Xarope de Bordo – O Que é, Para Que Serve, Como Tomar e Como Fazer

Bastante famoso nos Estados Unidos e no Canadá, onde é conhecido pelo nome de maple syrup, o xarope de bordo não é tão popular assim por aqui no Brasil. No entanto, como isso não significa que ele não tenha a sua utilidade, no artigo de hoje vamos conhecer o que é e para que serve esse produto.

Será que o ingrediente pode funcionar como um bom substituto do açúcar? Ou precisamos ter cuidado e moderação em relação ao seu uso?

  Continua Depois da Publicidade  

O que é xarope de bordo?

Conhecido também pelo nome de xarope de ácer, o xarope de bordo é um líquido viscoso obtido através da seiva das árvores de bordo. Acredita-se que essas árvores sejam originárias da China, mas elas também estão distribuídas por outras partes da Ásia como a Malásia e pela Europa, América do Norte e Norte da África.

Os xaropes de bordo são classificados em diferentes graus, que variam de acordo com a cor do produto. Essa classificação pode mudar ainda de país para país. Por exemplo, nos Estados Unidos existe o grau A e o grau B – enquanto o último refere-se aos xaropes de bordo de coloração mais escura, o grau A é dividido em três grupos: âmbar claro, âmbar médio e âmbar escuro.

O produto tem sido consumido há séculos na América do Norte e mais de 80% da oferta do xarope de bordo é produzida na província de Quebec, localizada no Canadá.

Para que serve o xarope de bordo?

O pesquisador da área de nutrição Kris Gunnars apontou que o xarope de bordo costuma ser utilizado como um adoçante natural. De acordo com ele, muitas pessoas acreditam que se trata de um produto mais saudável do que o açúcar convencional.

Segundo Gunnars, a diferença entre o xarope de bordo e o açúcar refinado é que ele é um produto mais nutritivo: uma porção de 80 ml de xarope de bordo puro apresenta minerais como cálcio, potássio, ferro, zinco e manganês em sua composição. O produto também contém magnésio, fósforo e vitaminas do complexo B.

Além disso, o adoçante natural pode funcionar como uma fonte razoável de antioxidantes. O pesquisador da área de nutrição mencionou uma pesquisa do ano de 2008 que encontrou 24 antioxidantes diferentes no xarope de bordo.

“Xaropes (de bordo) mais escuros como os de grau B fornecem mais desses antioxidantes benéficos do que os mais claros”, acrescentou Gunnars. Ele apontou ainda que outras substâncias potencialmente benéficas já foram observadas no produto.

Algumas delas não são encontradas na árvore de bordo, sendo formadas quando a sua seiva é fervida na preparação do xarope – entre elas está o chamado quebecol, nomeado justamente a partir da província canadense que é a sua principal produtora, completou o pesquisador da área de nutrição.

Além do quebecol, o adoçante natural pode conter compostos fenólicos como lignanos e cumarina, além de uma substância conhecida pelo nome de ginnalin.

“Os compostos ativos no xarope de bordo mostraram reduzir o crescimento de células de câncer e podem desacelerar a decomposição de carboidratos no trato digestivo. Entretanto, faltam estudos humanos para confirmar esses efeitos para a saúde indicados nos estudos de tubo de ensaio. Além disso, tenha em mente que a maioria dos estudos sobre o xarope de bordo – que são frequentemente acompanhados de manchetes ilusórias – são patrocinados por produtores de xarope de bordo”, alertou Gunnars. Ou seja, ninguém está dizendo aqui que o adoçante natural cura o câncer.

  Continua Depois da Publicidade  

Mas há um grande problema – a questão do açúcar

Entretanto, antes de se animar e achar que encontrou o substituto ideal e mais saudável para o açúcar é necessário ter bastante calma, uma vez que para obter benefícios consideráveis com o xarope de bordo seria necessário utilizar quantidades elevadas do produto, o que não é nada aconselhável.

“Embora o xarope de bordo forneça uma quantidade decente de alguns minerais, especialmente manganês e zinco, tenha em mente que ele também carrega muito açúcar. Aproximadamente 2/3 do xarope de bordo é sacarose, ou açúcar de mesa – 1/3 (80 ml) provê em torno de 60 gramas de açúcar”, advertiu o pesquisador da área de nutrição.

Essa quantidade se revela elevadíssima quando ficamos sabendo que a recomendação da Associação Americana do Coração é que os homens não consumam mais do que nove colheres de chá ou 36 gramas de açúcar por dia e que as mulheres não ingiram mais do que seis colheres de chá ou 25 gramas de açúcar diariamente.

É difícil que uma pessoa consuma 80 ml de xarope de bordo em um único dia? Sim, mas é preciso lembrar que o açúcar está presente em diversas comidas e bebidas que consumidos no dia a dia, especialmente nos industrializados. Logo, ao juntar porções diárias de xarope de bordo com o açúcar contido nesses produtos, não parece tão impensável atingir um consumo diário elevado de açúcar.

