Bebida alcoólica

Álcool e Pressão Alta – Verdades, Mitos e Dicas

Não é novidade que o consumo de álcool apresenta riscos à saúde. Além do risco de dependência ao ser consumido em excesso, o abuso das bebidas alcoólicas também está associado a problemas como alterações de humor, perda de memória, doenças do fígado, câncer de mama, estômago, cólon e esôfago, acidente vascular cerebral (AVC) e pancreatite aguda e crônica.

O exagero no consumo de álcool ainda pose causar osteoporose, diabetes, impotência sexual, malformações fetais, pedra na vesícula, psoríase (doença da pele) e síndrome do túnel do carpo (causado pela compressão e sofrimento do nervo mediano que fica próximo à região do punho, a doença traz dor, formigamento e perda de sensibilidade na mão).

Isso sem contar que o motorista que dirige alcoolizado coloca em risco não somente a sua vida, como também a de outros motoristas e pedestres. A ingestão semanal de mais de sete doses semanais de uma taça de vinho, 355 ml de cerveja ou 45 ml de uísque ou o consumo frequente de três doses dessas bebidas por dia para as mulheres e seis para os homens é classificada como alcoolismo pesado.

Mas e a relação entre álcool e pressão alta? Será que o consumo da bebida pode ser associado à hipertensão?

Álcool e pressão alta 

Podemos afirmar que álcool e pressão alta estão associados, pois a hipertensão é um dos problemas causados pelo abuso de bebidas alcoólicas, sendo o consumo de álcool um dos fatores de risco para o desenvolvimento do problema.

De acordo com informações da Mayo Clinic, organização de serviços médicos e de pesquisas médico-hospitalares, consumir três doses de bebidas alcoólicas de uma vez só resulta em uma elevação temporária da pressão arterial. Já pessoas que exageram na ingestão de bebidas alcoólicas frequentemente podem sofrer com aumentos na pressão arterial a longo prazo.

Outro problema é que as bebidas alcoólicas são calóricas. Por exemplo, uma garrafa de 600 ml de cerveja tem 270 calorias, uma dose de 150 ml de vinho tinto de mesa carrega 125 calorias, uma dose de uísque possui 105 calorias, uma dose de rum traz 97 calorias, uma dose de gim possui 110 calorias e um coquetel de martini é dotado de 160 calorias.

O abuso na ingestão dessas bebidas pode causar o acúmulo de calorias e, consequentemente, o aumento de peso. E o que isso tem a ver com a relação entre álcool e pressão alta? Simplesmente, o ganho de peso também está associado à elevação da pressão arterial.

Como diminuir a pressão alta se eu bebo demais?

Quem bebe muito e abusa do álcool pode imaginar que parar subitamente de consumir as bebidas alcoólicas pode resolver o problema da pressão alta. Entretanto, isso não é verdade. Nesse caso, o ideal é que quem deseja diminuir a pressão arterial, corte a bebida aos pouquinhos, reduzindo a sua taxa de consumo lentamente ao longo de uma a duas semanas.

O corte brusco do consumo de bebidas alcoólicas gera o risco de sofrer uma severa hipertensão durante diversos dias.

Por outro lado, as pessoas que consomem muito álcool e diminuem a ingestão, passando a tomar a bebida de maneira moderada, podem diminuir a pressão arterial sistólica (pressão arterial máxima, valor medido quando o ventrículo esquerdo bombeia uma quantia de sangue para a aorta) em 2 a 4 milímetros de mercúrio (mmHg).

No mesmo cenário, a pressão arterial diastólica (pressão arterial mínima, quando o ventrículo esquerdo volta a ficar cheio para retomar o processo de circulação) pode ser reduzida em 1 a 2 mmHg.

Quanto posso consumir de álcool por dia? 

Na verdade, recomenda-se que as bebidas alcoólicas não sejam ingeridas diariamente, mas que haja, no mínimo, um intervalo de um a dois dias entre seu consumo. Para não sofrer com os problemas à saúde causados pelo álcool, a ingestão deve ser de leve a moderada.

Apesar de não existir uma quantidade adequada de álcool a ser consumida por todas as pessoas, acredita-se que as mulheres são mais propensas aos prejuízos trazidos pelas bebidas alcoólicas do que os homens.

