5 Benefícios da Folha de Urtiga – Para Que Serve e Propriedades

Especialista:
atualizado em 24/01/2020

Urtigão, ortiga, urtiga-maior ou urtiga são alguns dos nomes pelos quais a Urtica dioica pode ser chamada. A folha de urtiga pode ser utilizadas na preparação de um chá, enquanto a sua raiz costuma ser encontrada na forma de cápsulas. Confira os benefícios da folha de urtiga, para que serve e suas propriedades a seguir.

Originária da Ásia e da Europa, acredita-se que a urtiga seja usada há muito tempo pela humanidade: desde 4.000 a.C. Atualmente, ela pode ser encontrada em lojas de produtos naturais, farmácias de manipulação e feiras livres.

Entretanto, a sua utilização precisa ser feita sob as orientações do médico ou do fitoterapeuta, já que o consumo exagerado pode provocar alergias na pele com muita coceira, além de alterações no ciclo menstrual ou na próstata.

Aproveite e conheça também os benefícios da raiz de urtiga e veja as principais diferenças para a espécie urtiga-branca e seus benefícios.

Para que serve – 5 benefícios da folha de urtiga

Vamos conhecer algumas vantagens que já foram atribuídas à folha de urtiga? Dê só uma conferida:

1. As propriedades da urtiga

A raiz e a folha de urtiga são compostas por uma variedade de nutrientes como: cálcio, ferro, magnésio, fósforo, potássio, vitamina A, vitaminas do complexo B, vitamina C e vitamina K. Elas também possuem polifenois e pigmentos como os carotenoides.

“Muitos desses nutrientes agem como antioxidantes dentro do seu corpo. Antioxidantes são moléculas que ajudam a defender as suas células contra os danos dos radicais livres. Danos causados pelos radicais livres estão ligados ao envelhecimento, assim como ao câncer e outras doenças perigosas”, afirmou o nutricionista e mestre em nutrição e dietética Ryan Raman.

2. Artrite

Há tempos a urtiga é utilizada para aliviar músculos doloridos, especialmente relacionados à artrite. Além disso, a Fundação da Artrite dos Estados Unidos sugere que o chá de urtiga pode auxiliar a diminuir a dor e a inflamação associadas à osteoartrite (um tipo de artrite).

A urtiga é considerada possivelmente efetiva para ajudar um quadro de osteoartrite. Especialistas afirmam que existem evidências que apontam que ingerir a urtiga ou aplicá-la na pele pode diminuir a dor dos pacientes que sofrem com a doença.

Entretanto, para ter certeza que a folha de urtiga realmente pode ser benéfica para o seu quadro de osteoartrite ou outro tipo de artrite em particular sem fazer mal para a sua saúde, é fundamental que você consulte o médico antes de começar a usar o ingrediente.

E, logicamente, você deve continuar a seguir todas as outras orientações passadas pelo profissional para cuidar do problema.

3. Controle do açúcar no sangue

Uma pesquisa de autoria de uma cientista do Irã e seus demais colegas apontou que o extrato da folha de urtiga diminuiu os níveis de glicose no sangue em pessoas com diabetes de tipo 2 que faziam uso da insulina e de medicamentos orais para a doença.

Por outro lado, alguns especialistas classificam as evidências em relação ao uso da urtiga para a diabetes como insuficientes. Conforme encontramos, pesquisas iniciais apontam que o consumo diário da planta ao longo de oito semanas não afeta o controle do açúcar sanguíneo em pessoas com diabetes que tomam remédios contra a doença.

De qualquer forma, há dois pontos que precisamos considerar: em primeiro lugar, não sabemos se o extrato da folha de urtiga usado no primeiro estudo está presente da mesma forma ou na mesma concentração em um chá à base das folhas da planta.

Segundo: como você verá mais detalhadamente no tópico sobre os cuidados com a urtiga, quem tem diabetes precisa usar a planta com cautela. Portanto, é mandatório que antes de usar a folha de urtiga, o diabético consulte o médico para saber se deve mesmo fazer isso e que continue a seguir passo a passo o tratamento contra a doença que foi prescrito para ele.

4. Alergias

Conforme informações, embora o contato físico com a urtiga possa causar reações alérgicas, o chá de folha de urtiga pode ajudar a atenuar a resposta do organismo a substâncias alergênicas e auxiliar na prevenção da rinite.

Pesquisas iniciais apontam que usar a urtiga nos primeiros sintomas de rinite aparenta promover um alívio. Por outro lado, as evidências a respeito do uso da planta neste sentido são classificadas como insuficientes.

No entanto, note0se que nenhuma das publicações especificou se são as folhas ou outra parte da urtiga que são usadas neste sentido.

De qualquer forma, não tome o chá de folha de urtiga como forma de lidar com uma alergia sem antes consultar o médico para certificar-se de que a bebida realmente é indicada para você.

Ingerir qualquer produto para amenizar uma alergia sem ter certeza de que funciona e achar que isso dá permissão a entrar em contato ou consumir aquilo que provoca a alergia pode ser extremamente perigoso.

Até porque se o produto em questão não cumprir o que promete, a pessoa certamente sofrerá com reações alérgicas que em alguns casos podem ser bastante graves e exigir ser levado com urgência a um hospital.

5. Apetite

O chá preparado com as folhas secas da urtiga é utilizado para estimular o apetite, o que pode ser útil para as pessoas que sofrem com o baixo peso.

Porém, antes de tomar a bebida ou servi-la para alguém com a finalidade de aumentar o apetite, é necessário procurar a orientação para verificar se ela realmente pode contribuir com o caso em particular e saber como o chá pode ser usado neste sentido.

Contraindicações e cuidados com a urtiga

A planta não pode ser consumida por pessoas que têm edema (inchaço) provocado por doenças cardíacas, por quem tem a função renal prejudicada e por mulheres grávidas, já que pode induzir o parto prematuro ou causar o aborto. Recomenda-se ainda que as mulheres que amamentam também evitem a urtiga.

Como existe o risco de que a urtiga provoque uma baixa nos níveis de glicose no sangue de pacientes que já seguem tratamento contra a diabetes, a orientação para os diabéticos é monitorar cuidadosamente as taxas de açúcar no sangue enquanto usa a planta.

Outro conselho importante refere-se aos indivíduos com pressão baixa (hipotensão), que devem consultar o médico antes de iniciar o uso da urtiga, já que a planta pode diminuir a pressão, podendo teoricamente aumentar o risco da pressão cair demais para as pessoas propensas à hipotensão.

“Tome cuidado quando manusear a folha de urtiga fresca, já que as suas farpinhas parecidas com cabelos podem fazer mal para a sua pele”, completou o nutricionista e mestre em nutrição e dietética Ryan Raman.

Raman também advertiu que não se deve consumir as folhas frescas da planta pois elas podem provocar irritação justamente por conta de suas farpinhas.

Para quem não faz parte dos grupos das contraindicações, ainda é importante consultar o médico antes de começar a usar a folha de urtiga ou outra parte da planta para qualquer finalidade, como forma de se certificar de que ela não pode fazer mal e saber em que dosagem e frequência e por quanto tempo ela pode ser utilizada.

Isso é especialmente importante para crianças, adolescentes, idosos e indivíduos que sofrem com doenças ou condições específicas de saúde.

Antes de começar a usar a urtiga, também é fundamental informar o médico sobre qualquer medicamento, suplemento ou planta que utilize para checar se não pode ser perigoso utilizar a urtiga ao mesmo tempo em que a substância em questão.

Até porque, como você já deve saber, mesmo as plantas podem fazer mal à saúde, principalmente quando ingeridos de maneira inadequada e excessiva.

Não podemos deixar de mencionar que na hora de comprar a urtiga é necessário certificar-se de que se trata realmente da planta, checando o nome científico do produto que será levado para casa.

Referências Adicionais:

Você já conhecia os 5 benefícios da folha de urtiga? Pretende experimentar para alguma dessas propriedades? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário