Chá para Desinchar – 10 Melhores, Como Fazer e Dicas

Especialista:
atualizado em 25/12/2019

Vez ou outra, a gente percebe que uma parte do nosso corpo – como a barriga, as pernas ou os pés – ou todo o corpo de maneira geral encontra-se inchado. O inchaço acontece quando órgãos, a pele ou outra parte do corpo se expande, geralmente em resultado de uma inflamação ou do acúmulo de fluidos.

O inchaço pode surgir por conta da retenção de líquido, de alguma lesão que sofremos ou como efeito colateral de algum medicamento que esteja sendo utilizado.

  Continua Depois da Publicidade  

Outras possíveis causas para o aparecimento do inchaço são: picadas de inseto, queimaduras, erupção cutânea, urticária, gravidez, menstruação, alterações hormonais, reações alérgicas, doenças autoimunes, problemas de circulação, desnutrição, diabetes, câncer, cirrose, doença hepática, reação a cirurgias e infecção, por exemplo.

Quando o clima está quente e a pessoa fica de pé ou permanece sentada na mesma posição, ela pode experimentar inchaço nas pernas ou nos tornozelos. Trabalhar ou exercitar-se em um ambiente quente também pode provocar o inchaço.

10 opções de chá para desinchar – Como fazer e cuidados 

Ao experimentar um inchaço, especialmente quando não houver explicação aparente e/ou estiver associado a outros sintomas, o ideal é que você consulte o médico para saber se o inchaço não é decorrente de algum problema de saúde e dar início ao tratamento adequado, se for esse o caso.

Quando, além de ser inexplicável, o inchaço aparecer rápido e, principalmente, vier acompanhado de dor e ganho de peso sem explicação, a ajuda médica deve ser acionada imediatamente.

O tratamento indicado pelo médico para lidar com o inchaço dependerá do problema que o causou, podendo ser necessário o uso de medicamentos ou até mesmo um procedimento cirúrgico.

Existem também algumas opções de chá para desinchar o corpo, entretanto, eles não extinguem a necessidade de consultar o médico. Isso porque mesmo que esses chás ajudem em relação ao inchaço, diminuindo o sintoma, é preciso descobrir e tratar a origem do problema, ou teremos uma mera solução paliativa. 

Agora que já sabemos disso tudo, vamos à nossa lista com algumas opções de chá para desinchar:

1. Chá de ulmária (Filipendula rubra)

O nosso primeiro chá para desinchar o corpo é o chá de ulmária. Em artigo publicado, encontramos que a bebida é útil para diminuir o inchaço e que se trata de uma erva anti-inflamatória.

  Continua Depois da Publicidade  

No livro A Field Guide to Medicinal Plants and Herbs (Um Guia de Campo para Plantas e Ervas Medicinais, tradução livre), os botânicos James Duke e Steven Foster disseram que a ulmária possui um composto chamado salicina.

De acordo com Duke e Foster, a salicina se transforma em ácido salicílico no trato digestivo e é daí que os cientistas derivam o semissintético ácido acetilsalicílico, conhecido comercialmente como a aspirina.

Entretanto, a ulmária não pode ser utilizada por mulheres grávidas e por pessoas que tenham alergia aos salicilatos. Além disso, a sua dosagem excessiva pode provocar efeitos colaterais como problemas gastrointestinais.

Receita de chá de ulmária

Ingredientes: 

  • 2 colheres de chá de ulmária seca (folhas e/ou flores);
  • 1 xícara de água fervente.

Modo de preparo:

  1. Despejar a xícara de água fervente em um recipiente com a ulmária seca;
  2. Tampar e deixar a descansar durante 10 a 15 minutos;
  3. Então, coar e servir-se.

2. Chá de hibisco (Hibiscus rosa-sinensis)

O chá de hibisco é uma bebida que, além de ser diurética, também fornece uma ação laxante e é útil para melhorar o funcionamento do intestino, podendo diminuir o inchaço da barriga.

O chá de hibisco é contraindicado para mulheres que estejam grávidas ou em processo de amamentação de seus bebês, pessoas que têm pressão baixa e usam remédios para tratar o problema e indivíduos que tomam medicamentos para a hipertensão.