Geralmente, recomenda-se que elas ingiram de 10 a 15 ml de álcool a cada dia em que a bebida for tomada, o que é correspondente a uma taça de vinho ou uma garrafa pequena de 355 ml de cerveja. Já os homens até 65 anos de idade podem ingerir um pouco mais de álcool e tomar duas garrafas de cerveja ou duas taças de vinho.

Por sua vez, os homens com idade superior a 65 anos são orientados a beber a mesma quantidade de álcool que as mulheres por dia de consumo – apenas uma dose.

Como saber se tenho hipertensão? 

A hipertensão não apresenta sintomas até as fases mais avançadas da doença. A única forma de saber se você sofre com a condição é medindo a pressão por meio de um equipamento chamado esfigmomanômetro, que também é conhecido como aparelho de pressão.

Recomenda-se que pessoas adultas chequem sua pressão uma vez a cada dois anos. Já indivíduos com histórico de hipertensão na família, diabéticos, obesos ou fumantes devem ter a pressão medida duas vezes por ano.

Quem já teve a hipertensão diagnosticada deve fazer a checagem uma vez por semana como forma de saber se a doença está controlada. Uma pessoa é diagnosticada com pressão alta depois de três a seis aferições com registros elevados, realizadas em dias diferentes em um intervalo maior que 30 dias.

Isso porque existem fatores que podem afetar a pressão arterial de maneira temporária, como estresse, esforço físico, uso de cigarros e o próprio consumo de álcool, como explicamos acima. Daí a importância de fazer visitas regulares ao médico para checar como anda o estado de sua saúde.

O tratamento da doença

O tratamento da hipertensão deve ser acompanhado pelo médico que determinará como o caso deve ser lidado conforme o grau de gravidade da doença. Além de poder prescrever o uso de medicamentos, ele provavelmente recomendará mudanças no estilo de vida, como redução de peso, prática de exercícios físicos, diminuição do consumo de álcool, redução da ingestão de sal, diminuição do consumo de gorduras saturadas e aumento da ingestão de frutas e vegetais.

Outro problema da relação entre álcool e pressão alta é que a bebida pode interagir com remédios utilizados no tratamento da condição, interferindo na sua eficiência e aumentando os seus efeitos colaterais. Portanto, quem já foi diagnosticado com a doença não pode, de maneira alguma, abusar no consumo das bebidas alcoólicas.

Quem não pode consumir bebidas alcoólicas? 

Mulheres gestantes, pessoas com passado de alcoolismo ou histórico familiar de dependência alcoólica, que tenham antecedentes de AVC hemorrágico, com doenças no fígado ou doenças no pâncreas não devem ingerir bebidas alcoólicas mesmo de maneira moderada.

Vídeo:

E aí, gostou das dicas?

Você já imaginava que existia uma relação entre a ingestão de álcool e pressão alta? Você já foi diagnosticado com a hipertensão? Qual a frequência do consumo de álcool? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (25 votos, média: 4,24 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite


ARTIGOS RELACIONADOS

11 comentários

  1. 10 a 15 ml é muito menos do que a medida de um dosador, que dirá de uma taça!

  2. Tive um avc com 25 anos consumia cerveja sempre tive a pressão normal de uma hora pra outra ela subiu

  3. tomo sinvastatina 40mg, alopurinol 100mg, losartana 50mg e aas 100mg, posso engerir bebidas alcoolicas?

  4. faço uso de bebida alcolica quase diariamente , mas pratico exercícios físicos todos os dias ,. faço caminhada e corrida em media de 5 km por dia , 5 dias por semana.
    isso ajuda.

  5. Sou ipertensa minha pressão é sempre alta é raro ficar em 13/80 ou 12/80 essa semana ela chegou 20/12 gostaria de ajuta pra normalizar minha pressão obg

  6. José Reinaldo Gonçalves

    Consumo em media duas ceevejas por dia….minha pressao é alta mesmo quando eu paro.

  7. Uma grande ajuda para baixa a pressão é o suco de chuchu ,em 15 dias sua pressão vai estar bem abaixo do que está atualmente, a minha chegou a normalizar.
    Receita: um litro e meio de água filtrada
    Um chuchu grande descascado e picado
    Um dente de alho grande descascado
    Um suco de limão Grande
    Bate tudo no liquidificador coe e beba ao longo do dia. Preferência gelado para amenizar o sabor do alho.garanto para vocês que funciona não custa tentar e me digam que vocês acharam

  8. Eu tenho 24 anos tenho pressao alta eu ainda posso beber cerveja quantas garrafas se eu beber ela tem risco de subrir?

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*