Fuja desses 4 alimentos que aumentam os triglicerídeos

Especialista da área:
atualizado em 27/08/2021

Certamente você já ouviu sobre os triglicerídeos, um tipo de gordura (lipídio) presente no sangue. Após fazermos uma refeição, o organismo converte em triglicerídeos as calorias que não usará imediatamente.

  Continua Depois da Publicidade  

Então, os triglicerídeos ficam armazenados nas células adiposas (de gordura). Mais tarde, certos hormônios liberam os triglicerídeos para que o corpo tenha energia entre uma refeição e outra.

Entretanto, quando se consome mais calorias que o necessário, especialmente vindas de alimentos ricos em carboidratos, os níveis de triglicerídeos ficam mais altos do que deveriam. Isso é perigoso, pois ter triglicerídeos elevados pode aumentar os riscos de doenças no coração, ataque cardíaco e acidente vascular cerebral (AVC).

Além disso, níveis extremamente altos de triglicerídeos podem causar inflamação aguda no pâncreas (pancreatite). Ter triglicerídeos elevados também pode ser sintoma de problemas como síndrome metabólica, diabetes do tipo 2 ou pré-diabetes, hipotireoidismo e raras condições genéticas que afetam como o corpo converte gordura em energia.

Para quem já sabe que tem triglicerídeos altos é importante evitar os alimentos que aumentam os seus níveis. Mas, isso também vale a pena mesmo para quem não tem o problema, como forma de prevenção. 

Portanto, conheça quatro desses alimentos que aumentam os triglicerídeos e tome cuidado com eles!

1. Farinha de trigo e seus derivados

Pão e farinha

Ou seja, a farinha de trigo e tudo mais que se prepara com ela, como pães, bolos, macarrão e demais tipos de massas, biscoitos, entre outros.

O problema da farinha de trigo é que ela tem um índice glicêmico muito alto, o que significa que ela é absorvida muito rapidamente no organismo e que aumenta também com a mesma velocidade os níveis de açúcar (glicose) no sangue. 

Isso gera uma grande secreção de insulina, hormônio que vai coletar essa glicose armazená-la principalmente no fígado e músculos, justamente sob a forma de triglicerídeos. Em outras palavras, o excesso de glicose vai aumentar a concentração de triglicerídeos no corpo.

Mas, a boa notícia é que existem várias alternativas para substituir a farinha de trigo nas receitas. Conheça opções de farinha low carb que podem ser usadas no lugar da farinha branca.

  Continua Depois da Publicidade  

2. Açúcar

Aqui também entra o açúcar e tudo mais que é feito com o ingrediente. Por exemplo, doces, sobremesas, sorvetes, compotas, geléias, sucos e produtos industrializados. 

A questão do açúcar é a mesma da farinha de trigo: o seu índice glicêmico é muito alto e, por este motivo, ele provoca o aumento dos triglicerídeos.

Para quem é fã dos doces, a boa notícia é que existem muitas opções saudáveis e que não levam açúcar. Por exemplo, assista abaixo receitas de doce sem farinha e sem açúcar.

3. Gorduras saturadas e gorduras trans

Conhecidas como gorduras ruins para a saúde, as gorduras saturadas e as gorduras trans podem elevar também os níveis de triglicerídeos. 

As gorduras saturadas estão presentes em alimentos com leite integral, manteiga, creme de leite, na pele do frango e na gordura aparente das carnes suína e bovina. Já as gorduras trans são mais encontradas em pratos fast-food e industrializados como pizza congelada, sorvete de massa e bolachas recheadas. Conheça mais fontes de gorduras ruins.

Portanto dê preferência ao consumo de carnes mais magras e escolha as gorduras insaturadas (gorduras boas), como azeite de oliva, abacate e nozes.

4. Bebidas alcoólicas

Álcool

As bebidas alcoólicas atrapalham a manutenção de níveis saudáveis de triglicerídeos tanto por uma questão calórica quanto por uma questão metabólica. O álcool tem calorias e o seu consumo, especialmente se for exagerado, pode contribuir com um acúmulo de calorias que leva ao aumento dos triglicerídeos.

Além disso, ao ingerir o álcool, ele é decomposto e reconstruído na forma de triglicerídeos e colesterol no organismo. Assim, a bebida alcoólica aumenta não apenas os triglicerídeos, como também eleva o colesterol no sangue.

  Continua Depois da Publicidade  

Se os níveis de triglicerídeos ficarem altos demais, eles podem se acumular no fígado, causando o fígado gorduroso (esteatose hepática). Como resultado, o órgão já não consegue trabalhar tão bem quanto deveria para remover o colesterol do sangue, e os seus níveis se elevam.

Assim, a recomendação para quem sofre com triglicerídeos altos é evitar o consumo de bebidas alcoólicas ou tomar o mínimo possível.

Existem dietas específicas para ajudar a baixar os triglicerídeos. Mas, tenha em mente que para manter a condição sob controle é essencial contar com acompanhamento médico e seguir todo o tratamento recomendado.

Vídeo

A seguir, a nossa nutricionista também fala sobre os quatro alimentos que aumentam os triglicerídeos.

Fontes e referências adicionais

Você tem problemas com triglicerídeos? Tem cuidado da dieta? Então comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Nenhum voto ainda)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário