Zargus dá sono? Para que serve e Efeitos colaterais

Especialista:
atualizado em 10/11/2020

Confira se é verdade que o medicamento Zargus dá sono, para que serve esse remédio e veja também uma lista dos possíveis efeitos colaterais.

Ficar com sono o dia inteiro pode ser complicado para quem tem uma rotina corrida e agitada e precisa de disposição para se dividir entre o trabalho, os estudos, os compromissos com a família, a prática de exercícios físicos e para o preparo de refeições saudáveis para o dia a dia.

  Continua Depois da Publicidade  

Por isso, antes de começar a usar um medicamento é importante saber se ele pode provocar ou não a sonolência. Isso não significa deixar de usar um remédio indicado pelo médico apenas porque ele dá sono, mas se preparar para lidar com a reação.

Confira se é verdade que o medicamento Zargus dá sono e conheça para que serve esse remédio. Vale a pena ver ainda se a risperidona (princípio ativo do Zargus) engorda.

Para que serve Zargus?

Antes de procurar entender se o medicamento Zargus dá sono, vamos conhecer esse remédio um pouco melhor.

Zargus (Risperidona) é um medicamento encontrado na forma de comprimidos revestidos, que pode ser indicado pelo médico para o tratamento de psicoses, em quadros de início súbito (agudos) ou de longa duração (crônicos).

O medicamento também pode ser utilizado por até 12 semanas para tratar a demência associada à doença de Alzheimer moderada a grave, como forma de controlar a agitação, a agressividade ou os sintomas psicóticos.

É possível ainda que o médico recomende o remédio para o tratamento da mania ou da irritabilidade associada ao transtorno autista em crianças e adolescentes.

O seu uso é oral, adulto e pediátrico acima dos cinco anos de idade. A sua comercialização deve ocorrer apenas com a apresentação da receita médica, pois Zargus pode causar dependência psíquica e física.

E então, será que Zargus dá sono?

Sono

A fim de descobrirmos se Zargus dá sono, consultamos o que a bula do medicamento, disponibilizada pela Anvisa, nos conta a respeito disso.

  Continua Depois da Publicidade  

Pois bem, de acordo com o documento, o remédio pode causar reações como sedação e sonolência em pacientes adultos e pacientes pediátricos e hipersonia (que são períodos de sono excessivamente longos) em pacientes pediátricos.

Por outro lado, a bula também informou que a insônia é outro dos possíveis efeitos colaterais que Zargus pode provocar em pacientes adultos e pacientes pediátricos. Em outras palavras: é possível que o medicamento deixe o usuário sonolento, assim como é possível que tire o sono.

Se durante o seu tratamento com o remédio você perceber que está mais sonolento ou que perdeu o sono, informe então o seu médico a respeito do problema para saber como proceder com segurança em relação ao uso de Zargus.

Não decida por conta própria modificar a dosagem do medicamento ou interromper bruscamente a sua utilização porque isso pode ser perigoso para a sua saúde.

Efeitos colaterais, contraindicações e outros cuidados com Zargus

Entenda melhor para que o medicamento é indicada e conheça os efeitos colaterais, contraindicações e demais cuidados necessários durante o tratamento com o remédio: acesse e confira a íntegra da bula de Zargus disponibilizada no bulário da Anvisa.

Você já tomou esse medicamento e então percebeu sue Zargus dá sono para você? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dr. Rafael Ferreira de Moraes

Dr. Rafael Moraes é Psiquiatria - CRM 52.98866-9. Formou-se em Medicina pela Universidade do Grande Rio Professor José de Souza Herdy em 2013. Pós-graduado em Psiquiatria pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, onde atuou nos atendimentos ambulatoriais da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro e Casa de Medicina da PUC-Rio. Atualmente, exerce sua especialidade em três municípios do estado do Rio de Janeiro: Teresópolis, Magé e Rio de Janeiro, capital. Dr. Rafael é a promessa da Psiquiatria atual, jovem, que preza pelo acolhimento ao paciente unido ao que há de mais recente nesta área em constante evolução. Para mais informações, entre em contato com ele em sua conta oficial no Instagram (@rafafmoraes)

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário