Levotiroxina Emagrece ou Engorda?

Especialista:
atualizado em 13/06/2016

O índice de casos de obesidade no mundo atualmente não é baixo, e a alimentação e os hábitos não são os únicos responsáveis pelo aumento dessa taxa. Os desequilíbrios e deficiências hormonais também podem ocasionar descontrole de peso.

É por isso que além de se preocupar com a dieta e a prática de exercícios físicos, quem não deseja engordar também deve prestar atenção nos remédios que consome, visto que alguns podem ter como efeito colateral a elevação de peso.

Assim, pesquisar e informar-se a respeito dos medicamentos é uma prática importante. Vamos falar sobre uma dessas substâncias a partir de agora. Será que a Levotiroxina engorda? Ou a Levotiroxina emagrece? Venha descobrir abaixo!

O que é?

Levotiroxina sódica é um medicamento que pode suprir a deficiência de hormônio produzido pela tireoide, assim regulando os níveis energéticos e o funcionamento metabólico do corpo. Ela é recomendada para o tratamento de hipotireoidismo, ou seja, baixa produção de hormônio da tireoide. O medicamento ainda previne a produção excessiva, evitando assim os desequilíbrios hormonais.

Ele ainda pode ser utilizado em casos de supressão do TSH hipofisário (hormônio estimulante da tireoide), no tratamento ou prevenção de bócio decorrente do aumento de TSH, de tireoide de Hashimoto ou tireoide autoimune e de tumores malignos na tireoide dependentes de tireotropina (hormônio que estimula a glândula tireoide ao aumentar o transporte de iodo e produzir e liberal hormônios tireóideos).

O remédio é de uso oral, adulto e pediátrico e vendido em embalagens com 30 comprimidos revestidos de 25, 50, 75, 88, 100, 112, 125, 150, 175 e 200 mcg.

Levotiroxina emagrece?

Para descobrir se o uso de Levotiroxina emagrece, é importante checar o que a bula do remédio informa em relação aos efeitos colaterais. Segundo o que consta nela, a perda de peso pode sim ser uma consequência da ingestão do remédio.

Logo, conclui-se que o consumo do medicamento Levotiroxina emagrece. Entretanto, não é recomendado o consumo deste para o tratamento de obesidade ou perda de quilos a mais. Os efeitos secundários podem ser perigosos para quem não tem a real necessidade de utilizar o remédio, tendo em vista que seu propósito é tratar problemas relacionados à tireoide, e não o emagrecimento. Deve-se ainda seguir as recomendações contidas na bula e ter cuidados com as superdoses.

Para quem deseja perder peso, o ideal e seguro ainda é seguir uma alimentação saudável e praticar regularmente atividades físicas, com o acompanhamento de profissionais.

Em relação ao aumento de peso, não é possível afirmar que Levotiroxina engorda porque o ganho de peso não é listado como uma das reações adversas causadas pelo medicamento.

Outros efeitos colaterais

Assim como diversos medicamentos, o Levotiroxina pode acarretar outros diversos efeitos colaterais, como:

  • Taquicardia;
  • Palpitação;
  • Arritmia cardíaca;
  • Angina – dor no peito;
  • Dor de cabeça;
  • Nervosismo;
  • Excitabilidade;
  • Tremores;
  • Fraqueza muscular;
  • Cãibra;
  • Intolerância ao calor;
  • Suor excessivo;
  • Fogacho – sensação súbita e temporária de calor;
  • Erupções na pele;
  • Urticária;
  • Hipertermia;
  • Febre;
  • Insônia;
  • Irregularidade menstrual;
  • Diarreia;
  • Vômito;
  • Sudorese;
  • Queda de cabelo;
  • Unhas fracas.

Ao experimentar tais sintomas, que são mais comuns em casos de superdosagem do medicamento, o aconselhado é procurar o médico assim que puder e verificar com ele como proceder em relação ao tratamento.

Contraindicações

A Levotiroxina não deve ser consumida por pessoas que tenham intolerância a um dos componentes da fórmula, que tenham sofrido infarto do miocárdio recentemente, que sofram de tireotoxicose não tratada (consequência da atividade elevada da tireoide, o hipertireoidismo, ou da ingestão ou produção excessiva de hormônios da tireoide), insuficiência suprarrenal descompensada e hipertireoidismo não tratado.

Quem sofre com problemas como diabetes, doença do coração, pressão alta, insuficiência da glândula suprarrenal, falta de apetite ou tuberculose deve informar ao médico antes de iniciar o tratamento. Mesmo que não haja, a princípio, contraindicação em relação à gravidez e amamentação, é importante que as mulheres em tais situações ou com suspeita de gestação também informem ao médico.

Não é recomendado se automedicar ou indicar a Levotiroxina para amigos ou conhecidos, pois tomar remédios sem orientação e indicação médica pode trazer problemas à saúde.

Em qualquer situação, é fundamental que o medicamento seja utilizado somente mediante prescrição e acompanhamento do médico.

Experiência

É fundamental que, antes de iniciar o consumo do medicamento, você busque uma avaliação médica, para identificar se a composição é compatível com as suas necessidades particulares. O médico será o profissional capacitado para identificar se o Levotiroxina convém ou não para seu tratamento.

Algumas pessoas que já tiveram experiências com o medicamento esclarecem sob os seus pontos de vista se o consumo de Levotiroxina emagrece ou engorda. É importante destacar que essas avaliações são pessoais, para casos particulares de tratamento de hipotireoidismo, não obesidade, o que não garante que essas mesmas reações possam ocorrer com todos que se submeterem ao tratamento com Levotiroxina.

  1. “Eu tenho problemas de hipotireoidismo, e realmente estava com medo de tentar o tratamento com Levotiroxina, principalmente depois de saber dos terríveis efeitos colaterais, porém, desde que comecei o tratamento, há 3 meses, não tenho perdido peso, mas também não tenho ganhado. Acredito que não estou perdendo peso por não estar fazendo uma dieta, mas meu peso nunca esteve tão estável.”
  2. “Fui diagnosticada com hipotiredismo, e ganhei mais de 15 quilos em um ano. Os médicos me recomendaram o Levotiroxina de 25 mcg, e em um mês pude identificar uma grande diferença. Pude notar os efeitos a partir da oitava semana, mas mantive uma rotina saudável, com dieta e exercícios físicos.”
  3. “Tenho 16 anos, e comecei o tratamento com Levotiroxina há 4 meses. Ele só tem me causado efeitos colaterais, como mãos tremulas, queda de cabelo, ganho de peso, pele seca e irregularidade no ciclo menstrual. Eu treino 2 horas por dia, mas ainda assim ganhei peso e me sinto muito fadigada. O meu médico não recomenda aumentar as doses, não posso dizer que Levotiroxina engorda, mas também não sei mais o que fazer.”
  4. “O medicamento me deu energia, mas também me deixou mais sensível ao calor. Não perdi peso, na verdade, acho que ganhei alguns gramas, mas nada significativo.”

Você conhece alguém que já tenha feito este tratamento e afirme que o uso de Levotiroxina engorda? Também foi diagnosticado com hipotireoidismo e necessita de seu uso? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (45 votos, média: 3,76 de 5)
Loading...
Sobre Julio Bittar e Dra. Patricia Leite

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário