Victoza – Como Funciona, Para Que Serve, Efeitos Colaterais e Como Usar

O Victoza é utilizado em conjunto com dieta e exercícios físicos para melhorar o controle do açúcar no sangue em adultos com diabetes tipo 2 e também pode ajudar a reduzir o risco de problemas cardíacos graves, como ataque cardíaco ou acidente vascular cerebral em adultos com diabetes tipo 2 e doenças cardíacas. Victoza não serve para tratar diabetes tipo 1.

Victoza – Como funciona?

Essencialmente, a liraglutida, cujo nome comercial é Victoza, funciona como o hormônio GLP-1, que é liberado do intestino delgado durante e após as refeições. Este é o quadro para muitos outros medicamentos para diabetes. Para pacientes com diabetes tipo 2, o Victoza funciona de três formas específicas:

  1. Retarda a digestão: Normalmente, quando a comida sai do estômago muito rapidamente depois de comer, os níveis de açúcar no sangue podem ficar fora do alcance. O GLP-1 é normalmente liberado do intestino delgado quando você come, e isso retarda o processo de digestão, o que ajuda a controlar o açúcar no sangue após as refeições.
  2. Previne que o seu fígado produza muito açúcar: Quando o seu fígado produz muito açúcar, o nível de açúcar no sangue pode ficar muito alto.
  3. Ajuda o pâncreas a produzir mais insulina: Quando os níveis de açúcar no sangue estão altos, o Victoza ajuda células importantes como as células beta a funcionar da maneira correta, e ajudar a controlar o açúcar no sangue, produzindo e liberando insulina.

Para que serve?

Victoza é um medicamento prescrito para diabetes tipo 2, que tem como alvo o receptor de GLP-1 . A medicação ajuda a equilibrar o hormônio glucagon, levando a níveis mais estáveis ​​de açúcar no sangue.

É um medicamento de prescrição que é autoadministrado por injeção uma vez por dia. Seu uso é combinado com dieta e exercício e ele não deve ser utilizado no tratamento da cetoacidose diabética ou diabetes tipo 1 e não deve ser utilizado como o primeiro agente para o tratamento da diabetes após insucesso da dieta e exercício físico.

Victoza não é insulina, mas pode ser tomado com insulina de ação prolongada. Ao utilizar com insulina, é preciso levá-los em injeções separadas. A aplicação pode ser feita na mesma área do corpo, mas não se deve administrar próximas umas das outras. Nunca misture insulina e Victoza. Também pode ser tomado isoladamente ou em combinação com um ou mais medicamentos orais comuns para diabetes tipo 2.

Embora ele não tenha sido criado como um produto para emagrecimento, pode ajudá-lo a perder peso.

Os pacientes que podem considerar o uso de Victoza são:

  • Aqueles com resistência documentada à leptina;
  • Aqueles com resistência à insulina comprovada;
  • Aqueles com resistência à perda de peso (incapacidade de perder peso, apesar de dieta e exercício);
  • Aqueles com SOP, dominância de estrogênio ou outros desequilíbrios hormonais que podem levar ao ganho de peso.

Posso utilizar Victoza para emagrecer?

Ele foi originalmente criado para tratar diabetes tipo 2, então como pode ser usado o Victoza para emagrecer?

A sua utilização se mostrou eficaz para a perda de peso. Um estudo publicado recentemente pela Mayo Clinic relata que esse é um medicamento que tem se mostrado eficaz mesmo naqueles que são obesos. O Victoza administrado por 3 meses foi associado a uma perda de peso média de 5,5 kg, comparado a uma perda de peso média de 3 quilos para pacientes que receberam um placebo.

A prescrição deste medicamento especificamente para perda de peso tornou-se difícil, pois os profissionais de saúde encontraram um obstáculo devido à sua prescrição ser feita para pessoas com indicação de diabetes ou pré-diabetes. Ser obeso não significa necessariamente que uma pessoa tenha diabetes, então como prescrever um medicamento diante da ausência da doença?

Diante dessa situação a indústria responsável pela sua fabricação renomeou a liraglutida como Saxenda e categorizou-o como um medicamento para perda de peso, resultando no mesmo medicamento com dois nomes diferentes e com duas finalidades principais.

Sendo assim, vamos entender como o processo de emagrecimento pode acontecer com a ingestão dessa medicação.

– Pode reduzir a resistência à leptina

A leptina é provavelmente um dos hormônios mais importantes envolvidos no controle de peso e também é provavelmente o mais negligenciado. Um dos efeitos mais importantes é que os agonistas do GLP-1 ajudam a diminuir a resistência à leptina e quando se trata de perda de peso.

A leptina é provavelmente o hormônio mais importante para determinar se você vai perder peso e quanto peso você vai perder, porém ela também é responsável em parte pelo ganho de peso após a sua rápida perda, pois em uma dieta seu corpo sente a perda de peso rápida e faz alterações em seus hormônios para aumentar o seu apetite e diminuir o seu metabolismo para compensar. O hormônio responsável por isso é a leptina.

Os picos de leptina fazem com que seu corpo recupere o peso que você perdeu anteriormente, mas nesse processo há um prejuízo para o metabolismo. Repetir este processo provoca o agravamento da resistência à leptina e faz com que você seja incapaz de perder peso, mesmo se tentar dieta uma dieta restrita.

Estudos têm mostrado que a liraglutida (Saxenda ou Victoza) contribui de formas importantes para a resistência à leptina. Ela reduz a resistência à leptina existente, o que significa que ajuda a alterar a bioquímica do corpo para permitir que a perda de peso ocorra e atenua o aumento da resistência à leptina, uma vez que você começa a perder peso, o que ajuda a manter o peso que você está perdendo.

Esses efeitos parecem ser mediados pelas alterações do receptor pelo agonista do GLP-1 e pelo receptor da leptina.

– Melhora a sensibilidade à insulina

A resistência à insulina é a causa básica da diabetes tipo 2 e a insulina é responsável pela maioria das consequências negativas associadas a essa doença. A insulina também é um hormônio muito importante envolvido na equação de perda de peso.

Quando os níveis de insulina são altos, é quase impossível para o seu corpo queimar gordura, pois a insulina bloqueia a ação de uma enzima chamada lipase sensível a hormônios e este hormônio é responsável por ativar o “modo de queima de gordura”; na presença de alta insulina, esta enzima está sempre inativa.

Além de prevenir que seu corpo queime gordura como fonte de energia, a insulina também tem o problema adicional de promover o armazenamento de gordura, o que significa que quando você consome calorias de qualquer tipo elas serão armazenadas como gorduras na presença de altos níveis de insulina circulante.

Victoza ajuda a sensibilizar o corpo aos níveis de insulina e ajuda a reduzir os níveis de glicose no sangue no processo. O uso combinado com a dieta correta e exercícios pode reduzir drasticamente os níveis de insulina e também os níveis de glicemia em jejum.

Os efeitos positivos da redução da insulina também ajudam significativamente a melhorar outros hormônios no corpo, como por exemplo o desequilíbrio hormonal de testosterona. Quando você trata os níveis de insulina, esses desequilíbrios tendem a melhorar, o que resultará naturalmente na perda de peso e na redução dos sintomas associados a esses desequilíbrios.

– Atua como um supressor de glucagon

O glucagon é outro hormônio que é importante para a perda de peso, mas que é basicamente o oposto da insulina.

A insulina reduz os níveis de açúcar no sangue, enquanto o glucagon ajuda a aumentar os níveis. Com a finalidade de ajudar a queimar a gordura do corpo, seu organismo deve naturalmente esgotar os estoques de glicogênio hepático e ter níveis de insulina baixos o suficiente para promover a ativação da lipase sensível a hormônios.

Nos estados que causam resistência à insulina, há também algum grau de hiperglucagonemia, que promove consistentemente altos níveis de glicose. O glucagon elevado também parece interferir com o controle normal da glicose, que altera a forma como seu corpo queima energia.

O Victoza ajuda a reduzir os níveis de glucagon ao mesmo tempo em que reduz a resistência à insulina. Ambas as alterações promovem níveis mais normais de glicose no sangue e ajudam a promover o metabolismo hepático adequado da glicose, além de ajudar o tecido adiposo a queimar gordura.

O glucagon é muito importante para a regulação dos níveis de glicose no corpo. Se você tratar os níveis de insulina e glucagon, poderá obter um nível de glicose muito mais normal e, finalmente, promover a perda de peso e a queima de gordura.

– Reduz o apetite

A perda de peso, em geral, é muito mais complexa do que a quantidade de calorias que ingerimos e queimamos. Isso significa que outros fatores também podem contribuir.

Um dos efeitos colaterais do Victoza é a náusea leve e isso ocorre devido à motilidade gástrica causada pelo medicamento. A motilidade gastrointestinal significa que o seu conteúdo gástrico está se esvaziando mais lentamente e isso pode resultar em sintomas como refluxo e distensão do estômago, que se manifesta como náusea.

Quase tudo que diz ao seu corpo que o seu estômago está cheio também irá promover uma redução no apetite, o que é natural e normal. O apetite pode afetar diretamente o emagrecimento, pois a restrição calórica pode resultar em perda de peso e a perda de apetite pode contribuir para a ingestão de menos alimentos.

Além disso, a perda de apetite é acompanhada pelos níveis de leptina – você pode reduzir o seu apetite e o Victoza ainda vai bloquear o aumento de leptina.

– Aumenta o metabolismo

O Victoza também parece ter um efeito sobre o aumento da taxa metabólica basal. Seu metabolismo é provavelmente um dos aspectos mais importantes envolvidos na perda de peso, pois a sua taxa metabólica basal, ou gasto energético em repouso, é responsável pela maior parte das calorias que você queima.

Essa métrica também é responsável pela probabilidade de você recuperar qualquer peso perdido. Se você fizer qualquer tipo de dieta que resulta em danos metabólicos, as suas chances de recuperar esse peso de volta são muito altas.

A liraglutida ajuda naturalmente a melhorar o seu metabolismo, provavelmente através dos seus efeitos nos níveis de leptina. A leptina retorna ao hipotálamo e ajuda a definir o ponto de ajuste do seu corpo, ou seja, a quantidade de calorias que seu corpo queima, o que altera o seu apetite.

Victoza ou Saxenda?

Qual dos medicamentos devo tomar? Para que não exista confusão é importante explicar que os dois são o mesmo medicamento.

Como vimos, a liraglutida foi originalmente desenvolvida para tratar diabetes tipo 2, mas logo foi descoberto que ela tinha um efeito drástico no peso. Devido a isso, os fabricantes de Victoza criaram o mesmo medicamento com algumas adaptações chamado Saxenda. A diferença está na dosagem e como eles são aprovados pela FDA.

Victoza é aprovado pela FDA para diabetes tipo II nas seguintes dosagens:

  • 0,6 mg por dia.
  • 1,2 mg por dia.
  • 1,8 mg por dia.

Saxenda é aprovado pela FDA para perda de peso nas seguintes dosagens: 

  • 3,0 mg por dia.

Estudos foram feitos usando ambos os medicamentos e eles realmente mostram resultados semelhantes. Mas cada condição exige uma dosagem diferente. Os benefícios relacionados são obtidos apenas com uma dose mínima, que é diferente para cada pessoa.

Como usar

Existem basicamente 3 doses e conceitos diferentes para o Victoza. Veja qual a recomendação de uso para cada uma.

1. Dose inicial (0,6 mg a 1,8 mg / dia)

A primeira é a sua dose inicial. Ela deve ser sempre a dose mais baixa para encontrar a sua dose adequada ainda que ainda resulte em alguma perda de peso, mesmo que seja menor.

Este ponto deve ser considerado, pois cada pessoa é diferente e sua dose inicial pode ser maior ou menor que a de outra pessoa. Algumas pessoas experimentam rápida perda de peso ao iniciar 0,6 mg por dia, enquanto outros não experimentam nenhuma, então a melhor abordagem é começar com a dose de 0,6 mg e permanecer por pelo menos duas semanas enquanto monitora seu peso e sintomas.

Se você não sentir nenhuma mudança, pode considerar aumentar um pouco sua dose até 1,2 mg, considerando as mesmas recomendações. Se não tiver qualquer perda de peso, mesmo aumentando a dose, pode subir para 1,8 mg.

A maioria das pessoas experimentará perda de peso entre a dose de 0,6 mg e de 1,2 mg, mas raramente alguns indivíduos podem precisar de 1,8 mg por dia.

2. Dosagem de titulação (0,6 mg com base na perda de peso)

Depois de encontrar sua dose é hora de determinar sua dose de titulação. A titulação é uma maneira sofisticada de discutir como você deve aumentar sua dose ao longo do tempo e isso varia entre os indivíduos. Vale reforçar que o que vai determinar quando (ou se) você deve aumentar sua dose é o seu peso – se você está perdendo peso na dose de 0,6 mg, não há razão para aumentar ainda mais.

Você nunca deve aumentar sua dose enquanto estiver perdendo peso, pois essa condição poderá levar a nenhuma ou a perda em períodos mais longos, mesmo tomando Victoza diariamente, exercitando-se regularmente e fazendo todas as outras terapias de perda de peso.

A razão para isso é simples, o seu peso irá flutuar com o tempo e isso não é nada para se preocupar. Algumas dessas variações podem ter relação com o funcionamento da medicação, mas também podem ser uma consequência de usar uma escala diferente da que você precisa.

Além disso, devido ao modo como o Victoza funciona, pode causar uma alteração simultânea no seu corpo, o que resulta no aumento da massa muscular e perda de gordura ao mesmo tempo. Um aumento na massa muscular e uma perda na massa gorda podem resultar em nenhuma mudança na balança, mesmo que esteja funcionando. Sendo assim, meça constantemente o seu corpo com uma fita métrica durante a terapia.

Muitas pessoas começam a tomar e assim que começam a perder peso, querem aumentar a dose, pensando que isso irá acelerar o processo – mas esse pode ser um grande erro. Você só poderá aumentar a dose quando atingir uma estagnação da perda de peso.

Como vimos, a dose típica do Victoza é de 0,6 mg por dia até 1,8 mg por dia. O intervalo de dose típico para Saxenda é de 0,6 mg por dia até 3,0 mg por dia. Por isso, se conseguir a dose máxima de Victoza a 1,8 mg por dia e precisar de aumentar a sua dose, pode ser necessário mudar para Saxenda.

Duração da terapia

A última coisa a considerar ao dosar e usar o Victoza é a duração da terapia, ou seja, quanto tempo você deve usá-lo antes de interromper a medicação.

Se o seu objetivo ao usar é a perda de peso, seu uso deve ser feito apenas pelo período necessário para a perda de peso. Depois de atingir o peso desejado, você pode continuar usando Victoza por alguns meses e, em seguida, interromper o uso da medicação.

Victoza emagrece em quanto tempo?

Os estudos realizados evidenciaram que ao longo de aproximadamente um ano a perda de peso média utilizando a dose máxima foi de cerca de 9% do peso inicial. Por exemplo, para um paciente com cerca de 90 kg é esperado uma perda de peso média de 8,1 kg em um ano.

Os estudos demonstraram que 1 em cada 3 pacientes perdeu mais de 10% do peso neste período, 3 em cada 5 pacientes eliminou mais de 5% do peso e cerca de 90% dos pacientes obtiveram alguma diminuição de peso. Após um ano de tratamento, os pacientes continuaram a perder peso, em média mais 6,2% do peso inicial, além daquele peso que já haviam emagrecido no primeiro ano de tratamento, o que representa uma redução média de peso de 15% ao longo de todo este período. Sem dúvida, um resultado a ser considerado. 

Antes e depois do uso de Victoza

Victoza antes e depois

Preço

O Victoza tem um valor médio de 368 a 468 reais. A medicação contendo 0,6 mg vem com duas canetas para 30 aplicações. Já o Saxenda custa entre 548 a 747 reais.

Um ponto importante a considerar é que a quantidade de doses (aplicações) de cada caneta depende da dosagem indicada pelo médico para cada aplicação.

Efeitos colaterais

Ainda que o medicamento não funcione, não significa que venha sem efeitos colaterais. Embora tenha muitos efeitos colaterais, podem ser minimizados se você usar a dosagem apropriada. Certifique-se de resolver quaisquer problemas referente à sua medicação com seu médico.

Efeitos colaterais que tendem a desaparecer com o tempo:

  • Náusea;
  • Dor de cabeça;
  • Vômito;
  • Cãibras musculares;
  • Tontura.

Efeitos colaterais mais sérios:

  • Inflamação do pâncreas;
  • Problemas de vesícula biliar;
  • Baixo teor de açúcar no sangue;
  • Aumento da frequência cardíaca;
  • Problemas renais;
  • Depressão;
  • Dor crônica.

Concluindo, Victoza é um medicamento poderoso que pode ajudar a perda de peso na maioria dos pacientes, mas o seu uso deve ser feito como parte de um plano de tratamento mais abrangente, incluindo uma alimentação equilibrada e atividade física.

Referencias adicionais:

Você já tinha ouvido falar do Victoza? Conhece alguém que tenha usado e obtido bons resultados? Tem curiosidade de experimentar? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)



ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*