Hipotermia – Sintomas, causas e como tratar

Especialista da área:
atualizado em 29/09/2021

A hipotermia é uma queda na temperatura corporal que pode ser muito perigosa. Ela acontece principalmente quando o corpo é exposto a baixas temperaturas por tempo prolongado, geralmente em ambientes de água gelada ou invernos rigorosos.

  Continua Depois da Publicidade  

Normalmente, a temperatura do corpo é de 37ºC, em média, mas na hipotermia, ela pode cair para 35ºC ou menos. Além do frio, essa queda na temperatura faz com que o corpo e o cérebro parem de funcionar adequadamente.

Sintomas da hipotermia

moça com muito frio

Os sintomas variam de acordo com a gravidade da hipotermia. Por isso, existem três categorias: leve, moderada e grave.

Na hipotermia leve, a temperatura corporal está levemente abaixo de 35ºC. Nessa situação, os sintomas observados podem ser:

  • Tremores leves;
  • Arrepios;
  • Cansaço;
  • Perda de habilidade nos movimentos;
  • Pés e mãos frios;
  • Sonolência;
  • Dormência nos braços e pernas.

Em casos de hipotermia moderada, em que a temperatura corporal está entre 30 e 33ºC, a pessoa pode apresentar os seguintes sinais:

  • Tremores fortes;
  • Fala lenta;
  • Voz tremida;
  • Falta de atenção e declínio cognitivo;
  • Confusão mental;
  • Rigidez muscular;
  • Pele azulada, principalmente nas extremidades do corpo;
  • Respiração lenta e fraca;
  • Queda da pressão arterial;
  • Dificuldade para controlar os movimentos;
  • Ritmo cardíaco fraco.

Já na hipotermia grave, a temperatura corporal atinge menos do que 30ºC, o que é muito perigoso para a saúde e pode até ser fatal. Nesse caso, pode ocorrer:

  • Perda de controle dos braços e pernas;
  • Pulsação irregular;
  • Pupilas dilatadas;
  • Perda dos sentidos;
  • Respiração superficial.

Se não for tratada imediatamente, a hipotermia pode causar queimaduras de frio, interrupção do fluxo sanguíneo e parada cardíaca.

  Continua Depois da Publicidade  

Causas

homem com frio

A hipotermia acontece quando o corpo perde calor mais rapidamente do que é capaz de produzir. Assim, não é possível manter a temperatura corporal estável.

Também é possível que a hipotermia seja uma reação ao uso de medicamentos que diminuem a capacidade do corpo de regular a temperatura.

Mais alguns fatores que aumentam o risco de uma pessoa desenvolver hipotermia incluem:

Idade

Ser muito jovem ou idoso aumenta o risco de hipotermia. Na terceira idade, a capacidade do corpo de regular a temperatura cai, facilitando a perda de calor. Já as crianças perdem calor bem mais rapidamente do que os adultos e, quando sem supervisão, podem sair ao ar livre sem o agasalho adequado ao clima frio.

Consumo excessivo de bebidas alcoólicas

O álcool pode causar a expansão dos vasos sanguíneos, o que resulta em uma perda mais rápida de calor. Além disso, quando alcoolizado, o corpo não é tão eficiente na produção de calor.

Doenças mentais

Pessoas que têm algum distúrbio mental estão mais suscetíveis à hipotermia. Isso ocorre porque elas podem ter dificuldade em julgar a necessidade de usar roupas mais quentes quando está muito frio, por exemplo.

  Continua Depois da Publicidade  

Problemas de saúde

Algumas doenças podem prejudicar a capacidade do corpo de regular a temperatura, como por exemplo diabetes, desnutrição, artrite grave e hipotireoidismo.

Exercício físico em dias frios

As atividades físicas ao ar livre devem ser feitas com cuidado no clima frio. Isso porque a combinação de frio e suor pode fazer com que você perca calor mais rapidamente.

Como tratar

tratar a hipotermia

O objetivo do tratamento da hipotermia é aumentar a temperatura corporal. Assim, os primeiros socorros incluem estratégias para manter o corpo aquecido.

Você pode fazer isso se agasalhando ou indo para um local quente, seco e protegido contra o vento. Se as roupas estiverem molhadas, é importante trocá-las o quanto antes. Estabelecer contato corporal com outra pessoa também é uma forma eficaz de se aquecer. 

Outra forma de interromper a perda de calor é consumindo alimentos e bebidas quentes, como sopas e chás sem cafeína, por exemplo.

  Continua Depois da Publicidade  

Quando a hipotermia é mais grave, o ideal é buscar atendimento médico. Em alguns casos, pode ser preciso receber oxigênio aquecido por meio de máscara facial ou soro aquecido na veia para acelerar o aumento da temperatura corporal.

Ao sentir muito frio, procure se movimentar para aumentar a temperatura do corpo, além de outras formas para se aquecer o mais rápido possível. De fato, quanto mais tempo você permanecer com frio, maior é o risco de você ficar desorientado e incapaz de procurar ajuda.

Além disso, ao perceber que alguém perto de você está com hipotermia, tente ajudar a aquecer essa pessoa e encaminhá-la para a unidade de saúde mais próxima. Preventivamente pode-se aplicar uma compressa morna e seca, bolsa de água morna ou toalha seca aquecida por exemplo, no pescoço, peito ou virilha. Não aplique essas compressas nos braços e pernas, pois isso por fazer com que o sangue frio volte ao coração, pulmão e cérebro, causando queda na temperatura corporal, que pode até ser fatal.

Cuidados e prevenção

homem agasalhado

Para se prevenir da hipotermia, é importante se vestir de acordo com o clima. Assim, se estiver frio ou chovendo, é preciso usar roupas adequadas para aquecer o seu corpo e se proteger da chuva.

Ao entrar na água gelada ou fria, tenha atenção aos sinais dados pelo seu corpo, como por exemplo, perda de habilidade nos movimentos, arrepios, tremores, cansaço, dormência nos membros inferiores, que podem ser sinais do início da hipotermia. No mar frio, por exemplo, é prudente entrar acompanhado ou usar um colete salva-vidas caso não saiba nadar muito bem. 

  Continua Depois da Publicidade  

Por último, cuidado também com a temperatura do ar condicionado, pois uma mudança brusca de temperatura também pode causar hipotermia. Assim, em dias quentes, é preciso ter atenção especial com o uso de ar condicionado em temperaturas muito baixas.

Mesmo que você ache que seus sintomas são leves, é importante tomar esses cuidados e procurar atendimento médico caso a temperatura corporal não volte ao normal.

Fontes e referências adicionais

Você se lembra do dia que sentiu mais frio? Teve algum dos sintomas de hipotermia? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Nenhum voto ainda)
Loading...
Sobre Equipe MundoBoaForma

Quando o assunto é saúde, você tem que saber em quem confiar. Sua qualidade de vida e bem-estar devem ser uma prioridade para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada e altamente qualificada, composta por médicos, nutricionistas, educadores físicos. Nosso objetivo é garantir a qualidade do conteúdo que publicamos, que é também baseado nas mais confiáveis fontes de informação. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados à saúde, boa forma e qualidade de vida.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário