Polivitamínico Engorda ou Emagrece?

As vitaminas são um grupo de nutrientes fundamentais para o bom funcionamento do organismo humano: elas protegem as nossas células contra a ação dos radicais livres, auxiliam o sistema imunológico, agem na coagulação do sangue, participam do processo de formação dos ossos, protegem o sistema reprodutor, previnem doenças cardiovasculares e o envelhecimento, dão energia, melhoram a visão, constituem as células do sangue, ajustam o sistema nervoso e circulatório, contribuem com o desenvolvimento do corpo e muito mais.

Quando uma pessoa não consegue fornecer ao seu corpo as vitaminas através da alimentação por conta de uma dieta de baixa qualidade, doença, gravidez, distúrbio no sistema digestivo ou outro problema de saúde, ela corre um alto risco de sofrer com a deficiência de vitaminas , que também é conhecida pelo nome de hipovitaminose.

Uma forma de tratar a falta de vitaminas no corpo é fazer uso de um polivitamínico, um suplemento que reúne diversas vitaminas em sua composição e supre a deficiência desses componentes no organismo.

Será que o polivitamínico engorda? 

As pessoas que se preocupam com a boa forma, precisam emagrecer e/ou não desejam acumular quilinhos em excesso certamente questionam se determinado remédio traz o aumento de peso como um de seus efeitos colaterais antes de começar a consumi-lo.

Mas e quanto aos complexos de vitaminas? Será que o polivitamínico engorda? Partindo do ponto de vista calórico, a resposta para essa pergunta é não, esse tipo de medicamento não engorda. Isso porque o seu consumo não fornece calorias ao corpo, que é justamente o que estimula o aumento de peso.

Entretanto, por mais que os polivitamínicos não sejam capazes de sozinhos causar o crescimento do peso, vale ressaltar que não é impossível que uma pessoa engorde enquanto utiliza um deles, mesmo que a culpa disso não possa ser atribuída a eles. Tal efeito pode ser observado se o usuário do produto não cuidar da alimentação, exagerando nas guloseimas, comidas gordurosas e lanches fast-food, e levar uma vida sedentária. Ele usa o polivitaminico para suprir deficiências e como um passe livre para comer mal.

Por isso, se você ingere um complexo de vitaminas e está experimentando um número maior de quilos do que o apropriado, verifique como se não mudou em nada o seu estilo de vida em relação à dieta e prática de exercícios físicos.

Possível efeito no apetite? 

Quando uma pessoa está carentes de determinadas vitaminas, como vitaminas do complexo B, ao fazer a suplementação pode ocorrer um aumento no apetite. Isso não é uma regra mas estaria por trás de algumas afirmações de que polivitamínico engorda. 

E quanto ao emagrecimento? 

Já vimos que não é possível afirmar que um polivitamínico engorda. Mas será que compostos do tipo podem contribuir com a perda de peso?

Em alguns aspectos sim. Um deles é com o fornecimento de nutrientes ao corpo durante um processo de emagrecimento. Sabemos que mesmo quando uma pessoa tenta eliminar os quilos a mais, é essencial que ela consiga seguir uma alimentação saudável e equilibrada, com frutas, verduras e legumes que ofereçam os componentes que o corpo necessita para funcionar adequadamente.

No entanto, ao resolver cortar as calorias ou reduzir as porções de suas refeições, ela pode acabar restringindo também o envio de nutrientes ao seu organismo. É aí que o uso de um polivitamínico se mostra interessante, tendo em vista que ele ajuda a suprir a falta de algumas dessas substâncias no corpo.

E uma vez nutrido, será possível ter uma saúde melhor, que fará com que seu organismo funcione bem, inclusive na hora de responder aos estímulos de emagrecimento que são dados a ele.

Uma das vantagens das vitaminas é colaborar com a energia do corpo, mantendo os seus níveis adequados. Esse é outro aspecto pelo qual os polivitamínicos podem ajudar a eliminar peso, já que com um grau satisfatório de energia, fica mais fácil praticar atividades físicas e, por consequência, aumentar o gasto calórico.

Outro benefício desse tipo de remédio/suplemento nesse sentido é que ele promove a saúde do metabolismo, especialmente se vier composto de vitaminas do complexo B e C. Um metabolismo eficiente significa um processo de queima de gorduras mais rápido e um estímulo à diminuição dos quilos.

Para fazer o seu trabalho corretamente, as células do corpo transmitem mensagens uma para a outra. Quando a comunicação entre elas é eficaz, o organismo como um todo consegue trabalhar de maneira mais eficiente, inclusive nos processos que promovem o emagrecimento. E é justamente essa uma das reações do uso de um polivitamínico: a melhoria da comunicação entre as células.

Ainda é preciso levar em consideração o efeito de promoção do bom humor que substâncias que oferecem as vitaminas do complexo B, C e E trazem aos seus usuários. É que uma vez que a pessoa se sente bem-humorada, ela também fica mais propensa a ficar mais animada para se exercitar e gastar calorias e disposta a se esforçar para resistir às tentações culinárias e, assim, conseguir perder peso.

Porém, fica uma ressalva aqui: não se apoie no polivitamínico para perder peso. Utilize-o somente se você realmente não conseguir obter as vitaminas por meio da alimentação normal e sob orientação e acompanhamento médico. E mesmo quando estiver tomando o suplemento, não deixe de se esforçar para ter uma dieta saudável. Até porque o remédio é absorvido com maior facilidade quando ingerido em conjunto com uma refeição de qualidade.

Cuidados com os polivitamínicos 

Não deixe de consultar o seu médico quanto à necessidade de usar um polivitamínico e qual o melhor tipo, dosagem e frequência para o seu caso, especialmente se você for uma mulher que esteja grávida. Outra orientação importante é não tomá-lo com a barriga vazia, pois isso pode causar perturbação no estômago.

Também é fundamental não ingerir uma dose maior do que o indicado, sob o risco de desenvolver a hipervitaminose – que é o excesso de vitaminas no corpo. A ingestão do medicamento não deve ser feita ao mesmo tempo que o consumo de produtos laticínios, suplementos de cálcios ou antiácidos que contenham cálcio em sua composição, já que esse mineral dificulta a absorção de elementos presentes no polivitamínico.

O suplemento pode trazer os seguintes efeitos colaterais: dor de cabeça, náusea, diarreia leve, gosto estranho ou desagradável na boca e reações alérgicas como urticária, dificuldade para respirar, aperto no peito, inchaço no rosto, lábios, língua ou garganta, sensação de inchaço no corpo todo e dormência ou formigamento na pele. Em qualquer um desses casos, o aconselhado é procurar auxílio médico.

Vídeo:

Gostou das dicas?

Você já fez uso de algum e atestou que o polivitamínico engorda? Desistiu desta suplementação por este motivo? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (209 votos, média: 3,81 de 5)
Loading...

4 comentários em “Polivitamínico Engorda ou Emagrece?”

  1. Sinto um desconforto abdominal e, um pouco de diarreia com muito mau cheiro e até mau halito srá que pode ser do medicamento cogmax ?

  2. Tomo o Bion 3 a anos, não engordei e me sinto bem mais disposta. Foi o meu ginecologista que indicou.

  3. Eu já fiz uso de diversos ,pois eu tenho anemia falciforme e preciso ou começo ter tonteiras,e não posso usar o sintético só o natural ,gostaria de saber se esse é natural,e realmente só engorda se não tiver controle com os alimentos.

Deixe um comentário