Água calcária

Água com Calcário Faz Mal à Saúde?

A superfície da Terra é composta por 2/3 de água, porém apenas 1% é água potável, que parcialmente está poluída, e entre esse 1% está a água calcária. Mas afinal, água com calcário faz mal à saúde?

A água é essencial para a hidratação, e consequentemente para a vida. Ela também é muito importante na preparação e cozimento de alimentos, saneamento e higiene, entre vários outros usos essenciais para uma vida saudável.

Estima-se que aproximadamente 17% da população mundial utiliza água de fontes desprotegidas e remotas, 32% de alguma forma de fontes protegidas e 51% de algum tipo de sistema centralizado (encanado), de acordo com uma pesquisa realizada por Pallav Sengupta, do departamento de Fisiologia da Faculdade de Vidyasagar para Mulheres, Universidade de Calcutá, Índia.

Destes 52%, uma pequena proporção crescente de pessoas aplica alguma forma de tratamento dentro de casa e 884 milhões de pessoas não têm acesso a fontes de água potável (uma em cada 8 pessoas), e dentre elas, boa porcentagem consome água calcária, de acordo com a pesquisa realizada por Pallav.

Efeitos do calcário para a saúde

Enquanto a água está no solo, ela “pega” pedaços solúveis de tudo que a atravessa. Embora isso possa significar contaminação, que pode tornar a água imprópria para beber, em muitos casos significa simplesmente que a água contém minerais encontrados na terra, como é o caso do calcário.

Há um grande debate sobre se a água com calcário faz mal à saúde das pessoas. A Organização Mundial da Saúde relata que “não parece haver nenhuma evidência convincente de que a água dura (como também é chamada a água com calcário) causa efeitos adversos à saúde em humanos”.

O Conselho Nacional de Pesquisa do Reino Unido relata que “a água dura pode satisfazer parcialmente as necessidades dietéticas de cálcio e magnésio”. Nos casos em que o cálcio e o concentrado de magnésio são muito altos, este pode ser o principal contribuinte de magnésio e cálcio para a dieta humana.

“Por outro lado, alguns argumentam que alguns estudos mostraram uma relação inversa fraca entre esse tipo de água e doenças cardiovasculares, particularmente em homens, com base em um nível de 170 mg de carbonato de cálcio por litro de água. No entanto, a Organização Mundial da Saúde revisou as evidências e chegou à conclusão de que eram inadequadas para provar a teoria.”

A origem do calcário a partir da água que as pessoas bebem consiste principalmente em cristais de sal de cálcio, o que é bom para as pessoas e contribui para a saúde em geral. No entanto, embora pareça haver alguns benefícios para a saúde, a água prova ser prejudicial para aqueles com problemas de pele e cabelos sensíveis, e também pode afetar eletrodomésticos, aparelhos em geral e restringir o fluxo de água em canos.

O tratamento é necessário?

O tratamento não é recomendado, a menos que o calcário exceda 3 grãos a cada 4,400 litros de água ou um 1 galão, que é igual a 17ppm (partes por milhão). Pequenas quantidades de minerais dissolvidos não causam problemas e inclusive podem melhorar o sabor da água. Eles também revestem tubulações e acessórios para ajudar contra a corrosão.

Outro efeito desta água é que detergentes e sabões perdem alguma eficácia, já que menos sabão é dissolvido, além de que a água que é baixa em minerais pode ser muito agressiva e causar corrosão rápida nos encanamentos e acessórios, mesmo que o pH seja neutro.

Ainda não há uma quantidade bem definida máxima de calcário permitida, contudo, a 30 grãos por galão (cerca de 500 ppm), a água é tão dura (como costuma ser chamada a água com calcário) que tem um gosto desagradável e pode ter um efeito laxante caso haja uma grande quantidade de sulfato de magnésio.

Água dura vs Água mole

A diferença entre água dura e água mole é que a conhecida como “dura” possui uma maior concentração de cátions cálcio e magnésio do que a outra.

Como visto, há mais coisas na água da sua casa do que apenas H2O, e a qualidade irá variar de acordo com o local em que você mora, se recebe água de um município ou de um poço particular. Ambas as fontes são conhecidas por conterem minerais de dureza que fazem com que certas águas sejam consideradas “duras”.

Cálcio e magnésio são os mais comuns, e normalmente chegam até ela porque a água subterrânea dissolve rochas como o calcário ou metais como ferro, e seus remanescentes viajam com a água até chegar à sua casa.

Como visto, pesquisas realizadas até agora demonstram que não é verdade que a água com calcário faz mal à saúde em geral, apenas para a pele e cabelos sensíveis e para outros fatores que não estão relacionados à saúde, como canos, dissolver sabões, etc.

O filtro para água calcária remove os minerais duros, facilitando a limpeza da sua casa e da sua roupa, enquanto que prolonga a vida útil de aparelhos que usam água.

Filtro para água calcária

O filtro para água calcária usa um processo chamado de troca iônica para remover coisas como magnésio, cálcio, ferro e manganês, substituindo-os por íons de sódio.

Íons são átomos ou moléculas que carregam uma carga positiva ou negativa porque há um desequilíbrio entre elétrons e prótons. Os cátions têm uma carga positiva e os ânions, uma carga negativa. A solução para este problema é se livrar do cálcio e do magnésio, e embora existam tratamentos químicos que fazem isso, a resposta mais popular é o filtro ou purificador de água.

O coração destes filtros é um tanque mineral que é preenchido com pequenos grânulos de poliestireno, também conhecidos como resina ou zeólita, e suas contagens carregam uma carga negativa.

Cálcio e magnésio na água carregam cargas positivas, o que significa que esses minerais se agarram aos outros à medida que a água dura passa pelo tanque mineral. Os íons de sódio também têm cargas positivas, embora não tão fortes quanto às do cálcio ou magnésio.

Quando uma solução de salmoura muito forte é lavada através de um tanque que tem contagem já saturada de cálcio e magnésio, o volume dos íons de sódio é suficiente para expulsar os íons de cálcio e magnésio.

Em uma operação normal, a água dura se move para o tanque mineral e os íons de cálcio e magnésio se movem para as esferas, substituindo os íons de sódio que entram na água.

Como conclusão, a resposta à pergunta inicial se a água com calcário faz mal à saúde é negativa, mas isso não é um consenso. Os estudos não conseguiram provar categoricamente que ela é um perigo para à saúde, mas muitos profissionais buscam mostrar que o alto consumo desta água pode causar sim problemas de saúde a longo prazo.

Além disso, lidar com ela em casa pode ser um incômodo. Por isso, se você sofre com este problema, como solução poderá usar um filtro para água calcária ou amaciantes de água em pó ou líquido.

Você já tinha ouvido falar que a água com calcário faz mal à saúde? Em sua região, a água possui calcário junto? Que tipo de filtro usa? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)



ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*