Ervas temperos

Ácido Ursólico – O Que é, Benefícios e Alimentos Ricos

Vamos explorar em detalhes o que é o ácido ursólico, analisar seus benefícios e indicas quais alimentos ricos nesse ingrediente você pode incluir na sua dieta.

O ácido ursólico é um composto encontrado naturalmente em muitas plantas alimentícias (temperos) e medicinais, bem como frutas incluindo maçãs, cranberries, lavanda, tomilho, orégano e ameixas secas. A planta sálvia, no entanto, detém a maior concentração de ácido ursólico extraível, sendo utilizado desde o tempo da Grécia Antiga para uso medicinal e culinário.

Uma pesquisa recente realizada por Reto Asmis, bioquímico na Escola de Medicina da Universidade do Texas Health Science Center em San Antonio, vinculou os benefícios cardíacos conhecidos da dieta mediterrânea à presença de ácido ursólico e compostos similares encontrados em azeite; frutas como maçãs, cranberries e ameixas secas; e ervas como sálvia, orégano, lavanda e hortelã.

De acordo com a sua investigação, o ácido ursólico tem propriedades antiateroscleróticos que trazem visões otimistas para a prevenção de doença cardiovascular e também em efeitos anabolizantes naturais. 

Estudos

As propriedades anabolizantes do ácido ursólico foram descobertas por pesquisadores de Iowa, quando eles examinaram a perda de células do tecido muscular. No estudo, eles determinaram os genes ativos nas células durante o processo de atrofia muscular. Posteriormente, os pesquisadores procuraram determinar quais as substâncias que tinham precisamente o efeito oposto e a substância mais promissora encontrada foi o ácido ursólico.

Os pesquisadores aplicaram este composto aos ratos que estavam em jejum e observaram que o ácido ursólico levou a uma redução no processo de atrofia muscular, aumentando a hipertrofia. Em uma outra pesquisa com dois grupos de ratos, um foi alimentado com ração normal e o outro com uma ração que continha 0,27% de ácido ursólico. Este segundo grupo apresentou maior resistência muscular do que o outro. 

Benefícios

1. Ácido ursólico para a saúde

Ácido ursólico e os seus derivados mostraram-se promissores no combate ao câncer, devido a uma capacidade de suprimir o crescimento de novos vasos sanguíneos que geralmente levam as células de câncer a crescerem e se multiplicarem através da divisão celular.

O ácido ursólico pode ser benéfico também no tratamento de diabetes, por sua capacidade de melhorar os efeitos da insulina na absorção de açúcar. Também tem se falado muito nos benefícios do ácido ursólico para o coração, porém, mais pesquisas ainda devem ser realizadas nesse campo para um embasamento mais fundamentado com base em resultados que comprovem a teoria. Alguns estudos em camundongos identificaram que o ácido ursólico pode ajudar na prevenção da perda de massa e atrofia muscular e incentivar o crescimento do músculo esquelético. Também pode ser capaz de reduzir a gordura acumulada no corpo e prevenir a obesidade.

2. Ácido ursólico para construção muscular

As propriedades do ácido ursólico têm gerado um grande interesse entre praticantes de musculação. A insulina, para além da regulação dos níveis de açúcar no sangue, tem potente efeito anabólico. O ácido ursólico pode desempenhar um papel muito semelhante à insulina, reduzindo o açúcar no sangue em circulação e estimulando o crescimento muscular. Em um estudo, pesquisadores observaram um aumento na quantidade de IGF-1, uma poderosa substância anabólica estimulada pelo hormônio do crescimento humano, produzido pelos músculos esqueléticos.

O ácido ursólico também pode auxiliar no controle do peso, prevenindo a diabetes. Em uma pesquisa realizada com ratos alimentados com uma dieta rica em gordura e outros com uma alimentação rica em gordura e ácido ursólico, percebeu-se que o grupo de ratos que consumiu ácido ursólico comeu mais e ganhou menos peso do que o primeiro grupo. Mais estudos são necessários, mas isso denota uma predisposição desse composto como um queimador de gordura corporal.

Efeitos secundários do ácido ursólico

O ácido ursólico tem uma taxa extremamente baixa de absorção intestinal. A biodisponibilidade de 0,6% foi relatada quando tomado por via oral, o que significa que uma grande quantidade desta substância tem de ser consumida para ter um efeito desse tipo. Os ratos suplementados com ácido ursólico mostraram infertilidade devido a danos e à fusão de células precursoras de espermatozoides.

Além disso, existe alguma preocupação de que o ácido ursólico, quando administrado em doses eficazes, pode provocar danos no DNA. Porém, ainda não há qualquer informação sobre o efeito do ácido ursólico em seres humanos. Embora experiências in vitro e ensaios em ratos tenham mostrado benefícios e possíveis efeitos colaterais, não há uma maneira de prever efeitos sem experimentar isso diretamente. 

Alimentos ricos em ácido ursólico 

  1. Manjericão: O manjericão protege o corpo contra vários ataques bacterianos por ser rico em ácido ursólico. Contém magnésio, que ajuda a aumentar a flexibilidade dos vasos sanguíneos e melhora o fluxo sanguíneo. Ele contém antioxidantes que ajudam a diminuir o nível de colesterol LDL e aumenta o colesterol HDL. Fortalece o sistema imunológico prevenindo gripes e resfriados. Manjericão é rico em antioxidantes que restringem o crescimento de células cancerosas. Ele é rico em corticosterona, que ajuda a melhorar a memória e atua no fortalecimento do sistema nervoso. Tem propriedades antimicrobianas que o torna realmente benéfico para a saúde da pele;
  2. Mirtilos: Os antioxidantes no mirtilo ajudam a proteger as células nervosas no cérebro de danos, e assim melhorar o funcionamento cognitivo e a presença de ácido ursólico no mirtilo realmente ajuda a reparar os músculos após exercício extenuantes, evitando lesões e fadiga. Os antioxidantes nos mirtilos também ajudam a reduzir as chances de desenvolvimento de câncer, como o de mama, cólon, câncer de esôfago e intestino;
  3. Amoras: A amora é rica em antioxidantes e fitonutrientes que protegem do câncer. Também é eficaz em parar o crescimento e disseminação das células tumorais. Por ser rica em ferro e vitaminas, também é importante no combate à anemia. Os flavonoides presentes nas amoras, provou-se ser benéfico em controlar os nível de açúcar, sendo um aliado contra a diabete. Reforça o sistema nervoso e reduz o mau colesterol, prevenindo ataques cardíacos e derrames. Melhora o sistema imunológico também devido à presença de vitamina C. O ácido ursólico ajuda no fortalecimento muscular e evita algumas doenças crônicas. Também é benéfica para a saúde dos olhos e cabelo, além de melhorar a atividade cerebral e purificação do sangue;
  4. Alecrim: O alecrim contém carnosol, que é conhecido por ser um aliado importante conta o câncer, principalmente de mama, câncer de próstata, câncer de cólon, leucemia e câncer de pele. O alecrim tem propriedades que aumentam a memória devido às propriedades neuroprotetoras. Esse tempero também ajuda a melhorar o humor, combatendo a depressão e evita enxaqueca. A presença do ácido ursólico ajuda no tratamento de artrite e dores musculares e articulares pós-treino. É também um potente agente anti-inflamatório. O alecrim estimula o sistema imunológico protegendo contra diversas doenças. Estudos descobriram que ele tem poderosas propriedades antibacterianas contra H. pylori (bactéria que causa úlceras de estômago) e estafilococos infecções. Ajuda também na desintoxicação do fígado, melhora a saúde digestivo, fortalece o crescimento capilar, melhora a respiração e circulação;
  5. Orégano: A presença do carvacrol no orégano, um composto ativo, ajuda a prevenir o ganho de peso através da modulação de alguns genes e da redução da inflamação no tecido adiposo. O óleo de orégano pode ser um ótimo relaxante muscular quando aplicado diretamente sobre a pele, isso se deve à presença de ácido ursólico em sua composição que atua como um recuperador muscular. Também pode ser utilizado para tratar dores nas costas e distensões musculares leves. Também facilita a digestão, melhorando a absorção de nutrientes. O orégano também combate organismos nocivos que causam infecções, como os vírus e bactérias. Outros benefícios atrelados ao consumo dessa erva ou óleo são a melhora da saúde cardíaca, regulação da menstruação, prevenção de infecções e gripes, combate envelhecimento, previne o câncer e controla ataques de asma;
  6. Casca da maçã: As cascas da maçã contêm ácido ursólico que impedem o desgaste muscular. O ácido ursólico também controla o colesterol e o açúcar no sangue, mantendo os níveis sobre equilíbrio. Acredita-se que o ácido ursólico melhora os efeitos da insulina, que está diretamente relacionado ao crescimento muscular. Além disso, ingerir cascas de maçã pode aumentar a quantidade de gordura marrom do corpo, ajudando a queimar mais calorias. Pode ser consumido na fruta ou extraído em chás;
  7. Tomilho: O tomilho é conhecido por ser um importante agente fungicida e contra a acne. O tomilho tem propriedade anticéptica, atua como um agente no combate e destruição de micróbios causadores de infecções. O óleo de tomilho também é utilizado para combater infecções por fungos nas unhas dos pés. Também combate bactérias que causam a acne. Além disso, seu diferencial está no fortalecimento muscular, uma vez que possui o ácido ursólico, que ajuda a reparar os danos das articulações;
  8. Ameixas: As ameixas contêm uma grande variedade de compostos, vitaminas e nutrientes essenciais para a saúde como vitamina A, vitamina C, ácido fólico, ácido ursólico e Vitamina K (filoquinona). Elas também são uma boa fonte de vitamina B1 (tiamina), Vitamina B2 (riboflavina), Vitamina B3 (niacina), Vitamina B6 e vitamina E (alfa-tocoferol). A presença de compostos bioativos (flavonoides e fenólicos) ajuda no combate à obesidade. Os flavonoides como o ácido cafeico e rutina, que estão ambos presentes na ameixas, ajudam na inibição da degradação do tecido ósseo, combatendo a osteoporose. Atuam na prevenção do câncer, ajudam na coagulação normal do sangue, combatem a degeneração macular, otimizam o sistema nervoso e imunológico, melhoram a saúde da pele e as contrações musculares devido ao seu ácido ursólico, que desempenha importante papel na musculatura.

Você já conhecia o que é o ácido ursólico e seus benefícios para a saúde? Quais são os alimentos ricos no componente que você mais consome? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (18 votos, média: 4,22 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)



ARTIGOS RELACIONADOS

Um comentário

  1. O ácido ursolico tem alguma semelhança com o ácido ursodexcolico, vendido popularmente como irracional? Fiquei curiosa!

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*