Grávida Pode Tomar Chá-Mate?

Especialista:
atualizado em 01/07/2020

O chá-mate é uma bebida preparada à base de erva-mate (Ilex paraguariensis) que entra na lista das preferidas de muita gente. Você descobrirá a seguir se uma mulher grávida pode tomar chá-mate, além de outras dicas e preocupações importantes nessa fase.

Depois que esclarecer as suas dúvidas, continue por aqui para conhecer outras dicas de nutrição para uma gravidez saudável.

Existem preocupações em relação ao consumo da erva-mate durante a gestação

A ingestão da erva-mate ao longo de uma gravidez levanta determinadas preocupações. Uma delas é que beber o chá da erva, especialmente em quantidades elevadas de um litro a dois litros diariamente, parece aumentar os riscos de desenvolvimento de câncer.

Não se sabe se esses riscos são transferidos ou não para o feto que se desenvolve na barriga da mulher.

A nutricionista Katherine Zeratsky esclareceu que enquanto não é provável que a erva-mate provoque riscos para os adultos que a consomem apenas ocasionalmente, algumas pesquisas indicaram que as pessoas que consomem grandes quantidades da planta ao longo de períodos prolongados podem sofrer um aumento nos riscos de desenvolver alguns tipos de câncer como na boca, no esôfago e nos pulmões.

A especialista adicionou que a ingestão da erva-mate muito quente – em uma temperatura de 65º C ou acima – está associada a um risco maior de desenvolvimento de câncer do que o consumo da erva-mate em temperaturas mais frias.

Zeratsky afirmou também que uma possível explicação para a ligação entre a planta e o risco de desenvolvimento de câncer é que a erva-mate contém os chamados hidrocarbonetos policíclicos aromáticos (HPAs), que são conhecidos como substâncias cancerígenas. De acordo com a nutricionista, esses compostos também estão presentes na fumaça do tabaco e na carne grelhada.

Já que estamos falando nos riscos de câncer, aproveite para conhecer outros dos alimentos considerados cancerígenos.

A questão da cafeína

Quando falamos se uma mulher grávida pode tomar chá-mate é importante mencionar que outra das preocupações refere-se à presença de cafeína na composição da erva-mate.

Tudo porque a cafeína dá conta de cruzar a placenta e entrar na corrente sanguínea do feto, resultando na produção de níveis de cafeína no neném parecidos com os níveis de cafeína apresentados pela mãe.

De maneira geral, as mulheres grávidas devem evitar consumir mais de 300 mg de cafeína diariamente, o que corresponde a aproximadamente seis xícaras de erva-mate.

Conforme a nutricionista Makayla Meixner, uma porção de 240 ml de bebida à base de erva-mate pode apresentar entre 65 mg a 130 mg de cafeína em sua composição.

Mas o que a cafeína pode fazer de tão ruim para um feto que ainda se encontra em desenvolvimento? Bem, os nenéns nascidos de mulheres que consomem muita cafeína apresentam sintomas de abstinência de cafeína depois do nascimento.

Como se não bastasse, doses elevadas de cafeína já foram associadas com problemas sérios como aborto, parto prematuro e baixo peso do bebê ao nascer.

O obstetra e ginecologista Antonio Júlio de Sales Barbosa afirmou que a cafeína precisa ser excluída ao longo de toda a gestação porque se trata de um estimulante do sistema nervoso central, que pode deixar a mulher agitada e provocar a aceleração dos batimentos cardíacos tanto para a futura mamãe quanto para o seu neném.

No mesmo sentido, a médica especialista em ginecologia e obstetrícia Adriana Pompeo Camargo, classificou o chá-mate ao lado do chá preto como alguns dos chás que podem ser consumidos apenas moderadamente por uma mulher grávida justamente porque apresentam quantidades mais expressivas de cafeína.

Segundo a médica, ao mesmo tempo em que aumenta a frequência dos batimentos cardíacos e provoca agitação tanto na gestante quanto em seu neném, a cafeína também pode causar um pouco de tremor e ansiedade. A recomendação de Camargo é tomar cuidado com as quantidades dessas bebidas.

Além de todos esses problemas, o consumo do chá-mate ao longo de uma gravidez também pode resultar em palpitações cardíacas e mal-estar.

Por outro lado, quando pesquisadores analisaram mães que tomavam chá de erva-mate ao longo da gestação, eles não descobriram uma associação forte entre a ingestão da bebida e o parto prematuro ou o pouco peso ao nascer.

O problema é que esse experimento foi criticado devido ao fato de não ter considerado a quantidade de erva-mate ou de cafeína consumida pelas mães – o estudo olhou somente para a frequência na qual essas mulheres utilizaram a erva-mate.

Portanto, o mais prudente a se fazer ao receber a notícia de que está esperando um neném é consultar o médico para saber direitinho qual o limite seguro permitido diariamente de chá-mate e outras bebidas compostas por cafeína como o café na gravidez, de modo que não traga riscos para a saúde e o desenvolvimento do bebê.

Além de saber se uma mulher grávida pode tomar chá-mate

É fundamental que assim que receber a notícia que está esperando um neném, a mulher passe a contar com o acompanhamento individualizado do médico para saber direitinho tudo que pode e não pode beber, comer ou fazer ao longo da sua gestação.

Se você está desconfiada de que pode estar grávida, vale a pena conhecer quais são os primeiros sintomas da gestação e procurar o médico para confirmar se realmente engravidou.

Uma vez confirmada a gestação, esse acompanhamento realmente precisa ser individualizado porque cada gestação e cada mulher apresenta suas diferentes características, necessidades e eventuais complicações, que exigem diferentes abordagens e cuidados.

Vídeo:

Gostou das dicas?

Fontes e Referências Adicionais:

Você já se perguntou se grávida pode tomar chá-mate? Conhece alguém que possa confirmar? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo muito solicitada para palestras, consultoria a empresas e atendimento personalizado para atletas, pessoas com condições especiais de saúde e pessoas que desejam melhorar a forma física de forma saudável. É a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España). É também membro da International Society of Sports Nutrition. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma. Dra. Patricia Leite é uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento.

Deixe um comentário