O Adoçante Taumatina Faz Mal?

Especialista:
atualizado em 17/01/2020

Veja a seguir se o adoçante taumatina faz mal, entenda melhor o que é taumatina e quais são as suas diferenças para o açúcar e outros tipos de adoçantes.

Uma versão mais doce de um adoçante de origem vegetal que está se tornando cada vez mais popular, a taumatina é uma alternativa de adoçante natural de baixo índice glicêmico, muito popular no Japão e em bebidas dietéticas e doces na Europa.

“Tornar os adoçantes naturais mais fortes pode ser uma grande vantagem para a indústria alimentícia, especialmente porque há preocupações com o consumo de substitutos de açúcar de baixa caloria para prevenir doenças relacionadas ao estilo de vida”, disse Tetsuya Masuda, pesquisadora da Universidade de Kyoto.

Aproveite e confira também 8 tipos de adoçantes naturais que podem ser utilizados e entenda o que é melhor – adoçante ou açúcar.

O que é taumatina

A taumatina é uma proteína derivada do fruto de uma planta tropical africana, a katemfe ou Thaumatococcus daniellii, da família Marantaceae, e cada fruta contém três sementes pretas, grandes e brilhantes cercadas por uma geléia transparente.

Este adoçante está presente no Livro Guinness dos Records como a substância mais doce conhecida, sendo mais doce que o açúcar.

Quando se trata de bebidas “diet”, doces gomosos e gelatinosos fabricados com ingredientes naturais, ela é a mais utilizada, pois além de doce, também mascara o amargor e ajuda a melhorar o sabor dos alimentos. Por isso, é muito utilizada em adoçantes junto com Stevia para melhorar o sabor deste.

A pesquisadora Masuda e seus colegas analisaram sua estrutura para determinar quais partes da proteína fazem com que ela tenha um sabor doce.

A partir desses estudos, eles descobriram que os aminoácidos básicos da taumatina desempenham um papel crucial em provocar “doçura”, o que sugere que a substituição de aminoácidos ácidos por aminoácidos básicos poderia torná-la ainda mais doce.

Neste estudo, Masuda substituiu o ácido aspártico por asparagina, tornando a taumatina 1,7 vezes mais doce do que antes. Isto também confirma a complexa interação entre a taumatina e o receptor de doçura da língua.

A doçura é detectada quando moléculas carregadas positivamente na proteína se aproximam de moléculas carregadas negativamente no receptor de doçura.

“Durante muito tempo, o mecanismo em que provávamos a doçura da taumatina era um mistério, e por essa razão, levou muito tempo para adoçá-lo”, explica Masuda. “Agora que tomamos as medidas na direção certa, estou empolgada em desenvolver aplicações para uma forma mais forte de taumatina.”

A taumatina é muito solúvel em água, estável ao calor e pode ser usada tanto em comidas como bebidas.

Como a taumatina é diferente do açúcar?

Ao contrário da maioria dos adoçantes, a taumatina é uma proteína e não um carboidrato, e tanto as proteínas como os carboidratos contêm 4 calorias por grama; porém, devido à doçura de alta potência em relação ao açúcar (aproximadamente entre 1600 e 2000 vezes mais doces que o açúcar de mesa), é necessário apenas uma pequena quantidade para adoçar os alimentos, e por isso, a quantidade de calorias adicionadas quando a taumatina é usada chega a ser insignificante.

A taumatina também é usada para realçar os sabores e mascarar o amargor, e embora seja muito doce, ela é metabolizada pelo organismo como qualquer outra proteína dietética.

O adoçante taumatina faz mal?

É normal surgirem dúvidas e questionamentos quando um novo produto chega ao mercado alimentício, e por isso muitas pessoas se perguntam se o adoçante taumatina faz mal.

Sua segurança foi testada tanto em animais como em humanos, e o adoçante é considerado seguro quando consumido normalmente por seres humanos. Esse adoçante natural também funciona muito bem para as pessoas com diabetes, já que contém poucas calorias e carboidratos e é totalmente natural.

Como a taumatina afeta o açúcar no sangue

Como a taumatina é uma proteína e não um carboidrato, ela é metabolizada de maneira diferente da maioria dos adoçantes e tem um impacto diferente no açúcar no sangue.

Estudos feitos com ratos demonstraram que a taumatina não eleva a glicose no sangue nem afeta o peso corporal, ao contrário da maioria dos açúcares que aumenta os níveis de glicose no plasma. Açúcares refinados em particular são conhecidos por levar a picos de açúcar no sangue.

Muitas pessoas preferem esse adoçante natural do que os artificiais de baixa caloria, como aspartame e sacarina. Outros desfrutam do seu sabor doce e duradouro e sua capacidade de melhorar o sabor.

Onde encontrar taumatina?

Embora ainda seja um pouco difícil encontrar taumaina nos supermercados em comparação com os outros adoçantes, você poderá encontrá-lo em lojas de produtos naturais e na internet.

Conclusão

Como você pode ver, a resposta para quem se pergunta se o adoçante taumatina faz mal é NÃO. Até o momento, ele está liberado para consumo. Várias pesquisas foram feitas para garantir que você possa consumir esse adoçante natural que se torna cada vez mais popular em todo o mundo.

Você já tinha ouvido falar que o adoçante taumatina faz mal? Já consome com frequência esse adoçante em sua dieta? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (6 votos, média: 4,67 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário

2 comentários em “O Adoçante Taumatina Faz Mal?”

  1. Uso o adoçante de Batata Yacon com Taumatina e também o açúcar de coco light que é com taumatina. São maravilhosos.