Gunnars bem lembrou que o consumo excessivo de açúcar está associado ao desenvolvimento de problemas de saúde como obesidade, diabetes do tipo 2 e doença no coração.

A Harvard Health Publishing (Publicação de Saúde de Harvard, tradução livre) explicou como os perigos do consumo excessivo do açúcar adicionado funcionam como uma bola de neve: as quantidades excessivas de açúcar sobrecarregam o fígado, o que ao longo do tempo pode resultar em um acúmulo maior de gorduras, que podem gerar a doença hepática gordurosa, que contribui com o aparecimento da diabetes, condição que aumenta os riscos de desenvolver doença no coração.

A ingestão de muitos açúcares adicionados ainda pode aumentar a pressão arterial e elevar a inflamação crônica, que também são vias patológicas para o desenvolvimento da doença no coração, acrescentou a Harvard Health Publishing.

Além disso, o professor de nutrição da Escola de Saúde Pública de Harvard T.H. Chan, Frank Hu, apontou que os efeitos do consumo de açúcares adicionados – maior pressão arterial, inflamação, ganho de peso, diabetes e doença hepática gordurosa – estão associados a um aumento no risco de ter ataque no coração e acidente vascular cerebral (AVC). Isso sem contar que já foi noticiado que alguns cientistas encontraram uma possível relação preocupante entre o açúcar e a depressão.

“O fato do xarope de bordo conter alguns minerais é uma razão muito pobre para consumi-lo, dado que ele é rico em açúcar. A maioria das pessoas já consome quantidades generosas de açúcar. A melhor forma de conseguiu esses minerais é consumir alimentos integrais. Se você segue uma dieta balanceada, então sua chance de ter falta desses nutrientes é muito baixa”, explicou o pesquisador da área de nutrição.

E quantos aos antioxidantes?

Será que a presença deles no xaropo de bordo não faz com que o consumo desse adoçante natural valha a pena? Para o pesquisador da área de nutrição Kris Gunnars, não, uma vez que o teor de antioxidantes encontrado do produto não é lá muito expressivo.

“O índice total de antioxidante ainda é baixo, comparado às grandes quantidades de açúcar. Um estudo estimou que substituir todos os açúcares refinados na dieta comum por adoçantes alternativos como o xarope de bordo aumentaria a ingestão total de antioxidantes tanto quanto consumir uma única porção de nozes ou frutos silvestres. Se você precisa perder peso ou melhorar a sua saúde metabólica, seria melhor ignorar todas os adoçantes em vez de escolher o xarope de bordo”, detalhou Gunnars.

Para o pesquisador, o xarope de bordo é uma versão “menos pior” de açúcar, no entanto, não pode ser rotulada como saudável. Em outras palavras, não dá para recorrer ao xarope de bordo como fonte de antioxidantes e minerais, uma vez que essas substâncias benéficas ao organismo são encontradas em maiores quantidades em alimentos integrais que não são lotados de açúcar como o adoçante natural.

  Continua Depois da Publicidade  

Como fazer xarope de bordo

Outra notícia ruim a respeito do xarope de bordo é que para prepará-lo é necessário perfurar a árvore do bordo para coletar a sua seiva – e de acordo com o que encontramos, são necessários 40 litros de seiva para produzir um único litro do xarope.

Para coletar essa seiva é necessário fazer um furo na árvore, para que a seiva possa ser despejada em um recipiente, explicou o pesquisador da área de nutrição Kris Gunnars.

Então, a seiva é fervida até que a maior parte da água evapore, resultando em um xarope grosso e açucarado, completou Gunnars. Após, esse xarope é filtrado para que as suas impurezas sejam removidas.

Ou seja, é um processo um tanto quanto trabalhoso e complexo para ser feito de modo caseiro, por conta própria, não é mesmo? Como se não bastasse, é um bastante difícil encontrar essa árvore por aqui no Brasil.

Existe uma versão mais simples de xarope de bordo que é preparada à base de aroma artificial de bordo, açúcar, xarope de milho e água. Entretanto, não dá para considerar essa receita como um xarope de bordo de verdade, uma vez que se trata apenas de um aroma artificial banhado em açúcar.

Como tomar xarope de bordo

Quem optar por escolher o xarope de bordo para substituir o açúcar precisa certificar-se de adquirir uma versão pura do produto, não uma versão cheia de açúcar adicionado. Mesmo na versão pura, que já carrega uma quantidade considerável de açúcar, o adoçante natural precisa ser consumido com bastante moderação, em quantidades comedidas, para evitar a ingestão excessiva de açúcar.

O uso clássico do xarope de bordo é para adoçar panquecas, entretanto, o produto também pode ser usado em receitas de pipoca doce, tortas, granolas, mousses, sopas, coquetéis e até ser polvilhado como cobertura de vegetais assados.

Referências Adicionais:

Você já conhecia o xarope de bordo? Pretende experimentar? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Felipe Santos e Dra. Patrícia Leite

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário