital, era a diverticulite. Só descobri depois de uma ressonância, só quero deixar um recado, investiguem antes de aceitar só a SII, caso as dores fujam do normal.

  18. A cabeça da gente manda em tudo. Descobri que no meu caso os sintomas são devidos à ansiedade. Comecei a tomar rivotril 0,25mg e todos os sintomas desapareceram. A médica que receitou também falou que devo fazer análise para descobrir a causa da ansiedade e tratá-la.

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*