Farinha de Trigo Faz Mal Mesmo?

O aumento dos índices relacionados ao excesso de peso, à obesidade e a doenças como a diabetes ao longo dos últimos anos levantou a questão se de fato a quantidade de carboidratos ingeridos diariamente era saudável.

Muitos pesquisadores atualmente, por exemplo, se perguntam se a farinha de trigo faz mal e quais as consequências do alto consumo de alimentos processados e ricos em carboidratos para a saúde. 

Qual a importância do trigo?

O trigo, que é a matéria-prima base para a fabricação da farinha de trigo, possui fundamental importância no aspecto econômico e nutricional da dieta de muitos povos, sendo, atualmente, o cereal mais colhido no mundo. O consumo do trigo em países tropicais tem aumentado todos os anos, com taxas de 2 a 5% anuais, e o Brasil se tornou um dos maiores exportadores de trigo do mundo, superando países mais tradicionais no cultivo do grão, tais como o Egito, o Japão e o Irã.

A farinha de trigo, por sua vez, é a mais consumida entre todos os tipos de farinhas, pois o trigo pode ser cultivado em diversas condições climáticas, sendo também aceito em muitos países como parte da alimentação tradicional. No Brasil, é mais cultivado no sul, devido ao clima frio, embora também seja cultivado nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul.

A farinha de trigo é obtida através da moagem do grão do trigo ou de outras espécies do mesmo gênero, crescendo na maior parte das regiões, com exceção das regiões árticas. Esta é amplamente utilizada na indústria para a produção de biscoitos, massas, pães, sopas, doces, bolos, entre muitos outros alimentos industrializados.

A farinha de trigo faz mal mesmo?

Não é difícil perceber que ao longo de muitas décadas, houve um aumento expressivo de muitos problemas de saúde, além dos casos de excesso de peso e obesidade. Observou-se que o consumo de alimentos industrializados que contêm farinha de trigo também cresceu, podendo ser a causa para tantos males.

Se avaliarmos as mudanças ocorridas para conseguir maior produtividade nos campos, pode-se perceber que o trigo passou por muitas modificações genéticas e que o trigo moderno é bastante diferente do utilizado há 40 ou 50 anos atrás.

Muitas pesquisas documentaram diferentes problemas possivelmente relacionados ao consumo da farinha de trigo, entre eles a falta de controle do apetite, o desequilíbrio nas taxas de açúcar do sangue, o aumento dos processos inflamatórios, alterações no pH, além de muitas doenças e distúrbios relacionados ao sistema imunológico.

Basicamente, a farinha de trigo é formada por água, amido, gordura, minerais e proteína. O amido representa quase 75% da farinha, sendo fundamental na produção de massas e pães, pois fornece o açúcar necessário durante o processo de fermentação.

Esta farinha tem sabor leve e agradável, contendo uma grande quantidade de proteínas, entre elas a bastante conhecida chamada de glúten, que devido às suas propriedades elásticas, ajuda a aprisionar o gás formado durante a fermentação, conferindo a alguns alimentos um aumento considerável de volume, como é o caso dos pães.

O trigo tem glúten e é a principal fonte desta proteína atualmente na alimentação. Os diferentes tipos de farinhas contêm quantidades diferentes de proteínas de glúten. Apesar de o amido estar em maior quantidade, a proteína presente na farinha é que dará a sua característica principal da formação da rede de glúten, que cria uma estrutura coesa para formar o produto final na panificação.

Com o passar dos anos, muitos cientistas perceberam um aumento nos índices de doenças relacionadas à alimentação, um aumento dos índices de obesidade, de doenças cardíacas e problemas de diabetes, causando uma dúvida em relação aos produtos feitos à base de farinha de trigo. Será que a farinha de trigo faz mal? Quais os fatos em relação aos efeitos que este alimento pode causar no organismo?

Estudos mostraram que o consumo excessivo de alimentos à base de farinha de trigo pode causar muitos problemas de saúde. Vamos conferir a seguir.

Motivos pelos quais a farinha de trigo faz mal

Muitos profissionais afirmam que, em quantidades limitadas, a farinha de trigo não deveria ser um motivo para preocupação. Mas nas quantidades médias consumidas pela dieta moderna é possível afirmar que a farinha de trigo faz mal pelos motivos a seguir:

1. Aumenta das taxas de açúcar no sangue

A farinha de trigo refinada é rica em carboidratos simples que são liberados de forma rápida na corrente sanguínea, pois tem um alto índice glicêmico. Quando ocorre um aumento rápido do açúcar no sangue, o organismo libera mais insulina para transportar a glicose para as células.

Com o passar dos anos, devido ao alto consumo de alimentos à base de farinha de trigo refinada, o corpo pode criar uma resistência à insulina, causando um quadro de pré-diabetes.

2. Aumenta a fome e o apetite

Outro sintoma da rápida liberação de açúcar no sangue causada pelos alimentos ricos em farinha de trigo é o aumento da sensação de fome e a falta de controle de apetite. Quando o hormônio insulina retira o açúcar da corrente sanguínea e transporta para dentro das células, ocorre uma queda nas taxas de glicemia.

Desta forma, há uma sinalização para o cérebro de que é necessário comer novamente para se repor o açúcar que foi retirado. Os alimentos ricos em farinha de trigo são rapidamente convertidos em glicose e a retirada do mesmo pela insulina também é rápida, provocando uma sensação constante de fome e aumentando a vontade por alimentos contendo açúcares.

3. Maior risco de problemas inflamatórios

Estudos mostraram que os alimentos ricos em carboidratos simples podem contribuir para o aumento de complicações inflamatórias. Com a rápida liberação de açúcar no sangue, começa a haver um acúmulo da glicose na corrente sanguínea. A glicose começa, então, a se unir às proteínas presentes, causando um processo chamado de glicação. A glicação é um processo inflamatório que aumenta a incidência de doenças inflamatórias no organismo, e é um dos motivos pelos quais o consumo da farinha de trigo faz mal.

4. Aumento da compulsão por comida

Estudos mostraram que as variedades modificadas de trigo utilizadas atualmente possuem uma substância chamada de gliadina. Esta, por sua vez, desencadeia um efeito no cérebro que aumenta a sensação de bem-estar e que gera maior compulsão por alimentos. Os efeitos causados pela gliadina no cérebro são similares ao das drogas opiáceas.

Algumas pesquisas mostraram que os efeitos estimulantes causados pela gliadina nas pessoas podem aumentar o consumo de até 400 calorias a mais por dia, explicando também o motivo pelo qual é tão difícil deixar de comer os alimentos ricos em farinha de trigo refinada.

5. Aumento dos índices de alergias

Entre os muitos alimentos que podem causar problemas de intolerância alimentar e alergias, o trigo está entre os primeiros. A farinha de trigo tem glúten e é um dos grandes motivos para que muitos pesquisadores acreditem que estes índices estejam aumentando.

6. Perda de massa óssea

Estudos mostraram que uma alimentação rica em alimentos ácidos, como é o caso dos alimentos feitos de cereais, podem causar a retirada do cálcio dos ossos para que o organismo mantenha o equilíbrio ácido-alcalino. Estes alimentos também podem prejudicar o sistema imunológico, deixando o organismo vulnerável a muitas doenças.

7. Perda de nutrientes

Alguns alimentos, entre eles o trigo, possuem substâncias capazes de “roubar” determinados nutrientes e causar problemas nutricionais. A farinha de trigo faz mal neste sentido porque contém fitato, uma substância capaz de retirar minerais como o cálcio, o zinco, o ferro e o magnésio durante o processo de absorção.

8. Aumento das taxas de colesterol ruim

Estudos mostraram que o consumo de alimentos ricos em farinha de trigo branca pode causar o aumento das taxas do colesterol ruim (LDL), em função da rápida liberação do hormônio insulina e do aumento do acúmulo de gordura no organismo. Com o aumento das taxas de colesterol, também há um crescimento dos riscos de doenças cardiovasculares.

Referências adicionais: 

Você já imaginava que existiam tantos motivos pelos quais o consumo da farinha de trigo faz mal? Você tem o costume de consumir estes alimentos derivados do trigo? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (13 votos, média: 4,46 de 5)
Loading...

6 comentários em “Farinha de Trigo Faz Mal Mesmo?”

  1. Gostei muito foi o mais completo que encontrei mas estou me perguntando o que comer no lugar da farinha branca?

  2. Sofro de linfedema desde jovem.cinco meses atrás fuii aconselhada a evitar o trigo. Minhas pernas agora parecem outras. Pessoas perguntam e admiram. Cada corpo com seus mistérios a serem descobertos.

  3. Meu organismo não aceita nada que tenha farinha de trigo.
    Se eu comer algo que a tenha, logo me ocorre um estufamento no estômago, que parece como se tivesse engolido um balão.
    Fiz endoscopia, e deu tudo normal com meu estômago.
    Descobri eu mesmo que é o trigo o causador disse tudo. Posso comer de tudo, desde que não tenha farinha de trigo. Algo de bom não deve ter no trigo.

  4. Eu gosto muito de pão. – Fabrico pão em casa, para comer, de trigo comum e trigo integral. Preciso que me digam se essa mistura ajuda a diminuir os males do trigo comum.
    Fiz também, colocando o trigo em uma vasilha, e enchi de agua, mexi bem, e deixei descansar, o trigo abaixou, e joguei fora aquela agua que ficou por cima, Será que ajuda a tirar o gluten ?
    Depois peguei aquela parte bem molhada, e misturei trigo integral e fiz os pães.
    Por favor, me responsa como posso melhorar a qualidade do trigo branco? Ou não existe meio, o jeito é não comer mesmo ? Fico agradecido pela atenção.

Deixe um comentário