5 anabolizantes femininos mais usados, seus riscos e efeitos colaterais

Especialista da área:
atualizado em 05/08/2021

Um anabolizante é um esteroide, conhecido também como esteroide anabólico androgênico, que “imita” o hormônio sexual natural testosterona. Ou seja, eles são hormônios produzidos sinteticamente que podem ser encontrados como comprimidos de uso oral, na forma de cremes e géis, sob o formato de um adesivo sobre a pele ou como uma injeção diretamente no músculo.

  Continua Depois da Publicidade  

O uso de anabolizantes pode ser prescrito pelo médico para tratar condições relacionadas à deficiência de testosterona no organismo, além de outros problemas como tratamento da anemia, micropênis neonatal, puberdade e crescimento tardios, e osteoporose, por estimularem a produção de osteoblastos, que são as células responsáveis pela formação dos ossos.

Embora algumas pessoas realmente precisem dessas substâncias para tratar alguns problemas hormonais, outras usam esses mesmos compostos para facilitar o ganho de massa muscular, melhorar o desempenho físico e reduzir o percentual de gordura corporal.

Os fisiculturistas são os que mais costumam usar os anabolizantes para essa finalidade, incluindo as mulheres. Além de mostrar quais são os anabolizantes femininos mais usados, vamos abordar também os efeitos colaterais relacionados ao uso desses hormônios que podem ser graves para a saúde.

Os esteroides anabolizantes são medicamentos que devem apenas ser utilizados com prescrição e acompanhamento médico

Anabolizantes femininos mais usados

imagem testosterona

Além de já serem perigosos para a saúde, a maioria dos usuários de anabolizantes toma mais de um tipo de esteroide ao mesmo tempo. Grande parte deles costuma tomar os anabolizantes em ciclos que duram algumas semanas (de 4 a 12 semanas, dependendo do indivíduo) para evitar efeitos adversos, começando com uma dose baixa, aumentando a dose e, próximo do final do ciclo, reduzindo novamente.

No entanto, não é comprovado cientificamente que essa técnica é eficaz. Além disso, a combinação de 2 ou até mais anabolizantes pode tornar os efeitos colaterais ainda mais perigosos, principalmente se tomados por período prolongado, o que também aumenta o risco de dependência química.

No caso das mulheres, além de evitar as combinações, os mais recomendados são aqueles anabolizantes que têm menores concentrações de testosterona em sua composição. Desta forma, os tipos mais populares de anabolizantes femininos são os seguintes:

  Continua Depois da Publicidade  

  • Winstrol: Sua principal função é o aumento da massa muscular, especialmente para as pessoas doentes que necessitam recompor a massa muscular perdida. Ele otimiza a construção de massa muscular pelo melhor aproveitamento das proteínas;
  • Deca-durabolin: Também conhecido como decanoato de nandrolona, este medicamento estimula a produção de fibras musculares, melhora a metabolização do cálcio, importante para os ossos e para a formação do tecido ósseo e a contração muscular, além de diminuir o catabolismo;
  • Anavar: Também conhecido como oxandrolona, ele proporciona ganho de força muscular, o que garante mais condicionamento físico para realizar treinos mais intensos;
  • Boldenona: Por ser um hormônio androgênico, a Boldenona age aumentando o anabolismo ao mesmo tempo que inibe o catabolismo muscular;
  • Primobolan: O produto proporciona aumento de volume muscular e reduz o percentual de gordura corporal e líquidos subcutâneos.

Efeitos colaterais dos anabolizantes nas mulheres

Um problema relacionado ao uso de anabolizante feminino é que as mulheres naturalmente apresentam níveis de testosterona baixos no organismo, ao contrário dos homens, que têm e precisam de níveis mais altos desse hormônio.

Assim, a utilização de esteroides anabolizantes para mulheres pode causar uma virilização, que se manifesta através dos seguintes sintomas:

  • Voz grossa;
  • Aumento da massa muscular;
  • Perda de cabelo ou calvície;
  • Redução da gordura corporal na região dos seios e dos quadris, o que deixa o corpo masculinizado;
  • Aumento do clitóris;
  • Crescimento de pelos no corpo, como nos peitos, na face, no queixo e na região acima dos lábios.

Além dos sintomas mencionados acima, as mulheres em idade fértil podem apresentar alterações no ciclo menstrual. Algumas mulheres podem até parar de menstruar e desenvolver problemas de infertilidade. Além disso, o uso de anabolizantes por mulheres grávidas pode prejudicar o desenvolvimento do feto e causar alterações no sistema reprodutivo do bebê.

Em resumo, o uso de anabolizantes femininos pode causar alterações físicas e biológicas causadas pelo excesso de testosterona no organismo delas.

Efeitos colaterais dos anabolizantes em geral

O uso de anabolizantes pode causar agitação ou irritabilidade

Ainda que não existam anabolizantes especificamente desenvolvidos para mulheres, os efeitos colaterais dos anabolizantes existentes atualmente são semelhantes para ambos os sexos. Os efeitos adversos mais comuns de esteroides orais ou injetáveis a curto prazo, o que significa cerca de 4 semanas de uso, incluem:

  • Alterações de humor como agitação ou irritabilidade;
  • Insônia;
  • Aumento de apetite;
  • Níveis altos de açúcar no sangue, principalmente se o indivíduo já for diabético ou apresentar fatores de risco para o desenvolvimento da doença.

Já os efeitos dos anabolizantes usados a médio e longo prazos (por um período maior que 4 semanas) pode causar outros efeitos adversos, como:

  Continua Depois da Publicidade  

  • Pressão arterial elevada;
  • Retenção de líquidos;
  • Aumento de pelos no corpo;
  • Maior risco de desenvolver pedras nos rins, catarata, glaucoma, osteoporose e infecções;
  • Problemas na cicatrização;
  • Fraqueza muscular;
  • Ganho de peso;
  • Facilidade de desenvolver hematomas.

Também é possível que o uso de anabolizante desencadeie efeitos mentais e emocionais que podem incluir:

  • Episódios de paranoia;
  • Alucinações;
  • Irritabilidade, ansiedade ou agitação;
  • Psicose;
  • Mau humor;
  • Fadiga;
  • Depressão;
  • Alterações no sono;
  • Episódios de mania;
  • Agressividade e hostilidade.

Órgãos no corpo também podem ser prejudicados com o uso prolongado, devido a problemas como resistência à insulina, aumento dos níveis de colesterol, hipertensão, afetando especialmente o sistema cardiovascular, e o funcionamento do fígado e dos rins.

Segundo estudo de 2017 publicado no periódico científico Circulation, o uso prolongado de esteroides anabolizantes pode acelerar o desenvolvimento de doença arterial coronariana, o que aumenta o risco de ataques cardíacos.

Outro risco relacionado aos anabolizantes tem a ver com o compartilhamento de agulhas quando a substância é injetada diretamente nas veias. Isso aumenta o risco de contrair doenças como a AIDS e as hepatites B e C.

Considerações

Ao optar pelo uso de esteroides anabolizantes, tenha certeza de que os riscos valem a pena. Os efeitos colaterais desses compostos podem prejudicar muito a saúde.

Invista em treinos pesados, alimentação equilibrada e acima de tudo em um estilo de vida saudável em que você não tenha que recorrer sempre a suplementos e substâncias para facilitar os seus ganhos de massa em troca da sua saúde.

  Continua Depois da Publicidade  

Fontes e referências adicionais
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (57 votos, média 4,04)
Loading...
Sobre Equipe MundoBoaForma

Quando o assunto é saúde, você tem que saber em quem confiar. Sua qualidade de vida e bem-estar devem ser uma prioridade para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada e altamente qualificada, composta por médicos, nutricionistas, educadores físicos. Nosso objetivo é garantir a qualidade do conteúdo que publicamos, que é também baseado nas mais confiáveis fontes de informação. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados à saúde, boa forma e qualidade de vida.

Deixe um comentário

1 comentário em “5 anabolizantes femininos mais usados, seus riscos e efeitos colaterais”

  1. Não é bem como descrito acima quanto aos efeitos colaterais e nem quanto aos virilizantes. Nunca nasceu pelos no meu peito, nem acima dos lábios. Quanto a isso a pessoa já deve ter uma pré disposição genética ( mulheres), para que aumente, ou até mesmo venha crescer pelo nessas regiões.

    Responder