Como Congelar Espinafre e Ter Mais Praticidade na Dieta

Especialista:
atualizado em 27/12/2019

O espinafre é uma daquelas comidas que costumam aparecer em listas de alimentos saudáveis. Também pudera, o vegetal serve como fonte de uma série de nutrientes que o nosso organismo necessita para funcionar corretamente, como fibras, ferro, potássio, magnésio, vitamina A, vitamina B6, vitamina B9 (folato), vitamina C, vitamina E e vitamina K.

O espinafre possui uma série de benefícios como ação anti-inflamatória, auxílio à saúde dos olhos, efeito antioxidante, estímulo à imunidade do corpo, contribuição com a manutenção da saúde dos ossos, preservação da saúde da pele e auxílio à desaceleração do processo de envelhecimento.

Para quem não tem tempo de comprar, selecionar e/ou preparar o espinafre semanalmente ou em um intervalo de poucos dias, uma alternativa viável e prática para as refeições pode ser congelar o alimento.

Entretanto, é necessário saber como congelar espinafre corretamente para não correr o risco de perder o valor nutricional do alimento ao longo do processo.

Mas então, como congelar espinafre corretamente?

Ao passar pelo processo de congelamento, o espinafre retém os seus nutrientes e pode ser utilizado em receitas de vitaminas e pratos culinários.

O espinafre pode ser escaldado ou não antes de ir para o congelador e também pode ser congelado na forma de purê, se o uso do alimento for destinado exclusivamente para o preparo de receitas líquidas.

Encontramos três métodos de como congelar espinafre e reproduzimos o passo a passo de cada um deles logo a seguir:

Método 1

  1. Colocar as folhas frescas de espinafre em uma tigela grande e cobrir com água limpa e fria;
  2. Com as mãos bem limpas e higienizadas, misturar e organizar cada folha de espinafre enquanto elas estão de molho para remover folhas danificadas, ervas daninhas, insetos, pedras, sujeiras ou outros resíduos que possam estar por ali;
  3. Escorrer a água e transferir o espinafre para um escorredor grande. Lavar o espinafre na água corrente e fria durante aproximadamente 30 segundos. Para os espinafres que aparentam estar bem sujos ou simplesmente para ter um cuidado extra, recomenda-se executar os passos 2 e 3 duas vezes, como forma de eliminar o máximo de sujeira possível;
  4. Passar o espinafre para um girador de salada (salad spinner) e usar o acessório para se livrar do máximo de água que conseguir. Para quem não tem o utensílio, a dica é envolver as folhas de espinafre no papel-toalha e apertar gentilmente para tirar o excesso de umidade. Em seguida, dispor as folhas de espinafre em um papel-toalha novo e seco e deixá-las lá durante 10 a 15 minutos para que continuem a secar;
  5. Encher um ou mais saquinhos plásticos seguros para o congelamento de alimentos (aqueles que têm fecho tipo zip lock) com a maior quantidade possível de espinafre limpo que conseguir, extrair qualquer excesso de ar e selar os saquinhos. Recomenda-se embalar os espinafres bem apertados porque isso deixa menos espaço para qualquer excesso de ar;
  6. Levar o espinafre ao congelador, onde ele deve permanecer próprio para o consumo por aproximadamente seis meses;
  7. Quando for usar o alimento, descongelar o espinafre na geladeira por diversas horas. Espremer qualquer excesso de umidade das folhas descongeladas antes de utilizá-las ou consumi-las. As membranas celulares vão se quebrar durante o armazenamento congelado, fazendo com que o espinafre seja muito mole para ser consumido cru, mas você ainda pode adicionar o alimento a vitaminas e receitas cozinhadas.

Método 2

  1. Encher uma tigela grande com uma quantidade suficiente de água fria para cobrir o espinafre (porém, sem colocar o vegetal dentro) e levar ao fogão no fogo médio-alto e deixar que a água atinja uma fervura contínua. Como o procedimento natural para escaldar o espinafre pode provocar a perda de alguns nutrientes, uma sugestão para diminuir a quantidade de nutrientes que são perdidos é fazer o processo ao vapor, colocando uma cestinha própria para cozinhar ao vapor em cima da água fervente;
  2. Tendo a água atingido o ponto de fervura contínua, rapidamente mergulhar todo o espinafre na água e tampar a panela. Ficar de olho no relógio e retirar o vegetal assim que passarem dois minutos. Para quem escolher o processo ao vapor, deve ser feito o seguinte: colocar as folhas de espinafre no cesto para cozinhar ao vapor e tampar imediatamente – a tampa deve ficar fechada de modo bem apertado para capturar vapor o suficiente escaldar o espinafre;
  3. Antes do espinafre terminar de escaldar, encher uma tigela grande com gelo e água gelada. Quando as folhas de espinafre terminarem de escaldar, tirá-las da panela e transportá-las para o pote com água gelada. Deixar o espinafre submergido ali por mais dois minutos;
  4. Usar um girador de salada (salad spinner) para secar as folhas de espinafre ou colocá-las em um escorredor grande, que deve ser posicionado sobre papéis-toalha secos, e deixar o espinafre escorrer por aproximadamente 20 minutos para depois usar mais papel-toalha e tirar gentilmente qualquer excesso de umidade;
  5. Encher um ou mais saquinhos plásticos seguros para o congelamento de alimentos (aqueles que têm fecho tipo zip lock) com o espinafre, extrair qualquer excesso de ar e selar os saquinhos e levar para o congelador. Recomenda-se embalar os espinafres bem apertados porque isso deixa menos espaço para qualquer excesso de ar;
  6. O espinafre escaldado congelado pode ficar de 9 a 14 meses no congelador. Na hora de usar, a indicação é descongelar por diversas horas na geladeira. Como o espinafre descongelado costuma ficar empapado, ele não pode ser consumido cru, porém, pode aparecer em receitas de vitaminas ou pratos cozinhados.

Método 3

  1. Colocar seis partes de espinafre para uma parte de água no liquidificador, tampar o aparelho e bater até que o espinafre se torne um purê grosso e macio. Para muitos liquidificadores, deve-evitar encher mais do que a metade do copo para que as lâminas do aparelho consigam acessar adequadamente o conteúdo do copo. É necessário adicionar apenas uma quantidade suficiente de água para colocar o liquidificador para funcionar, mas se o seu aparelho tiver dificuldade com a quantidade de água usada na proporção seis partes de espinafre para uma parte de água, você pode acrescentar mais água em pequenos incrementos;
  2. Depois que o purê estiver pronto, dispor em forminhas de gelo limpas;
  3. Levar as forminhas de gelo para o congelador por aproximadamente quatro horas ou até o purê de espinafre ficar sólido;
  4. Em seguida, transferir o purê congelado de espinafre para os saquinhos plásticos seguros para congelamento (aqueles que têm fecho tipo zip lock), sem esquecer de remover o excesso de ar antes de selar os saquinhos;
  5. Então, levar os saquinhos ao congelador, onde eles podem ser armazenados por até um ano. O purê congelado de espinafre deve ser descongelado antes de ser usado ou adicionado em vitaminas, ensopados e pratos similares.

Atenção

Este artigo não substitui nenhuma opinião ou recomendação do nutricionista, apenas serve para informar. Portanto, antes de aderir a esses métodos de como congelar espinafre, vale a pena confirmar com o nutricionista como congelar espinafre e conferir se esses métodos são realmente corretos para preservar o potencial nutritivo do alimento.

O que você achou dessas receitas de como congelar espinafre? Pretende fazer alguma que tenha chamado sua atenção? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário