Sibutramina – O que é, Para Que Serve, Efeitos Colaterais e Como Tomar

Especialista:
atualizado em 11/08/2015

Embora emagrecer não seja uma tarefa fácil para quase ninguém, para algumas pessoas ela pode ser ainda mais difícil, motivo pelo qual muita gente acaba se voltando para o uso de remédios para emagrecer.

Conhecidos por alterar o apetite e facilitar o controle das porções, esses medicamentos aceleram a perda de peso e muitas vezes são o último recurso de quem já tentou de tudo para emagrecer e não obteve sucesso.

Dentre estes medicamentos, temos a sibutramina, uma droga originalmente desenvolvida para o tratamento da depressão e que se tornou uma das mais utilizadas por quem está tentando abaixar o ponteiro da balança.

Saiba então para que serve a sibutramina e conheça um pouco mais sobre seus benefícios e efeitos colaterais.

O que é Sibutramina?

Desenvolvida no começo da década de 80 para auxiliar no tratamento da depressão, a sibutramina é o nome comercial do cloridrato de sibutramina, substância que atualmente é utilizada para o tratamento da obesidade em pacientes com índice de massa corporal acima de 30.0 kg/m2 (ou 27 no caso de hipertensos).

Presente em medicamentos para emagrecer como o Reductil, Biomag e o Vazy, a sibutramina é indicada como um coadjuvante do tratamento para obesidade, e seu uso deve ser feito mediante acompanhamento médico.

sharma-obesity-reductil

Para Que Serve a Sibutramina?

O cloridrato de sibutramina é prescrito a pacientes obesos que possam estar sofrendo com problemas de saúde relacionados ao sobrepeso, como por exemplo a síndrome metabólica. Pacientes cujo excesso de peso traga riscos à saúde podem receber a indicação para tomar sibutramina por um determinado período, sempre com orientação médica.

Como inibe o apetite e aumenta a saciedade, a sibutramina serve para emagrecer e consequentemente auxiliar a melhorar os quadros de colesterol alto, hipertensão, diabetes e obstrução parcial das artérias.

Como Funciona a Sibutramina?

A sibutramina tem atuação direta no sistema nervoso central, onde tem a capacidade de interferir nos neurotransmissores cerebrais. Neurotransmissores são compostos químicos (como a serotonina e a noradrenalina, por exemplo) liberados pelas células nervosas (neurônios) para que possam se comunicar entre si. Ao serem liberados, esses neurotransmissores podem se ligar a outros neurônios ou então podem ser reabsorvidos pelas próprias células que os produziram. A esse processo dá-se o nome de receptação.

A sibutramina bloqueia a receptação de serotonina, dopamina e noradrenalina, o que significa que haverá uma concentração maior desses mensageiros químicos no cérebro. A importância desse mecanismo está no fato de que a serotonina é um inibidor natural do apetite, além de um regulador do humor e também um poderoso ansiolítico.

Portanto, ao impedir a receptação da serotonina e demais neurotransmissores, a sibutramina regula o apetite, fazendo com que você se sinta saciado com uma quantidade bem menor de alimentos.

E, como também se sentirá menos ansioso e mais calmo, o resultado será a perda de peso, já que você terá ao mesmo tempo menos fome e menos vontade de comer por nervosismo ou ansiedade.

Outro mecanismo de ação do cloridrato de sibutramina se dá sobre o metabolismo, uma vez que estudos sugerem que a substância tem efeito termogênico, ou seja, a sibutramina acelera o metabolismo e aumenta o gasto de energia do organismo.

Isso significa que, além de queimar mais facilmente as calorias que ingere, você também terá mais facilidade para mobilizar os estoques de gordura corporal, que serão utilizados como fonte de energia para o corpo.

Sibutramina emagrece?

De acordo com inúmeros relatos de quem já usou a sibutramina para emagrecer, sim, a sibutramina funciona. É importante notar, no entanto, que boa parte desses mesmos relatos menciona o efeito sanfona após a interrupção do tratamento com o medicamento. Ou seja, a sibutramina serve para perder peso, mas ela não garante que os quilos perdidos não irão retornar.

Além disso, como tem contraindicações e pode causar uma série de efeitos colaterais, a sibutramina não deve ser utilizada sem orientação médica.

Contraindicações

A sibutramina deve ser evitada por gestantes, lactantes, hipertensos e pacientes com histórico familiar de doenças cardiovasculares. Pessoas que apresentam transtorno bipolar ou que estejam fazendo uso de medicamentos antidepressivos também devem evitar o uso de sibutramina para emagrecer.

Como Tomar Sibutramina

A sibutramina deve ser tomada somente uma vez ao dia, ainda pela manhã. A dose inicial recomendada é de um comprimido de 10 mg ao dia, embora existam relatos de pessoas que sentiram fome à noite utilizando essa concentração do medicamento. Neste caso, o médico pode optar por prescrever um comprimido diário de 15 mg.

Caso se esqueça de tomar o medicamento em um determinado dia, não dobre a dose no dia seguinte. Doses acima de 15 mg ao dia podem trazer riscos à saúde, e em particular ao sistema cardiovascular.

Onde Comprar

Pode-se encontrar a sibutramina sob duas formas: sibutramina anidra e cloridrato monoidratado de sibutramina, sendo que o primeiro tipo não possui estudos clínicos que comprovem sua eficácia, motivo pelo qual sua comercialização está proibida no país.

O cloridrato de sibutramina pode ser encontrado em farmácias e também em sites especializados em medicamentos para emagrecer na internet (a Anvisa proíbe a comercialização deste medicamento em farmácias online) em embalagens com 30 comprimidos de 10 ou 15 mg cada.

Como no entanto se trata de um medicamento que atua diretamente no sistema nervoso central, a sibutramina só pode ser vendida em farmácias físicas mediante apresentação de receita médica.

É claro que sempre é possível comprar sibutramina sem receita em sites duvidosos, mas há de se ficar atento ao tipo de medicamento obtido, uma vez que a falsificação de remédios tem aumentado de maneira significativa nos últimos anos.

Sibutramina Faz Mal? 

A sibutramina está proibida em diversos países devido à sua associação com doenças cardíacas. Como pode causar alteração na pressão arterial e aumento dos batimentos cardíacos, a sibutramina aumenta o risco de infarto e outras complicações cardiovasculares, sobretudo em pacientes com histórico familiar da doença. 

Como as reações ao medicamento podem variar bastante de uma pessoa para outra, a orientação é conversar com seu médico antes de fazer uso do remédio para saber se a sibutramina faz mal para você ou não.

Efeitos Colaterais da Sibutramina

Devido à sua atuação no sistema nervoso central a sibutramina pode causar transtornos psíquicos em pessoas com predisposição à condição, ou até mesmo agravar um quadro já existente.

Outros efeitos colaterais da sibutramina incluem dores de cabeça, constipação, sensação de boca seca, tontura, dores musculares, palpitações, insônia e alterações no humor.

Relatos

Um grande percentual dos relatos confirma que a sibutramina emagrece mesmo, mas muitos deles também mencionam o indesejado efeito sanfona. Confira algumas avaliações de quem utilizou a sibutramina para emagrecer:

  1. “Tomei a sibutramina e perdi 7 kg em pouco mais de um mês. Parei de tomar e meu apetite voltou ao normal. Resultado: engordei tudo de novo. Estou querendo tomar novamente mas não encontro onde comprar sibutramina sem receita.”
  2. “Perdi 9 kg em um mês com a sibutramina e já faz quatro meses que estou conseguindo manter o peso.”
  3. “Eu tomei a sibutramina e perdi 10 kg, mas sofri muito com os efeitos colaterais: sede o tempo todo e falta de sono. Quando parei de tomar engordei 5kg mas depois não engordei mais.”
  4. “Estou tomando a sibutramina há uma semana e somente perdi 1 kg, mas não estou fazendo exercícios. Estou com dificuldade para dormir à noite e também minha boca fica seca o tempo todo.”
  5. “Faz 40 dias que estou tomando a sibutramina e já perdi 12 kg. Em conjunto com o medicamento mudei minha alimentação e eliminei o açúcar da dieta. Praticamente não tenho fome, mas a sibutramina tem me afetado emocionalmente e agora me irrito com mais facilidade.”
  6. “Meu marido perdeu 20 kg com a sibutramina, mas parou de tomar e engordou 35 kg. “
  7. “Estou tomando a sibutramina há duas semanas e ainda não tive nenhum resultado, apesar de estar praticando atividade física.”
  8. “Já faz dois meses que estou tomando a sibutramina e consegui eliminar 8 kg. Mas é claro que junto com o medicamento eu cortei o refrigerante e passei a me exercitar por uma hora e meia todos os dias.”
  9. “Perdi 25 kg em seis meses, mas tive muitos efeitos colaterais e, quando parei de tomar a sibutramina, minha fome triplicou. Engordei 20 kg depois do fim do tratamento com o medicamento e hoje tenho medo de voltar a tomar novamente devido aos efeitos colaterais.”
  10. “Eu penso em comida o tempo todo e tenho dificuldade em controlar as porções. Tomei a sibutramina durante dois meses e perdi 10 kg. Para minha surpresa, passei a pensar muito menos em comida e só tinha vontade de comer alimentos mais saudáveis. Minhas porções diminuíram e passei a me sentir saciada com uma quantidade bem menor de alimentos.”

Fontes e Referências Adicionais:

Você já tomou sibutramina alguma vez para emagrecer? Sentiu algum dos efeitos colaterais do medicamento? E como foram seus resultados? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (50 votos, média: 3,86 de 5)
Loading...
Sobre Julio Bittar e Dra. Patricia Leite

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário