Tília – Para Que Serve, Benefícios e Propriedades

A tília é uma planta medicinal presente no hemisfério norte, onde o ambiente é propício para o seu desenvolvimento. Em diferentes regiões do mundo, a planta apresenta diferentes características: na Europa Central, ela chega a atingir 30 m de altura, enquanto que na Finlândia apresenta 1 m de diâmetro.

Seu nome científico é Tilia cordata Mill e ainda é conhecida como teja, tejo, texa e tilha. Ela apresenta propriedades adstringentes, antiespasmódicas, antidepressivas, calmantes, sedativas, analgésicas, expectorantes, revigorantes, febrífugas e diaforéticas – que provocam a transpiração excessiva.

Para que serve? Os benefícios da tília

Agora que já aprendemos um pouco sobre o que é a erva, que tal conhecermos os benefícios que a tília traz à saúde?

1. É calmante

Com seu efeito calmante, a planta medicinal é bastante utilizada para auxiliar o tratamento de problemas como a ansiedade e o estresse. A erva também pode beneficiar as pessoas que têm dificuldades para dormir, já que ela também traz efeito sedativo, segundo o Centro Médico da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos.

É recomendado uma xícara de chá de tília para as pessoas que sofrem com alterações no humor e estresse crônico sem explicação.

2. Combate os radicais livres

A erva é composta por uma boa quantidade de antioxidantes, que inclui quercetina e o kaempferol, que trabalham como removerdores de radicais livres do organismo. Para quem ainda não sabe, os radicais livres são substâncias malignas que afetam negativamente o corpo e estão associadas ao desenvolvimento de doenças como o câncer e ao envelhecimento precoce.

3. Desintoxicação do organismo

A tília possui propriedades diaforéticas, que promovem uma alta transpiração. Esse efeito é creditado a um composto chamado ácido p-cumárico.

É ele que induz o suor e o resultado disso é a eliminação de toxinas do corpo, além do excesso de água, sal e outras substâncias estranhas. A transpiração ainda pode ajudar pessoas com febre, visto que a indução ao suor pode auxiliar a baixar a febre mais rapidamente.

4. Auxílio ao tratamento de gripes e resfriados

Acredita-se ainda que a planta medicinal pode contribuir com o alívio dos sintomas de gripes e resfriados como a inflamação e o inchaço de membranas da boca e do trato respiratório. Com isso, a tília pode diminuir a tosse e a irritação.

Além disso, a erva também está associada ao benefício de contribuir com a eliminação da congestão.

5. Combate a inflamação

Os benefícios de amenizar dores de cabeça de tensão e dores relacionadas aos sintomas de condições inflamatórias como gota e artrite também são atribuídos à planta medicinal.

A explicação para isso é que assim como a tília auxilia a diminuir a inflamação respiratória, ela também reduz a pressão arterial e ajuda a remover a inflamação dos vasos sanguíneos. A consequência disso é justamente a prevenção de dores de cabeça e do inchaço de tecidos no corpo de quem sofre com a artrite.

6. Contribuição com o tratamento de problemas digestivos

O chá preparado a partir da planta medicinal é indicado para auxiliar o tratamento de condições como perturbação no estômago, prisão de ventre (constipação), inchaço ou cólica.

Acredita-se que a mistura de compostos químicos encontrados na tília possa colaborar com a diminuição do desconforto gástrico e com a digestão apropriada e a excreção de alimentos.

Conforme informação do Centro Médico da Universidade de Maryland nos Estados Unidos, o chá feito com a erva também é utilizado para aliviar o vômito.

7. Aplicação tópica

O Centro Médico da Universidade de Maryland nos Estados Unidos ainda relatou que a aplicação da planta medicinal pode ser usada para ajudar o tratamento de inchaços e infecções na parte inferior da perna.

8. Fígado e vesícula biliar

Ainda de acordo com a Universidade de Maryland, a madeira de tília pode ser utilizada para auxiliar o tratamento de distúrbios no fígado e na vesícula biliar.

Como fazer chá de tília

Ingredientes:

  • 2 colheres de sopa de tília picada;
  • 1 l de água.

Modo de preparo:

  1. Adicionar a erva picada em uma panela com a água;
  2. Levar ao fogo até a água entrar em ebulição;
  3. Desligar, abafar e deixar repousar durante 10 minutos. Coar e adoçar, se assim de desejar. Não tomar mais do que duas a três xícaras do chá diariamente. 

Cuidados com a tília

Apesar de ser considerada segura ao ser ingerida em doses moderadas, a planta medicinal não deve ser utilizada por mulheres que estejam grávidas ou em processo de amamentação de seus bebês.

Acredita-se ainda que a tília seja cardiotóxica, ou seja, tóxica para o coração, tanto que seu uso frequente está associado a danos no coração. Assim, ela não é recomendada para pessoas que sofrem com problemas do coração.

Como não existem pesquisas a respeito do uso da tília em crianças, a recomendação é que indivíduos com menos de 18 anos de idade somente utilizem a planta mediante supervisão médica.

Pacientes que fazem uso de medicamentos para tratar problemas crônicos também não devem consumir a tília. Caso você use qualquer tipo de remédio, consulte o seu médico para saber se não há o risco de interação entre ele e a tília.

Converse com ele também antes de usar a planta medicinal para auxiliar o tratamento de qualquer condição, como forma de saber se ela é realmente indicada para o seu caso. E não deixe de seguir as orientações já passadas por ele para lidar com o problema.

Caso experimente alguma reação alérgica ou efeito colateral em decorrência do uso da erva, busca ajuda médica o mais rápido que conseguir. Segundo a Universidade de Maryland, existem alguns raros relatos acerca de reações como urticária e dermatite de contato após o toque na árvore da tília.

Você já tinha ouvido falar na tília? O que achou dos benefícios desta planta medicinal para a saúde? Pretende tomar o chá da planta agora? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (28 votos, média: 3,86 de 5)
Loading...

Deixe um comentário