Androgel (testosterona em gel): para que serve, como usar e efeitos colaterais

Especialista da área:
atualizado em 19/05/2022

O androgel é a testosterona em gel utilizada em terapias de reposição hormonal em homens, que estão com seus níveis de testosterona baixos no sangue. O gel é uma das formas de reposição da testosterona, que também pode ser feita por via oral ou com injeções.

O androgel pode ser encontrado em farmácias e drogarias, sendo vendido em caixas com sachês individualizados. A venda só é permitida com prescrição médica e a dose, bem como o tempo de uso, são definidos pelo médico ou médica responsável.

  Continua Depois da Publicidade  

Veja para que serve o androgel, como usá-lo, os cuidados necessários e os possíveis efeitos colaterais. 

Para que serve o androgel

Androgel
Imagem: via Forbes

A baixa produção de testosterona pelo organismo pode ser resultante de dois problemas de saúde principais: o hipogonadismo primário, que é a baixa produção de testosterona por problemas nos testículos, ou hipogonadismo secundário, quando a origem do problema é na hipófise, estrutura no cérebro importante para a produção de testosterona. 

Os sintomas mais comuns de baixa produção de testosterona são oscilações de humor, depressão, cansaço e sono durante o dia, aumento da gordura abdominal, perda de massa muscular e óssea, libido baixa e disfunção erétil. 

Esses problemas podem começar a se manifestar a partir dos 30 anos, sendo mais comum após os 40. 

Dessa forma, o uso do androgel para reposição hormonal é indicada para homens acima dos 35 anos de idade que tenham o diagnóstico comprovado de baixa produção de testosterona, e para homens mais idosos. 

  Continua Depois da Publicidade  

A reposição hormonal com o androgel aumenta os níveis de testosterona circulante no sangue, contribuindo para a melhora dos sintomas. 

Os resultados do uso do androgel são rápidos, já no primeiro mês de tratamento o paciente sente melhora no humor, na disposição física e sexual.  

Tratamento com androgel

Antes de usar o androgel como tratamento, o médico ou médica andrologista/urologista solicitará exames laboratoriais de dosagem de testosterona no sangue. Com o resultado do exame, será possível saber o quanto de testosterona não está sendo produzida e, assim, o quanto deve ser reposta com a terapia. 

O conceito do tratamento de reposição hormonal é repor a quantidade de hormônio que não está sendo produzida naturalmente pelo corpo, para que os níveis fiquem normalizados e o homem não sofra com os sintomas. 

Dependendo da situação, a terapia pode ser iniciada com uma dosagem maior do que a necessária, como uma forma de suprir as necessidades do organismo de forma mais rápida. Esse tipo de abordagem é chamada de “dose de ataque“, cujo tempo de uso é bem estabelecido e controlado. 

A partir disso, um outro exame é realizado para mais uma dosagem do hormônio no sangue. Uma vez que este primeiro tratamento tenha dado bons resultados, se inicia a fase de manutenção, com doses menores. 

  Continua Depois da Publicidade  

Em alguns casos, você poderá sair com a receita médica e comprar o androgel diretamente em farmácias convencionais, que vendem o androgel com base hidroalcoólica a 1%, em sachês de 5g, contendo 50 mg de testosterona em cada. Uma caixa com 30 envelopes é o suficiente para 1 mês de tratamento.

Se a concentração necessária for menor ou maior do que 50 mg, é necessário manipular o androgel em farmácias de manipulação, que fará a formulação com a concentração exata que foi prescrita pelo médico ou médica. 

Como usar o androgel

O primeiro passo é a escolha do local de aplicação, que deve ser uma região com pele mais fina, intacta e livre de pelos. Geralmente, se aplica o androgel na pele do ombro, barriga, braço ou pescoço. A aplicação deve ser feita uma vez ao dia, pela manhã.

  1. Lave a pele da região escolhida para a aplicar o androgel com água e sabonete. 
  2. Seque bem a pele, com uma toalha macia. 
  3. Abra o envelope do androgel e aplique o conteúdo na pele, formando uma camada fina. Não esfregue o gel na pele, como um creme hidratante, apenas espalhe-o
  4. Aguarde 5 minutos para que o gel seja completamente absorvido, antes de vestir a roupa. 
  5. Lave as mãos com água e sabão, para retirar qualquer resquício do androgel. 

Alguns cuidados importantes, para que o androgel seja completamente absorvido e faça o efeito desejado:

  • Não tome banho e nem entre no mar ou piscina por, pelo menos, 6 horas após a aplicação do androgel. 
  • Se você transpira bastante, espere, no mínimo, 2 horas para ir à academia ou praticar outra atividade física. 
  • Não aplique o androgel na região genital, pois pode causar irritação.
  • Siga corretamente as instruções do seu médico ou médica, usando apenas a dose prescrita. 

Outro cuidado muito importante é evitar a transferência do gel através do contato com crianças e mulheres. O androgel é indicado para reposição hormonal em homens, sendo prejudicial para mulheres e crianças. Se ocorrer um contato acidental, deve-se lavar a região imediatamente com água e sabão.

Possíveis efeitos colaterais do androgel

Acne
A utilização do Androgel por homens pode desencadear o surgimento da acne

O androgel pode irritar a pele de alguns pacientes, causando:

  Continua Depois da Publicidade  

  • Vermelhidão
  • Coceira
  • Queimação
  • Aparecimento de acne
  • Mudança na textura da pele, deixando-a mais ressecada.

Além desses efeitos na pele, o uso do androgel pode provocar dor de cabeça, náusea, vômito, diarreia, aumento da pressão arterial, ginecomastia, queda de cabelo e aumento na quantidade de glóbulos vermelhos no sangue. 

Ao perceber qualquer efeito colateral, converse com seu médico ou médica, para uma reavaliação, pois, às vezes, é necessário reajustar a dose. 

O uso da testosterona em gel afeta a produção natural desse hormônio pelo corpo, pois a concentração hormonal normalizada no sangue faz com que a hipófise (no cérebro) emita uma mensagem para os testículos produzirem menos testosterona e espermatozóides, a fim de não haver excesso. 

Como resultado, a testosterona em gel impacta diretamente na fertilidade masculina, então, se você deseja ter filhos, é preciso comunicar ao médico ou médica, para que isso seja levado em consideração na prescrição do hormônio. 

Por este motivo, também, o androgel não é indicado para tratamento de infertilidade ou impotência masculina, nem para aumento de performance física (fins estéticos). 

Fontes e referências adicionais

Você já conhecia o androgel? O que você acha dessa forma de tratamento? Considera melhor do que injeção e cápsulas? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Dr. Alexandre Seraphim

Dr. Alexandre Seraphim é Nutrologista - CRM 52.978779. Formou-se médico pela Universidade do Grande Rio e é pós-graduado em Nutrologia pela Associação Brasileira de Nutrologia. Possui diversos cursos na área de emagrecimento, hipertrofia e medicina ortomolecular que o qualificam ainda mais como um grande especialista da área. Para mais informações, entre em contato com ele em sua conta oficial no Instagram (@dr.alexandre.seraphim).

Deixe um comentário