5 Ótimos Suplementos para Adolescentes

Especialista:
atualizado em 18/02/2020

Ao se deparar com os atores e atrizes de corpos sarados que aparecem nos filmes e séries, com os atletas em forma impecável que participam dos seus esportes favoritos ou até com conhecidos, amigos ou parentes que esbanjam uma boa forma, os adolescentes podem se interessar por atingir uma forma física parecida.

Então, eles pedem aos pais para que os matriculem em uma academia para treinar com foco no aumento de massa muscular e/ou perda de peso e passam a seguir uma alimentação voltada ao mesmo objetivo. Aproveite para conferir 7 dicas de dieta para adolescente ganhar massa muscular.

No entanto, em determinado momento, os jovens podem entender que além dos treinamentos e dos cuidados com a dieta é necessário utilizar algum suplemento para maximizar os seus resultados.

Existem também aqueles adolescentes ou pais que podem se interessar pelos suplementos que prometem melhorar a pele ou contribuir com a saúde de maneira geral.

Entretanto, quando falamos de menores de idade, sabemos que não é qualquer tipo de produto que pode ser usado, uma vez que o organismo de um adolescente não é tem a mesma estrutura que a de um adulto e exige cuidados diferentes.

Por isso, é fundamental que tanto eles quanto os seus pais conheçam quais tipos de suplemento podem ser apropriados para um adolescente. E é justamente isso o que você vai conferir na lista a seguir:

1. Proteína em pó

O suplemento que encabeça essa lista de produtos é o whey protein ou proteína do soro do leite. Trata-se de uma proteína de alto valor biológico, bastante útil para contribuir com a construção muscular.

Sua indicação para os adolescentes é justificada pelo fato que muitos desses jovens costumam ingerir proteínas de valor biológico ruim como salsicha, hambúrguer, nuggets, presunto e apresuntados, por exemplo. Com isso, eles não conseguem suprir as necessidades de proteínas do organismo.

Além do whey protein, outra opção de proteína em pó que podem funcionar bem é albumina, também conhecida como a proteína do ovo.

2. Substitutos de refeição

A referência aqui é aos shakes que são misturados com água ou as barrinhas de proteínas para substituir uma refeição. A ideia é aqui é usar um desses produtos como um lanche pela manhã ou pela tarde para o adolescente que não está querendo emagrecer.

A justificativa é que eles podem ser mais saudáveis do que coxinha, pizza ou outros fast-food ou frituras na hora dos lanches entre uma refeição e outra.

Antes de escolher um substituto de refeição, é importante avaliar bem o rótulo do produto para verificar quais são as suas fontes de proteínas, qual é a sua proporção de carboidratos, se esses carboidratos correspondem mais ao açúcar ou aos carboidratos de índice glicêmico mais saudável e quais são as suas fontes de gorduras.

Mas atenção: a recomendação não é utilizar um shake ou barrinha de proteínas no lugar de uma refeição principal – café da manhã, almoço ou jantar -, pelo menos não sem antes consultar o médico.

Esses produtos podem não ser capazes de fornecer os nutrientes e a energia que o organismo do adolescente necessita em uma refeição principal, trazendo o risco de desenvolver insuficiências ou deficiências nutricionais.

Confira 8 dicas para escolhar uma boa barra de proteína.

3. Óleo de peixe (Ômega-3)

Ele aparece na lista porque se trata de um anti-inflamatório potente par o organismo. O produto pode ser útil para os adolescentes porque muitos deles sofrem com espinhas inflamadas, que trazem prejuízos sociais e diminuem a autoestima do jovem. Aprenda mais a respeito do uso do ômega-3 para a acne.

4. Hipercalóricos

São suplementos que podem ser indicados para os adolescentes que têm o objetivo de aumentar o peso e de ganhar massa muscular. Esses produtos costumam ser à base de uma mistura entre carboidratos, gorduras e proteínas.

Como o valor calórico desses suplementos é bastante elevado, eles são contraindicados para os adolescentes que procuram emagrecer. Mas atenção: existe a preocupação de que os hipercalóricos podem causar espinhas. O adolescente que já sofre com o problema ou que deseja evitá-lo deve conversar com o seu dermatologista a respeito do produto.

5. Multivitamínicos

O ideal é sempre que as vitaminas, os minerais e os antioxidantes sejam consumidos por meio da alimentação com legumes, verduras e frutas variadas. No entanto, não é novidade que alguns adolescentes não conseguem ter uma dieta saudável, seja por não gostar desses alimentos, seja por levar uma vida muita corrida, por conta de compromissos com estudo e trabalho.

O resultado disso é o desenvolvimento de algum tipo de deficiência nutricional. É justamente aí que podem entrar os multivitamínicos, que são suplementos que complementam o fornecimento de vitaminas e minerais ao organismo.

Eles são úteis não somente em termos de saúde, mas também para ganhar massa muscular ou perder peso. Isso porque quando o organismo está nutrido adequadamente todas as suas reações metabólicas funcionam de uma forma otimizada, já que os micronutrientes necessários estarão ali presentes.

Atenção

As informações acima são gerais e não podem substituir as orientações profissionais de um médico e/ou de um nutricionista. Antes de escolher um desses produtos, o adolescente precisa consultar esses profissionais de saúde para saber se o suplemento em questão é realmente indicado e seguro para o seu caso em particular, levando em conta não somente os seus objetivos, como também a sua saúde.

Além disso, é o médico ou nutricionista quem deve prescrever a dosagem adequada para cada adolescente. Se uma dosagem mais baixa pode ser ineficiente, uma dosagem mais elevada que o necessário pode representar perigos para a saúde.

Falando nisso, aproveitamos para lembrar que quando um adolescente expor o desejo de ganhar massa muscular e/ou perder peso, o ideal é que os seus pais o encaminhem a uma avaliação médica para saber se o jovem realmente está apto a praticar os treinamentos voltados para o objetivo em questão e em que nível de intensidade esses treinos devem iniciar.

Uma vez que tenha recebido a autorização, é aconselhável que o menor treine em uma academia segura e confiável, sob a orientação de um educador físico qualificado para instruir o treinamento de adolescentes, de modo que não seja exposto a situações perigosas.

Vídeo:

Gostou das dicas?

Você possui um filho adolescente que está começando a se interessar por academia e pretende ganhar massa muscular? Qual desses suplementos parece mais eficiente para ele? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário