O Que é Resveratrol Trans? Benefícios, Para Que Serve e Indicação

Saiba o que é resveratrol trans, seus benefícios para a saúde, para que serve e qual a indicação deste suplemento de acordo com a ciência.

O resveratrol é um nutracêutico, ou seja, um bioativo presente nos alimentos que desempenha um papel importante para a saúde, mesmo não sendo essencial, e que apresenta vários efeitos terapêuticos.

  Continua Depois da Publicidade  

Foi demonstrado cientificamente que ele mimetiza os efeitos da restrição calórica, exerce efeitos anti-inflamatórios e antioxidantes e afeta o início e a progressão de muitas doenças por meio de vários mecanismos.

São vários os benefícios do resveratrol para a saúde, e além de ele estar presente em muitos suplementos, existem alguns alimentos que são naturalmente ricos em resveratrol.

Existem muitas evidências in vitro e in vivo de que o resveratrol pode ser um agente terapêutico promissor. A maioria dos ensaios clínicos se concentrou nos distúrbios neurológicos, câncer, doenças cardiovasculares, doença hepática gordurosa não alcoólica (DHGNA), diabetes e obesidade.

Porém, existe também o resveratrol trans, que está se tornando cada vez mais popular. Mas o que é e qual a diferença entre ele e o resveratrol?

Diferença entre resveratrol e resveratrol trans

Resveratrol é o nome geral dado ao produto que é vendido como um suplemento em diferentes níveis de pureza.

Por outro lado, o resveratrol trans é o ingrediente ativo em um suplemento de resveratrol, ou seja, os produtos de resveratrol contêm porcentagens variáveis ​​do ingrediente ativo de resveratrol trans.

Os produtos fornecidos por algumas marcas são apenas 5% puros, enquanto outros podem ser 25%, 50% ou 75% puros.

A maior parte do resveratrol encontrado nas prateleiras contém 50% ou menos do ingrediente ativo.

Resvetral trans – O que é

O resveratrol trans é um fitoquímico presente no amendoim, na uva e no vinho que apresenta diferentes benefícios para a saúde.

Trata-se de um antioxidante natural que é amplamente consumido na dieta mediterrânea.

  Continua Depois da Publicidade  

O interesse pelos compostos presentes no vinho aumentou quando os estudos epidemiológicos indicaram uma correlação inversa entre o consumo de vinho tinto e a incidência de doenças cardiovasculares.

Esse achado aumentou o interesse nos possíveis efeitos do resveratrol trans, levando à descrição de vários efeitos benéficos à saúde.

Além de ser um antioxidante e um agente vasorrelaxante que modula o metabolismo das lipoproteínas, o resveratrol trans inibe a agregação plaquetária e exerce atividade quimiopreventiva e terapêutica do câncer.

Benefícios do resveratrol trans

Os benefícios do resveratrol trans são os mesmos do resveratrol, mas como você pode ver anteriormente, ele é bem mais “potente” por ser o ingrediente ativo do resveratrol.

A ciência tem estudado os seus mais diversos benefícios, sua indicação e para que serve. São eles:

1. Combate o estresse oxidativo

O estresse oxidativo é basicamente um desequilíbrio entre a produção de radicais livres no corpo e a capacidade do corpo de combater essa propagação através do uso de antioxidantes.

Pesquisas demonstram que o resveratrol neutraliza o estresse oxidativo e a toxicidade induzida pelo peptídeo Amilóide no neuroblastoma.

Um dos principais contribuintes para doenças neurodegenerativas, como por exemplo a doença de Alzheimer, é a proliferação desenfreada de radicais livres.

O resveratrol é um poderoso antioxidante que ajuda a impedir o acúmulo de radicais livres, o que, por sua vez, preserva a função cognitiva.

2. Efeito antidepressivo

Segundo uma pesquisa realizada na China, o efeito antidepressivo do resveratrol trans foi avaliado em ratos por métodos comportamentais e neuroquímicos.

O resveratrol trans (20, 40 e 80 mg / kg) diminuiu significativamente o tempo de imobilidade nos modelos de camundongos em um teste em que os animais estavam desanimados, mas não influenciou a atividade locomotora.

Dois modelos comportamentais e ensaios neuroquímicos sugeriram que o resveratrol trans produzia um aumento significativo nos níveis de serotonina e noradrenalina em 40 ou 80 mg / kg nas regiões do cérebro.

  Continua Depois da Publicidade  

Além disso, a dose inibiu atividade de MAO-A, um gene que fornece instruções para produzir uma enzima chamada monoamina oxidase A que está envolvida na quebra dos neurotransmissores serotonina e epinefrina.

Esses achados indicam que o efeito antidepressivo do resveratrol trans pode estar relacionado à ativação serotoninérgica e noradrenérgica.

3. Reduz os níveis de estrogênio

A testosterona é o hormônio mais associado à construção muscular, enquanto que o estrogênio é o oposto, já que está associado ao aumento da gordura corporal, redução da massa muscular e força.

Se melhorar o seu desempenho durante o treino na academia é uma prioridade, limitar a produção de estrogênio é crucial.

Os ensaios clínicos sugerem que o resveratrol também pode funcionar como um agonista do estrogênio, isto é, ele se liga aos receptores de estrogênio, impedindo sua produção de estrogênio.

O resveratrol trans também pode inibir a aromatase, uma enzima necessária para o organismo sintetizar estrogênio.

Sendo assim, o resveratrol trans ajuda a aumentar a testosterona inibindo a produção de estrogênio, neutralizando a enzima aromatase e impedindo sua conversão em estrogênio.

4. Proteção cardiovascular

Foi comprovado cientificamente que o resveratrol trans afeta de forma positiva o sistema cardiovascular.

Pesquisas demonstram que ele inibe a ativação e agregação plaquetária ao mesmo tempo em que incentiva a vasodilatação aumentando a produção de óxido nítrico.

Sabe-se que uma maior produção de óxido nítrico oferece vários benefícios para o desempenho físico, incluindo maior resistência física e resistência à fadiga.

Além disso, a suplementação a curto prazo de resveratrol trans pode melhorar o metabolismo da glicose e lipídios, além do colesterol total, triglicerídeos, pressão arterial e função hepática.

A suplementação a curto prazo tem sido associada a efeitos benéficos no metabolismo da glicose e lipídios em indivíduos com diabetes tipo 2.

Nestes casos, o nível de colesterol HDL (bom) aumentou, enquanto o nível de colesterol LDL (ruim) e a pressão arterial sistólica foram significativamente reduzidos.

Não foram encontradas alterações nas medidas da pressão arterial diastólica, triglicerídeos, colesterol total ou marcadores da função hepática.

5. Proteção contra gripes e resfriados

Pesquisadores da Georgia State University, nos Estados Unidos, descobriram que o vinho tinto tem a capacidade de suprimir o aparecimento de bactérias infecciosas.

Essas bactérias são responsáveis por causar infecções do trato respiratório superior, como resfriado comum, laringite e amigdalite, e por isso, um dos benefícios do resveratrol trans é à sua capacidade de proteção contra gripes e resfriados.

6. Anticâncer

Juntamente com os benefícios cognitivos, o resveratrol trans tem um papel importante no combate a tumores cancerígenos.

Um estudo publicado na revista academia Anticancer Research em 2004 descobriu que o resveratrol trans tem a capacidade de despolarizar as membranas mitocondriais nas células cancerígenas.

As propriedades anti-inflamatórias do resveratrol também foram encontradas para impedir o crescimento de tumores, inibindo certas enzimas.

7. Saúde cerebral e envelhecimento

À medida que você envelhece, o seu cérebro começa a encolher, aumentando o risco de doenças cognitivas como a doença de Alzheimer.

Verificou-se que o resveratrol trans reduz o tamanho e o número de depósitos de placas proteicas que se acumulam no cérebro durante a doença de Alzheimer.

Indicação de dosagem de resveratrol trans

Agora que você já sabe o que é e para que serve o resveratrol trans, é importante saber qual a dosagem indicada.

A recomendação de dosagem típica para o resveratrol trans é de cerca de 250 a 600 mg por dia.

Doses mais altas foram administradas e não causaram graves efeitos colaterais mas causaram desconforto gastrointestinal leve, náusea e dor abdominal que foram associados à ingestão de mais de 1g por dia.

Um último ponto a ser observado é que existem evidências que sugerem que tanto o resveratrol como o trans pode interagir com Coumadin, um medicamento anticoagulante.

Indivíduos que usam anticoagulantes devem consultar um médico antes de tomar suplementos com resveratrol.

Ainda é necessário realizar mais pesquisas para identificar a dose ideal, mas uma coisa é clara: o resveratrol trans é um complemento altamente eficaz e adequado para praticamente qualquer atleta que procura melhorar sua saúde e desempenho físico.

Referências Adicionais:

Você já sabia o que é o resveratrol trans? Tem vontade de experimentar seu suplemento? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Felipe Santos e Dra. Patrícia Leite

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário