8 Benefícios do Óleo de Melaleuca – Para Que Serve e Dicas

A árvore do chá ou melaleuca é uma planta originária da Austrália que é cultivada em localidades como a Ásia, a Europa e a América do Sul. É a partir dela que o óleo de melaleuca é extraído.

Vamos conhecer abaixo para que serve e quais são benefícios do óleo de melaleuca e serventias que ele pode proporcionar ao nosso organismo.

1. Higienizador de mãos

Um dos benefícios do óleo de melaleuca é que ele pode ser utilizado como um higienizador de mãos.

Um estudo divulgado em 2006 mostrou que o produto mata vírus e bactérias causadores de doenças, como é o caso da E. Coli, do S. pneumoniae e da H. influenzae.

Outra pesquisa, desta vez divulgada no ano de 2005, identificou que a adição do óleo de melaleuca a produtos para limpar a mão aumentou a eficácia deles contra a bactéria E. coli.

2. Repelente de insetos

Um estudo da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), divulgado em 2014, indicou que 24 horas depois de serem tratadas com o óleo de melaleuca, algumas vacas atraíam 61% menos moscas do que aquelas que não receberam o tratamento com o produto.

Outro trabalho científico, feito por pesquisadores da Áustria e da Tailândia mostrou que o produto apresentou uma habilidade mais alta para repelir mosquitos do que o chamado DEET, que é o ingrediente ativo encontrado em diversos repelentes comerciais.

3. Desodorante natural

A combinação das glândulas sudoríparas, que estão presentes em grande concentração nas axilas, com as bactérias presentes na pele é responsável pela produção de um odor que pode ser de nível moderado a severo.

E é por conta de suas propriedades antibacterianas que há benefícios do óleo de melaleuca como desodorante natural, ajudando a controlar o odor das axilas que surge em decorrência da transpiração.

4. Estímulo ao processo de cura de feridas

Pesquisas divulgadas nos anos de 1999, 2004 e 2015 identificaram que há benefícios do óleo de melaleuca no auxílio à diminuição da inflamação e estímulo à atividade dos glóbulos brancos que participam do processo de cura.

Da mesma forma, um pequeno estudo, divulgado em 2013 e que foi feito com 10 pessoas que tinham feridas, mostrou que o uso do produto dentro de um tratamento convencional para feridas resultou em uma redução do tempo de cura em nove dos 10 participantes.

5. Saúde da pele

Mais um dos benefícios do óleo de melaleuca é amenizar a inflamação na pele. Um estudo feito por um pesquisador da Suécia e divulgado em 2011 comparou os efeitos de diferentes tratamentos para a dermatite de contato.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a dermatite de contato é uma reação inflamatória da pele que se desenvolve em decorrência da exposição a um agente capaz de causar irritação ou alergia.

A pesquisa em questão indicou que o óleo de melaleuca foi capaz de diminuir em 40% os sintomas da condição. Além disso, o produto também pode promover alívio para as reações que surgem após a picada de insetos, diminuindo a coceira, a vermelhidão e o inchaço.

Para aliviar a inflamação na pele, a Authority Nutrition recomenda misturar 10 gotinhas de óleo de melaleuca com uma colher de sopa de azeite de oliva extravirgem e uma colher de sopa de óleo de coco derretido, mexer bem, guardar em um recipiente fechado e aplicar a combinação na pele no máximo duas vezes ao dia, até que os sintomas desapareçam.

6. Controle da caspa

Não existem muitos trabalhos científicos a respeito dos efeitos do óleo de melaleuca em relação à caspa. Entretanto, um estudo com duração de quatro semanas e que foi divulgado no ano de 2002 trouxe resultados animadores.

Durante a pesquisa, foi observado no grupo de pessoas que utilizou um shampoo que continha o produto em sua composição uma melhora de 40% em sua caspa. Além disso, os membros do grupo também relataram uma diminuição na severidade, na coceira e na oleosidade da caspa.

Para lidar com o problema, sugere-se misturar algumas gotinhas de óleo de melaleuca em um bocado de shampoo na hora em que for lavar os cabelos.

7. Auxílio ao tratamento do pé de atleta

A condição é uma infecção causada por fungo que atinge os pés e pode chegar até as unhas dos pés e as mãos. Ela causa sintomas como descamação, bolhas e vermelhidão.

Uma pesquisa realizada com 158 pessoas mostrou que 72% dos participantes que utilizaram o óleo de melaleuca tiveram uma melhora significativa em seu quadro de pé de atleta. Por outro lado, um estudo divulgado em 1992 indicou que embora o produto tenha aliviado reações como inflamação, coceira e queimação tão bem quanto medicamentos antifúngicos, ele não foi tão efetivo para se livrar do fungo.

Para quem quiser experimentar uma receita com o óleo de melaleuca para ajudar a tratar o problema, aqui vai uma sugestão: misturar ¼ de xícara de araruta em pó, ¼ de xícara de bicarbonato de sódio e 20 a 25 gotinhas de óleo de melaleuca.

Em seguida, mexer bem, guardar em um recipiente fechado e aplicar no pé limpo e seco duas vezes ao dia.

8. Alívio da psoríase

O produto pode contribuir ainda com o tratamento da psoríase, uma doença autoimune caracterizada por surtos de coceira, escamação e vermelhidão na pele.

Seus componentes anti-inflamatórios são os responsáveis por esses benefícios do óleo de melaleuca para contribuir com o alívio dos sintomas da condição. Para testar, a dica é misturar de 10 a 15 gotinhas do óleo com duas colheres de sopa de óleo de coco derretido e aplicar na área afetada da pele de duas a três vezes ao dia, conforme o necessário.

Cuidados com o óleo de melaleuca

O produto é considerado possivelmente seguro para a maioria das pessoas quando aplicado na pele, inclusive para mulheres que estejam gestantes ou amamentando seus bebês. Ainda assim, ele pode causar reações como irritação na pele e inchaço, além de ressecamento na pele, coceira, irritação urticante, queimação e vermelhidão em pessoas que têm acne.

O óleo de melaleuca ou produtos que contêm o ingrediente em sua composição não devem ser misturados com o óleo de lavanda e serem aplicados em meninos que ainda não atingiram a puberdade.

Isso pode não ser seguro porque ambos podem trazer efeitos hormonais possivelmente capazes de prejudicar a normalidade hormonal do organismo de um garoto. Em alguns casos, o resultado disso pode ser a ginecomastia, que é o crescimento anormal das mamas em homens.

O produto deve ser aplicado na pele e jamais ingerido. O consumo via oral é tóxico e pode trazer reações adversas como confusão, incapacidade de andar, desequilíbrio, erupção cutânea e coma.

Para ter segurança em relação ao uso do óleo de melaleuca, consulte o seu dermatologista antes de começar a aplicá-lo em sua pele e cabelos, principalmente se você sofrer com algum tipo de doença ou condição.

Você já tinha ouvido falar nesses benefícios do óleo de melaleuca para a pele e cabelos? Pretende experimentar o seu uso para algum destes propósitos? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (42 votos, média: 3,76 de 5)
Loading...

2 comentários em “8 Benefícios do Óleo de Melaleuca – Para Que Serve e Dicas”

Deixe um comentário