Óleo de coco

Óleo de Coco para Queda de Cabelo Funciona?

O óleo de coco está cada dia mais popular, mas não é um produto recente, pois ele já é utilizado há anos como um remédio para todos os tipos de problemas capilares. Ele se mostra eficaz para tratar a caspa, cabelos secos, condicionar o cabelo e melhorar a saúde não só da cutícula, mas também do couro cabeludo, e isso é possível devido às suas propriedades antibacterianas, antimicrobianas e emolientes.

Então, é fato que ele contribui com a saúde do cabelo, mas será que vale a pena usar o óleo de coco para queda de cabelo também?

A perda de cabelo acontece e é normal perder fios todos os dias, às vezes até centenas, mas esses fios crescem novamente como parte do ciclo normal de crescimento e perda. Normalmente, essa condição não é motivo de preocupação, até que você se depara com uma queda anormal de cabelo, o que pode ser preocupante e assustadora.

Se essa é uma situação familiar, continue sua leitura, pois abaixo abordaremos se usar o óleo de coco para queda de cabelo funciona mesmo ou não.

Causas da perda de cabelo

Como citado acima, perder cabelos diariamente é normal, mas podem existir situações que condicionam a uma perda não saudável, o que passa a ser uma preocupação. Reconhecer as principais causas pode ajudar a tratar e gerenciar os sintomas. Veja abaixo os principais motivos que provocam a queda de cabelo:

– Deficiências nutricionais

A deficiência de nutrientes no organismo pode ter um impacto negativo para saúde de forma geral, incluindo o cabelo, e isso pode provocar a queda. A falta de vitamina A, ou o fato de não obter ferro suficiente pode desencadear uma resposta do organismo na forma de perda de cabelo.

Além da vitamina A e do ferro, a falta de proteína também pode ocasionar a queda de cabelo, pois a maior parte do cabelo é composta de proteína.

– Desequilíbrio hormonal

A forma mais potente do hormônio testosterona é Diidrotestosterona ou DHT e o seu desequilíbrio pode provocar a perda de cabelo em mulheres. A falta de estrogênio também pode resultar em crescimento inadequado do cabelo, já que o hormônio feminino estimula o crescimento dos fios.

– Doenças autoimunes

O lúpus e alopecia são exemplos de doenças autoimunes. Elas condicionam o sistema imunológico a criar anticorpos que, em vez de proteger o corpo contra bactérias, vírus e outros germes, atacam erroneamente os próprios tecidos. Isso costuma provocar uma série de sintomas e, se os folículos capilares forem atacados, também pode resultar em perda de cabelo.

Isso acontece no lúpus, que está associado à perda de cabelo, em aproximadamente 50% dos pacientes. No caso da alopecia, o ataque imune é dirigido apenas aos folículos pilosos, o que provoca a queda de cabelos, em todas as regiões do corpo.

– Infecções fúngicas no couro cabeludo

A presença de infecções fúngicas, como micose, foliculite, dermatite seborreica, entre outras no couro cabeludo podem provocar a queda. Isso acontece porque essas condições resultam em irritação, às vezes inflamação e consequentemente a perda de cabelo.

– Tratamentos químicos

Quando os cabelos são tratados quimicamente com relaxantes que alteram a estrutura, isso deixa o cabelo danificado e com a presença de frizz, caspa, cor acinzentada, cabelos fracos e queda de cabelo.

– Tintura

Os produtos químicos que alteram a cor do cabelo podem provocar a queda de cabelo. Um estudo descobriu que uma mulher de 41 anos sofreu 90% de perda de seus cabelos depois de usar uma tintura para colorir os fios. Embora esse seja um produto comum e muito usado principalmente por mulheres, todas as recomendações e medidas de segurança devem ser praticadas para evitar que problemas como esse aconteçam.

– Medicação em excesso

Tanto medicamentos prescritos quanto os sem receita médica às vezes podem desencadear a perda de cabelo, mas a boa notícia é que isso costuma desaparecer quando os remédios param de ser ingeridos. Alguns remédios como os recomendados para pressão alta e colesterol alto geralmente têm esse efeito colateral.

– Estresse físico e mental

Eflúvio telógeno é o termo aplicado para o estresse que pode causar um tipo de perda de cabelo temporária. O cabelo costuma ter três fases de crescimento, anágena, catágena e telógena. A fase telógena é a que o cabelo cai, e um novo cabelo nasce, mas o estresse pode fazer com que o cabelo mude a fase de nascimento para a fase de queda, causando perda de cabelo. Isso geralmente é resultado do estresse físico, mas o estresse emocional pode piorar também o problema de perda de cabelo.

– Rápida perda de peso

A rápida perda de peso pode provocar um estresse no corpo. Esse estresse causa eflúvio telógeno, o que resulta em perda de cabelo. O estresse é causado devido à mudança repentina na dieta e atividade física.

– Hereditariedade

Sim, a perda de cabelo pode ser genética. Se existe um histórico familiar de perda de cabelo é muito provável que isso afete. Hereditariedade é um fator decisivo quando se trata da saúde do cabelo.

– Envelhecimento

O envelhecimento interfere na velocidade com que suas unhas e cabelos crescem. Com o passar dos anos, o cabelo começa a perder pigmento, além de ficar fino e quebradiço. Quase todo mundo experimenta alguma perda de cabelo à medida que envelhece e às vezes a queda é tão severa que partes do couro cabeludo podem ficar visíveis.

Usar óleo de coco para queda de cabelo funciona?

Vale a pena realmente usar o óleo de coco para queda de cabelo. Ele pode realmente ajudar a crescer um cabelo mais longo, mais grosso e mais saudável. Isso é possível devido aos seus nutrientes essenciais, incluindo o ácido láurico, que penetram na haste capilar, melhorando a saúde geral do cabelo. Além de ser uma solução segura e eficaz, ele é encontrado a preços razoáveis​.

Veja como o óleo de coco pode ajudar no tratamento de perda de cabelo:

– Ajuda a fortalecer as raízes dos cabelos

Óleo de coco é capaz de ajudar a fortalecer as raízes dos cabelos, devido ao ácido láurico, que é um componente presente. Ele é altamente antibacteriano, o que o torna perfeito para manter a saúde do couro cabeludo e os folículos pilosos saudáveis, mantendo as bactérias na raiz.

– Previne a fadiga higrênica

A fadiga higrênica é o inchaço da haste do cabelo que acontece quando o excesso de umidade é absorvido pela cutícula, causando frizz quando seca. Isso acontece especialmente quando o cabelo é lavado em excesso. Devido à natureza oleosa do óleo de coco, ele é capaz de absorver a umidade necessária, mantendo o excesso para fora.

– Ajuda a reter a umidade

O óleo de coco ajuda a impedir que o cabelo fique desidratado. Ele pode atuar como um condicionador natural que mantém a umidade do cabelo intacta e é uma boa forma de manter a hidratação.

– Ajuda a evitar a perda de proteínas

O óleo de coco tem a capacidade de penetrar profundamente na haste do cabelo, o que mantém a proteína presa. Como ele é um triglicerídeo do ácido láurico, tem uma alta afinidade pelas proteínas, com a aplicação tópica de óleo de coco para queda de cabelo, a perda de proteína é evitada.

– É altamente nutritivo

O óleo de coco é considerado uma ótima fonte de nutrientes e antioxidantes bons para o cabelo, o que ajuda a manter a nutrição. Além disso, é capaz de promover o crescimento do cabelo grosso e saudável.

– Previne infecções virais e bacterianas

Como vimos, as infecções fúngicas no couro cabeludo podem provocar a perda de cabelo. O óleo de coco também é reconhecido por suas propriedades antibacterianas e antimicrobianas. Elas fazem dele uma solução perfeita para prevenir infecções, além de evitar problemas como caspa e piolhos.

– Ajuda a combater a caspa

As causas da caspa podem estar relacionadas a condições da pele e até o crescimento de fungos, e isso pode provocar a queda de cabelo. O óleo de coco pode ajudar a combater esse problema crônico e aliviar seus sintomas, pois ele funciona eficazmente no couro cabeludo seco que está descamando, deixando-o hidratado, o que restaura a sua saúde.

– Melhora a circulação sanguínea no couro cabeludo

O óleo de coco pode ser aplicado através de uma massagem no couro cabeludo e ao massagear ele ajuda a melhorar a circulação sanguínea e garantir que os nutrientes do sangue cheguem até os folículos, garantindo que o cabelo cresça saudável e espesso.

Como usar o óleo de coco para queda de cabelo?

O óleo de coco é um produto facilmente encontrado. Quando for comprar, procure por uma versão orgânica extra virgem, cuja principal característica é o aroma de cocos frescos. Com o óleo em mãos, chegou a hora de começar o tratamento. Veja abaixo como usar o óleo de coco para queda de cabelo:

  • Passo 1: Para usar, primeiro entenda se o óleo de coco está em um estado sólido ou líquido. Caso ele esteja em um estado sólido ou semi-sólido, coloque o recipiente com o óleo dentro de outro com água quente e deixe até que ele esteja líquido.
  • Passo 2: Umedeça o cabelo com água morna (não quente). Desperte os poros do couro cabeludo esfregando-os vigorosamente com as pontas dos dedos.
  • Passo 3: Despeje um pouco de óleo de coco nas mãos e aplique diretamente nas raízes. Certifique-se de cobrir todo o couro cabeludo.
  • Passo 4: Massageie o óleo de coco em seu couro cabeludo por pelo menos três minutos. Mas procure fazer uma massagem sutil e agradável, nada de colocar muita força e deixar o couro cabeludo dolorido.
  • Passo 5: Após a massagem, coloque o cabelo lubrificado em uma touca de banho e deixe-o durante a noite, mas se não for possível, permaneça com o óleo por pelo menos 30 minutos.
  • Passo 6: Lave o óleo com um shampoo suave e repita o procedimento por duas vezes na semana.

Uso do óleo de coco para manter os cabelos saudáveis

O óleo de coco também pode ser utilizado para promover cabelos bonitos e para isso outras formas de aplicação são possíveis. Aqui estão algumas maneiras de usar o óleo de coco para ajudar a melhorar a saúde do seu cabelo.

1. Hidratação

Você vai precisar de: 2 a 3 colheres de sopa de óleo de coco, um pente e uma touca de banho.

Procedimento: Lave o cabelo apenas com shampoo e deixe secar naturalmente. Coloque o óleo de coco em um recipiente e em seguida coloque em banho maria. Quando o cabelo estiver completamente seco, comece a aplicar o óleo de coco no cabelo, aplicando uma massagem no couro cabeludo. Penteie o cabelo para garantir que o óleo de coco tenha revestido todos os fios e, em seguida, cubra com uma touca de banho e deixe por 45 minutos a uma hora. Enxague com shampoo e condicionador.

2. Desembaraçar

Você vai precisar de: 1 colher de sopa de óleo de coco e um pente.

Procedimento: Coloque 1 colher de óleo de coco em um recipiente e em seguida coloque em banho maria. Quando estiver em temperatura ambiente, aplique uma pequena quantidade nas pontas do cabelo e comece a desembaraçar o cabelo com o pente.

3. Tratar a caspa

Você vai precisar de: 2 colheres de sopa de óleo de coco e uma toalha.

Procedimento: Aqueça o óleo de coco até que ele derreta. Com o cabelo recém lavado e seco, aplique o óleo no couro cabeludo e faça uma massagem. Depois enrole a cabeça em uma toalha e deixe por toda a noite. Lave com shampoo e condicionador.

4. Proteger o cabelo dos danos do sol

Você vai precisar de: Um frasco de spray, água, 1 colher de sopa de óleo de coco e um pente.

Procedimento: Misture o óleo de coco em um borrifador cheio de água e espalhe sobre o cabelo. Penteie para obter uma cobertura uniforme.

Use essa mistura várias vezes ao longo do dia para proteger o seu cabelo dos danos causados ​​pelo sol.

Além de ser eficaz realmente usar o óleo de coco para queda de cabelo, ele demonstra ter muitos benefícios para um cabelo mais bonito e saudável. Se você está com o problema de queda, use o ingrediente para resolver e promover o crescimento do cabelo.

Muitas pessoas que lutam contra a calvície relatam que o óleo de coco parece estar contrabalançando a perda dos fios e promovendo o crescimento do cabelo. Após o uso regular por cerca de 2 ou 3 meses, essas pessoas notaram uma redução significativa na queda, além do crescimento de novos cabelos.

Referências adicionais:

Você já experimentou ou pretende utilizar o óleo de coco para queda de cabelo? Conhece alguém que tenha usado e afirmado ter bons resultados? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Nenhum Voto Ainda)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)



ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*