Grávida Pode Fazer Jejum Intermitente?

Especialista:
atualizado em 16/06/2020

Veja se uma grávida pode fazer jejum intermitente ou se esse estilo de dieta deve ser evitado por quem estiver gestante.

Será que uma grávida pode fazer jejum intermitente tranquilamente? A estratégia de ficar diversas horas do dia sem ingerir alimentos pode ser prejudicial para ela e/ou para o bebê que se desenvolve em seu ventre?

A Associação Americana de Gravidez alertou que quando se fala em dieta na gestação, a referência é à melhoria dos hábitos alimentares para assegurar que a mulher forneça uma nutrição apropriada para si mesma e para seu neném, uma vez que a alimentação saudável durante uma gravidez é essencial para o crescimento e o desenvolvimento do bebê.

Mas será que uma mulher grávida pode fazer jejum intermitente?

O jejum intermitente é programa alimentar em que a pessoa intercala períodos em que come com períodos em que permanece em jejum.

Quando se fala em dieta na gestação, a referência não é à restrição de calorias ou a uma tentativa de emagrecer, esclareceu a Associação Americana de Gravidez, que também advertiu que tentar perder peso enquanto grávida pode ser perigoso tanto para a futura mamãe quanto para o neném, já que pode restringir o fornecimento de importantes nutrientes para o período como ferro e ácido fólico (vitamina B9).

Portanto, se você desconfiou que ficar horas do dia sem ingerir alimento algum pode não ser muito indicado para uma mulher grávida, saiba que você está no caminho certo.

Isso porque o pesquisador da área de nutrição Kris Gunnars classificou o jejum intermitente como “provavelmente uma má ideia” para as gestantes.

“Pessoas com diabetes avançada ou que usam medicamentos para diabetes, pessoas com histórico de distúrbios alimentares como anorexia e bulimia, grávidas e mulheres que amamentam não devem tentar o jejum intermitente a não ser que estejam sob a supervisão rigorosa de um médico que possa monitorá-los”, alertou a médica e mestra em saúde pública Monique Tello, em artigo para a Harvard Health Publishing (Publicação de Saúde de Harvard, tradução livre).

Mas por que será que o programa alimentar pode ser ruim para as grávidas? Em seu site, a nutricionista Lily Nichols elencou alguns motivos. Um deles é a falta de pesquisas acerca do tema – de acordo com Nichols, os dados a respeito do jejum intermitente na gestação são mistos. Para ela, embora não seja possível traçar conclusões no momento, existem preocupações o suficiente para contraindicar o jejum intermitente para uma mulher grávida.

Resumindo, o objetivo durante a gravidez precisa ser uma nutrição e um estilo de vida saudáveis, não a perda de peso. O seu corpo quer que você ganhe peso e desenvolva um bebê. Esse não é o momento para estar pensando sobre ‘autofagia’ ou evitar ganhar peso/massa de gordura.

As mudanças na composição corporal induzidas por hormônios na gravidez acontecem por uma razão. Não lute contra isso. Aproveite para entender quanto engorda na gravidez – mês a mês.

Fazer jejuns com frequência pode resultar em hipoglicemia (baixa nos níveis de açúcar no sangue), traz o risco da mãe ter menos líquido amniótico e do neném ficar com baixo peso, além de poder representar um perigo para a vida do bebê.

Ou seja, os jejuns jamais devem ser orientados para as grávidas, que correm o risco de desmaiar mesmo ao jejuar uma única vez. Ficar mais de quatro horas sem comer enquanto grávida já corresponde a um período prolongado sem comer, motivo pelo qual isso não é orientado.

Vídeo:

Necessidades nutricionais

As necessidades por micronutrientes e calorias de uma gestante são elevadas, e limitar a ingestão de alimentos a uma pequena janela de tempo pode dificultar o suprimento dessas necessidades.

Piora de sintomas gestacionais

Outro problema refere-se ao fato de que, no final da gravidez, a ausência de espaço na barriga da gestante pode tornar complicado conseguir comer grandes porções de alimentos em uma única vez sem experimentar problemas como azia ou desconforto digestivo.

Para uma mulher que já enfrenta o incômodo e os sintomas típicos de uma gravidez, não parece muito interessante adicionar mais problemas do tipo à lista por conta do jejum.

Para as mulheres grávidas que experimentam sintomas como náusea, fadiga e baixa energia ao longo da gestação, a recomendação pode ser alimentar-se em intervalos regulares durante o dia, geralmente a cada três horas, para que os seus níveis de açúcar no sangue fiquem estabilizados. Tal orientação seria inviabilizada por uma dieta que determinada ficar diversas horas sem comer.

Para a futura mamãe que se preocupa com a boa forma

Mais interessante do que apenas questionar se uma grávida pode fazer jejum intermitente é marcar uma conversa com o médico responsável por acompanhar a gestação para expor as suas preocupações quando à elevação do peso e saber tudo o que pode fazer para não engordar além da conta durante a gestação, sem deixar de fornecer todos os nutrientes e a energia que ela e seu neném necessitam e de garantir a sua própria segurança assim como a do seu bebê.

Se você está gestante, jamais entre em uma dieta restritiva sem ao menos antes conversar com o médico a respeito dos riscos que o regime em questão pode apresentar.

Além disso, tenha em mente que este artigo serve unicamente para informar e jamais pode substituir as orientações profissionais e qualificadas do médico.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já se perguntou se grávida pode fazer jejum intermitente? Chegou a pensar em experimentar a prática? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário