Inflamação: o que é, tipos, sintomas, causas e tratamentos

Especialista da área:
atualizado em 06/12/2021

A inflamação é um problema comum que atinge praticamente todo mudo em alguma fase da vida. Mas, apesar de comum, existem muitas dúvidas sobre o que fazer quando algo está inflamado.

  Continua Depois da Publicidade  

Isso se deve ao fato de as inflamações causarem sintomas inespecíficos, ou seja, que podem estar presentes em outros problemas de saúde.

Então, a seguir vamos entender melhor o que é a inflamação, quais as suas causas e sintomas, além de descobrir as formas de tratamento mais utilizadas.

Veja também: Dieta anti-inflamatória – como funciona, cardápio, alimentos e dicas

O que é inflamação?

A inflamação é uma reação natural de defesa e cura do organismo, onde as células e outros componentes do sistema imune combatem os agentes infecciosos, as células mortas e repara os tecidos danificados.

Mas, em alguns casos a inflamação acaba danificando mais ainda o organismo, uma vez que ela “sai do controle”. É o que ocorre com as doenças autoimunes e infecções de difícil tratamento.

Além disso, a inflamação está ligada ao aumento de dor, e esse é o principal motivo que leva a pessoa a procurar ajuda médica.

  Continua Depois da Publicidade  

Tipos de inflamação

A inflamação pode atingir qualquer parte do corpo e, dependendo do tempo que leva para curar, é classificada como aguda ou crônica.

  • Inflamação aguda é aquela que dura de horas a dias, e cessa na medida em que é combatida
  • Já a inflamação crônica pode durar vários meses e até anos, mesmo após o gatilho da inflamação ter sido resolvido há muito tempo.

Sintomas

Inflamação

Há cinco sinais ou sintomas que indicam uma inflamação aguda no organismo, que podem acontecer ao mesmo tempo ou não. São eles:

  • Vermelhidão
  • Calor, ou aumento local de temperatura
  • Inchaço ou edema, causado pela dilatação dos vasos sanguíneos
  • Dor ao tocar
  • Dificuldade em mover a parte afetada, embora este sintoma nem sempre esteja presente.

E, além dos sintomas que citamos acima, outros podem aparecer, dependendo da causa da inflamação, como: 

  • Febre
  • Linfonodos inchados
  • Manchas brancas
  • Pus
  • Calafrio
  • Fadiga
  • Dor de cabeça
  • Perda de apetite
  • Rigidez muscular.

Causas e efeitos

Um processo inflamatório dificilmente ocorre isoladamente, e quase sempre existe algum outro problema que o causa, como:

  • Bactérias, vírus ou fungos
  • Entorses e fraturas
  • Exposição intensa à radiação
  • Doenças alérgicas: dermatite, bronquite, asma
  • Doenças crônicas: lúpus, diabetes, artrite reumatoide e gota.

No caso das infecções, que são mais comuns, as células de defesa são como soldados, que são enviados para várias partes do corpo para combater os agentes infecciosos. Já nos problemas autoimunes, o sistema imunológico passa a reconhecer alguma parte do corpo como um invasor, e envia os seus soldados para atacar. 

Assim, o organismo precisa enviar mais sangue para o local afetado, o que causa os sintomas característicos da inflamação, descritos anteriormente.

  Continua Depois da Publicidade  

Diagnóstico

Sentir dores nas articulações ou “juntas” pode sugerir uma inflamação e, no exame físico, o médico busca pelos seus sinais. Para isso, alguns exames podem ser solicitados, tanto para diagnosticar a inflamação em si quanto para descobrir a sua causa.

Os mais comuns são:

  • Exames de sangue, muito usados quando a causa é infecciosa e autoimune
  • Exames de imagem, que mostram o órgão ou membro afetado
  • Exame de líquor, pode sinalizar a inflamação. Através da contagem e dos tipos de células presentes há suspeita de infecção e inflamação envolvendo o cérebro.

Além disso, doenças neurodegenerativas, como Alzheimer e Esclerose Múltipla, estão associadas com processos inflamatórios nas células e estruturas do cérebro, que levam à sua degeneração.

Tratamento

Tratamento da inflamação

O tratamento da inflamação pode ser feito de várias formas, e vai depender da causa do problema. Assim, após o diagnóstico, o seu médico irá recomendar o tratamento mais adequado para o seu caso.

Além disso, o tratamento também pode ter como foco o alívio das dores e dos outros sintomas da inflamação, com o uso de analgésicos e fisioterapia, que irão facilitar a realização das atividades do dia a dia da pessoa.

1. Medicamentos

Normalmente o tratamento de inflamações envolve o uso de medicamentos, e o tipo e tempo de uso vai depender das causas e outras características da pessoa. Mas, de forma geral, os medicamentos mais usados são:

  Continua Depois da Publicidade  

  • Anti-inflamatórios não esteroides: Paracetamol, Ibuprofeno e Naproxeno
  • Anti-inflamatórios corticoides: Prednisolona
  • Medicamentos antimaláricos: Cloroquina e Hidroxicloroquina
  • Medicamentos imunossupressores: Ciclosporina, Ciclofosfamida ou Azatioprina
  • Medicamentos biológicos: Rituximabe, Tocilizumabe e Infliximabe.

2. Mudanças de hábitos e suplementos

Pessoas que sofrem de alguma condição que envolve inflamação crônica são aconselhadas a não fumarem e a não ingerirem álcool, que pioram o quadro e afetam a circulação.

Além disso, outras ações são recomendadas, como o controle do peso, do estresse, a prática de atividades físicas e, em alguns casos, o uso de suplementos que podem ajudar a prevenir a inflamação, como:

3. Cirurgia

Os procedimentos cirúrgicos são indicados quando a causa da inflamação é algum trauma físico grave, ou quando existe algum problema que precise ser corrigido cirurgicamente. Além disso, a própria inflamação pode danificar algumas áreas, e nesses casos a cirurgia também pode ser indicada. 

4. Dieta

Alguns alimentos possuem propriedades anti-inflamatórias e podem ser incluídos em sua dieta. São eles:

  • Tomates
  • Vegetais verdes folhosos, como espinafre e couve
  • Azeite
  • Nozes, castanhas e amêndoas
  • Peixes gordurosos, como salmão, atum e sardinha (ricos em ômega 3)
  • Frutas vermelhas e frutas cítricas
  • Ervas e especiarias, como gengibre, alho, cúrcuma, cardamomo, pimenta preta, alecrim e canela.

E, por fim, procure evitar os alimentos que possam piorar os processos inflamatórios:

  • Carboidratos refinados, como pão branco, massas, biscoitos, doces
  • Frituras
  • Bebidas açucaradas, como refrigerantes, sucos de caixinha, sucos em pó
  • Carnes processadas, como salsicha, linguiça, salame, presunto, hambúrgueres, bacon
  • Margarina.

Mas é importante lembrar que a inflamação não será tratada apenas com mudanças na alimentação, e que uma dieta adequada irá apenas auxiliar na recuperação e na prevenção do problema.

  Continua Depois da Publicidade  

Fontes e referências adicionais

Você sabia que a inflamação é um processo natural de defesa e reparação do corpo? Já teve que fazer algum tratamento para controlar uma inflamação? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Nenhum voto ainda)
Loading...
Sobre Marcela Gottschald

Marcela Gottschald é Farmacêutica Clinica - CRF-BA 8022. Graduada em farmácia pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) em 2013. Residência em Saúde mental pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Experiência em pediatria e nefrologia, com ênfase em unidade de terapia intensiva. Ela faz parte da equipe de redatores do MundoBoaForma.

Deixe um comentário