Polenta Tem Carboidrato? E Glúten? Tipos, Variações e Dicas

Especialista:
atualizado em 15/01/2020

A polenta é conhecida como um prato típico da culinária italiana, que tem uma boa aceitação em outros países, inclusive no Brasil. Veja a seguir se polenta tem carboidrato e glúten nas suas diferentes variações e tipos de preparo, informação que é importante principalmente para quem segue uma dieta low carb.

Afinal, quem nunca saboreou uma polenta como acompanhamento no almoço ou no jantar? Feita à base de farinha de milho (fubá), a receita pode ser servida mole, dura, grelhada, frita ou aparecer acompanhada por molhos ou outros ingredientes.

Aproveite para entender se comer polenta engorda, baseado em suas calorias e nutrientes, e veja também se farinha de milho tem glúten, faz mal e é low carb.

Será que a polenta tem carboidrato?

Quem gosta de saborear as receitas de polenta, mas segue uma dieta com diminuição ou restrição na ingestão de carboidratos, seja por questões de saúde, seja com o objetivo de estimular o emagrecimento, pode se preocupar se a polenta tem carboidrato.

Bem, para sabermos isso, precisamos analisar ingredientes que são utilizados no seu preparo, não é mesmo?

Conforme já vimos acima, a base de uma receita simples de polenta é a farinha de milho ou fubá, um produto que tem uma quantidade expressiva de carboidratos em sua composição.

Por exemplo, uma porção de 50 g ou ½ xícara de fubá da marca Yoki contém 41 g de carboidratos.

No entanto, qual será o teor de carboidratos que diferentes tipos e porções de polenta podem apresentar? É justamente isso o que você confere na lista a seguir:

1. Polenta cozida (genérica)

  • 30 g: aproximadamente 12 g de carboidratos;
  • 100 g: aproximadamente 40 g de carboidratos;
  • 1 xícara: aproximadamente 96 g de carboidratos.

2. Polenta frita (genérica)

  • 30 g: aproximadamente 9,5 g de carboidratos;
  • 1 tira ou fatia de aproximadamente 50 g: 16,24 g de carboidratos;
  • 100 g: 31,85 g de carboidratos.

3. Polenta no forno ou fervida (genérica)

  • 1 tira ou fatia: 9,23 g de carboidratos;
  • 100 g: aproximadamente 18 g de carboidratos;
  • 1 xícara (cozida): 43,45 g de carboidratos.

4. Polenta pronta da marca Yoki

  • 100 g: 16 g de carboidratos;
  • 200 g ou três fatias: 32 g de carboidratos.

5. Polenta cremosa tradicional da marca CaldoBom

  • 30 g: 18 g de carboidratos;
  • ½ xícara ou 50 g: 30 g de carboidratos;
  • 100 g: 60 g de carboidratos.

6. Polenta palito da marca Excelsior

  • 6 palitos ou 85 g: 21 g de carboidratos.

7. Polenta tolete da marca Pratigel

  • 3 unidades ou 85 g: 13 g de carboidratos.

8. Polenta congelada da marca Canção

  • 1 porção de 85 g: 13 g de carboidratos.

9. Polenta palito da marca D’aucy

  • 1 xícara ou 85 g: 18 g de carboidratos.

10. Polenta com molho de carne (genérica)

  • 1 colher de sopa cheia: 2,84 g de carboidratos;
  • 1 colher de arroz cheia: 4,87 g de carboidratos;
  • 1 pedaço pequeno: 8,11 g de carboidratos;
  • 1 pedaço médio: 12,17 g de carboidratos;
  • 1 pedaço grande: 16,22 g de carboidratos;
  • 1 prato raso: 24,33 g de carboidratos
  • 1 prato fundo: 40,55 g de carboidratos.

Atenção

Como cada marca de fubá pode apresentar uma quantidade de carboidratos diferente da outra, cada receita de polenta também poderá ter uma quantia diferente do nutriente em relação à outra, dependendo da marca escolhida do ingrediente.

Também deve-se considerar que o acréscimo de outros ingredientes na preparação irá alterar o teor total de carboidratos do prato.

A polenta tem tem glúten?

Agora que já vimos se a polenta tem carboidrato e qual pode ser a quantidade do nutriente encontrada no prato, será que o alimento também possui o glúten em sua composição? Ou essa receita pode ser classificada como livre de glúten?

Enquanto a substância precisa ser excluída da dieta de quem sofre com condições como a doença celíaca e intolerância ou sensibilidade ao glúten, outras escolhem retirar a proteína da alimentação mesmo sem ter esses problemas.

Uma receita tradicional e simples de polenta é feita com água, sal e farinha de milho (fubá). Como sabemos, a água e o sal não possuem glúten, mas e quanto ao fubá?

Pois bem, o fubá não contém o glúten em sua composição e, inclusive, é um dos alimentos livres da substância que podem ser utilizados para substituir a farinha de trigo, ingrediente presente em muitas receitas e que é composto pelo glúten.

Entretanto, quando outros ingredientes além da água, do sal e do fubá são adicionados a uma receita de polenta, é preciso certificar-se de que eles não tenham glúten para que o prato final também seja livre e glúten.

Para ter essa certeza, a dica é analisar bem a embalagem dos ingredientes que serão usados na preparação, procurando se ela não informa sobre a presença ou a possibilidade da presença do glúten no produto.

Vale a pena fazer isso até mesmo com o fubá para checar se não há o risco de ter ocorrido uma contaminação cruzada com o glúten, que pode ocorrer quando um produto sem a substância é fabricado, processado, embalado ou transportado no mesmo ambiente, equipamento ou veículo que um produto com glúten.

Vídeo:

Gostou das dicas?

Fontes e Referências Adicionais:

Você já imaginava que polenta tem carboidrato? E quanto ao glúten? Consome com frequência em sua dieta? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário