Triglicerídeos baixo – Causas, sintomas, dieta e dicas

Especialista:
atualizado em 21/10/2020

Apresentar triglicerídeos alto em exames de rotina é preocupante. Altos níveis de gordura no organismo podem aumentar o risco de desenvolver doenças cardíacas.

Mas você sabia que triglicerídeos baixo também podem representar uma ameaça à sua saúde?

Saiba mais neste artigo e conheça dicas sobre o que comer e o que fazer.

O que são triglicerídeos?

Antes de mais nada, é essencial saber do que estamos falando.

Os triglicerídeos ou triglicérides são um tipo de gordura presente no nosso sangue, derivados de macro nutrientes (carboidratos, proteínas, gorduras) ingeridos através da alimentação ou produzidos pelo fígado.

mulher faz exame para medir triglicerídeos baixo

Diferença entre triglicerídeos e colesterol

Essa é uma dúvida muito comum que é bom esclarecer, pois níveis de colesterol e níveis de triglicérides são coisas diferentes.

Apesar de ambos representarem um risco de desenvolver doenças cardiovasculares quando em níveis altos, os triglicerídeos são uma fonte de energia para o corpo, enquanto que o colesterol é um tipo de gordura usada na formação de células e hormônios.

Qual a função dos triglicerídeos?

Em geral, os carboidratos e as gorduras que obtemos através da dieta servem como combustível para nossas células manterem suas atividades.

Quando há um excesso de calorias, esse excedente é armazenado no organismo na forma de triglicérides, que são estocados nas células adiposas (células de gordura) do organismo.

Esse estoque, armazenado na forma de gordura serve como fonte de energia quando estamos sem nos alimentar por algum tempo. Assim, entre as refeições, hormônios liberam os triglicerídeos para fornecerem energia ao corpo.

No entanto, quando há o excesso de ingestão de gorduras e carboidratos na dieta, e estes não são utilizados como fonte de energia, a gordura se acumula no organismo podendo trazer problemas de saúde.

Ter níveis baixos de triglicerídeos é bom?

Então significa que níveis baixos de triglicerídeos no sangue é o ideal para a saúde, certo? Errado!

Apresentar triglicerídeos baixo é perigoso para o nosso corpo, pois é importante manter um equilíbrio em todos os aspectos do nosso metabolismo.

Algumas pessoas podem apresentar nível de triglicerídeos baixo sem nenhum sintoma anormal. No entanto, se os baixos níveis estiverem acompanhados de qualquer outro sintoma, pode ser que a falta de triglicerídeos esteja afetando a sua saúde.

Que nível de triglicerídeos é considerado baixo?

Os triglicerídeos podem ser mensurados em um exame de sangue simples. Os valores de referência de triglicerídeos são:

TaxaQuantidade
Normaligual ou menor que 150 miligramas por decilitro de sangue
No limite150 a 199 miligramas por decilitro de sangue
Alto200 a 499 miligramas por decilitro de sangue
Muito altoigual ou maior que 500 mg decilitro de sangue

É muito importante que a coleta do sangue ocorra em jejum de pelo menos 12 horas, para que não ocorram interferência nos resultados. Saiba mais sobre o triglicerídeos alto.

Triglicerídeos baixo

Se é considerado normal apresentar triglicerídeos abaixo de 150 miligramas por decilitro de sangue, então como saber se você tem níveis baixos essa gordura no sangue?

Para identificar se os níveis abaixo do valor de referência normal de triglicerídeos são um problema de saúde, é necessário verificar se existe algum sintoma associado a esse valor.

Em geral, pessoas que apresentam entre 50 e 150 mg/dl nos níveis de triglicerídeos no sangue em jejum, sem nenhum sintoma anormal não precisam se preocupar.

No entanto, níveis de triglicérides muito baixo são aqueles abaixo de 35 mg/dl e podem colocar a saúde em risco. Valores abaixo de 10 miligramas são extremamente baixos e geralmente resultam em sintomas que ajudam a diagnosticar a causa do problema.

Possíveis causas e sintomas de triglicerídeos baixo

Há diversas causas associadas com o nível de triglicerídeos baixo. Como eles são uma fonte de energia, a falta deles pode resultar em pouca energia disponível para as células, tecidos e músculos do corpo, influenciando até o funcionamento do coração.

Ao detectar baixos níveis de triglicérides no organismo, o médico irá fazer uma análise dos seus sintomas para diagnosticar a causa do problema.

As possíveis causas da falta de triglicérides no organismo são:

Hipertireoidismo

O hipertireoidismo é uma condição em que a glândula tireoide produz mais hormônios do que o necessário. Então, devido à superprodução hormonal, o corpo acaba gastando mais energia do que o normal.

Assim, a taxa de metabolismo é mais alta em pessoas com hipertireoidismo e mais triglicerídeos são usados para produção de energia, o que pode causar uma queda brusca nos níveis de triglicérides no sangue.

Desnutrição

A desnutrição é outro problema que pode estar acabando com seu estoque de gordura, reduzindo os níveis de triglicérides no organismo.

Na desnutrição, o corpo não recebe a quantidade necessária de nutrientes como vitamina, minerais e macronutrientes, como proteínas, gorduras e carboidratos, para a manutenção das funções vitais.

Uso de medicamentos

Alguns tipos de remédios podem afetar o estoque de gordura e diminuir a quantidade de triglicerídeos no sangue. Assim, ao detectar baixos níveis de triglicerídeos em um exame de rotina, é importante descrever os sintomas e listar os medicamentos e suplementos.

Tais medicamentos incluem, por exemplo, o ácido nicotínico, o ácido ascórbico, as estatinas, o clofibrato, o gemifibrozil, a asparaginase e o fenofibrato.

Dieta com baixo teor de gordura

Embora gordura em excesso não seja bom, o corpo ainda necessita de gorduras saudáveis para compor a alimentação.

Uma dieta com teor muito baixo de gordura pode reduzir os níveis de triglicérides e causar problemas de saúde incluindo a desnutrição, doenças mentais e falta de energia para realizar atividades de rotina.

Síndrome da má absorção

Pessoas com síndrome da má absorção têm dificuldade para absorver os nutrientes dos alimentos. Nesses casos, a gordura também não é bem absorvida e os níveis de triglicérides acabam caindo.

O diagnóstico é muito importante, já que indivíduos que apresentam essa síndrome não conseguem absorver os nutrientes de forma adequada mesmo mantendo uma dieta super saudável e equilibrada.

Outras doenças

Certas doenças também podem dificultar a absorção de gordura pelo organismo. Alguns exemplos incluem fibrose cística, alguns tipos de câncer, doença celíaca e algumas doenças genéticas.

Problemas associados aos triglicerídeos baixos

O nível de triglicerídeos baixo em indivíduos mais velhos pode aumentar as chances de desenvolver problemas cardíacos, como a insuficiência cardíaca e até um derrame.

O triglicerídeos muito baixo também pode afetar outros processos metabólicos no nosso organismo como a absorção de vitaminas lipossolúveis que incluem a vitamina A, a vitamina E, a vitamina K e a vitamina D.

Estudos também indicam que o triglicerídeos baixo pode ser a causa de doenças como a diabetes do tipo 2.

Tratamento

O tratamento só é possível depois que a causa é identificada.

Se a pessoa for diagnosticada com hipertireoidismo, por exemplo, será necessário tomar medicamentos para regular a função hormonal da glândula tireoide.

Se ela for diagnosticada com síndrome de má absorção, um tratamento específico também será indicado pelo médico e assim por diante.

Dieta e dicas

Em todos os casos, uma adequação na dieta é necessária para elevar os níveis de triglicerídeos até atingir patamares saudáveis. Nessa etapa, um planejamento é necessário para que eles não aumentem demais, o que também representa riscos para a saúde.

Não basta incluir gorduras de todos os tipos na dieta com o objetivo de aumentar o nível de triglicerídeos. É importante a ingestão de gorduras saudáveis e em quantidades moderadas, associando a hábitos saudáveis e exercícios físicos, para não substituir um problema por outro.

Algumas dicas do que comer para elevar os triglicerídeos incluem:

  • Boas fontes de gorduras saturadas como carnes e laticínios integrais;
  • Carboidratos como pães e cereais;
  • Frutas secas ou frutas frescas;
  • Vegetais ricos em amido como batatas, feijão, inhame e ervilhas.

Além desses alimentos, uma dica interessante é aumentar a frequência de refeições. Alimentar-se a cada 3 horas, por exemplo, é uma boa medida para manter os níveis de energia constantes e preservar os estoques de triglicerídeos no organismo.

Fontes e Referências Adicionais

Você já foi diagnosticado com triglicerídeos baixo? Que sintomas sentia e que tipo de dieta o médico recomendou para o tratamento? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (10 votos, média: 4,30 de 5)
Loading...
Sobre Dr. Lucio Pacheco

Dr. Lucio Pacheco se formou em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 1994. Em 1996 fez um curso de aperfeiçoamento no Hospital Paul Brousse, da Universidade de Paris-Sud, um dos mais especializados na área de transplantes na Europa. Concluiu o mestrado em Medicina (Cirurgia Geral) em 2000 e o Doutorado em Medicina (Clinica Médica) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 2010. Dr Lucio Pacheco é um profundo estudioso na área de doença hepática e escreveu dezenas de livros e artigos sobre transplante de fígado. Atualmente é médico - cirurgião, chefe da equipe de transplante hepático do Hospital Copa Star, Hospital Quinta D´Or e do Hospital Copa D´Or. É diretor médico do Instituto de Transplantes. Tem vasta experiência na área de Medicina, com ênfase em Transplante hepático, atuando principalmente nos seguintes temas: cirurgia geral, oncologia cirúrgica, hepatologia,e transplante de fígado. Dr. Lucio é uma referência profissional em sua área e autor de artigos científicos e diversos. Para mais informações, entre em contato com ele.

Deixe um comentário

5 comentários em “Triglicerídeos baixo – Causas, sintomas, dieta e dicas”

  1. Eu meu tá 30mg, faço academia diariamente, como de 3 em 3 horas, tenho 22 anos, 1,68 e 72kg e uma massa considerável em músculo, 4 anos de academia esse nível e normal ?

  2. Fiz exames a um mês e o meu está 27mg.
    Não tenho vontade de fazer nada, cansada , exausta, irritada, muita fome, confusão mental, tontura, tremores de frio e muito mais. ..

  3. Nossa,o meu tava 336 fiz dieta e exercícios caiu p 53 passei mal,o bioquímico repetiu a coleta 3x p ter certeza do q tava vendo

  4. eu estava há + ou – 15 dias que não andava me sentindo muito bem, resolvi fazer uns exames de sangue para verificar como estava e meu triglicerídeos deu 65 mg mas o pior tenho o metabolismo muito acelerado, e esses 65 mg foram suficientes para desequilibrar todo meu organismo, eu sentia os batimentos acelerados, muito cansaço, fadiga, falta de ar, sensação de desmaio, não tinha energia pra nada.