Sacarose faz mal à saúde? Como evitar?

Especialista:
atualizado em 01/12/2020

A sacarose, ou açúcar de mesa, pode adicionar doçura às suas guloseimas favoritas, mas quando se trata de sua saúde, está longe de ser algo tão boa assim. Entenda se a sacarose faz mal à saúde, o que é e dicas de consumo.

  Continua Depois da Publicidade  

A sua má fama existe porque, quando consumida em excesso, o que é muito comum, a sacarose pode provocar ganho de peso e obesidade, altos níveis de açúcar no sangue ou hiperglicemia, doenças cardiovasculares, entre outros perigos.

O recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) é que a ingestão de sacarose não ultrapasse 10% do valor energético total diário. No entanto, a mesma organização diz que para obter maiores benefícios para a saúde, o consumo diário de açúcar deve ser reduzido para 5%.

De acordo com um levantamento realizado em 2014 pela Sucden (Sucres et Denrées), multinacional francesa do ramo açucareiro, o Brasil é o 4º maior consumidor de sacarose do mundo.

Os brasileiros consomem cerca de 16,3% de calorias provenientes do açúcar. Entenda então por que estar entre os primeiros desse ranking não é algo bom.

O que é a sacarose

A sacarose é um açúcar composto por uma molécula de glicose e uma molécula de frutose, que é o principal açúcar da maioria das frutas e vegetais doces, embora a sacarose também seja amplamente encontrada nas plantas.

Dentro do corpo, a maioria dos açúcares provenientes da dieta é convertida em glicose, o principal combustível usado por todas as células e pelo nosso cérebro. Por outro lado, quando consumida em excesso, a sacarose faz mal à saúde.

Por que a sacarose faz mal à saúde?

Entenda então como e por que isso acontece.

1. A sacarose pode se tornar viciante

Você já reparou que quanto mais açúcar você come, mais açúcar você deseja? Há uma explicação científica para isso.

De acordo com um estudo publicado em 2015 na revista PLOS One, consumir açúcar cria aumentos na dopamina – um neurotransmissor envolvido no sistema de recompensa do cérebro – semelhante ao do uso de drogas.

  Continua Depois da Publicidade  

Além disso, assim como as drogas, as pessoas podem criar uma tolerância ao açúcar, precisando de mais para obter os mesmos efeitos. Os sintomas de abstinência também podem ocorrer quando se para abruptamente de comer açúcar.

2. Causa ganho de peso

De acordo com dados do USDA (Unites States Departmente of Agriculture), 1 colher de sopa de sacarose contém 12,6 g de carboidratos. No entanto, não há outros nutrientes como proteínas, gorduras, vitaminas ou minerais.

O açúcar de mesa (sacarose) contém 50 calorias por colher de sopa, o que pode não parecer muito, mas as pessoas tendem a consumir muito mais do que isso.

Quando isso acontece, o seu corpo armazena o excesso como gordura, levando ao ganho de peso e à obesidade.

3. Faz mal para o coração

Além de sua tendência a promover o ganho de peso e a obesidade, o que afeta negativamente a saúde do coração, o açúcar também pode aumentar diretamente o risco de doença cardiovascular.

Pesquisadores de um estudo publicado no JAMA Internal Medicine determinaram que quanto mais açúcar uma pessoa comia, maior o risco de morte por doença cardiovascular.

De acordo com a Harvard Health, a ingestão excessiva de açúcar pode sobrecarregar o fígado, que o metaboliza e armazena o excesso como gordura. Com o tempo, isso pode causar o acúmulo de gordura no fígado, levado à doença hepática gordurosa.

Esta contribui para o desenvolvimento de diabetes, que por sua vez aumenta o risco de doença cardíaca. Além disso, consumir muito açúcar pode aumentar os níveis de pressão arterial e aumentar a inflamação sistêmica, o que pode contribuir para doenças cardíacas.

  Continua Depois da Publicidade  

4. Provoca cárie dentária

O consumo excessivo de sacarose faz mal também aos seus dentes porque promove a cárie dentária. A sacarose fornece um banquete para as bactérias da boca, que convertem parte do açúcar em ácidos que corroem a cobertura protetora do esmalte dos dentes.

Dessa forma, a erosão dentária combinada com a proliferação de bactérias leva a cáries, cáries, gengivite e mau hálito.

5. Picos de açúcar no sangue

O açúcar de mesa é um carboidrato que o seu corpo precisa diariamente para obter energia, mas nem todos os carboidratos são iguais.

O açúcar é um carboidrato simples, ou seja, é fácil para o corpo quebrá-lo e passá-lo rapidamente para a corrente sanguínea. Mas quando isso acontece, os níveis de açúcar no sangue aumentam drasticamente.

O resultado disso é um rápido aumento de energia, mas rapidamente os níveis de açúcar no sangue caem e seu nível de energia também cai. Essa flutuação acentuada nos níveis de açúcar no sangue pode ter efeitos prejudiciais para a saúde a curto e a longo prazo.

Dicas para evitar o açúcar

Açúcar de mesa

Como você pode ver, quando consumida em exagero, a sacarose faz mal à saúde, mas o açúcar que você precisa evitar não é apenas aquele branco que você costuma ter em sua cozinha para colocar no café, por exemplo.

Você também deve evitar o açúcar no que você consome através das massas, refrigerantes e sorvetes. Além disso, é preciso prestar atenção pois a sacarose pode estar escondida em alimentos que você nunca imaginaria, como o pão integral, cereais e refeições congeladas.

Por isso, é muito importante ler as embalagens dos alimentos. Existem mais de 60 maneiras diferentes de listar o açúcar comum nos rótulos. Alguns exemplos incluem:

  • Dextrose;
  • Xarope de arroz;
  • Xarope de milho rico em frutose;
  • Maltose.

Se você encontrar o açúcar ou qualquer outro nome como esse, coloque o item de volta na prateleira.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já tinha ouvido falar que a sacarose faz mal à saúde? Pretende então reduzir o consumo desse açúcar? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário