Hipotireoidismo Engorda ou Emagrece?

O hipotireoidismo é uma condição que ocorre quando há falta de hormônio da glândula tireoide no organismo.

A tireoide envia hormônios que ajudam a regular o metabolismo para a corrente sanguínea. O metabolismo é o processo que controla a forma como o corpo usa a energia que ele possui. Quando não há níveis suficientes deste hormônio, o metabolismo diminui.

Uma vez que a função principal do hormônio da tireoide é ativar o metabolismo do nosso corpo, pessoas com esta condição apresentam sintomas associados a uma lentidão nos processos metabólicos, o que pode influenciar no peso corporal.

As estimativas variam, mas o fato é que o hipotireoidismo é muito comum e parece afetar mais as mulheres que os homens.

Assim como a sua incidência, as dúvidas acerca das alterações que a doença causa no organismo também são comuns. Neste artigo vamos explorar a relação do hipotireoidismo com a saúde e o peso das pessoas afetadas e esclarecer se afinal o hipotireoidismo engorda ou emagrece.

A relação entre hipotireoidismo e o peso

Uma vez que o processo metabólico em pacientes com hipotireoidismo é mais lento, muitos experimentam algum ganho de peso que varia de acordo com a gravidade da tireoide. Na verdade, qualquer tipo de alteração relacionada ao hormônio da tireoide pode causar variações no peso corporal.

O hipotireoidismo engorda quando o nível do hormônio da tireoide está extremamente baixo e ocorre a desaceleração acentuada do processo metabólico no indivíduo.

Hipotireoidismo engorda sempre? 

A diminuição da ação metabólica devido ao hipotireoidismo, no entanto, é geralmente muito menos dramática do que o aumento acentuado que ocorre em pessoas com hipertireoidismo – condição em que há o aumento da produção do hormônio da tireoide, o consequente aumento do metabolismo e a possível perda de peso.

O hipotireoidismo leva a alterações mais modestas no peso.

Causa do aumento de peso em pessoas com hipotireoidismo

O motivo pelo qual o hipotireoidismo engorda é bastante complexo e nem sempre está relacionado diretamente com a ingestão em excesso de gordura.

Outros hormônios, proteínas e neurotransmissores também fazem parte da mistura que influencia os níveis de energia, a ingestão de alimentos e o peso corporal das pessoas.

A maior parte do peso extra adquirido por indivíduos com hipotireoidismo ocorre porque a pessoa se sente mais cansada, lenta e sente frio. Nestas condições o corpo acumula sal e água, o que provoca inchaço.

São raros os casos onde o ganho de peso maciço pode ser associado ao hipotireoidismo somente.

Em geral, somente o ganho de dois a cinco quilos de peso corporal pode ser atribuído à tireoide, dependendo da gravidade da carência deste hormônio.

Dicas para estabilizar o peso no caso do hipotireoidismo

Muitas pessoas que perceberam que o hipotireoidismo engorda logo no início do tratamento acham difícil manter um peso saudável mesmo depois de regular os níveis do hormônio. O melhor plano neste caso é se concentrar nas coisas que você pode controlar:

  1. Exercite-se regularmente: De acordo com a especialista em nutrição Cheryl Harris, “O exercício é uma ótima maneira de aumentar o metabolismo, fortalecer os ossos, a estrutura muscular, gerenciar o estresse e melhorar a saúde do coração”. Para os iniciantes, ela sugere começar com uma caminhada diária e exercícios leves de yoga;
  2. Considere abster-se de alimentos que contenham glúten: Segundo Tina Beaudoin, presidente da Associação de Médicos Naturopáticos de New Hampshire, deixar de ingerir glúten pode ajudar as pessoas com hipotireoidismo a perder peso. O glúten é rico em substâncias que suprimem a função da glândula da tireoide interferindo na absorção de iodo;
  3. Controle o estresse: Estresse regular pode levar a um ciclo de más escolhas alimentares, fadiga e depressão. Quando estamos estressados o corpo libera um hormônio chamado cortisol, que pode interferir na produção do hormônio da tireoide. Preste atenção às coisas que lhe causam estresse e tente evitá-las;
  4. Tome a medicação conforme prescrito: O hormônio deve ser tomado logo de manhã, com o estômago vazio e com muita água, indica Leonor Corsino, endocrinologista do centro de cirurgias para perda de peso de Durham, na Carolina do Norte. Ela orienta que ele não deve ser tomado com quaisquer outros medicamentos e deve-se esperar pelo menos de 30 a 60 minutos antes de fazer um lanche leve. Segundo ela, se o nível da tireoide não for regulado corretamente, ele pode afetar na sua capacidade para perder peso;
  5. Durma o suficiente: Dormir bem ajuda a regular o metabolismo. O sono é o tempo do corpo para se cuidar e colocar os seus sistemas em ordem. Ele é essencial para a perda de peso e para a saúde em geral.

É preciso ter uma dieta balanceada

Alimentação saudável é importante para gerir o peso e receber alimentação adequada ajuda a perder peso e também contribui com a saúde do coração e auxilia com na gestão do açúcar no sangue e o colesterol, problemas que muitas vezes fazem parte de hipotireoidismo.

  • Coma proteínas magras: Certifique-se de ingerir uma porção de peixe, aves, ovos, ou feijão em todas as refeições;
  • Consuma mais vegetais: Os vegetais estabilizam o açúcar no sangue e contém poucas calorias. Coma-os crus em saladas ou cozidos em sopas e refogados;
  • Faça lanches saudáveis: Tenha sempre um estoque de frutas, nozes e iogurtes para comer entre as refeições e manter o plano de emagrecer mesmo com hipotireoidismo.

Evite suplementos de iodo em altas doses 

O iodo é um elemento necessário para a produção do hormônio da tireoide e, como o corpo não produz iodo, ele precisa ser ingerido através da dieta ou por suplementação.

Há uma linha de tratamento para hipotireoidismo que encoraja a ingestão de suplementos com altas doses de iodo, mas isso pode provocar problemas mais agudos na tireoide, o que não ajuda a emagrecer, afirma a nutricionista Dra. Cheryl Harris.

A Associação Americana para a Tireoide também alerta que a administração de grandes quantidades de iodo pode causar um descontrole na produção de hormônio da tireoide e agravar tanto o hipertireoidismo quanto o hipotireoidismo.

O descontrole na produção deste hormônio afeta diretamente o ganho ou a perda de peso, portanto o ideal é optar por tratamentos mais lentos e inteligentes, embora estes possam levar entre três e seis meses para dar resultado e levar a tireoide a um nível normal e constante de produção hormonal. 

Quanto o tratamento do hipotireoidismo emagrece?

Uma vez que o que leva as pessoas a afirmarem que o hipotireoidismo engorda é na verdade o resultado do acúmulo de sal e de água, quando a condição é tratada pode-se esperar um emagrecimento discreto, geralmente menos de 10% do peso corporal.

Assim como ocorre no tratamento do hipertireoidismo, o tratamento com hormônio da tireoide deve resultar em retorno do peso corporal ao que era antes de se adquirir a condição.

No entanto, uma vez que o hipotireoidismo geralmente se desenvolve gradativamente ao longo de um período de tempo, é comum encontrar pessoas que não emagreceram significativamente após finalizar o tratamento.

É preciso observar que se todos os outros sintomas do hipotireoidismo forem resolvidos com o tratamento, com a exceção do ganho de peso, é provável que a pessoa não tenha engordado unicamente devido à condição.

Uma vez que o hipotireoidismo tenha sido tratado e os níveis de hormônio da tireoide retornado a faixa ideal, a capacidade de engordar ou emagrecer será a mesma que em indivíduos saudáveis.

O hormônio da tireoide pode ser tomado para emagrecer?

Os hormônios da tireoide já foram indicados como um meio para emagrecer no passado. Muitos estudos, no entanto, têm demonstrado que o excesso pode ajudar a produzir mais do que a perda de peso. Pode ocorrer também perda de proteína muscular, além de perda de gordura corporal saudável.

Por esta razão, especialistas concordam que não é uma boa ideia se valer deste hormônio como tratamento para obesidade. 

A tireoide em mulheres

Mais mulheres do que homens sofrem de hipotireoidismo, e consequentemente, mais mulheres têm problemas com o ganho de peso associado a esta condição.

A maioria dos problemas de tireoide ocorre dentro da própria glândula, e eles muitas vezes não se revelam até que um padrão mais amplo de desequilíbrio hormonal já tenha se desenvolvido.

É por se desenvolverem ao longo de um tempo que o hipotireoidismo, a menopausa e o ganho de peso muitas vezes aparecem juntos.

As razões pelas quais as mulheres experimentam que o hipotireoidismo engorda com frequência tão maior são múltiplas, mas podemos citar três razões principais:

  1. É comum mulheres gastarem grande parte de suas vidas fazendo dieta, geralmente em ciclos de alimentação farta seguidos de quase jejum. Isto prejudica o metabolismo e diminui a taxa de produção de energia, um fator de geração do hipotireoidismo, especialmente durante o período que antecede a menopausa;
  2. As mulheres tendem a internalizar o estresse, o que afeta o cérebro e as funções da tireoide, resultando em aumento de desejos por doces e carboidratos simples para se sentir bem e obter energia instantânea;
  3. As mulheres experimentam flutuações hormonais mensais que afetam sua bioquímica.

Cuidado! Dietas bruscas podem agravar o hipotireoidismo 

A inclinação natural da maioria das pessoas que engordam é entrar em uma dieta para tentar emagrecer. Muitas vezes, as pessoas entram em dietas muito rígidas que acabam falhando e, em seguida, começam tudo novamente porque ainda não emagreceram.

Fato é que dietas crônicas e situações de grande estresse são causas comuns de resistência à leptina – um hormônio produzido nas células de gordura, envolvido na manutenção do peso corporal. Este hormônio comunica aos outros órgãos sobre a quantidade de gordura no corpo e o cérebro manda comandos que podem ser de sensação de fome, para adquirir mais energia, ou de saciedade, quando o metabolismo é abrandado. Curiosamente, a leptina também tem influência na tireoide.

Quando o corpo ganha e perde gordura bruscamente, e por vezes seguidas, a leptina não sinaliza corretamente ao cérebro e o metabolismo é afetado. A resistência à leptina faz com que o hipotálamo acredite que você está em modo de fome, e com isso acumula mais gordura e diminui a produção do hormônio da tireoide.

Desta forma, o apetite aumenta realmente, você se torna resistente à insulina, e a quebra de gordura (lipólise) desacelera. Assim, um ciclo vicioso é criado: o organismo acumula mais gordura, a pessoa sente mais fome e a glândula tireoide produz menos hormônio. Ao longo do tempo, a pessoa engorda mais e torna-se mais difícil emagrecer.

Vídeo:

Gostou das dicas?

Você já foi diagnosticado e percebeu que o hipotireoidismo engorda? O que faz para reverter esse quadro? Qual é o seu tratamento? Comente abaixo.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (32 votos, média: 3,88 de 5)
Loading...

11 comentários em “Hipotireoidismo Engorda ou Emagrece?”

  1. Fui deguianosticada com hipo a um tempo. .Já tomei remédio e parei de tomar. …Após alguns meses fiz exames e deu normal ….hipoterioude tem cura? ???

  2. Olá boa noite , estou na fila de espera pra conseguir uma consulta com endocrinologista, mas na ultra-som quê fiz, está , *nódulo marcadamente hipoecoico* sabem me explicar desde de já agradeço a atenção.

  3. Tomo levoid 75 mg,é estou muito magra
    Detesto tomar remédio,é esse levoid tá me emagrecendo demais.Tenho hipotiroidismo.

      • É algo comum de ocorrer, quando você tem hipotireoidismo você obtém ganho de peso, e a partir do momento em que você começa a tomar o remédio geralmente você emagrece, e pessoas que tem tendencia a serem magras isso acontece muito mais fácil

  4. Fui diagnosticada com hipotireoidismo a 5 meses, tomo 50 microgramas por dia, mas tive queda de peso. Perdi toda a massa magra que eu tinha e não sinto animo pra fazer qualquer atividade física, me sinto excessivamente cansada.

  5. Estou fazendo um tratamento com levotiroxina ha 3 tres meses e aumentei 4 quatro quilos mesmo tentando uma dieta e fazendo exercidos 3 vezes por semana. O motivo de estar tomando o medicamento foi um aumento baixo na taxa do TSH. Tenho 43 anos estou lendo muito a respeito de hipo e hipertireoidismo e estou muito confusa…

    • Fernanda Cardoso eu tbm ñ estou entendendo mais nada , meu exame deu que minha tireoide esta trabalhando muito , más os meus sintomas são das duas ipo e iper , estou sem entender mais nada , quanto mais eu pesquiso mais fico confusa

Deixe um comentário