Como Desidratar Cebola?

Especialista:
atualizado em 27/01/2020

Aprender como desidratar cebola pode ser muito útil para que você possa utilizá-la como aditivo em produtos industrializados como sopas, molhos e enlatados. Mas ela também pode ser servida como petisco e utilizada como tempero. Para quem deseja dar uma chance ao ingrediente, é importante aprender a desidratar cebola em casa, que é o que você verá a seguir.

Se estiver na vibe de comer aperitivos mais sequinhos, você também vai gostar de aprender como desidratar maçã.

Métodos de como desidratar cebola

Método 1 – No micro-ondas

Ingredientes:

  • 1 cebola;
  • 1 colher de café;
  • 1 colher de sal.

Modo de preparo:

1 – Cortar a cebola em quatro partes no formato de uma cruz;

2 – Retirar as cascas da cebola – você pode aproveitá-las para depois preparar um chá de casca de cebola;

3 – Transferir a cebola para um prato próprio para ir ao micro-ondas. Esse prato deve ser grande o suficiente para acomodar a cebola – se não couber direito, providencie outro recipiente maior;

4 – Misturar o açúcar e o sal em um potinho. Polvilhar a mistura obtida por cima da cebola;

5 – Levar a cebola ao micro-ondas por seis minutos em potência alta. A cada minuto marcado, dar pausa e vire os pedaços da cebola para o lado contrário;

6 – Como cada micro-ondas apresente uma potência diferente, é necessário ficar de olho na cebola e prestar atenção na sua aparência. Ela deve ganhar uma aparência levemente marrom;

7 – Depois de pronta, transferir a cebola desidratada para um pote de vidro, cobrir com óleo até cobrir todos os seus pedaços e tampar o recipiente. Também é possível acrescentar ingredientes como a erva tomilho, o alecrim, o orégano ou outros itens de sua preferência no pote para dar mais sabor às cebolas desidratadas.

Método 2 – No forno convencional

Ingredientes:

Modo de preparo:

1 – Preaquecer o forno em 70º C – uma temperatura mais elevada pode queimar no lugar de desidratar;

2 – Preparar as formas: cobrir duas assadeiras rasas com papel-manteiga ou papel vegetal resistente para ir ao forno – são necessárias duas formas para cada cebola a ser desidratada, pois é preciso ter espaço para acomodar as suas fatias. Recomenda-se que as assadeiras utilizadas sejam 5 cm mais estreitas nas laterais do que o forno para possibilitar a circulação de ar;

3 – Remover as pontas e as cascas da cebola. Então, cortá-las no formato de anéis de 0,3 cm a 0,6 cm;

4 – Espalhar os anéis de cebola pelas formas, sem empilhar um em cima do outro porque isso vai atrasar o processo de desidratação e fará com que as fatias não sejam desidratadas igualmente;

5 – Levar os anéis de cebola ao forno para serem desidratados ao longo de seis a 10 horas, mexendo ocasionalmente conforme a necessidade para evitar que eles sejam queimados. Deve ser mantido um espaço vazio de 7,5 cm entre as formas e entre a grelha mais alta e a parte de cima do forno;

6 – Como é necessário manter uma boa circulação de ar, recomenda-se manter a porta do forno semiaberta, com um espaço de 10 cm para que o interior não fique muito quente. Colocar um ventilador na entrada do forno também ajuda a facilitar a circulação de ar;

7 – É importante prestar atenção em quando os anéis de cebola tiverem finalizando o processo de desidratação porque podem queimar se passarem do ponto;

8 – Depois que estiverem prontos, os anéis de cebola estarão quebradiços e poderão ser desmanchados com o auxílio das mãos no formato de flocos. Eles também podem ser transformados em pó – para isso, basta colocá-los dentro de um saquinho bem limpinho e passar um rolo de massa por cima. Se preferir, você ainda pode manter os anéis desidratados de cebola no seu formato original, entretanto, vale a pena registrar que por estarem quebradiços, eles poderão se partir facilmente;

9 – Armazenar a cebola desidratada em um recipiente hermético e deixá-la na despensa.

Método 3 – No desidratador

Ingredientes:

  • Cebolas.

Modo de preparo:

1 – Descascar as cebolas, remover as suas pontas e a sua raiz. Fatiar as cebolas em formatos bem fininhos de anéis de 0,3 cm;

2 – Colocar as fatias de cebola no desidratador, dispondo-as sozinhas, sem empilhar uma em cima da outra. Elas devem ser espalhadas o mais espalhado possível, sem que toquem uma na outra. A distância recomendada é de pelo menos 5 cm ou 7,5 cm uma da outra para otimizar a circulação de ar;

3 – Deixar as fatias de cebola desidratando no aparelho ao longo de 12 horas. Caso o seu desidratador possua um termostato, ligue-o em 63º C e deixe até os pedaços de cebola desidratarem. Se o seu equipamento não tiver, então será necessário que você fique atento ao processo de desidratação. O tempo total de desidratação nos aparelhos mais antigos pode variar em uma hora para mais ou para menos das 12 horas previamente indicadas. Recomenda-se monitorar as cebolas e a temperatura com o auxílio de um termômetro de cozinha resistente ao forno para dar conta de estimar o tempo total necessária para o processo de desidratação das cebolas nos desidratadores mais antiguinhos;

4 – Armazenar os anéis de cebola desidratados dentro de um recipiente hermético e colocar esse pote em um ambiente fresco e seco.

Dicas

Quando armazenadas a vácuo, as cebolas desidratadas podem durar até 12 meses, enquanto em outras condições em que há menor armazenamento de ar, a expectativa é que durem entre três a nove meses.

É necessário verificar a umidade e, caso perceba qualquer sinal de umidade no recipiente durante os primeiros dias de armazenamento, a orientação é retirar as cebolas, desidratar mais um pouco e secar o recipiente antes de devolvê-las ao pote, pois a umidade pode estragar rapidamente as cebolas.

Você já sabia como desidratar cebola? Pretende fazer em casa? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário