Musculação na Adolescência – Riscos e Benefícios

Especialista:
atualizado em 14/01/2020

A adolescência é a fase da vida de uma pessoa em que preocupações que antes nem passavam pela cabeça começam a se tornar importantes. E em meio a pensamentos de como conquistar o menino ou a garota dos sonhos e que profissão seguir quando se tornar um adulto, outra apreensão que pode surgir é em relação à estética e boa forma.

E é partir daí que alguns dos jovens que se encontram nesse período podem pedir aos pais que os matriculem em uma academia, não apenas com o objetivo de ostentar uma barriga lisinha e livre de gorduras, mas também para ganhar massa muscular. E é nesse momento que eles podem dar o primeiro passo na musculação.

Mas será que musculação na adolescência faz bem à saúde? Conheça alguns dos pós e contras de um adolescente praticar esse tipo de exercício:

Benefícios da musculação na adolescência 

Vamos começar pelo lado positivo e descobrir quais são os benefícios que a musculação na adolescência pode trazer:

  • Aumento de força – pesquisadores do Hospital John Hopkins, em Baltimore, nos Estados Unidos, realizaram um estudo de revisão relacionado à musculação na adolescência e chegaram à conclusão que a ciência aponta que os jovens que se dedicam a esse tipo de treinamento têm um crescimento de 30 a 50% em seu grau de força depois de 8 a 12 semanas de programa de exercícios;
  • Crescimento da densidade óssea, que corresponde à quantidade adequada de cálcio nos ossos, de modo que a sua rigidez seja garantida;
  • Diminuição da gordura corporal;
  • Menor risco de desenvolvimento de obesidade;
  • Auxílio ao controle do peso corporal;
  • Redução da pressão arterial em adolescentes que sofrem de hipertensão;
  • Prevenção ou atraso no aparecimento de pressão arterial alta;
  • Construção de ossos, articulações e músculos fortes;
  • Risco de lesão é similar a outras atividades – estudos também já mostraram que as chances do adolescente se lesionar durante um treino com levantamento de peso são as mesmas que as oferecidas por outros tipos de exercícios. Obviamente que para que isso seja verdade é fundamental que as técnicas e orientações dos instrutores físicos sejam seguidas corretamente;
  • Melhoria de foco e concentração;
  • Aumento da autoestima – ao conseguir entrar em forma e ganhar massa muscular, o adolescente pode se sentir mais bonito e satisfeito com a própria aparência, algo que certamente fará com que ele ganhe confiança e autoestima;
  • Socialização – na academia o adolescente poderá conhecer outros jovens de sua idade, com os mesmos interesses e gostos, e fazer novos amigos. Isso é especialmente interessante para aqueles com dificuldades de socialização em outros ambientes.

Riscos da musculação na adolescência

Mesmo depois de termos conhecido os benefícios que a prática traz nessa fase da vida, não dá para negar que a musculação na adolescência também traz alguns riscos, como:

  • Lesões – a preocupação de alguns pais em relação à musculação de seus filhos é em relação ao risco de lesões. Esse medo é justificado quando os treinamentos são realizados sem supervisão de um profissional qualificado de educação física, quando as técnicas executadas são erradas, o equipamento utilizado é ruim ou velho ou a carga de peso utilizada para a realização dos exercícios é grande demais. Caso contrário, as chances de lesão são as mesmas que qualquer tipo de atividade física, como explicamos no tópico dos benefícios. Entre as lesões que o treino descuidado traz, podemos destacar a hérnia de disco e os danos à cartilagem;
  • Prejuízo ao crescimento – outro risco que o exercício de musculação mal executado pode trazer ao jovem é o estresse ao seu esqueleto, o que pode inibir o processo de crescimento;
  • Uso de substâncias ilegais – o risco que um adolescente corre ao estar em uma academia cheia de adultos, em que uns possuem boa índole e outros têm más intenções, é a de não conseguir resistir à tentação de fazer uso de anabolizantes e esteroides ilegais, sugerido por um praticante com mais experiência, para obter o crescimento muscular que tanto deseja de maneira rápida. Substâncias como essas trazem grave riscos à saúde como o surgimento de câncer, problemas no fígado, diabetes, lesões no fígado, esterilidade, impotência sexual, irregularidades na menstruação e redução das mamas nas meninas. Por isso, para os pais de adolescentes que se dedicam à musculação, vale a sugestão de ficarem atentos a comportamentos estranhos de seus filhos e um aumento de massa muscular muito grande em um curto período de tempo. E claro, uma boa conversa a respeito dos perigos que essa prática traz também pode prevenir que os jovens se metam nesse tipo de encrenca. Vale a pena mostrar a eles histórias e depoimentos de fisiculturistas que levaram mais tempo para ganhar os músculos que possuem hoje, mas que o fizeram sem trapacear, evoluindo com o passar do tempo;
  • Surgimento de uma obsessão – mesmo quando o adolescente não usa as substâncias ilegais, ele pode acabar ficando obcecado com esse mundo e se tornar uma pessoa neurótica em relação à alimentação e treinos para obter o crescimento muscular o mais rápido possível. Caso isso aconteça, também vale que os pais conversem com seus filhos sobre as outras possibilidades que a vida traz em relação ao estudo, família e amigos e mostre a eles que as outras partes da vida também precisam de atenção.

Cuidados necessários

Antes que um adolescente ou qualquer pessoa comece a fazer musculação é essencial que ele faça uma consulta com o médico para descobrir se tudo anda bem com a saúde e se está apto a treinar com pesos.

Também é fundamental que ele tenha sempre o acompanhamento de um profissional sério de educação física, que vá indicar a quantidade de séries, intensidade, frequência (geralmente a indicação é de três vezes por semana) e carga de pesos adequadas para a idade do praticante, além de explicar as técnicas adequadas de modo que ele não venha a se lesionar ou prejudicar o próprio crescimento.

O corpo de um adolescente é diferente de um adulto, assim como a sua capacidade física, logo o jovem não pode levantar pesos tão altos quanto os de uma pessoa mais velha. É importante certificar-se de matriculá-lo em uma academia séria, com bons profissionais e equipamentos de qualidade.

Você é ou foi um praticante de musculação na adolescência? Com quantos anos começou a malhar? Tem medo de atrapalhar seu crescimento ou do seu filho? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (22 votos, média: 3,68 de 5)
Loading...
Sobre Francisco Santana

Francisco José Santana é personal trainer, formado pela Univer Cidade RJ 2007, com certificação CORE360º treinamento funcional, Certificação Internacional FNS I e II em avaliação funcional, especializações em suplementação nutricional esportiva, Crosstraining - Scientific Sport, Cineantropometria aplicada, Primeiras ações em emergência, Prevenção de Doenças Laborais, Musculação, Ginástica Corretiva, Spinning (Johnny G), Técnica de Tecidos Moles - Miofacial, e Inteligência Emocional - ASICC

Deixe um comentário

6 comentários em “Musculação na Adolescência – Riscos e Benefícios”

  1. Meu filho tem 13 anos com aparência de 11 macrinho e meio franzino, tomei uma iniciativa de levá-lo a academia comigo, notei que ouve um almento de sua massa muscular e com a dieta especial, desde então vejo que sua alto estima cresceu e está super empolgado.

  2. Leonardo, boa noite! Me chamo Luiz Henrique e estou fazendo meu tcc em educação física com o tema: motivos que levam os adolescentes a prática da musculação. Gostaria de saber se você teria referências para me ajudar nessa pesquisa. Desde já, agradeço!

  3. Olá, me chamo Leonardo, tenho 27 anos e comecei a treinar musculação com 14 anos, posso afirmar a todos que fez toda diferença na minha vida, na minha saude na estetica do meu corpo, qnd comecei eu pesava 56 kg, em 3 anos eu pesava 80 com uma estrutura fisica totalmente modelada, claro q com mta dedicação e força de vontade, parei em alguns momentos, mais sempre voltando com maia força. Realmente no colegio com as meninas foi otimo kkk alcancei todos meus objetivos e uma grande alegria tbm foi q amigos meu se tornaram fisiculturistas e disseram de boca cheia q se inspiraram lembrando de como eu me dedicava e tinha meus resultados, por isso mulecada e mininada vao com força ao objetivo sem olhar pra trás, qnt melhor o instrutor e o comonheiro de treino melhor a velocidade da sua conquista. Nóis vlw

    • Fui atleta, era mimnha vida, vivia para ódio e estudar, hoje tenho um filho de 14 anos, a minha idade, fiz muitos progressos e gostaria de realizar a vontade de meu filho, sem substâncias cacerrigenas. Acredito e tenho fé no sensei Marcelo Cerqueira e o amigo guga. Sou da época que lutavos para tudo, sinto tanto ter me afastado,as se conversar meu tesouro vou voutar com tudo eu e ele e só serve oeu mestre. Marcelo Cerqueira. Preciso me libertar desta depressão que Quase acabou com minhsa vidade. 0su.