Alface Dá Gases?

Especialista:
atualizado em 03/01/2020

Democrática, a alface pode aparecer tanto em receitas mais saudáveis e leves como uma salada como em pratos mais calóricos e gordurosos como um x-salada. Veja a seguir se comer alface dá gases ou se esse não é um dos efeitos com os quais precisamos nos preocupar ao consumir a verdura na dieta.

Mas será que quem consome o alimento precisa ficar preocupado se ele não pode deixar a pessoa com gases? Ou isso não passa de um mito?

Aproveite para conferir todos os benefícios da alface para a saúde e boa forma e veja uma análise dos diferentes tipos de alface e suas respectivas características.

Será que a alface dá gases?

Os alimentos que possuem fibras não são totalmente digeridos no intestino delgado. Esses alimentos são transferidos para o intestino grosso para serem decompostos, o que pode produzir muitos gases.

A alface não contém tantas fibras como alguns outros alimentos, mas ela ainda pode causar gases, particularmente se você não estiver acostumado a comer fibras. Se você está apenas começando a adicionar fibras à sua dieta, o excesso de gases frequentemente vai embora por conta própria, uma vez que o seu corpo fica acostumado a digerir as fibras.

É aconselhável que quem não tem o costume de consumir muitas fibras adicione o nutriente aos poucos nas refeições, aumentado gradativamente a quantidade de fibras a ser ingerida. Também é importante tomar bastante água para acompanhar o consumo do nutriente.

Acrescentar muitas fibras de modo muito rápido na alimentação provoca sintomas como gases, inchaço e cólicas.

Além disso, o mestre em medicina tradicional chinesa destacou que algumas pessoas podem ser sensíveis a determinados tipos de alface. Segundo a Northwestern Medical Faculty Foundation (Fundação da Faculdade Médica da Universidade Northwestern) dos Estados Unidos, as pessoas que têm gases devem evitar consumir a alface americana e a alface romana.

Por sua vez, a Fundação Internacional para Distúrbios Gastrointestinais (IFFGD, sigla em inglês) classificou a alface dentro do grupo de vegetais que têm menos probabilidade de provocar os gases.

Os gases e a alface contaminada

Algumas pessoas podem perceber que comer alface dá gases quando consomem o alimento contaminado. A alface que não foi limpa ou manuseada apropriadamente pode ter contaminação bacteriana, que pode ter os gases como um sintoma. Embora não seja um problema comum, surtos de contaminação podem ocorrer.

A ingestão de uma alface contaminada também pode provocar outros sintomas como cólicas abdominais, diarreia e vômito. Ao experimentar esses sintomas de uma contaminação bacteriana, é necessário procurar o auxílio médico imediatamente.

Para prevenir problemas digestivos por comer uma alface contaminada, é aconselhado lavar bem e por completo o alimento antes de consumi-lo. Outra estratégia que ajuda neste sentido é comprar apenas alfaces de boa qualidade e boa procedência, de bons produtores e bons estabelecimentos.

A culpa não é só da alimentação

Além de saber se a alface dá gases, é importante conhecer quais outros fatores – que não se resumem apenas àquilo que comemos e bebemos em nossas refeições – podem interferir na produção de gases no organismo.

O PhD e professor clínico associado de nutrição da Universidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos, Charles Mueller, explicou que os gases que soltamos não são produzidos somente pelos alimentos que consumimos, mas também pelo ar que engolimos ao comer rápido demais, que acaba passando pelo trato gastrointestinal.

No mesmo sentido, o gastroenterologista, professor clínico associado de medicina da Universidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos, e PhD David Poppers esclareceu que os gases são uma combinação entre dois fatores: o ar que engolimos, ao comermos muito rapidamente, e o alimento que consumimos.

A nutricionista Abby Langer explicou ainda que doenças gastrointestinais sérias também podem ser a principal causa dos gases. Eles ainda podem estar relacionados ao uso de alguns medicamentos e a problemas na flora intestinal, completou a especialista.

“Para aqueles que não têm um problema de fundo (para provocar os gases, como as doenças gastrointestinais), a quantidade de gases que nós temos está diretamente relacionada com a quantia de alimento e/ou ar não digerido no nosso cólon. Se estamos comendo coisas que o nosso corpo não está decompondo, nós vamos ter gases”, completou Langer.

Ainda que seja constrangedora, a flatulência é uma função normal do corpo, completou o PhD Charles Mueller. Ele alertou ainda que devemos nos preocupar mais quando não estivermos soltando gases do que quando a flatulência aparecer.

Mueller orientou também a procurar o auxílio médico quando ocorrerem mudanças nos hábitos intestinais que não se resolvem sozinhas como cólicas, inchaço, prisão de ventre, diarreia, não ter flatulência alguma ou o aparecimento de muitos gases.

Vídeo:

Gostou das dicas?

Fontes e Referências Adicionais:

Você já tinha percebido que alface dá gases para você? Costuma comer alface com frequência na sua dieta? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário