Fubá Prende ou Solta o Intestino?

Especialista:
atualizado em 23/12/2019

O fubá é um ingrediente obtido a partir do milho. Ele é produzido a partir da moagem fina do milho cru, debulhado e seco, e pode ser utilizado em diversas receitas como bolos, mingau, pudins, pães, sopas, broas e cuscuz, por exemplo.

O produto pode ser encontrado fresco, vendido por produtores de milho, ou em suas versões industrializadas, como as que encontramos nos supermercados.

O fubá prende ou solta o intestino? 

Ao comer alguma receita preparada com o ingrediente, você já experimentou algum tipo de efeito inesperado no seu intestino? Será que o fubá prende ou solta o intestino?

Os carboidratos representam a maior parte da energia encontrada na composição do fubá, correspondendo a até 76% das calorias presentes no alimento.

Um tipo de carboidrato que faz parte da composição do ingrediente é a fibra alimentar, que é conhecida por amolecer as fezes, prevenindo assim a prisão de ventre, que também é chamada de intestino preso.

O que acontece é que as fibras não são quebradas quando atravessam o trato digestivo do nosso organismo. Então, o nutriente absorve água e amolece e solta as fezes.

Uma porção de 100 g de fubá apresente 76,9 g de carboidratos e 7,3 g de fibras.

Mas há um porém em relação ao consumo de alimentos com fibras – é importante que ele venha acompanhado da ingestão de água. O nutrólogo Jose Alves Lara Neto alertou para o fato de que a ingestão do nutriente sem a presença do líquido pode fazer com que o intestino fique ainda mais preso.

Da mesma forma, a nutricionista Ana Cristina Wolf diz que as fibras podem causar o ressecamento do intestino quando são ingeridas não acompanhadas da água.

Cuidado com o excesso de fibras

Uma pessoa adulta não deve consumir mais do que 25 g a 35 g de fibras diariamente.

Quando esse limite é ultrapassado e a pessoa ingere uma quantidade excessiva do nutriente em um curto espaço de tempo, no lugar de aliviar o intestino preso, o que pode acontecer é o agravamento do quadro de prisão de ventre.

Ao mesmo tempo, comer muitos alimentos contendo fibras também pode soltar o intestino além da conta e resultar no desenvolvimento de uma diarreia, que carrega consigo o risco de trazer uma desidratação.

A diarreia pode ser desenvolvida porque o corpo puxa a água que o organismo necessita para eliminar a fibra que foi consumida.

Além disso, o exagero no consumo do nutriente pode causar outras complicações como a baixa qualidade na absorção de minerais e problemas abdominais como gases, inchaço e cólicas.

É claro que para exceder a quantidade limite do consumo de fibras, principalmente em um curto período de tempo, seria necessário ingerir uma quantidade muito grande de fubá. Entretanto, precisamos levar em consideração que o ingrediente não é o único alimento que possui o nutriente e que a junção dele com outros alimentos fontes de fibras é que pode levar ao excesso da ingestão do composto.

Alergia

A alergia ao milho é uma condição importante a ser levada em consideração quando procuramos entender se o fubá prende ou solta o intestino. O problema é desenvolvido quando o sistema imunológico confunde o milho ou algum produto feito a partir dele, como é o caso do fubá, com uma substância maléfica para o corpo.

Assim, em resposta, o sistema de defesa do organismo libera anticorpos para neutralizar o alimento. Então, a próxima vez que o milho e outros produtos feitos com ele forem consumidos, o corpo o identifica e sinaliza o sistema imunológico, que causa uma reação que gera uma série de sintomas alérgicos.

Entre esses sinais está a diarreia. Ou seja, quem sofre com alergia ao milho pode ficar com o intestino solto ao consumir o fubá. Outros sintomas associados à condição são: formigamento ou coceira na boca, urticária (vermelhidão na pele) ou eczema (inflamação na pele, que traz inchaço, coceira e vermelhidão), inchaço dos lábios, língua, rosto, garganta ou outras partes do corpo, dificuldade para respirar com chiado e congestão nasal, tontura, vertigem ou desmaio, náusea e vômito.

Existem ainda os sinais associados a uma reação alérgica grave, também conhecida pelo nome de anafilaxia, que pode ser fatal. São eles: perda de consciência, pulso acelerado e irregular, choque e dificuldade para respirar por conta do inchaço da garganta e das vias aéreas.

Caso você experimente a diarreia e/ou um ou mais sintomas mencionados acima, fique atento para ver se não se trata de uma reação alérgica e busque ajuda médica o mais rápido que puder para saber a melhor forma de lidar com o problema.

Vídeo:

Gostou das dicas?

Você já imaginava que o fubá prende ou solta o intestino? Tem o costume de ingerir alimentos com o ingrediente frequentemente? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (32 votos, média: 3,47 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário

6 comentários em “Fubá Prende ou Solta o Intestino?”