  Continua Depois da Publicidade  

A bebida interage com remédios como paracetamol, antivirais, antimaláricos e anti-inflamatórios. O chá também já foi associado a alguns efeitos colaterais. Por exemplo, ele não deve ser consumido em excesso para que não cause uma desidratação, já que promove a eliminação de líquido por parte do organismo.

A diminuição dos níveis de glicose no sangue é outra reação causada pelo chá. Com isso, ele não é apropriado diabéticos que já seguem tratamento para controlar as suas taxas de açúcar e deve ter seu consumo interrompido duas semanas antes da realização de uma cirurgia.

Outros possíveis efeitos colaterais atribuídos à bebida e ao hibisco são a abertura e expansão dos vasos sanguíneos, o que favorece o desenvolvimento de doenças no coração, o prejuízo ao foco e a concentração, perturbação ou dor estomacal temporária, gases, náusea, prisão de ventre, urina dolorosa, dor de cabeça, zumbido nos ouvidos e tremores.

O chá de hibisco não deve ser ingerido em excesso. Como não existe um consenso em relação à dosagem máxima ou limite para a bebida, é fundamental consultar o médico para saber qual a dose permitida, para o seu caso em particular. Sem fazer isso, corre-se o risco de tomar uma quantidade exagerada do chá e passar mal.

Receita de chá de hibisco

Ingredientes:

  • 2 colheres de sopa cheias de flores de hibiscoseco;
  • 1 litro de água em início de fervura. 

Modo de preparo:

  1. Colocar o hibisco seco na água quente;
  2. Tampar e deixar repousar durante 10 minutos. Coar e servir-se.

3. Chá de mix de ervas

Esta receita de chá para desinchar leva alcachofra, cavalinha, sabugueiro, louro e anis. A promessa é que a bebida auxilia a combater o inchaço e a retenção de líquidos, servindo para desinchar os pés e as mãos no final do dia.

Receita do chá de mix de ervas

Ingredientes: 

  • 10 g de cavalinha;
  • 10 g de sabugueiro;
  • 10 g de alcachofra;
  • 10 g de louro;
  • 10 g de anis;
  • 1 litro de água.

Modo de preparo:

  1. Misturar as ervas e reservar;
  2. Levar uma panela com a água ao fogo para ferver. Uma vez que a água estiver fervendo, apagar o fogo e adicionar o mix de ervas;
  3. Tampar a panela para deixar abafar durante cinco minutos. Coar o chá e armazená-lo em uma garrafa térmica. 

4. Chá de salsa (Petroselinum crispum)

Segundo o livro The Green Pharmacy Herbal Handbook: Your Everyday Reference to the Best Herbs for Healing (O Manual de Ervas da Farmácia Verde: Sua Referência Diária para as Melhoras Ervas para Cura, tradução livre), a salsa é utilizada para fins medicinais como um diurético, auxiliando os rins a remover o excesso de líquido do corpo.

Entretanto, a salsa não deve ser utilizada por quem faz uso de medicamentos diuréticos, sem a liberação do médico. Para quem sofre com problema nos rins também vale a pena consultar o médico antes de utilizar o chá de salsa. 

Receita de chá de salsa

Ingredientes:

  • 1 colher de chá de salsa seca;
  • 2 xícaras de água.

Modo de preparo:

  1. Juntar a salsa com a água e levar ao fogo para ferver para 10 minutos;
  2. Desligar o fogo, esperar amornar um pouco, coar e servir-se.

Aconselhamos adicionar o suco de ½ limão fresco ao chá para melhorar o efeito diurético e consumir o chá logo que acordar pela manhã. 

5. Chá de raiz de bardana (Arctium lappa) 

As propriedades diuréticas da raiz de bardana foram associadas ao efeito de auxiliar a diminuir o edema (inchaço) e a retenção de líquido nas extremidades.

De acordo com o que encontramos, a raiz de bardana é especialmente útil como chá para desinchar, servindo para ajudar o tratamento da gota, em que os pés e os dedos dos pés ficam inchados e doloridos. Entretanto, se você sofre com a doença, consulte o seu médico para saber se esse chá realmente é indicado para você.

Além disso, alertamos que algumas pessoas podem ser sensíveis à planta e sofrer com erupções cutâneas ao entrar em contato com ela. Caso isso ocorra, recomendamos utilizar luvas ao mexer com a raiz de bardana. No entanto, se a erupção cutânea persistir, o jeito é procurar a ajuda do médico.

Receita de chá de raiz de bardana

Ingredientes: 

  • 1 colher de sopa de raiz de bardana;
  • 1 copo de água.

Modo de preparo:

  1. Em uma panela, adicionar a água e a raiz de bardana;
  2. Levar ao fogo até ferver. Depois que levantar fervura, desligar o fogo, tampar e esperar esfriar;
  3. Quando o chá estiver em uma temperatura adequada, coar e servir-se.

6. Chá de dente-de-leão (Taraxacum officinale)

O chá de dente-de-leão também é conhecido como um chá para desinchar o corpo. O Centro Médico da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, relata que a bebida é oferecida com frequência para aliviar o edema nas pernas, nos pés e nas mãos.

Entretanto, o chá de dente-de-leão não deve ser utilizado por quem também faz uso de medicamentos diuréticos, sem que o médico libere. De acordo com nossas pesquisas, essa bebida deve ser evitada por diabéticos.

Receita de chá de dente-de-leão

Ingredientes: 

  • 15 g de folhas e raízes de dente-de-leão;
  • 250 ml de água fervente.

Modo de preparo:

  1. Colocar as folhas de raízes de dente-de-leão em um recipiente com a água fervente;
  2. Tampar e deixar descansar durante 10 minutos;
  3. Coar e servir-se. 

7. Chá verde com abacaxi 

Segundo a Universidade de Purdue, nos Estados Unidos, o abacaxi é uma das frutas que melhor atua como um diurético.

Sobre o chá verde, a cafeína presente no extrato do chá aumenta a quantidade de urina que o organismo elimina.

Isso trabalha como um diurético no corpo. Como a cafeína faz você produzir mais urina, você fica com menos água no corpo, especialmente na corrente sanguínea. Se você precisa de um diurético para ajudar a controlar a sua pressão arterial, converse com o seu médico sobre isso antes de tentar usar o extrato de chá verde ou outros suplemento.

Vale alertar para que as pessoas não tomem chá verde de forma excessiva. Ele é diurético e não é um substituto da água. Mulheres que estejam grávidas ou amamentando não devem consumir uma quantidade excessiva de chá verde, não devendo ultrapassar a dose de mais de duas xícaras do chá diariamente.

Receita de chá verde com abacaxi

Ingredientes:

  • 1 colher de sopa de chá verde;
  • 1 fatia de 1 cm de abacaxi;
  • 500 ml de água.

Modo de preparo:

  1. Colocar todos os ingredientes dentro de uma panela;
  2. Ligar o fogo e deixar ferver com o abacaxi ao longo de alguns minutos. Desligar o fogo, adicionar o chá verde e esperar uns 10 minutos. Coar e servir-se.

8. Chá de cabelo de milho (Zea mays L.)

Também chamada de barba de milho, a planta que dá origem ao chá é conhecida por auxiliar a diminuir o inchaço.

No entanto, o cabelo de milho é contraindicado para mulheres que estejam grávidas, mulheres que se encontrem na fase da amamentação e para pacientes com dificuldade para urinar em decorrência de uma inflamação na próstata.

Receita de chá de cabelo de milho

Ingredientes:

  • 2 colheres de sopa de cabelo de milho picadas;
  • 2 xícaras de água fervente.

Modo de preparo:

  1. Juntar os ingredientes em uma panela;
  2. Levar ao fogo e ferver por 10 minutos. Coar, amornar e servir-se.

9. Chá de cavalinha (Equisetum arvense) 

Outro chá para desinchar que elimina água do corpo, confirmado por especialistas como um ótimo diurético.

Porém, vale destacar que a cavalinha não pode ser utilizada por mulheres que estejam grávidas, mulheres que se encontrem no período do aleitamento, pacientes que tenham insuficiência cardíaca e pessoas que sofram com a insuficiência renal.

Receita de chá de cavalinha

Ingredientes: 

  • 2 colheres de sopa de cavalinha seca;
  • 500 ml de água filtrada.

Modo de preparo:

  1. Botar a água para ferver em uma panela com tampa;
  2. Quando a água começar a borbulhar, desligar o fogo e acrescentar a cavalinha seca. Tampar a panela e deixar descansar por 10 minutos;
  3. Coar o chá e bebê-lo ainda morno. Não tomar mais do que duas xícaras da bebida por dia.

10. Chá de carqueja (Baccharis trimera)

Apesar de ter um sabor amargo, a bebida contribui com a eliminação do líquido retido do corpo, algo que provoca o inchaço. A carqueja é uma planta com ação diurética, mas que pode provocar a diminuição da imunidade e a hipotensão (queda da pressão), quando ingerida de maneira excessiva.

Além disso, a carqueja não pode ser utilizada por gestantes, por mulheres que estejam amamentando, por pacientes com diabetes descontrolada e por pessoas que sofrem com a pressão baixa.

Receita de chá de carqueja

Ingredientes:

  • 25 g de hastes de carqueja;
  • 1 l de água fervente.

Modo de preparo:

  1. Colocar as hastes de carqueja na água fervente dentro de um recipiente;
  2. Deixar repousar até 10 minutos com o recipiente tampado. Coar e servir-se. Não tomar mais do que três xícaras da bebida por dia.

Outras dicas

O ideal é tomar o seu chá para desinchar logo após o preparo (não necessariamente tomar todo o conteúdo preparado de uma vez), antes que o oxigênio do ar destrua os seus compostos ativos. Um chá costuma preservar substâncias importantes até 24 horas depois do preparo, porém, depois desse período, as perdas são consideráveis.

É necessário certificar-se ainda de que os ingredientes que você utilizar no preparo do seu chá para desinchar sejam de boa qualidade, de boa procedência, orgânicos, estejam bem limpos e higienizados e não tenham a adição de nenhuma substância ou produto que possa prejudicar a sua saúde.

Ao adquirir a sua erva, certifique-se ainda de que se trata realmente da planta que você procura, checando o seu nome científico. Isso porque algumas plantas podem ter nomes parecidos, porém, ser diferentes em suas propriedades e efeitos.

Caso experimente qualquer tipo de efeito colateral ao consumir um chá para desinchar a barriga ou o corpo, procure rapidamente a ajuda médica.

Além disso, antes de utilizar qualquer dessas opções, é essencial conversar com o médico. Isso é necessário para que você confirme se o chá realmente pode ser eficiente para o seu caso, que não te fará mal e como você deve utilizá-lo (em que dosagem e frequência).

Mesmo os chás podem ser contraindicados para algumas pessoas, interagir com medicamentos, suplementos ou plantas medicinais e provocar efeitos colaterais, principalmente quando utilizados de maneira indevida.

Esses cuidados são importantes para todo mundo, especialmente para crianças, adolescentes, idosos, mulheres que estejam grávidas ou amamentando e pessoas que sofram com alguma doença ou algum tipo de condição específica de saúde.

O que você achou dessas opções de chá para desinchar o corpo que separamos acima? Pretende utilizar alguns para combater a retenção de líquidos? Sofre muito com essa condição? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (37 votos, média: 4,08 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário

4 comentários em “Chá para Desinchar – 10 Melhores, Como Fazer e Dicas”

  1. MUITO BOM SÓ QUE EU ESTOU COM UMA AMIGA QUE É HIPERTENSA
    E AS VEZES NÃO PODE COM ALGUMA RAIZ E AS PERNAS DELA INXAR MUITO NÃO SEI A EXPLICAÇÃO
    ELA ESTA TOMANDO CHÁ DE SALSINHA E ESTÁ COMEÇANDO A RESOLVER

    NNN